Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Tribuna de Honra

Mealhada conquista primeiro ponto. VN Monsarros vence pela primeira vez

Mesmo com as lacunas que tem no seu plantel, alguma vez havia de ser. E ao fim de 12 jornadas, o Mealhada lá conseguiu pontuar e logo frente ao líder do campeonato, o Esmoriz. Foi um jogo eletrizante com três golos para cada lado.
Em Bustelo, o Oliveira do Bairro voltou a conhecer a derrota depois de três vitórias consecutivas. Os bairradinos estiveram a perder, conseguiram o empate, mas no período de descontos, os locais chegaram ao triunfo.
2-Domingo, em casa, o Oliveira do Bairro tem mais um jogo complicado diante do Sp. Espinho, equipa que luta pelo regresso aos nacionais. O empate tem sido um dos resultados mais adquiridos (5) pelos espinhenses e, quem sabe, se no final regista mais um!
O Mealhada joga no terreno do Milheiroense, que também está em zona de descida. Os locais têm mais seis pontos, por isso este é um jogo de capital importância para os bairradinos. Não só para encurtar distâncias, como também sair da zona de perigo.

II DIVISÃO

SÉRIE C. 1-Nada de novo na linha da frente da classificação. Com o Vista Alegre na liderança, logo atrás surge o Fermentelos, que venceu fora o Pessegueirense.
Na perseguição aos homens da Pateira aparece o Mourisquense, que bateu em casa o vizinho Macinhatense. O Oiã, em casa, derrotou o Requeixo e mantém-se na luta pelos primeiros lugares. E caso vença neste feriado, o Beira-Vouga sobe ao terceiro lugar.
Em casa, o Águas Boas levou a melhor sobre o Rocas do Vouga e lá vai subindo na tabela.
Quem se atrasou foi o Valonguense, que não foi além de um empate em casa com o Estarreja B.
Depois de seis derrotas consecutivas, o Sosense, em casa, voltou a ganhar e logo com uma goleada, 5-1 à LAAC.
2-O Fermentelos fará a receção ao líder Vista Alegre. As duas equipas estão separadas por cinco pontos e a equipa de Fernando Silva tudo fará para encurtar distâncias e aproximar-se cada vez mais do primeiro lugar. Jogo para tripla.
Também em casa, o Mourisquense, frente ao Estarreja B, tem um osso duro de roer, pois o seu adversário está a fazer uma excelente campanha no ano de estreia.
O Oiã joga na casa do Macinhatense. Se não acusar o jogo de dois dias antes, é claramente favorito.
O Águas Boas tem boas possibilidades de trazer pontos do terreno do Beira-Vouga, que também pode acusar algum desgaste do jogo com o Oiã.
No dérbi aguedense, a LAAC, em casa, vai tentar redimir-se da goleada que trouxe de Soza. Resta saber se o Valonguense está pelos ajustes.
O Sosense joga em Rocas do Vouga na esperança de pontuar pela primeira vez fora de casa.

SÉRIE D. 1-Nesta série também não houve nada de anormal nos primeiros lugares da classificação. O Famalicão continua líder destacado com mais uma vitória sobre o Antes.
Logo atrás vem o Carqueijo, que ganhou em casa ao CRAC.
O Bustos passou com distinção na Azenha, tal como o Calvão, que goleou fora o Luso e a Juve Force, que venceu pelo mesmo resultado (4-1) o Paredes do Bairro.
Quem se atrasou foi o Santo André e a culpa foi do VN Monsarros, que em casa conquistou a primeira vitória na competição.
Em clara subida de forma, o Mamarrosa não teve problemas para vencer em casa o Aguinense.
2-O Famalicão joga em Vagos com o Santo André, que ainda não perdeu em casa. Não se perspetiva um jogo fácil para os famalicenses.
Em casa, o Carqueijo deverá ter outros argumentos para levar de vencida o Paredes do Bairro, tal como o Bustos na receção ao VN Monsarros.
O Calvão terá de ser igual a si próprio para alcançar o sucesso diante do Mamarrosa. Já a Juve Force, no reduto do Aguinense, deve aproveitar o mau momento dos guinatos.
Longe da melhor forma, CRAC e Ribeira/Azenha vão jogar pelo tempo perdido, isto é, somar pontos para juntar ao poucos que já alcançaram.
O Luso, em condições normais, deverá

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

OBSC goleia Mealhada. Vista Alegre e Famalicão fogem à concorrência

Foi um dérbi sem a adrenalina de outros tempos, pouca emoção e desequilibrado ao nível de plantéis, o que deu azo a um resultado desnivelado. Sem forçar muito, o Oliveira do Bairro derrotou o Mealhada, que continua o seu calvário de não conhecer o sabor da vitória e de ainda não ter somado qualquer ponto. A equipa, que se viu a perder por dois golos sem resposta logo aos seis minutos, tentou, com as armas que tem, virar o rumo das coisas. Deu alguma réplica, insuficiente para evitar a goleada.
Com três vitórias consecutivas, o Oliveira do Bairro vai estabilizando na classificação e é já oitavo.
2-Segue-se o Bustelo, que tem os mesmos pontos, adversário que está longe das expetativas iniciais, da luta pelos primeiros lugares.
Quase iguais em tudo, o empate não é um cenário a descurar.
Em casa, o Mealhada joga com o Esmoriz, líder isolado e que ainda não perdeu. Não se perspectiva um jogo fácil para os bairradinos, que podem passar mais uma jornada a marcar passo.

II DIVISÃO

SÉRIE C. 1-No jogo grande da jornada, o Oiã foi a Fermentelos impor a primeira derrota à equipa de Fernando Silva, num jogo recheado de golos (6). Os oianenses, com um jogo a menos, entram de novo na corrida pelos quatro primeiros lugares, já o Fermentelos, apesar de não ter perdido o segundo lugar, viu o Vista Alegre disparar (mais 5 pontos) na classificação depois da goleada em Rocas do Vouga.
No dérbi aguedense, nem Valonguense nem Mourisquense aproveitaram, pois, o empate não agradou, sobretudo aos Pilatos.
O Águas Boas alcançou excelente vitória no terreno da LAAC. Já o Requeixo derrotou em casa o Macinhatense.
O Sosense, no terreno do Estarreja B, perdeu no último minuto (1-0).
2-O Fermentelos joga no reduto do Pessegueirense e, se nada de anormal acontecer, os três pontos não serão seus. O mesmo se aplica ao Oiã na receção ao Requeixo.
O Mourisquense recebe o vizinho Macinhatense. A diferença do primeiro para o segundo é grande, mas, tratando-se de um dérbi, nunca fiando.
Em casa, o Águas Boas, frente ao Rocas do Vouga, tem todas as condições manter o registo de vitórias.
Apesar da onda negativa, o Sosense, em casa, tudo fará para pôr cobro à situação, embora a LAAC não seja fácil de desmembrar-se.
No Valonguense – Estarreja B prevê-se um jogo equilibrado.

SÉRIE D. 1-Num teste complicado, pois o Calvão é um dos sérios candidatos, o Famalicão foi ao terreno do seu adversário vencer e reforçou a liderança, agora de seis pontos para o Carqueijo, que perdeu na casa da Juve Force.
Depois de dois resultados menos bons, o Bustos regressou às vitórias em casa frente ao CRAC e divide o terceiro lugar com Calvão e Juve Force.
Em casa, o Santo André deixou fugir os três pontos nos últimos minutos para o Ribeira/Azenha, num empate a três golos.
Em crescendo de forma, o Mamarrosa foi vencer a Paredes do Bairro. Pior sorte teve o Aguinense que colecionou a terceira derrota em casa aos pés do Luso.
Em casa, o Antes alcançou a primeira vitória no campeonato sobre o VN Monsarros.
2-Prevê-se uma jornada tranquila para os da frente. O Famalicão recebe o Antes e é claramente favorito, tal como o Carqueijo na receção ao CRAC. A maior experiência do Bustos poderá ditar leis na Azenha, mas a equipa terá de ser igual a si própria.
O mesmo se aplica à Juve Force, em casa, frente ao Paredes do Bairro, embora os paredenses se sintam mais confortáveis a jogar fora.
Mais complicada será a tarefa do Calvão no Luso, pois os homens das águas lutam por se aproximar dos lugares cimeiros.
Face à irregularidade do Aguinense, o Mamarrosa, em casa, é bem capaz de alcançar a terceira vitória consecutiva.
Ainda sem pontuar em casa (5 derrotas), o VN Monsarros tudo fará para inverter esse estado de coisas. O Santo André está moralizado e pode complicar a vida aos locais.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

OBSC volta a ganhar. Primeira vitória em casa para Mamarrosa e Azenha

Depois de ter vencido um dos candidatos à subida, aplicando-lhe a primeira derrota, o Oliveira do Bairro foi ao terreno do União de Lamas (outro dos candidatos) ganhar, naquela que foi a primeira derrota caseira dos lamacenses. Com estas duas vitórias, parece que os fantasmas deixaram de pairar na estrutura bairradina, que começa a respirar muito melhor na tabela classificativa.
Quem continua encostado às cordas é o Mealhada que, em casa, frente ao Beira-Mar registou a nova derrota e continua a ser a equipa que ainda não tem qualquer ponto, numa jornada em que o Romariz ganhou pela primeira vez.
2-Domingo há dérbi bairradino com a receção do Oliveira do Bairro ao Mealhada. Os Falcões atravessam o melhor momento da época, mas, apesar do seu antagonista ainda não ter pontuado, o jogo não será fácil. E é neste tipo de jogos que as surpresas acontecem. Jogo de tripla.

II DIVISÃO

SÉRIE C. 1-Em casa, o Vista Alegre, à custa da LAAC, regressou às vitórias e manteve a liderança, com mais dois pontos do Fermentelos, que venceu no terreno do Macinhatense. Segue-se o Mourisquense, que em casa bateu o Requeixo.
O Águas Boas, atuando em casa, voltou a desiludir, ao perder com o Estarreja B, sucedendo o mesmo com o Sosense, que voltou a perder no seu reduto e pelo mesmo resultado da última jornada (0-1) e de novo com uma equipa do concelho de Águeda, o Valonguense.
Em fim de semana de aniversário, o Oiã adiou o seu jogo com o Beira-Vouga para o dia 1 de dezembro.
2-Um dos jogos grandes da jornada é sem dúvida o Fermentelos – Oiã, não só pela rivalidade entre os dois clubes, mas também pelo facto da equipa que está melhor na classificação nem sempre é a favorita.
Os homens da Pateira atravessam excelente momento e o fator casa poderá dar-lhe algum favoritismo.
Outro jogo a seguir com atenção é o dérbi aguedense entre Valonguense e Mourisquense. Os Pilatos não se podem atrasar na classificação, já os canarinhos procuram encurtar distâncias, por isso prevê-se um jogo intenso e de resultado imprevisível.
O Águas Boas desloca-se ao terreno da LAAC. Os homens de Aguada de Cima estão melhores no que diz respeito à classificação e isso deverá jogar a seu favor.
Atuando em casa, o Estarreja B é claramente favorito diante do Sosense, que regista cinco derrotas consecutivas e ocupa o último lugar.
No Requeixo – Macinhatense, a postamos na divisão dos pontos.

SÉRIE D. 1-Numa jornada com muitos golos (30), o Famalicão goleou em casa o Aguinense e continua na liderança. Logo atrás e com menos três pontos, surge o Carqueijo, que impôs em casa pesada derrota ao Bustos (4-1).
O Mamarrosa estreou-se a ganhar em casa e logo com uma goleada (4-0) à Juve Force, que deixou fugir no terceiro lugar o Calvão, que venceu sem problemas no terreno do VN Monsarros.
E quem também se estreou a ganhar em casa, quiçá no campeonato, foi o Ribeira/Azenha que derrotou o Antes. O Luso venceu em casa o Paredes do Bairro por números (3-0) que não deixam dúvidas, enquanto o Santo André continua a surpreender ao vencer fora o vizinho CRAC.
2-O Famalicão joga em Calvão. Os locais têm vindo a subir de forma e tudo farão para alcançar a vitória, o que significaria ficar dois pontos do líder. Um jogo que pode ser decidido nos pormenores.
O Carqueijo até pode aproveitar para se isolar na liderança (se o Famalicão perder), mas terá pela frente uma Juve Force ferida no seu orgulho e que está obrigada a pontuar para se manter nos quatro primeiros. Empate em perspetiva.
Em casa, o Bustos, frente ao CRAC, tem todas as condições para regressar às vitórias. Também em casa, o Santo André não deve deixar fugir os três pontos diante do Ribeira/Azenha.
No Paredes do Bairro – Mamarrosa e Aguinense – Luso, o equilíbrio poderá ser a nota dominante. Já no Antes – VN Monsarros (ambos ainda não ganharam), os pratos da balança podem pender para qualquer dos lados.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

Bustos, Águas Boas, Oiã e Famalicão fora da Taça Distrito de Aveiro

A 1.ª eliminatória da Taça Distrito de Aveiro foi nefasta para algumas equipas da Bairrada. É verdade que muitos clubes deixam esta competição para segundo plano, mas, tratando-se do primeiro jogo oficial, é sempre importante entrar com o pé direito.
Não foi isso que aconteceu no regresso do futebol ao Bustos, que foi goleado fora pelo Vista Alegre, adversário que aposta na subida.
Quem também ficou pelo caminho foi o Águas Boas, que perdeu em casa com o Beira-Vouga, sucedendo o mesmo ao Oiã, que foi eliminado pelo Mourisquense.
O Famalicão também está fora, depois da derrota na casa do Valonguense. Fermentelos e LAAC brindaram os seus adversários, Pessegueirense e VN Monsarros, pelo mesmo resultado, 6-1.
O Paredes do Bairro venceu em Santo André, enquanto Juve Force, Antes e Macinhatense ganharam nos penalties, frente a Calvão, CRAC e Requeixo, respetivamente.
O jogo Ribeira/Azenha – Mamarrosa disputa-se dia 21, às 20h30.

I DIVISÃO

1-Aí está o futebol ao mais alto nível da Associação de Futebol de Aveiro. Na estreia do campeonato principal, o empate imperou (6). Num jogo entre dois históricos, o Oliveira do Bairro empatou ao cair do pano, no terreno do Beira-Mar.
Já o Mealhada não foi tão feliz no regresso à divisão principal, tendo perdido em casa com o São João de Ver.
2-O Oliveira do Bairro fará a receção ao Alba, adversário que nas últimas épocas criou muitos problemas aos Falcões. O fator casa poderá ser determinante nas contas finais.
O Mealhada joga na casa do União de Lamas. Tentar pontuar é o objetivo da equipa de Luís Simões.

II DIVISÃO

SÉRIE C. 1-Domingo começa a 2.ª Divisão, esta época com quatro séries. Ainda não é possível fazer uma avaliação concreta do valor das equipas, mas na Série C há muitos candidatos a lutar por um lugar ao sol, possivelmente os mesmos da temporada passada. O Oiã começa essa luta em casa, ao receber o Pessegueirense. Pretende deixar outra imagem daquela frente ao Mourisquense para a Taça de Aveiro.
O Mourisquense também joga em casa com a LAAC. As duas equipas entraram bem na Taça de Aveiro, por isso prevê-se um dérbi renhido.
O Vista Alegre é outro dos candidatos e joga no reduto do Macinhatense. Jogo que pode ser decidido nos pormenores.
O Valonguense, que desceu, joga no reduto do Beira-Vouga apostado em conquistar os três pontos.
O Águas Boas tem uma deslocação curta a Requeixo. Fazer melhor do jogo da taça é o objetivo.
Em casa, o Fermentelos, frente ao Sosense, leva alguma vantagem.

SÉRIE D. 1-Com clubes virados a Sul, este campeonato promete pelos muitos dérbies que se vão jogar ao longo da época.
O Famalicão, que desceu, joga em Parada de Cima frente à CRAC. Em condições normais é favorito.
Tal como o Calvão (outra equipa que desceu de divisão) na receção ao Paredes do Bairro.
Expetativa para ver a estreia do Bustos em sua casa. O adversário é o Luso, equipa que se apetrechou para fazer melhor do que nas últimas épocas. Jogo para tripla.
O Mamarrosa joga em Vagos frente ao Santo André. Prevê-se um jogo dividido entre duas equipas com algumas novidades nos seus plantéis. A maior experiência dos visitantes pode ser determinante.
A Juve Force, uma das candidatas à subida, viaja até à Mealhada para defrontar o Antes. Tem condições para entrar com o pé direito.
O Ribeira/Azenha faz a sua estreia em casa frente ao VN Monsarros. Na época passada, as duas equipas realizaram um campeonato nivelado por baixo, nunca se encontraram, como será esta época? A repartição dos pontos não é de colocar de lado.
O Carqueijo recebe o Aguinense, equipas que prometem fazer melhor do que no ano passado, principalmente os guinatos. Os locais jogaram esta quarta-feira para a taça e isso pode pesar em termos físicos.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

Beira-Mar aperta o cerco ao Mourisquense. Mealhada perdeu

Nada de novo na frente da classificação. O Sp. Espinho goleou o Milheiroense (8-0) e continua na liderança, com mais um ponto do Águeda, que venceu em casa o Famalicão. Tudo em aberto para as duas equipas nas duas jornadas que faltam para o final do campeonato.
O Oliveira do Bairro voltou a dar-se mal com os ares de Esmoriz. Perdeu, mas saiu do jogo com queixas da arbitragem. Face aos outros resultados acabou por descer para o sexto lugar.
Na luta pela manutenção, o Valonguense trouxe do terreno do Carregosense excelente ponto, embora os canarinhos ocupem posição de descida.
Sem nada a ganhar ou a perder, pois o seu destino há muito está traçado, o Calvão foi goleado em casa pelo Fiães (0-5).
2-No próximo sábado joga-se a penúltima jornada e que poderá ser determinante nas contas da subida. O Águeda tem duro teste no terreno do Fiães, atual terceiro classificado. Uma possível derrota e uma vitória do Espinho em Avanca, o título e a subida ficará entregue aos tigres da Costa Verde. Jogo de resultado imprevisível.
O Oliveira do Bairro recebe o S. João de Ver na disposição de regressar às vitórias e espreitar de novo o quarto lugar. Mas o jogo não será fácil para os Falcões.
Fácil também não vai ser a tarefa do Famalicão na receção ao Alba. Uma vitória dos pupilos de António Flávio praticamente lhe garante a manutenção.
De novo em casa, o Calvão vai tentar fazer o melhor possível, ou seja evitar mais uma derrota frente ao Valonguense, que precisa dos pontos para fugir à descida.

II DIVISÃO

SÉRIE B. 1-Numa jornada marcada pelos 28-0 que o Vista Alegre deu ao Válega, o Mourisquense, ao empatar em casa com o Oiã, viu o Beira-Mar aproximar-se da liderança. A diferença é de apenas um ponto e sábado as duas equipas defrontam-se no Mário Duarte, em Aveiro.
O Fermentelos não desperdiçou o fator casa e venceu o Valecambrense, assim como o Macinhatense, que derrotou o Macieira de Cambra.
2-Os holofotes estão todos centrados no Beira-Mar – Mourisquense. Quem vencer fica com o caminho livre para a subida. O Fermentelos poderá entrar nessas contas, sobretudo no playoff, já que joga em Vista Alegre, que ainda sonha com a subida.
O Macinhatense joga no reduto do Pinheirense. Jogo para empate.

SÉRIE C. 1-O Mealhada, 29 jogos depois, conheceu pela primeira vez a derrota, ao perder no Luso. Derrota que nada belisca a excelente época da equipa de Luís Simões.
O Anadia B, já com o playoff garantido, foi a Soza vencer por 4-0 a equipa local. O Águas Boas conservou o quarto lugar ao vencer em casa o Carqueijo (ficou arredado dessa posição), mas continua a ter à perna o Mamarrosa, que goleou fora o Paredes do Bairro.
Em casa, a LAAC goleou o Couvelha (7-0), a Juve Force empatou no vizinho Santo André.
Vários meses depois, o Ribeira/Azenha regressou às vitórias à custa do VN Monsarros.
Antes e Aguinense empataram.
2-O Águas Boas vai tentar contrariar o favoritismo do Mealhada. Já o Anadia B é favorito na receção ao CRAC, tal como o Mamarrosa diante do Ribeira/Azenha.
Se for igual a si própria, a Juve Force tem boas condições para levar de vencida o Luso.
O equilíbrio poderá dominar o Carqueijo – LAAC, embora os locais tudo farão para somar os três pontos e lutar pelo quinto lugar.
Com goleada atrás de goleada, o Couvelha recebe o vizinho Paredes do Bairro. O mau momento das duas equipas adivinha um jogo incaracterístico e de resultado imprevisível. Em casa, o Aguinense vai tentar regressar às vitórias frente ao Sosense, tendo como aliciante a hipótese de ultrapassar o seu adversário na classificação.
Só com uma vitória, o VN Monsarros, frente ao Antes, tudo fará para se despedir em casa com um triunfo.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

Mealhada está de regresso à 1.ª Divisão um ano depois

Foi uma jornada sem grandes surpresas. Atuando em casa e em dia de aniversário, o Águeda derrotou o Avanca e manteve a liderança, com três pontos de vantagem sobre o Sp. Espinho que, em casa, levou a melhor sobre o Valonguense.
Em Calvão, o Oliveira do Bairro resolveu o jogo na primeira parte com três golos sem resposta e afundou ainda mais uma equipa que não tem salvação.
Em casa, o Famalicão alcançou excelente vitória diante do Cucujães e deixou para trás sete equipas, quatro delas com a descida no horizonte. Grande recuperação que António Flávio tem feito desde que pegou na equipa bairradina.
2-O grande destaque vai para o dérbi eterno entre o Oliveira do Bairro e o Águeda. A rivalidade, sem ser como antigamente, nunca foi apagada entre os dois emblemas, num jogo em que ninguém quer perder, independente da classificação de cada clube. A maior responsabilidade do jogo pertence ao Águeda, que sabe que não pode perder pontos, sob pena de ver de novo o Sp. Espinho tomar-lhe a dianteira. A adrenalina vai ser grande, o estado emocional de cada equipa é diferente, o Oliveira do Bairro não tem a pressão dos pontos, por isso vai jogar olhos nos olhos com o seu rival. Apostamos na tripla. E para além de fazer o seu jogo, o Águeda vai estar com os ouvidos em Castelo de Paiva onde o Sp. Espinho joga. O Paivense tem feito excelente campeonato.
Nas contas pela manutenção, outro jogo chama a atenção: Valonguense – Famalicão. As duas equipas estão separadas por dois pontos, uma possível vitória dos famalicenses deixa-lhes o caminho livre rumo à manutenção. Outro jogo para tripla.
O Calvão joga em São Roque, antepenúltimo classificado. Com o seu destino traçado, o objetivo é tentar fazer o melhor possível.

II DIVISÃO

SÉRIE B. 1-O Mourisquense foi a casa do vizinho Macinhatense e aplicou-lhe uma goleada, mantendo os 8 pontos para Beira-Mar e Vista Alegre.
O Oiã regressou às vitórias e logo com uma goleada, em Requeixo, enquanto o Fermentelos não desperdiçou o fator casa e venceu o Macieira de Cambra.
2-Prevê-se mais uma jornada tranquila. O Mourisquense é favorito na receção ao Rocas do Vouga, sucedendo o mesmo ao Oiã, em casa, frente à Ovarense.
Com um bom registo fora de casa, o Fermentelos é bem capaz de trazer pontos do terreno do Pinheirense. Mais difícil será a tarefa do Macinhatense em S. Vicente Pereira.

SÉRIE C. 1-O Mealhada venceu o vizinho Carqueijo e garantiu a subida à 1.ª Divisão, um ano depois de lá ter saído. Grande campanha dos mealhadenses, que ainda não perderam. No segundo lugar está o Anadia B, que venceu no terreno da LAAC por 4-0.
A Juve Force continua firme no terceiro lugar depois de aplicar uma goleada ao Couvelha (6-0).
O Mamarrosa venceu em Santo André e subiu ao quarto lugar com os mesmos pontos do Carqueijo.
Logo a seguir vem o Águas Boas, que goleou em casa o Aguinense.
Em casa, o Luso levou a melhor sobre o VN Monsarros, sucedendo o contrário ao Ribeira/Azenha e Paredes do Bairro que perderam para o Sosense e CRAC, respetivamente.
2-Agora a luta é pelo segundo lugar. O Anadia B, em casa, frente ao Paredes do Bairro, é favorito.
Equilíbrio prevê-se no Carqueijo – Juve Force e no Aguinense – LAAC. O Mamarrosa, em casa, terá de ser igual a si próprio para levar de vencida o Luso. O Águas Boas tem boas hipóteses de somar pontos no terreno do VN Monsarros. Depois da saída dos jogadores brasileiros, o Couvelha, em casa, poderá ter um adversário à medida, o Santo André, para interromper série de quatro derrotas consecutivas e de goleadas.
O Ribeira/Azenha é bem capaz de encalhar em Parada de Cima, na casa do CRAC, ao passo que no Sosense – Antes, o fator casa poderá ser decisivo.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

Águeda reforça liderança. Mealhada quase de regresso à primeira divisão

Se o Águeda tinha perdido pontos em casa com o São João de Ver, a equipa do concelho de Santa Maria da Feira fez o mesmo na casa do Sp. Espinho e, face à vitória dos Galos no terreno do Milheiroense, a equipa de Augusto Semedo aumentou a vantagem para o seu principal rival na luta pela subida de divisão, agora de três pontos.
Quem ficou fora dessas contas foi o Fiães, que perdeu no reduto do Oliveira do Bairro. Os Falcões estiveram a perder, mas ainda na primeira parte deram a volta ao resultado e mantiveram o 6.º lugar.
Num jogo recheado de golos, o Famalicão empatou a três no reduto do São Roque, um resultado que não serviu aos locais, praticamente condenados à descida, e não de todo aos bairradinos.
O Valonguense alcançou excelente vitória em casa frente ao Cucujães e ficou a respirar um pouco melhor, o que não acontece com o Calvão que voltou a perder, desta vez em Avanca e já não tem hipóteses de salvação.
2-Em fim de semana de aniversário, o Águeda recebe, este sábado, o Avanca, num jogo em que os Galos tudo farão para dar uma prenda aos seus adeptos, dando assim mais um passo rumo ao Campeonato de Portugal.
O Oliveira do Bairro joga em Calvão onde mora uma equipa destroçada e que não deverá dar grande resistência a um adversário que atravessa um bom momento.
Em casa, o Famalicão joga importante cartada rumo à manutenção frente ao Cucujães, capaz do melhor e do pior. Só a vitória interessa aos bairradinos.
O Valonguense joga em Espinho. O seu antagonista não pode perder mais pontos para o Águeda, por isso os canarinhos vão ter uma missão bastante difícil, mas não impossível.

II DIVISÃO

SÉRIE B. 1-O Mourisquense cumpriu a sua missão, ao vencer em casa a Ovarense e ganhou pontos aos seus adversários, principalmente ao Vista Alegre, que perdeu em Pinheiro da Bemposta. O Beira-Mar derrotou em casa o Fermentelos, que deu boa réplica e, com estes resultados, os Pilatos ficaram com oito pontos de avanço sobre aquele duo.
O Oiã foi surpreendido em casa pelo Furadouro e ficou mais longe do segundo lugar, enquanto o Macinhatense venceu em Rocas do Vouga e ultrapassou o Fermentelos na sexta posição.
2-O grande jogo é sem dúvida o Macinhatense – Mourisquense. Um dérbi concelhio de resultado imprevisível.
O Oiã, em Requeixo, e o Fermentelos em casa diante do Macieira de Cambra, são favoritos.

SÉRIE C.1-O Mealhada deu chapa 11 em Couvelha e ultrapassou a centena de golos e está cada vez mais perto da subida à primeira.
Num jogo intenso, o Anadia B venceu em casa o Águas Boas. Na luta pelo terceiro lugar, a Juve Force deu um passo importante ao empatar na casa do Mamarrosa.
O Sosense goleou o Paredes do Bairro e, nos restantes jogos, a igualdade foi a nota dominante. O Aguinense empatou (primeiro empate) a três golos em casa com o Luso; VN Monsarros a uma bola com o Santo André, sucedendo o mesmo no Antes – Ribeira/Azenha e CRAC – LAAC.
2-Apesar de se tratar de um dérbi, o Mealhada deverá levar a melhor sobre o Carqueijo. O Anadia B, no reduto da LAAC, terá de ser igual a si próprio. Já a Juve Force, perante os problemas que o Couvelha atravessa (os jogadores brasileiros deixaram o plantel), é favorito.
O Mamarrosa joga em Santo André e tem boas hipóteses de conquistar pontos e continuar a lutar pela melhor classificação dos últimos anos.
No Águas Boas – Aguinense, o fator casa poderá ser determinante, tal como no Luso – VN Monsarros, isto olhando para a intermitência de resultados dos seus opositores.
Ávido de pontos, o Paredes do Bairro, no regresso a casa, vai tentar surpreender o CRAC, o que não se adivinha fácil. O mesmo se aplica ao Ribeira/Azenha na receção ao Sosense, numa jornada em que o Antes folga.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

Águeda recupera liderança. Paredes do Bairro ganha pela primeira vez

Uma jornada depois de ter perdido a liderança, o Águeda voltou a ocupar o lugar mais alto do pódio, beneficiando do empate do então líder Sp. Espinho em Esmoriz. Os Galos, em casa, não tiveram a mínima dificuldade (7-2) em vencer o Paços de Brandão e contam agora com um ponto de vantagem. Quem se atrasou na corrida pela subida foi o Fiães, que perdeu em casa com o Avanca.
No dérbi bairradino, o Oliveira do Bairro claudicou no terreno do Famalicão. A equipa de António Flávio quebrou uma série de seis jogos sem perder dos Falcões e a vitória foi um bálsamo importante para os famalicenses na fuga à despromoção. Com este desaire, o Oliveira do Bairro (reza a história que em dia das comemorações de aniversário nunca ganha) perdeu excelente oportunidade para chegar ao quarto lugar.
Quem está praticamente condenado é o Calvão, que no último jogo perdeu o treinador Pedro Almeida, e voltou a perder em casa com o Milheiroense.
O Valonguense perdeu em São João de Ver e também desceu na tabela, ocupando um dos cinco lugares, que podem dar descida, caso desçam duas equipas do Campeonato de Portugal.
2-O Oliveira do Bairro recebe o Fiães, adversário que poderá jogar uma das últimas cartadas na luta pela subida. Espera-se um jogo de grau de dificuldade elevado para ambas as equipas.
Na casa do Milheiroense, o Águeda tem tudo para regressar com os três pontos, mas terá de ser igual a si próprio.
Em São Roque, onde mora o penúltimo da classificação, o Famalicão terá de fazer das tripas coração para averbar os três pontos, situação idêntica ao Valonguense na receção ao Cucujães.
O Calvão vai tentar fazer o melhor possível na casa do Avanca.

II DIVISÃO

SÉRIE B. 1-Nada de novo na frente da classificação. O líder Mourisquense foi ao Requeixo e venceu por 7-0 e continua com cinco pontos de avanço para o Vista Alegre.
Num jogo esperado com expetativa, o Fermentelos levou a melhor sobre o Oiã e atrasou o seu vizinho na luta pelo segundo lugar.
2-Ambos em casa, o Mourisquense e o Oiã não deverão ter problemas para vencer a Ovarense e o Furadouro, respetivamente.
O Fermentelos joga na casa do Beira-Mar e tem tudo para causar calafrios aos beiramarenses.
No Beira Vouga – Macinhatense, prevê-se um jogo equilibrado.

SÉRIE C. 1-O líder Mealhada derrotou o Mamarrosa, que deu boa réplica. O Anadia B empatou no Luso e viu a Juve Force (goleou em casa o VN Monsarros), aproximar-se do segundo lugar. Também em casa, o Carqueijo cilindrou (6-1) o Couvelha que viu sair jogadores e apenas se apresentou com 10 em campo e o Águas Boas despachou o CRAC com uma mão cheia de golos.
O Aguinense, depois de cinco derrotas consecutivas, venceu no terreno do Santo André.
A LAAC não desperdiçou o fator casa e derrotou o Sosense. O Paredes do Bairro, depois de 23 jogos apenas com um empate, finalmente conheceu o sabor da vitória à custa do Antes.
2-Face ao momento menos bom do Couvelha, o Mealhada deverá manter a invencibilidade.
O Anadia B recebe o Águas Boas, num jogo que promete, tal como o Mamarrosa – Juve Force. O equilíbrio poderá ser nota dominante. Quem cometer menos erros tem tudo para levar a melhor.
No Aguinense – Luso, o colete de forças pelo melhor resultado pode tirar discernimento a qualquer das equipas, sendo que os locais têm exibido grande irregularidade.
Moralizado pela primeira vitória, o Paredes do Bairro vai ao reduto do Sosense com o intuito de voltar a ser feliz. Os de Soza é que podem não estar pelos ajustes.
Em casa, o VN Monsarros vai tentar a segunda vitória frente ao Santo André. No Antes – Ribeira/Azenha tudo é possível, com os locais a terem um pouco mais de argumentos. No CRAC – LAAC apostamos na divisão dos pontos.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

Águeda – Beira-Mar na final da Taça Distrito de Aveiro

Depois de perder a liderança para o Sporting de Espinho, o Águeda tinha uma prova de fogo na casa do Alba, onde em jogo estava o acesso à final da Taça do Distrito. A equipa de Augusto Semedo deu excelente resposta, resolveu o jogo (2-0) muito antes da meia hora de jogo e garantiu assim a terceira final consecutiva, tendo ganho as duas últimas edições da Taça do Distrito. Irá fazer-lhe companhia o Beira-Mar, que venceu em casa o Esmoriz por 3-1, e volta a uma final, depois de em 16 de junho de 1999 ter ganho a final da Taça de Portugal diante do Campomaiorense.
A final está marcada para 5 de junho, em local a designar. O Estádio Municipal de Vagos ou o Municipal de Aveiro são duas possibilidades.

I DIVISÃO

1-Faltam nove finais para muitas das equipas, não todas, pois algumas já têm a sua situação clarificada relativamente à manutenção.
Em casa, o Águeda joga com o Paços de Brandão, um dos penúltimos classificados, e só por uma hecatombe é que não conseguirá somar os três pontos, ficando à espera do que possa fazer o Sp. de Espinho na deslocação a Esmoriz, onde os Galos deixaram lá dois pontos.
E ninguém se pode esquecer do Fiães, que está a apenas quatro pontos da liderança e ainda não atirou a toalha ao chão e que irá receber na penúltima jornada o Águeda.
Jogo grande na Bairrada com o Famalicão a receber o Oliveira do Bairro. Trata-se de um jogo de reencontros, jogadores e treinador, num dérbi em que a equipa de António Flávio está mais obrigada a pontuar do que os Falcões, isto tendo em conta a sua posição na luta pela manutenção. Por isso, a pressão está toda do lado dos famalicenses, numa partida que poderá ser decidida nos detalhes.
O Calvão fará a receção ao Milheiroense, que também está na corda bamba. Bem pior estão os calvonenses, que estão em último lugar e com uma diferença substancial para a zona da linha de água. Embora matematicamente ainda seja possível, só um milagre poderá salvar o Calvão da descida. E para continuar a acreditar nessa possibilidade, terá que vencer o seu adversário, o que já não acontece há 15 jogos.
O Valonguense joga no terreno do S. João de Ver. Pela posição do seu opositor, que ainda luta por chegar ao quarto lugar, o jogo não será fácil para os canarinhos.

II DIVISÃO

SÉRIE B. 1-O Fermentelos – Oiã, pela rivalidade entre as duas equipas, pelo bom campeonato que ambas estão a realizar, o jogo promete em todos os sentidos. Os oianenses ocupam o terceiro lugar, têm outros objetivos, mas neste tipo de jogos ninguém quer perder, por isso apostamos numa tripla.
O Mourisquense joga no Requeixo e é favorito, enquanto o Macinhatense folga.

SÉRIE C. 1-Em casa, o líder Mealhada, frente ao Mamarrosa, terá de ser igual a si próprio, caso queira somar mais três pontos em seu pecúlio.
O Anadia B, segundo classificado, joga no terreno do Luso, numa partida que se prevê equilibrada e que poderá ser decidida nos detalhes.
Firme na terceira posição e à espreita do segundo (está a 5 pontos), a Juve Force, em casa, não deverá ter problemas de maior para levar de vencida o VN Monsarros.
O Carqueijo volta a jogar em casa, agora com o Couvelha. A equipa de José Rocha ainda não se adaptou totalmente ao relvado sintético, mas tem boas hipóteses de vencer.
No histórico entre as duas equipas, o Águas Boas tem levado a melhor sobre o CRAC. Será que irá suceder o mesmo neste jogo?
Atuando diante dos seus prosélitos, a LAAC não deverá desperdiçar o fator casa frente ao Sosense.
O Paredes do Bairro, que continua sem saber o que é ganhar, defronta em casa o Antes. Apesar do seu adversário vir de três derrotas consecutivas, não é obstáculo fácil. O Ribeira/Azenha folga.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

OBSC sobe um lugar na classificação. Oiã perde terreno para os da frente

Numa jornada que se previa complicada para os primeiros classificados, acabou por não haver nenhuma mudança. Depois de duas derrotas consecutivas, o Águeda regressou às vitórias e logo com uma goleada, em casa, frente ao Paivense, mantendo assim a liderança, com mais um ponto do Sp. Espinho, que foi ao reduto do Alba vencer pela margem mínima.
O Oliveira do Bairro alcançou a terceira vitória consecutiva no terreno do São Roque e, face ao desaire do S. João de Ver, subiu um lugar na classificação (6.º), estando a três pontos do quarto lugar.
Em casa, o Famalicão, depois de duas vitórias consecutivas, perdeu para o Milheiroense e perdeu oportunidade de ouro para sair dos lugares de descida, onde há muito mora o Calvão, que registou mais uma derrota em casa frente ao Carregosense. O Valonguense também começa a descer na tabela, depois do desaire em Esmoriz.
2-O Águeda joga no reduto do Carregosense ciente de que não pode perder pontos, frente a um adversário tranquilo na classificação e que é difícil de bater em casa. Apesar de tudo, os Galos são favoritos na conquista dos três pontos.
O Oliveira do Bairro fará a receção ao Cucujães e tem tudo para somar mais uma vitória.
O Famalicão terá tarefa complicada, mas não impossível, em Avanca. Regressar aos bons resultados é objetivo claro dos pupilos de António Flávio, que terão de ser mais assertivos no capítulo da finalização.
O Calvão joga na casa do Paços de Brandão, atual penúltimo classificado. Um jogo de crucial importância para as duas equipas, que estão a 11 pontos da salvação.
Em casa, o Valonguense, frente ao também aflito São Roque, uma sapatada na crise de maus resultados e subir uns degraus na tabela.

II DIVISÃO

SÉRIE B. 1-Numa ronda crucial para os primeiros, o líder Mourisquense não vacilou na casa do vizinho Fermentelos e alcançou excelente triunfo, mantendo os cinco pontos de avanço sobre Beira-Mar e Vista Alegre. Os homens da louça venceram o Oiã, naquela que foi a primeira derrota fora dos pupilos de Luís Pinho. Com este desaire, o Oiã desceu para o quarto lugar, mas tem um jogo a menos.
O Macinhatense venceu no Requeixo e consolidou o sexto lugar.
2-Ambos em casa, Mourisquense e Oiã não terão dificuldades para ultrapassar Furadouro e Válega, respetivamente.
Já o Fermentelos, em S. Vicente Pereira, terá obstáculo de peso, mas os Pimpões já mostraram argumentos que podem discutir qualquer jogo e “roubar” pontos aos mais fortes.
Em casa, o Macinhatense é favorito diante da Ovarense.
SÉRIE C. 1-Depois de ter perdido o primeiro jogo oficial com o Águeda, para a Taça do Distrito, o Mealhada retomou o caminho das vitórias ao vencer o Aguinense e reforçou a liderança para 14 pontos, pois o Anadia B foi goleado na casa da Juve Force (4-1).
O Carqueijo, apesar do empate caseiro diante do VN Monsarros, manteve o quarto lugar. Logo atrás vem o Mamarrosa, que goleou fora o Couvelha e o Águas Boas, que venceu em casa o Antes.
O Luso foi surpreendido em casa pelo Sosense, enquanto a LAAC dividiu os pontos com o Ribeira/Azenha. No dérbi vaguense, o CRAC foi vencer a Santo André.
2-Se nada de anormal acontecer, o Mealhada pode registar a 22.ª vitória no terreno do VN Monsarros. O Anadia B, em casa, também é favorito diante do Santo André.
Equilíbrio prevê-se no Mamarrosa – Carqueijo, com os locais obrigados a vencer para recuperar o quarto lugar. A Juve Force terá de ser igual a si própria na casa do Aguinense, apesar das três derrotas seguidas dos guinatos.
O mesmo se aplica ao Águas Boas na curta deslocação a Soza.
A seguir com especial atenção o Ribeira/Azenha – Paredes do Bairro, num jogo de aflitos.
A LAAC é bem capaz de trazer pontos de Antes. No CRAC – Luso inclinamo-nos para o empate.
O Couvelha folga.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra0 Comentários

Pergunta da semana

É assinante do Jornal da Bairrada?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com