Chama-se “Radiolândia – Museu do Rádio” e pode estar de portas abertas dentro de três meses, nas instalações da antiga escola primária de Bustos.
Este futuro espaço museológico – apresentado no passado dia 18, no dia em que os familiares de Manuel Silva assinaram com a autarquia a cedência de mais de um milhar de aparelhos de rádio – contará com outros dois volumes de construção para albergar aquela rara coleção de rádios, apetrechada ao longo de mais de 50 anos pelo antigo comerciante de rádios.
O protocolo agora assinado, que sintoniza a Câmara e os familiares do colecionador por um período de 20 anos, renováveis por proposta mútua, materializa as intenções, quer da autarquia quer dos famiiares de Manuel Silva, para criar um espaço digno para albergar e mostrar esta vasta e valiosa coleção privada, que reúne alguns dos rádios mais raros e importantes do século XX, muitos deles reunidos pelo colecionador no seu antigo estabelecimento e outros aparelhos que entretanto lhe foram oferecidos por amigos ao saberem da coleção que o mesmo estava a desenvolver.

João Paulo Teles

Leia a reportagem completa na edição de 25 de maio 2017 do JB