Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Desporto

ACA reconhece os melhores em várias categorias

O Auditório da Junta de Freguesia de Sangalhos foi pequeno para albergar tantos campeões, na Gala Desportiva da época 2014 da Associação de Ciclismo de Aveiro (ACA). A Gala teve como objetivo a entrega de troféus aos melhores atletas participantes nos vários campeonatos regionais, assim como da Taça Nacional de XCM e do Troféu Revelações de Estrada e BTT. No total foram entregues 130 troféus, cujo maior destaque, numa decisão, por unanimidade, da direção da ACA, foi a distinção ao Clube de Ciclismo da Bairrada e a Henrique Queirós, como equipa do ano e treinador, respetivamente. A Gala fechou com chave de ouro com os vários ciclistas presentes da formação bairradina a oferecerem à direção da ACA a camisola de Ivo Oliveira, campeão da Europa e do Mundo de perseguição na categoria de juniores. É difícil elencar tanto premiado, mas o destaque vai para os vários prémios para os mais jovens do Clube de BTT de Águeda, para o Clube de Ciclismo da Bairrada e para Luís Tomé, do CD da Camarneira.

Ética e lealdade. Para Joaquim Cerca, presidente da ACA, “é uma honra e um privilégio presidir a tão prestigiada instituição”, a qual tem promovido a prática do ciclismo em todas as suas especialidades e vertentes na sua área de ação, que envolve os distritos de Aveiro e Coimbra, tendo, este ano, alguns filiados de outros distritos do país.
“Temos promovido a ética e a lealdade na prática do ciclismo e nas relações entre os seus agentes. Colaborámos com a Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC), na pessoa de Rafael Fernandes, criando lojas oficiais nos vários concelhos, onde todos se podem filiar sem grandes deslocações”, frisou Joaquim Cerca, que tem grandes expetativas de no próximo ano aumentar o número de lojas oficiais.
Foi com orgulho que o presidente da ACA informou que a direção ultrapassou os seus objetivos em cerca de 45 por cento, o que, para ele, tem uma explicação: “Tudo isto de deve à nossa estrutura, mas também aos clubes nossos associados, aos filiados através da FPC, aos comissários, são estes a razão de ser da nossa existência, os principais responsáveis deste êxito”.
Joaquim Cerca diria ainda que “esta direção continuou com todo o empenho, determinação e veemência, a manutenção da ACA nos lugares de topo das associações nacionais de ciclismo”.
Sobre o futuro, o líder da ACA prometeu continuar “o trabalho na próxima época com o mesmo vigor e dedicação, dando todo o apoio técnico, logístico e administrativo aos clubes e ciclistas”, acreditando que é possível dar “mais” ao ciclismo nacional em 2015.
Para Jorge Sampaio, vice-presidente da Câmara Municipal de Anadia, “existe uma forte ligação do município à ACA e à FPC, trabalhamos com todos os municípios em projetos regionais. A Bairrada é cada vez mais uma região de ciclismo, Sangalhos tem grande tradição no ciclismo, e a ACA, com esta dinâmica, tem mantido o ciclismo mais vivo”.
Por seu turno, Rafael Fernandes, da FCP, agradeceu à ACA e à região da Bairrada, todo o apoio que têm dado para o crescimento da modalidade em vários municípios. “Para 2015, a ACA precisa de uma prática mais proactiva, a captação de novos elementos na formação, a filiação nas lojas e parceiros oficiais”, concluiu.

Posted in Ciclismo, Desporto0 Comentários

Palhaça recebeu alguns dos melhores atletas portugueses

Cerca de 400 atletas participaram, no passado domingo, no 13.º Grande Prémio “Vila da Palhaça – Oliveira do Bairro”. Uma competição que voltou a reunir os melhores fundistas aveirenses e algumas das principais figuras do atletismo nacional. Hugo Almeida, campeão de Portugal, venceu em seniores masculinos, enquanto Marisa Barros, maratonista olímpica, venceu a prova feminina.
A jornada, promovida pela ADREP, arrancou com os escalões mais jovens em ação, e logo com um pódio em tons bairradinos, em infantis femininos. Sofia Almeida (ADERCUS) foi a 1.ª classificada, seguida de perto por Adriana Caldeira (ADREP), que ficou com o 2.º posto.
Coletivamente, nesta categoria, a equipa da casa conquistou o segundo lugar, atrás do GRECAS, formação vencedora.
As equipas bairradinas voltaram a estar em destaque pouco depois, com Max Taranov (ADREP) a cortar a meta em segundo lugar, em benjamins “B”. Neste escalão, a equipa palhacense foi ainda terceira classificada, coletivamente. Igual classificação conseguiu a ADERCUS, no setor feminino.
Pouco depois, partiram para a estrada os atletas iniciados, com os bairradinos a estarem novamente em bom plano. Beatriz Rodrigues, da Serena, conseguiu o lugar mais alto do pódio feminino, ao passo que, no setor masculino, o “palhacense” João Pedro foi o terceiro mais rápido. Coletivamente, destacou-se a ADERCUS com o 2.º lugar em femininos.
Seguiram-se os juvenis, dois dos escalões mais competitivos da jornada. Neste particular, mesmo sem pódios para as equipas do concelho de Oliveira do Bairro, destacaram-se Miguel Vieira (4.º) e Carla Reis (5.ª), ambos da ADREP, nos respetivos setores.
Para encerrar o programa das categorias inferiores, partiram para a estrada, de forma conjunta, atletas benjamins “A”, masculinos e femininos. Individualmente, os melhores atletas do concelho voltaram a ser da ADREP: Inês Vieira Leitão (11.ª) e Martim Silva (9.º). Por equipas, venceu a formação da casa, em femininos, e foi segunda classificada, em masculinos.
As atenções estavam então viradas para a prova rainha, com alguns dos melhores atletas nacionais envolvidos. No setor masculino, a discussão foi acesa até ao final, mas quem levou a melhor foi Hugo Almeida (Campismo S. João da Madeira), atual campeão de Portugal, dos 3000m. Apenas 3 segundos depois, chegava Bruno Henriques (JOBRA). Rui Muga, do CA Mogadouro, fechou o pódio.
A corrida feminina, por sua vez, teve em Marisa Barros uma clara vencedora, que recolhia à partida total favoritismo. A maratonista olímpica não deu hipóteses à concorrência, deixando a mais de um minuto as atletas que completaram o pódio: Carla Martinho (ADERCUS) e Sara Pinho (Sporting). Coletivamente, o GRECAS levou a melhor, no setor feminino, enquanto o ACR Vale de Cambra foi a equipa vencedora, em masculinos.
Ainda envolvidos na prova rainha esteve um numeroso lote de atletas veteranos, distribuídos por cinco escalões. Os vencedores foram os seguintes: Jorge Pinto (S. João da Madeira), veteranos 1; António Fernandes (Vale de Cambra), veteranos 2; Mário Silva (Guilhovai), veteranos 3; Benjamim Soares (Guilhovai), veteranos 4; Carlos Ferreira (Guilhovai), veteranos 5. No setor feminino, esta categoria teve em Fátima Pinho (GRECAS), a atleta vencedora.
Uma jornada de sucesso, que só foi possível graças à mobilização de um numeroso grupo de voluntários, direta ou indiretamente ligados à ADREP, que durante todo o fim de semana estiveram envolvidos nos exaustivos preparativos. Igualmente importantes foram os apoios prestados pela Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Junta de Freguesia da Palhaça e várias empresas da região, que se associaram a este evento.

Posted in Ciclismo, Desporto0 Comentários

Tudo embrulhado nos últimos lugares. Famalicão deu 10 ao Mamarrosa

O Oliveira do Bairro respondeu bem à goleada em Cucujães e, em casa, venceu por números claros (3-0) o Calvão, que mostrou a razão de ainda não ter pontuado fora de casa. A equipa subiu dois lugares na classificação, mas, do 12.º lugar ao último, a diferença pontual é de apenas seis pontos, por isso está tudo muito embrulhado.
O Mourisquense também ganhou em casa, frente ao Paivense, e ficou um tudo nada mais desafogado na classificação, embora esteja no lote das equipas em zona de risco.
Em casa, o Águeda não teve a mínima dificuldade em bater o Cucujães, mantendo assim a liderança, com mais dois pontos para o Alba e Bustelo.
O Mealhada alcançou importante ponto em Avanca e continua confortavelmente a meio da tabela (nona posição).
2-O Oliveira do Bairro joga na casa do último, a Ovarense. Pelo desempenho dos vareiros, os Falcões têm boas hipóteses de pontuar e, caso isso aconteça, deixam mais longe um adversário direto na luta pela manutenção.
Em bom momento, o Águeda desloca-se a Calvão. Os locais têm feito do seu burgo uma grande fortaleza no que diz aos pontos conquistados até ao momento (16), mas as mais-valias dos Galos podem fazer toda a diferença. Porém, todo o cuidado é pouco.
O Mealhada fará a receção ao União de Lamas. O seu adversário está no quinto lugar, apostou na subida de divisão, por isso não se afigura um jogo nada fácil para os bairradinos. A equipa terá que ser paciente na abordagem ao jogo.
Sem perder há quatro jogos, o que lhe permitiu deixar os últimos lugares, o Canedo recebe o Mourisquense na esperança de dar continuidade aos bons resultados. Prevê-se um jogo equilibrado.

II DIVISÃO

SÉRIE C. 1-Nada de novo na linha da frente, onde nenhuma das equipas descola uma da outra.
O Oiã foi a Vagos golear o Sosense (1-5), um resultado que deixou bem vincada as fragilidades defensivas da equipa de Soza que é, a par com o Mamarrosa, a defesa mais batida do campeonato com 30 golos sofridos.
E esta jornada deixou marcas nesse particular, com o Mamarrosa, num só jogo, a encaixar dez golos no terreno do Famalicão, o que permitiu à equipa de Pedro Moniz ostentar o melhor ataque com 45 golos. Quem ficou mais longe dos dois primeiros classificados foi o Luso, que não foi além de uma igualdade, sem golos, em casa frente à LAAC. O empate não serviu às suas equipas. Com o Aguinense de folga, o grande beneficiado foi o Couvelha, que venceu o dérbi concelhio na casa do VN Monsarros e ascendeu ao quarto lugar.
No Carqueijo, um pouco contra a corrente, face à prestação dos locais, o Águas Boas deixou lá os três pontos, ficando assim mais longe da sexta posição.
Dois meses depois da primeira vitória (Mamarrosa), o Ribeira/Azenha, em casa, voltou a saborear a vitória. A vítima foi o Antes, um triunfo que valeu aos bairradinos deixarem o último lugar por troca com o Sosense.
O Paredes do Bairro conquistou um precioso ponto fora diante do CRAC.
2-Prevê-se duelo interessante no dérbi Aguinense – Famalicão. Só um melhor Famalicão terá hipóteses de ser bem sucedido.
Em casa, o Oiã não deverá ter problemas de maior para se desenvencilhar do CRAC. O Luso joga com os vizinhos do Carqueijo, num jogo de resultado imprevisível.
Esta é uma jornada de dérbies. O Mamarrosa recebe o Águas Boas. As duas equipas estão com o orgulho ferido, principalmente a primeira, num jogo onde quem cometer menos erros poderá ganhar.
Outro jogo que vai prender as atenções é o Couvelha – Ribeira/Azenha. Pela diferença pontual entre as duas equipas, os pratos da balança podem pender para os locais. O Paredes do Bairro recebe o VN Monsaros na Azenha, em mais um dérbi, que promete ser aceso e de prognóstico reservado.
A LAAC joga no seu reduto com o Sosense e, à partida, não deve ter grandes problemas para chamar a si a vitória.
O Antes folga nesta jornada.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

Anadia complica o que parecia fácil. Pampilhosa goleia em casa

Sem vencer há quatro jogos, o Anadia, na Gafanha, sofreu a terceira derrota consecutiva, adiando, assim, a possibilidade de subir na tabela classificativa. Num jogo onde foi notório que quem cometesse um erro seria penalizado, isso aconteceu ao Anadia aos 50 minutos, que acabou por ditar mais um resultado negativo para a equipa de João Pedro Mariz. Contudo, os Trevos mereciam outra sorte, dado que foram mais equipa e tiveram as melhores ocasiões de golo.
Apesar da derrota, o Anadia manteve a sexta posição, enquanto o Gafanha, que já não vencia em casa há três meses, deixou o último lugar em detrimento do São João de Ver.
Na Série E, o Pampilhosa, em casa, tirou a barriga de misérias e aplicou chapa cinco à Naval 1.º de Maio, num triunfo imaculado dos pupilos de Fernando Niza. Os ferroviários dividem o terceiro lugar com Sourense e Nogueirense e estão a um ponto do segundo, o Vitória de Sernache, que cometeu a proeza de aplicar a primeira derrota ao líder Benfica e Castelo Branco.
2-Em casa, o Anadia, frente ao Lusitano de Vildemoinhos, adversário que ocupa a segunda posição e já não perde há sete jogos, tem uma missão difícil. Os bairradinos não podem voltar a vacilar, pois a diferença para os dois últimos é de três e quatro pontos e o espectro dos últimos lugares está à vista.
O Pampilhosa, que já não ganha fora desde 21 de setembro, joga em Oliveira do Hospital, que ainda não perdeu no seu terreno. Não se perspetiva um jogo fácil, mas os ferroviários têm tudo para pontuarem.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

“Bairrada Ultra Marathon”, um novo formato de BTT

A Imobiliária Medicértima, Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Slowdown e Sérgio Varela vão organizar, a 23 de maio de 2015, a 1.ª edição do Bairrada Ultra Marathon. Trata-se de uma prova de BTT na distância de 150kms e que irá passar pelos municípios de Oliveira do Bairro, Águeda, Sever do Vouga, Mealhada, Anadia e Viseu, com passagens pelo Bussaco, Caramulinho, Urgueira e Cabreira, destinada a todas as pessoas que reúnam condições físicas para a prática do desporto. A organização, que apresentou o evento no passado sábado, no Quartel das Artes, em Oliveira do Bairro, espera a presença de 600 participantes, destinado a individuais de qualquer sexo.
O projeto consiste em realizar uma prova diferente de qualquer outra realizada em toda a Bairrada ou zona centro. “O Bairrada Ultra Marathon é um novo formato de BTT (bicicleta de montanha), desenhado para individual ou estafeta, que oferece aos participantes a possibilidade de testarem os seus limites físicos e psicológicos, aliando o trabalho a muita diversão e aventura”, frisou Henrique Resende, da Medicértima, acrescentando que “as novas tecnologias vieram sem dúvida revolucionar o desporto tal como o conhecemos, por isso a travessia da Bairrada substitui as tradicionais e nada ecológicas fitas, pelo GPS. O GPS vem trazer um maior desafio à prova, para além de ser bastante mais seguro e eficaz no controlo do percurso, permite a localização correta dos atletas a qualquer momento”.
É um conceito inovador, que deseja aproveitar a energia e o efeito aglutinador para trazer ainda mais animação à Bairrada. Tem como missão promover, desenvolver o turismo e devolver a aventura e o desporto para as nossas ruas, feito de uma forma sustentada que estimule o turismo, a cultura e o lazer, afastando o sedentarismo.
No que toca aos objetivos, passam por proporcionar aos munícipes de Oliveira do Bairro, Águeda, Sever do Vouga, Mealhada, Anadia e Viseu, estilos de vida saudáveis, fomentando o movimento como prática regular, promotora do bem-estar e qualidade de vida; contribuir para a generalização da prática de atividade física regular, aumentado o número de praticantes de desporto; usar o desporto como meio de aproximação dos munícipes aos espaços de uso coletivo e ao ar livre; estimular em simultâneo o turismo ativo e de natureza, como fator sinérgico de vida saudáveis e de projeção do concelho; valorizar e preservar o património natural e cultural dos municípios, sensibilizando os munícipes e os visitantes em geral, para uma consciência social e responsável face ao patrimóni; incentivar o comércio local tradicional.
O Bairrada Ultra Marathon terá como padrinhos Celina Carpinteiro, Marco Chagas, José Silva, Vanessa Fernandes, Hernâni Broco e Tânia Neves.

Posted in BTT, Desporto0 Comentários

Águeda volta à liderança. Oiã e Famalicão não descolam da liderança

Depois de três resultados positivos (duas vitórias e um empate), o Oliveira do Bairro voltou à velha realidade, ou seja, aos maus resultados, tendo sido goleado em Cucujães, adversário que confirmou o excelente campeonato que está a realizar. Os bairradinos ainda estiveram em vantagem, mas Coronel, com um hat-trick, arrumou com as aspirações da equipa de António Flávio.
A jornada foi profícua para o Águeda. Os Galos venceram na Mealhada, quebrando assim uma série de seis jogos sem perder dos pupilos de Luís Simões. A derrota do Alba em Esmoriz e o empate do Bustelo em Canedo, conduziram de novo o Águeda à liderança, agora com dois pontos de vantagem para aqueles dois adversários.
O Calvão voltou a ditar leis em casa ao golear o último classificado, a Ovarense, enquanto o Mourisquense conseguiu excelente ponto no terreno do Fiães, um dos candidatos à subida de divisão.
2-O Oliveira do Bairro fará a receção ao Calvão, adversário que, em seis jogos na condição de visitante, averbou outras tantas derrotas. Se esse estado de espírito se mantiver, então os Falcões têm a vitória garantida, contudo este jogo tem características especiais pela proximidade das duas equipas.
Em casa, o Águeda joga com o Cucujães, num jogo que não se afigura nada fácil para os Galos.
Resta saber como a equipa vai de novo reagir ao facto de ser líder, pois conseguiu essa proeza à 10.ª jornada e, na seguinte, perdeu esse estatuto.
O Mealhada joga no reduto do Avanca na esperança de voltar aos bons resultados. Os avancanenses já não perdem há oito jogos, os últimos três empataram, será que o jogo vai ficar como começou?
Em casa, o Mourisquense tem excelente oportunidade para sair dos últimos lugares da classificação. O seu adversário, o Paivense, está num lugar abaixo, tem menos um ponto e, para já, a mudança de treinador ainda não surtiu efeito.

II DIVISÃO

SÉRIE C. 1-Os dois primeiros ficaram mais sós. O Oiã venceu pela margem mínima em casa o Luso (o golo da vitória surgiu aos 90 minutos) e deixou o seu adversário seis pontos da liderança, que continua a ser repartida pelo Famalicão, que derrotou o Carqueijo na casa deste.
Outro dos candidatos que se atrasou foi a LAAC, que foi derrotada em casa pelo Águas Boas, acabando por ser ultrapassada pelo Aguinense, que foi a Bustos surpreender o Mamarrosa.
Em clara subida de forma, o Couvelha bateu em casa o CRAC, aproximando-se assim do quarto lugar. Depois de quatro jogos sem ganhar, o Paredes do Bairro levou a melhor sobre o Sosense, enquanto Antes e VN Monsarros dividiram os pontos.
2-À partida, os dois primeiros não vão ter grandes dificuldades para vencer os seus jogos. O Oiã joga em Vagos contra o Sosense. Campo neutro e relvado jogam a favor da equipa de Mico. O Famalicão recebe o Mamarrosa e, em condições normais, é claramente favorito.
Numa jornada em que o Aguinense folga, o quarto lugar poderá mudar de dono. Isto se a LAAC conseguir levar a melhor sobre o Luso. Os lusenses jogam em casa e tudo farão para deixar ainda mais longe os homens de Aguada de Cima dos primeiros lugares, como não querem perder de vista os dois primeiros. Jogo para tripla.
O Águas Boas não deverá ter dificuldades de maior para continuar no caminho das vitórias na casa do Carqueijo.
O VN Monsarros, que ainda não perdeu em casa, recebe o Couvelha, que não perde há cinco jogos. Perspetiva-se um dérbi concelhio bem disputado, onde os argumentos dos forasteiros podem pesar na decisão final. Mas atenção, nos dérbies não há favoritos.
O Ribeira/Azenha, último classificado, joga em casa com o Antes. A equipa apenas venceu uma vez, o Mamarrosa em casa, e tem desiludido, pois esperava-se muito mais dos pupilos de Rui Santiago. Será desta que volta a saborear os três pontos?
Prevê-se um jogo equilibrado no CRAC- Paredes do Bairro. Qualquer das equipas pode pontuar.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

Anadia desilude em casa. Pampilhosa perde na casa do líder

O Anadia voltou a dar-se mal no seu reduto, ao perder sem grande margem para discussão para o Gouveia, que deste modo se redimiu da derrota da primeira volta. As opções tomadas revelaram-se infrutíferas, naquela que foi a pior exibição da época dos Trevos. Perante os resultados verificados, o Anadia perdeu excelente ocasião para encurtar distâncias para os da frente, mantendo a sexta posição.
Na Série E, o Pampilhosa não tinha tarefa fácil no terreno do líder Benfica e Castelo Branco. Isso confirmou-se com os claros três golos sem resposta que os albicastrenses brindaram os ferroviários, que caíram para quinta posição, com os mesmos pontos do terceiro.
2-Domingo há dérbi aveirense, com o Gafanha, último classificado, a receber o Anadia. Os gafanhotos já não vencem há quatro jogos, quebraram uma série de três derrotas consecutivas com o empate em São João de Ver, precisam, como é óbvio, de pontos, frente a um adversário que já vai no terceiro jogo sem ganhar. O jogo é de maior importância para a equipa de Carlos Miguel, que em casa já perdeu quatro vezes, venceu um jogo e empatou outro. Partida que poderá ser decidida em pequenos detalhes.
O Pampilhosa fará a receção à Naval. O conjunto da Figueira da Foz tem passado por algumas convulsões, é antepenúltimo na classificação, mas vem de uma vitória moralizadora diante do Sourense, então segundo classificado. Os ferroviários têm tido alguns sobressaltos inesperados e, em casa, terão de mostrar a lei do mais forte.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

OBSC perde dois jogadores

A Comissão Administrativa do Oliveira do Bairro Sport Clube informa que os jogadores Juan e Yonathan já não fazem parte do plantel sénior do OBSC. O motivo da saída destes atletas deveu-se a uma tomada de posição do empresário que os mandou regressar ao Brasil. De referir ainda que os atletas e empresário não informaram o Clube desta decisão, ficando a Comissão Administrativa surpresa com a mesma, não podendo fazer nada para manter os jogadores no plantel. O primeiro encontrava-se lesionado, o segundo era uma das mais-valias do plantel. O uruguaio foi por diversas vezes considerado o melhor em campo pelo nosso jornal e, como tal, irá fazer muita falta à equipa comandada por António Flávio.

Posted in Desporto, Futebol0 Comentários

Bairrada e Malveira mais fortes no início da época em pista

A época nacional de pista de 2015 começou no passado sábado, dia 29, com a disputa do Critério Onofre Tavares, no Velódromo Nacional, Sangalhos, Anadia, competição que contou com a participação de cerca de 100 corredores em representação de 30 equipas.
Os corredores competiram em cinco disciplinas, tendo sido atribuídas 31 vitórias, distribuídas pelas diferentes categorias etárias. As equipas que mais se evidenciaram foram a Bairrada, com nove triunfos, pouco menos de um terço do total em disputa, e a Acreditar/AC Malveira, que venceu seis corridas.
O Critério Onofre Tavares homenageou um dos melhores corredores portugueses das décadas de 1940 e 1950, detentor de currículo na estrada e na pista. Desportivamente, lançou a nova temporada e preparou os corredores portugueses para o Troféu Litério Marques, competição internacional que vai realizar-se no Velódromo Nacional, de 19 a 21 de dezembro.
Eis as vitórias dos ciclistas da Bairrada: Corrida por Pontos. Elite: Miguel Amorim. Juniores: José Sousa. Scratch. Elite: Miguel Amorim. Juniores: Ivo Oliveira. Cadetes Femininas: Soraia Silva. Eliminação. Elite: Rui Oliveira. Juniores: Ivo Oliveira. Cadetes Femininas: Soraia Silva. Perseguição Individual. Juniores: Ivo Oliveira.
Após a cerimónia de entrega de prémios, Delmino Pereira, presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, acompanhado pelo atual campeão do mundo e europeu, Ivo Oliveira, entregou uma placa alusiva à prova, ao antigo ciclista Onofre Tavares, tendo o homenageando referido: “Estou muito contente em estar aqui, nunca imaginei que Portugal pudesse vir a ter uma pista como esta, e muito menos um campeão do Mundo. É uma honra muito grande, porque o Ivo é quase meu vizinho, ambos residimos no concelho de Vila Nova de Gaia.”
Joaquim Cerca, presidente da Associação Ciclismo de Aveiro, fez um balanço positivo do Critério Onofre Tavares e não se esqueceu de reforçar o convite para a “Gala Associação de Ciclismo de Aveiro”, dia 13 de dezembro, às 16h, na Junta de Freguesia de Sangalhos. “Estão todos convidados, de forma a abrilhantar uma ocasião que será a valorização do trabalho desta época e no fundo de festa.”

Convívio de ex-ciclistas. Horas antes do Critério Onofre Tavares, 131 antigos corredores de todo o país, entre eles antigos vencedores da Volta a Portugal, como Alves Barbosa, Joaquim Andrade, do Sangalhos DC, Mário Silva, FC Porto, e Belmiro Silva, juntaram-se ao almoço, para aquele que foi o 13.º convívio de ex-ciclistas, uma iniciativa que tem sido protagonizada por Manuel Fernandes, ex-corredor do Salgueiros. Foi uma verdadeira parada de estrelas do ciclisno nacional, das décadas de 50 a 80, uma “chama” de ex-campeões nacionais.
Depois a comitiva seguiu para o Velódromo, assistiu às provas e participou nas cerimónicas protocolares, como Alves Barbosa, Mário Silva, Joaquim Andrade, Herculano Oliveira “Andorinha das Penhas”, Joaquim Leite, Delmino Pereira, Herculano Silva, Floriano Mendes, Manuel Petiz, Manuel da Costa, José Pereira, Fernando Simões, Florêncio Silva, Gabriel Azevedo, Paulino Domingues, Alberto Carvalho, Joaquim Santos, Celestino de Oliveira, Joaquim Barreto, Lino Santiago, Carlos Dias, Flávio Henriques, Belmiro Silva, José Mariz, António Oliveira, entre tantos outros, que fizeram a delícia das gerações mais jovens.

Posted in Ciclismo, Desporto0 Comentários

Cursos de árbitros na Associação de Futebol de Aveiro

Encontram-se abertas as inscrições para o curso de árbitros de futebol e de futsal, a organizar pela Associação de Futebol de Aveiro em colaboração com a FPF/Academia de Arbitragem, podendo as referidas inscrições ser realizadas junto dos serviços da AFA, até 18 de dezembro, através dos telefones 234305209 e 912173350, ou do e-mail arbitragem@afaveiro.pt, devendo o candidato preencher para o efeito a ficha de inscrição que se encontra no site da AFA.
O início dos cursos encontram-se previstos para 19 de dezembro de 2014.
Policiamento. A Associação de Futebol de Aveiro informa todos os clubes filiados que a partir do próximo dia 1 de dezembro, a requisição de policiamento desportivo será efetuada apenas através da plataforma informática de requisição de policiamento – PIRPED, através do linkhttps://pirped.rnsi.mai.gov.pt, deixando de ser aceites requisições efetuadas em papel.
Qualquer dúvida ou dificuldade deve ser encaminhada para o seguinte endereço de email:pirped@sg.mai.gov.pt

Posted in Desporto, Futebol0 Comentários

Ad Code

Pergunta da semana

Acredita na Astrologia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com