Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Visto da Bancada

Anadia complica o que parecia fácil. Pampilhosa goleia em casa

Sem vencer há quatro jogos, o Anadia, na Gafanha, sofreu a terceira derrota consecutiva, adiando, assim, a possibilidade de subir na tabela classificativa. Num jogo onde foi notório que quem cometesse um erro seria penalizado, isso aconteceu ao Anadia aos 50 minutos, que acabou por ditar mais um resultado negativo para a equipa de João Pedro Mariz. Contudo, os Trevos mereciam outra sorte, dado que foram mais equipa e tiveram as melhores ocasiões de golo.
Apesar da derrota, o Anadia manteve a sexta posição, enquanto o Gafanha, que já não vencia em casa há três meses, deixou o último lugar em detrimento do São João de Ver.
Na Série E, o Pampilhosa, em casa, tirou a barriga de misérias e aplicou chapa cinco à Naval 1.º de Maio, num triunfo imaculado dos pupilos de Fernando Niza. Os ferroviários dividem o terceiro lugar com Sourense e Nogueirense e estão a um ponto do segundo, o Vitória de Sernache, que cometeu a proeza de aplicar a primeira derrota ao líder Benfica e Castelo Branco.
2-Em casa, o Anadia, frente ao Lusitano de Vildemoinhos, adversário que ocupa a segunda posição e já não perde há sete jogos, tem uma missão difícil. Os bairradinos não podem voltar a vacilar, pois a diferença para os dois últimos é de três e quatro pontos e o espectro dos últimos lugares está à vista.
O Pampilhosa, que já não ganha fora desde 21 de setembro, joga em Oliveira do Hospital, que ainda não perdeu no seu terreno. Não se perspetiva um jogo fácil, mas os ferroviários têm tudo para pontuarem.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia desilude em casa. Pampilhosa perde na casa do líder

O Anadia voltou a dar-se mal no seu reduto, ao perder sem grande margem para discussão para o Gouveia, que deste modo se redimiu da derrota da primeira volta. As opções tomadas revelaram-se infrutíferas, naquela que foi a pior exibição da época dos Trevos. Perante os resultados verificados, o Anadia perdeu excelente ocasião para encurtar distâncias para os da frente, mantendo a sexta posição.
Na Série E, o Pampilhosa não tinha tarefa fácil no terreno do líder Benfica e Castelo Branco. Isso confirmou-se com os claros três golos sem resposta que os albicastrenses brindaram os ferroviários, que caíram para quinta posição, com os mesmos pontos do terceiro.
2-Domingo há dérbi aveirense, com o Gafanha, último classificado, a receber o Anadia. Os gafanhotos já não vencem há quatro jogos, quebraram uma série de três derrotas consecutivas com o empate em São João de Ver, precisam, como é óbvio, de pontos, frente a um adversário que já vai no terceiro jogo sem ganhar. O jogo é de maior importância para a equipa de Carlos Miguel, que em casa já perdeu quatro vezes, venceu um jogo e empatou outro. Partida que poderá ser decidida em pequenos detalhes.
O Pampilhosa fará a receção à Naval. O conjunto da Figueira da Foz tem passado por algumas convulsões, é antepenúltimo na classificação, mas vem de uma vitória moralizadora diante do Sourense, então segundo classificado. Os ferroviários têm tido alguns sobressaltos inesperados e, em casa, terão de mostrar a lei do mais forte.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia regressa da Madeira em branco. Pampilhosa vence em casa

Depois do nulo na semana passada na Camacha, o Anadia voltou à Ilha da Madeira para defrontar o Marítimo C. Desta vez, não foi feliz. Os Trevos estiveram melhor no jogo na primeira meia hora, tiveram hipóteses de marcar mas, em cima do intervalo, os insulares chegaram à vantagem. A expulsão de Branco condicionou por completo a estratégia do Anadia, com o Marítimo C a conseguir manter a vantagem mínima. A viagem à Madeira voltou a não ser fácil devido ao mau tempo. A equipa não conseguiu aterrar no Funchal, teve de regressar a Lisboa. Apanhou outro avião (22h30) e só chegou ao hotel à uma e meia da manhã. E com jogo às 11h da manhã… Os jogadores foram enormes.
Na Série E, o Pampilhosa, quase dois meses depois, regressou às vitórias ao vencer em casa o Mortágua.Com a derrota do Sourense, frente ao Benfica e Castelo Branco, o Pampilhosa apanhou a equipa de Soure no segundo lugar.
2-O Anadia recebe o Gouveia, adversário que vem de uma vitória moralizadora diante do S. João de Ver, o que lhe valeu deixar o último lugar. Se manter a bitola dos últimos jogos, os bairradinos têm tudo para somar os três pontos. Teste super complicado para o Pampilhosa na visita ao líder Benfica e Castelo Branco. Os albicastrenses têm mais dez pontos, são a única equipa da série que ainda não perdeu, por isso não se afigura um jogo fácil para os ferroviários. Com margem tão folgada, o primeiro lugar parece ter dono. Compete à equipa de Fernando Niza encurtar distâncias na luta pelo segundo lugar.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia volta a vencer fora. Pampilhosa empata em Touriz

A pausa no campeonato de uma semana fez bem ao Anadia. Depois da vitória, a 14 de setembro em Gouveia, os Trevos voltaram a sorrir, conquistando o segundo triunfo da época, de novo fora de casa.
Os bairradinos venceram no terreno do São João de Ver, uma casa onde se têm dado bem nas últimas épocas. A equipa de João Pedro Mariz exibiu grande personalidade e vulgarizou o seu adversário que, apenas através de uns fogachos, ameaçou a baliza do tranquilo Manuel Gama. A vitória não sofre o mínimo de contestação, um bálsamo importante para as batalhas seguintes.
Na Série E, o Pampilhosa, num campo nada fácil, frente ao Tourizense, o conjunto ferroviário não descarrilou de todo e trouxe um ponto na bagagem, tendo sofrido o golo nos descontos. A equipa perdeu pontos para o Benfica e Castelo Branco, novo líder, e também não aproveitou o empate do Sourense na casa do Vitória Sernache. Contas feitas, está no terceiro lugar, a dois pontos dos albicastrenses.
2-O Anadia desloca-se à Camacha, adversário que partilha a última posição com o Gafanha. Os madeirenses também estão moralizados pelos três golos sem resposta diante do Gouveia, mas os bairradinos, pelo excelente desempenho em São João de Ver, não pela vitória, mas sim pelo crescimento da equipa, têm todas as condições para continuarem na senda dos bons resultados.
Em casa, o Pampilhosa, diante do Vitória de Sernache, opositor rei dos empates (6), mas que ainda não ganhou, é claramente favorito.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Recuperar na pausa para regressar aos triunfos

Depois de uma semana de pausa onde as provas nacionais deram lugar à 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, o Campeonato Nacional de Seniores regressa no próximo domingo de outubro.
Depois do empate caseiro com o Cesarense e da derrota do Pampilhosa no terreno do Sourense, que lhe valeu a perda da liderança para a formação de Soure, as duas equipas bairradinas esperam voltar aos bons resultados.
Essa é uma faceta que não tem estado ao alcance do Anadia que, em seis jogos disputados, apenas venceu uma vez, em Gouveia, e tem dois empates, ambos em casa, pelo mesmo resultado (1-1), frente a Gafanha e Cesarense. Um pecúlio de apenas cinco pontos e a repartição do penúltimo lugar com o Gafanha.
A semana de pausa foi aproveitada para recuperar jogadores que se encontravam lesionados. Com mais soluções, o Anadia parte para o jogo com o São João de Ver mais confiante. O seu adversário, em casa, venceu o Camacha e Lusitano de Vildemoinhos pela margem mínima (1-0) e perdeu, pelo mesmo desfecho, com o Gouveia. Salta à vista os poucos golos marcados e sofridos (3-2), mas é um adversário a ter em conta, que está tranquilo pelo 4.º lugar na classificação.
Na Série E, o Pampilhosa volta a pisar solo alheio, desta vez o terreno do Tourizense. A irregularidade da equipa de Touriz, que em casa já conheceu todos os resultados possíveis, poderá jogar a favor dos ferroviários, que têm em mente regressar à liderança. Para isso terão de ganhar e esperar por deslizes alheios.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia não sabe ganhar em casa. Pampilhosa perde a liderança

Ainda não foi desta que o Anadia, em casa, deu uma alegria à sua massa associativa, ao empatar a um golo frente ao Cesarense. E já lá vão quatro jogos sem ganhar. Os Trevos viram o seu adversário adiantar-se no marcador antes da meia hora e podiam ter ido para o intervalo a perder por mais de um golo.
Logo no início da segunda parte, os homens de Cesar ficaram a jogar com menos uma unidade, o Anadia conseguiu chegar ao empate, mas depois não teve capacidade para criar grandes situações de golo.
O Anadia ocupa a penúltima posição com os mesmos pontos do Gafanha. O fosso para o segundo classificado é de oito pontos e para o primeiro 10 (recorde-se que os dois primeiros ficam logo a salvo da descida), o que, convenhamos, é muito ponto.
A paragem do campeonato por uma semana poderá ser benéfica para a equipa, pois de momento João Pedro Mariz debate-se com algumas baixas no plantel por lesão, como por exemplo Marlon e Marc Mucha, que deram boas indicações nos primeiros jogos.
Na Série E, no grande jogo da jornada, o Pampilhosa perdeu no terreno do Sourense e viu o seu adversário saltar para a liderança. Um ponto separa os ferroviários dos homens de Soure, tal como o Benfica e Castelo Branco.
2-No próximo fim de semana haverá mais uma paragem do campeonato para dar lugar a mais uma eliminatória da Taça de Portugal. No regresso, o Anadia joga em São João de Ver e o Pampilhosa no terreno do Tourizense.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia volta a tropeçar fora. Pampilhosa firme na liderança

Sem ganhar há três jogos, um deles para a Taça de Portugal, o Anadia derrapou na deslocação a Viseu, onde perdeu com o Lusitano de Vildemoinhos. Os locais fizeram o resultado na primeira parte, com dois golos no espaço de cinco minutos. A equipa, que acabou de novo o jogo em inferioridade numérica (expulsão de Mané), conta com vários impedimentos por lesão, mas isso não justifica tudo, por isso o fraco pecúlio de quatro pontos e o penúltimo lugar da tabela classificativa.
Num jogo que não foi nada fácil, pois o Oliveira do Hospital mostrou credenciais, o Pampilhosa, em casa, não deixou fugir os três pontos e continua isolado na liderança, com um ponto a mais do Benfica e Castelo Branco.
A exemplo da época passada, de novo com várias mudanças no seu plantel, os ferroviários vão mostrando que, com pouco, podem fazer muito. O seu desempenho está à vista de todos, obra e graça de um treinador calejado, Fernando Niza.
2-O Anadia joga em casa com o Cesarense, adversário que ocupa o 2.º lugar. Não se adivinha um jogo nada fácil para os Trevos, quiçá para o seu treinador, pois quando não se ganha, é sempre ele o culpado.
A equipa tem que ganhar o norte, caso contrário a pressão, jogo a jogo, começa a aumentar.
Na Série E, jogo de cartaz entre Sourense e Pampilhosa. A equipa de Soure está a dois pontos dos ferroviários, atravessa excelente momento de forma. O seu adversário, fora, em dois jogos, venceu ambos e não sofreu golos. Em perspetiva um excelente jogo, um jogo para tripla.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Bairrada despede-se da Taça de Portugal. RDA deixou boa imagem

O sonho de lhes calhar um grande esfumou-se ao virar da esquina. Atuando ambos fora de casa, Anadia e Recreio de Águeda, os dois sobreviventes da Bairrada na Taça de Portugal, ficaram pelo caminho. Ambos perderam pelo mesmo resultado, 2-1. Os Trevos, num jogo pouco convincente, foram eliminados pelo Pedras Rubras. A partida ficou decidida na primeira parte. Na segunda, com a expulsão de Mendonça, tudo ficou mais complicado para a equipa de João Pedro Mariz.
Em Freamunde, na casa do líder da Segunda Liga, o Águeda, da 1.ª Divisão da AFA, nem pareceu uma equipa que atua na distrital. Os Galos estiveram em vantagem com o golo a ser apontado por Daniel Fontes, os capões deram a volta no início da segunda parte. Em superioridade numérica, a equipa de Augusto Semedo dominou por completo os acontecimentos na etapa complementar e merecia o prolongamento, quiçá mais qualquer coisa.
2-No regresso do campeonato, o Anadia joga no terreno do Lusitano de Vildemoinhos. Os visienses também foram eliminados da taça, nos Açores, frente ao Operário, mas apenas nas grandes penalidades. Não se perspetiva um jogo fácil para os anadienses, frente a um adversário que se reforçou para voos mais altos.
O Pampilhosa, líder da Série E, recebe o Oliveira do Hospital e tudo aponta para que os três pontos fiquem em casa. Os ferroviários estão moralizados e têm tudo a seu favor, embora em casa a equipa sinta, por vezes, algumas dificuldades para impor o seu jogo.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia volta a desperdiçar pontos em casa. Pampilhosa é líder

Não está a ser fácil a vida para o Anadia nos jogos em casa onde, em dois jogos, desperdiçou cinco pontos. Depois da derrota com o Marítimo C, os Trevos empataram a um golo com o Gafanha, adversário que até se pode queixar da falta de sorte, pois cometeu um autogolo e falhou uma grande penalidade.
Pela produção das duas equipas em campo, o empate acaba por se aceitar.
Na Série E, o Pampilhosa, depois de duas derrotas em casa, uma delas para a Taça de Portugal, retomou o caminho dos triunfos, ao vencer no terreno da Naval. Com esta vitória, a segunda fora de casa e beneficiando do empate caseiro do Benfica e Castelo Branco diante do Vitória Sernache, os ferroviários recuperaram a liderança com um ponto a mais para os albicastrenses.
2-Domingo joga-se a 2.ª eliminatória da Taça de Portugal. O Anadia joga na casa do Pedras Rubras, também do CNS – Série C, que na última jornada somou os primeiros pontos graças à vitória frente ao Moimenta da Beira. Os bairradinos têm mostrado outro andamento fora de casa, aliás como aconteceu na época passada, por isso têm todas as condições para discutir a eliminatória.
Quem também está na taça é o Águeda. Os Galos do Botaréu jogam no terreno do Freamunde, uma das grandes surpresas da Segunda Liga. A diferença de valores é gritante, trata-se de uma equipa totalmente profissional e outra amadora. Tudo isto é na teoria, na prática é que se vai ver. O favoritismo recai todo para o lado dos capões, mas em futebol não há impossíveis.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia deu-se bem com os ares da serra. Pampilhosa perde

Depois de duas derrotas consecutivas, o Anadia sabia que não podia voltar a tropeçar sob pena de ficar cada vez mais último na classificação. Na encosta da Serra da Estrela, os Trevos arrebitaram e trouxeram três pontos no bornal do terreno do Gouveia. E foi com grande missão de sacrifício que o Anadia alcançou a vitória, pois jogou a maior parte do tempo em inferioridade numérica, com uma expulsão aos 21 minutos e outra aos 64, tendo conseguido os dois golos com nove jogadores em campo.
Com este triunfo, o Anadia deixou o último lugar.
Na Série E, em jogo entre candidatos, o Pampilhosa perdeu em casa diante do Benfica e Castelo Branco e perdeu também a liderança para o seu adversário. Os ferroviários justificavam a divisão dos pontos, num jogo em que voltaram a ter razões de queixa da equipa de arbitragem.
2-O Anadia volta à casa de partida, onde não foi feliz no último jogo. A equipa de João Pedro Mariz fará a receção ao Gafanha, num dérbi aveirense que se prevê animado e renhido. As duas equipas equivalem-se, o fator casa poderá ser determinante, mas, caso queira ganhar, o Anadia terá de jogar mais em relação ao jogo com o Marítimo C.
O Pampilhosa desloca-se à Figueira da Foz para jogar com a Naval. A equipa não quer ir a banhos, e o seu objetivo passa por regressar às vitórias, depois de duas derrotas consecutivas em casa, uma delas para a Taça de Portugal. O último lugar dos navalistas confere algum favoritismo aos bairradinos.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Ad Code

Pergunta da semana

Acredita na Astrologia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com