Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Desporto

OBSC volta a perder

Mau início de campeonato para o Oliveira do Bairro, que em Bustelo perdeu por 2-0, resultado construído na primeira parte. Em três jogos realizados, os bairradinos somam apenas um ponto. O Anadia, em jogo da 2.ª eliminatória da Taça de Portugal, perdeu por 2-1 no terreno do Pedras Rubras.

Posted in Desporto, Futebol0 Comentários

Águeda promove Torneio Novos Talentos

O Recreio Desportivo de Águeda (RDA) vai realizar o Torneio Novos Talentos. O evento realiza-se no sábado e domingo, dias 27 e 28 de setembro e destina-se aos vários escalões de formação de futebol de 7: Petizes, Traquinas A e B, Benjamins A e B e Infantis A e B.
O torneio promovido pelo RDA conta com a participação de mais dez clubes, num total de 46 equipas. Geração Benfica, Oliveira do Bairro Sport Clube, Clube Desportivo de Estarreja, Grupo Desportivo da Gafanha, Grupo Desportivo da Mealhada, Futebol Clube Vaguense, União Desportiva Mourisquense, Associação Atlética Macinhatense, LAAC e RDA são os clubes que vão disputar os jogos, no fim de semana, no Estádio Municipal de Águeda.
Os jogos dividem-se entre o campo sintético e relvado do Estádio Municipal de Águeda. Começam no sábado, às 9h, e prolongam-se ao longo de todo o dia, com o último jogo previsto iniciar às 18h40. No domingo, os jogos também começam às 9h e o último jogo do dia inicia-se às 16h50.
O torneio, uma iniciativa promovida pelo RDA serve de preparação para a nova época 2014/ 2015.

Posted in Desporto, Futebol0 Comentários

Apenas Calvão deu conta do recado. Na II, candidatos entram a vencer

A procissão ainda vai no adro mas já se começa a desenhar quem são os candidatos. Um deles, o Alba, foi à Mealhada vencer o conjunto local, num jogo em que os pupilos de Luís Simões mereciam melhor sorte.
O conjunto de Albergaria-a-Velha é um dos líderes, a par com o Bustelo, União de Lamas e Cucujães. Os dois últimos fizeram mossa a duas equipas da Bairrada. O primeiro venceu em Oliveira do Bairro, o segundo em casa o Mourisquense. Depois de uma época imaculada em casa na época passada, onde conquistou 15 vitórias e dois empates, o Oliveira do Bairro, com um plantel todo novo, não teve arte nem engenho para evitar a derrota, num jogo em que não criou uma verdadeira oportunidade de golo. Pela amostra não é candidato, mas tudo está no início.
Em casa, o Águeda não foi além de um empate frente ao Avanca. Quem fugiu dos maus resultados foi o Calvão, que não desperdiçou o fator casa e derrotou o Carregosense.
2-Teste super complicado para o Oliveira do Bairro na casa do Bustelo. Também o era em Avanca, outra das equipas candidatas à subida, e os jovens portaram-se bem. Todos sabemos que não há jogos iguais. Uma das curiosidades é saber como os jogadores irão reagir à pobre exibição realizada diante do União de Lamas. A turma de Oliveira de Azeméis parte como favorita e, aos bairradinos, uma das primeiras medidas é contrariar essa possibilidade.
O Mealhada joga no terreno do Fiães, adversário que contabiliza dois empates. Não se perspetiva um jogo fácil para os bairradinos.
Ainda sem qualquer ponto, o Mourisquense recebe o Calvão. Jogo entre duas equipas da mesma igualha, que têm os mesmos objetivos, onde a maior responsabilidade está do lado dos Pilatos, pois jogam perante os seus adeptos.
O Águeda, em virtude do jogo da Taça de Portugal com o Freamunde, adiou o seu jogo,com o União de Lamas, para dia 1 de outubro.

II DIVISÃO

SÉRIE C. 1-No arranque da segunda competição mais importante da AFA, os candidatos não deixaram os seus créditos por pés alheios e venceram com relativa facilidade. Tal não aconteceu com o Famalicão, que só marcou o golo da vitória a cinco minutos do final, em casa, frente ao Águas Boas. Ganhou quem marcou, como sói dizer-se. Também em casa, o Oiã despachou o Ribeira/Azenha com três golos sem resposta.
Mais robusto foi o triunfo da LAAC em casa perante o Vila Nova de Monsarros, enquanto o Luso foi ao terreno do Aguinense dar-lhe chapa cinco. Depois da Taça do Distrito, os guinatos voltaram a sofrer uma goleada em casa. Vida difícil para António Castanheira e seu grupo de trabalho.
O Mamarrosa também entrou com o pé direito, ao vencer em casa (Bustos) o Sosense pela margem mínima (2-1).
Depois das excelentes indicações no jogo da taça (4-0 ao Requeixo), o Paredes do Bairro, na condição de anfitrião, cedeu dois pontos, ao empatar com o Antes.
Oito dias depois, Carqueijo e CRAC voltaram a encontrar-se. Se no jogo da taça, a equipa de Parada de Cima levou a melhor, agora, na casa do primeiro, registou-se um empate a um golo.
2-Jogo de candidatos entre Luso e Famalicão. O jogo promete e os pratos da balança podem pender para qualquer dos lados.
O Oiã não deverá ter dificuldades na visita a Antes. A LAAC, na Azenha, vai encontrar uma equipa ferida no seu orgulho e que pretende apagar os dois resultados negativos. Outra equipa que tentará erguer-se é o Aguinense, que joga de novo em casa com o Sosense, em virtude da colocação do relvado sintético no Campo dos Lagos.
Couvelha, que folgou na primeira jornada, recebe o vizinho Paredes do Bairro. Como se trata de um dérbi, o nosso prognóstico é reservado.
No terreno do CRAC, o Mamarrosa tudo fará para dar sequência aos bons resultados, num jogo que se prevê equilibrado.
O VN Monsarros, frente ao Carqueijo, tudo fará para não desperdiçar o fator casa.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

MRCB assina protocolos com Galitos e Morcul

O passado sábado, dia 20, foi de festa para o Moita Rugby Clube da Bairrada (MRCB), com a celebração do seu 17.º aniversário. O dia ficou marcado pela apresentação de todas as equipas do clube, cujos escalões vão dos Sub-6 aos seniores, num total de 150 atletas, mais a equipa de veteranos.
À noite, na sede social do MRCB, numa festa restrita para jogadores, treinadores, seccionistas e familiares, um dos pontos altos foi a assinatura de protocolos de apoio ao Clube dos Galitos (Aveiro) e ao Morcul Rugby de Mortágua.

Passo importante. Rui Pedro Fernandes, novo presidente do MRCB, sublinhou, no momento da assinatura do protocolo, que “são dois atos importantes, não só para nós, mas também para quem se vai associar a nós. Há muito trabalho do Rui Rodrigues (diretor técnico) neste protocolo”, acrescentando que “estamos aqui a acolher dois clubes empenhados em ter rugby, cabendo-nos dar todo o apoio técnico e infraestruturas para que a modalidade possa singrar no Galitos e no Morcul”.
O líder do MRCB diria que “somos uma casa que acolhe bem, é de todos e, se assim não fosse, não teríamos esta casa”.
António Granjeia, presidente do Clube dos Galitos, comentou que a primeira modalidade que praticou foi o rugby e sempre teve conversas com o Comité Regional de Rugby do Centro e com Rui Rodrigues.
“Por tudo isto, tinha de ter rugby no Galitos. Tivemos de falar com quem sabe e associarmo-nos ao MRCB, único clube no distrito de Aveiro. Esta parceria é importante para todos”, frisou António Granjeia, que no final ofereceu um livro que retrata a tradição olímpica do Galitos.
Rui Rodrigues, diretor técnico do MRCB, foi um dos grandes mediadores para que este protocolo entre os dois clubes se concretizasse. “O protocolo assenta na formação e apoio técnico aos dois clubes para jogadores de Sub-8 a Sub-14. O objetivo é ceder jogadores que preencham as equipas nos torneios em que estas participam. Já em relação aos Sub-14 e Sub-18 femininos, vão ser inscritos e uma semana treinam com o clube.”
Rui Rodrigues adianta que esta é a primeira parceria, “um protocolo de desenvolvimento. Para o próximo ano, o Galitos e o Morcul podem ser equipas-satélite do MRCB”.
Questionado se era um passo importante este protocolo com os dois clubes em questão, o diretor técnico do MRCB esclareceu que “dá-nos a possibilidade de crescermos todos em conjunto. Há seis anos tínhamos 31 atletas. Nessa altura era impossível concretizar este projeto”.

Posted in Desporto, Rugby0 Comentários

Anadia volta a desperdiçar pontos em casa. Pampilhosa é líder

Não está a ser fácil a vida para o Anadia nos jogos em casa onde, em dois jogos, desperdiçou cinco pontos. Depois da derrota com o Marítimo C, os Trevos empataram a um golo com o Gafanha, adversário que até se pode queixar da falta de sorte, pois cometeu um autogolo e falhou uma grande penalidade.
Pela produção das duas equipas em campo, o empate acaba por se aceitar.
Na Série E, o Pampilhosa, depois de duas derrotas em casa, uma delas para a Taça de Portugal, retomou o caminho dos triunfos, ao vencer no terreno da Naval. Com esta vitória, a segunda fora de casa e beneficiando do empate caseiro do Benfica e Castelo Branco diante do Vitória Sernache, os ferroviários recuperaram a liderança com um ponto a mais para os albicastrenses.
2-Domingo joga-se a 2.ª eliminatória da Taça de Portugal. O Anadia joga na casa do Pedras Rubras, também do CNS – Série C, que na última jornada somou os primeiros pontos graças à vitória frente ao Moimenta da Beira. Os bairradinos têm mostrado outro andamento fora de casa, aliás como aconteceu na época passada, por isso têm todas as condições para discutir a eliminatória.
Quem também está na taça é o Águeda. Os Galos do Botaréu jogam no terreno do Freamunde, uma das grandes surpresas da Segunda Liga. A diferença de valores é gritante, trata-se de uma equipa totalmente profissional e outra amadora. Tudo isto é na teoria, na prática é que se vai ver. O favoritismo recai todo para o lado dos capões, mas em futebol não há impossíveis.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

1.º XCR ADREP – Vila da Palhaça

No próximo sábado, dia 20, irá decorrer na Vila da Palhaça o primeiro XCR ADREP Vila da Palhaça. Mais um evento organizado pela secção de BTT da ADREP e que contará com o apoio da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro. A prova de resistência tem duração de 6 e 12h para os mais destemidos. Os atletas poderão escolher participar a solo, em duplas, quadras ou sextetos para as 12h.
A prova decorrerá em caminhos rurais e single-tracks feitos e construídos para esta prova. A Avenida da Arlete (ADREP) e algumas estradas rurais irão estar fechadas ao trânsito durante todo o dia. Por esse motivo, a organização pede desculpa e compreensão pelo incómodo.
Para além do evento em si, paralelamente existirá muita animação. Aulas de fitness, aulas de zumba, tasquinhas e stands com produtos regionais.

Posted in BTT, Desporto0 Comentários

Atletas do Curigym brilham no mundial com as cores de Portugal

A cidade de Rimini, em Itália, foi palco do maior campeonato do Mundo de que há memória, sob a organização da maior federação de Kickboxing mundial (WAKO).
Com a presença de 24 atletas, três treinadores e comandada pelos selecionadores Paulo Santos e João Diogo, Portugal conseguiu mais um feito histórico, ao arrecadar três medalhas de ouro, seis de prata e três de bronze.
A participação de cinco atletas da Bairrada foi também um resultado único para o desporto da Bairrada e Região Centro do país, ao conseguir trazer uma campeã mundial, Patrícia Lourenço, um vice-campeão, André Santos e um bronze, Magda Ruas. A pequena Sara Rodrigues perdeu no combate que lhe garantia o bronze mas provou que tem atitude para ser uma próxima candidata ao pódio. Tiago Santos, uma das grandes esperanças a ser campeão mundial, não foi autorizado a combater na disciplina que foi inscrito, em virtude de ser uma disciplina de KO, pois apenas tem 14 anos. Dessa forma, a única opção foi ter feito outra disciplina que nada tem a ver com aquela que ele tanto treinou. Paulo Santos, selecionador nacional, garante que não houve qualquer negligência na sua inscrição, apenas conhecendo o potencial dele, arriscou um pouco.
A campeã do Mundo Patrícia Lourenço não teve tarefa fácil. Depois de ter eliminado várias adversárias, atuou na final com uma costela fraturada. Foi um ouro muito sofrido visto que, a dez segundos do fim, a atleta da seleção portuguesa estava a perder. Com dicas preciosas e grandes incentivos do seu treinador e selecionador Paulo Santos, que a conhece melhor do que ninguém, Patrícia conseguiu ir buscar força para marcar o ponto que precisava para trazer o ouro para a Bairrada.
André Santos, que teve a tarefa mais difícil da Seleção Nacional, ao apanhar no seu grupo 14 países no qual estavam as seleções mais fortes, apanhou na segunda eliminatória um forte candidato ao ouro de origem, bem mais velho do que o André. Destemido como sempre, o atleta da Bairrada mostrou que a sua missão era só ganhar e, naquele que foi considerado um dos melhores combates deste campeonato, garantiu a passagem à final. Com muitas mazelas nas pernas, toda a noite a gelo, jogou a final no dia a seguir, novamente com outro atleta russo, que tinha ganho a eliminatória anterior por KO ao primeiro assalto, por isso conseguiu apresentar-se mais fresco na final, onde ganhou ao atleta luso com uma diferença mínima.
O composto dos árbitros, antes do combate final começar, informou os selecionadores que se André ganhasse, não só trazia o ouro, como também o prémio de melhor atleta deste campeonato.
Magda Ruas (perdeu 52 quilos de peso corporal em 20 meses de treino) conseguiu um excelente terceiro lugar, que lhe garantiu a medalha de bronze.
Paulo Santos agradece o apoio da Junta de Freguesia de São Lourenço do Bairro, pois foi a única entidade até agora a ajudar nas despesas deste campeonato.

Posted in Desporto, Outras modalidades0 Comentários

OBSC alcança empate em Avanca. Mealhada e Águeda entram a ganhar

No arranque do campeonato da 1.ª Divisão da AFA, o Oliveira do Bairro empatou a um golo na deslocação a Avanca. Com uma equipa totalmente nova e onde impera a juventude, os bairradinos fizeram uma exibição personalizada e justificaram amplamente a divisão dos pontos.
O resultado até podia ter sido bem melhor, se Rafa tivesse feito o 0-2, pois no minuto seguinte, os avancanenses conseguiram empatar o jogo.
Numa partida renhida e cheia de golos (5), o Mealhada trouxe importante vitória do reduto do Mourisquense, tal como o Águeda, de Esmoriz, repetindo o êxito da época passada. Com o jogo resolvido na primeira parte, o Calvão estreou-se com uma derrota no terreno do Bustelo, um dos candidatos à subida de divisão.
2-Na receção ao União de Lamas, que vem de uma vitória caseira frente à Ovarense, o Oliveira do Bairro, talvez já melhor apetrechado com os jogadores que não puderam dar o contributo à equipa em Avanca por falta dos certificados internacionais, tudo fará para dar continuidade ao que mostrou na jornada inaugural, e tentar ser, como na época passada, uma fortaleza em casa.
Jogo interessante na Mealhada, com a equipa local a receber o candidato Alba. O espírito da juventude mealhadense é não deixar cair em saco roto os pontos amealhados na Mourisca. O adversário é de respeito e é com isso que os pupilos de Luís Simões terão de se preocupar. Jogo para tripla.
O Águeda joga em casa com o Avanca. O seu adversário vale mais daquilo que mostrou com o Oliveira do Bairro, mas os Galos são favoritos à vitória.
O Mourisquense desloca-se a Cucujães, onde mora uma equipa moralizada pela vitória no terreno do Carregosense. Prevê-se um jogo equilibrado. A equipa da Carregosa joga em Calvão. Os vaguenses, no seu terreno, não podem desperdiçar pontos, pois o seu objetivo passa exclusivamente pela manutenção.

TAÇA DO DISTRITO

1-A maior surpresa aconteceu em Famalicão, com a equipa da casa a ser eliminada pelo Valonguense. O Mamarrosa, que prometeu muito na pré-época, foi surpreendido em casa pelo VN Monsarros, tal como o Águas Boas, que jogou em Oliveira do Bairro e perdeu com o Beira-Vouga.
Oiã, LAAC e Paredes do Bairro começaram a época em grande, ao aplicarem aos seus adversários chapa quatro, a Sosense, Santiais e Requeixo, respetivamente.
O Ribeira/Azenha perdeu em casa com o Vista Alegre, equipa mais madura e que apresentou outros argumentos.
Em casa, o Aguinense, no dérbi com o Couvelha, acabou por sofrer pesada derrota (1-6).
II DIVISÃO

SÉRIE C. 1-Depois do aquecimento da Taça do Distrito, eis o regresso do campeonato. Ninguém assume a subida, mas os crónicos candidatos são Oiã, Famalicão e LAAC. E costuma aparecer sempre um outsider. Famalicão e Águas Boas, duas boas equipas, vão medir forças depois da frustração que foi a eliminação da taça. Quem terá melhores argumentos?
Quem os deve ter é o Oiã na receção ao Ribeira/Azenha. O favoritismo pende para a equipa de Mico, tal como para a LAAC frente ao VN Monsarros. Mas quem joga em casa terá que demonstrar isso mesmo dentro de campo.
Depois do desaire para a taça, o Mamarrosa volta a jogar em casa, desta vez frente ao Sosense. Oportunidade para a equipa de Jorge Rameiras mostrar aquilo que vale.
Embalado pela vitória robusta para a segunda competição do calendário da AFA, o Paredes do Bairro tem tudo para voltar a ser feliz frente ao Antes, opositor que sofreu pesada derrota (8-0) em Macinhata do Vouga.
No Aguinense – Luso, pela proximidade das duas equipas, prevê-se um jogo equilibrado e que poderá ser decidido nos pormenores.
Depois do jogo da taça, Carqueijo e CRAC voltam a medir forças, desta vez no terreno do primeiro. A vitória sorriu no jogo anterior aos homens de Parada de Cima. Será que a história se repetirá?

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

Anadia deu-se bem com os ares da serra. Pampilhosa perde

Depois de duas derrotas consecutivas, o Anadia sabia que não podia voltar a tropeçar sob pena de ficar cada vez mais último na classificação. Na encosta da Serra da Estrela, os Trevos arrebitaram e trouxeram três pontos no bornal do terreno do Gouveia. E foi com grande missão de sacrifício que o Anadia alcançou a vitória, pois jogou a maior parte do tempo em inferioridade numérica, com uma expulsão aos 21 minutos e outra aos 64, tendo conseguido os dois golos com nove jogadores em campo.
Com este triunfo, o Anadia deixou o último lugar.
Na Série E, em jogo entre candidatos, o Pampilhosa perdeu em casa diante do Benfica e Castelo Branco e perdeu também a liderança para o seu adversário. Os ferroviários justificavam a divisão dos pontos, num jogo em que voltaram a ter razões de queixa da equipa de arbitragem.
2-O Anadia volta à casa de partida, onde não foi feliz no último jogo. A equipa de João Pedro Mariz fará a receção ao Gafanha, num dérbi aveirense que se prevê animado e renhido. As duas equipas equivalem-se, o fator casa poderá ser determinante, mas, caso queira ganhar, o Anadia terá de jogar mais em relação ao jogo com o Marítimo C.
O Pampilhosa desloca-se à Figueira da Foz para jogar com a Naval. A equipa não quer ir a banhos, e o seu objetivo passa por regressar às vitórias, depois de duas derrotas consecutivas em casa, uma delas para a Taça de Portugal. O último lugar dos navalistas confere algum favoritismo aos bairradinos.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

OBSC empata em Avanca

No arranque do campeonato da 1.ª Divisão da AFA, o Oliveira do Bairro empatou a um golo na deslocação a Avanca. O golo foi apontado por Hugo, já no decorrer da segunda parte.
No CNS, o Anadia conquistou os primeiros pontos, graças à vitória fora, em Gouveia, por 2-0. Pior sorte teve o Pampilhosa, que perdeu em casa com o Benfica e Castelo Branco pela diferênca mínima (0-1).

Posted in Desporto, Futebol0 Comentários

Ad Code

Pergunta da semana

Vai a algum festival de verão este ano?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com