Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Visto da Bancada

Anadia volta a ser feliz numa casa onde se tem dado bem

O histórico de resultados entre São João de Ver e Anadia vale o que vale, mas a verdade é que os Trevos não se têm dado mal nas últimas épocas no terreno da formação do concelho de Santa Maria da Feira. Depois do 0-3 na primeira fase do campeonato, a 26 de outubro, o Anadia regressou de novo a casa com os três pontos, graças ao golo solitário de Mendonça (já tinha marcado no primeiro jogo) nos instantes iniciais da partida.
O São João de Ver teve alguns lampejos, principalmente na primeira parte, mas na segunda não teve capacidade para contrariar a organização bairradina. Uma vitória importante, mantendo a equipa no terceiro lugar, a um ponto dos líderes Sanjoanense e Estarreja e a seis pontos da primeira equipa a descer.
Em casa, o Pampilhosa empatou a uma bola com o Vitória de Sernache. Um resultado que acaba por ser justo e que mantém os ferroviários na linha da frente da classificação.
2-O Anadia recebe o Gafanha, adversário que tem o mesmo registo dos Trevos e da Sanjoanense (duas vitórias e um empate) e que ainda não sofreu golos, tal como a equipa bairradina. Prevê-se, por isso, um jogo equilibrado e que poderá ser decidido em pequenos detalhes.
E quem ganhar poderá dar um salto qualitativo rumo à manutenção.
O Pampilhosa joga na casa do último classificado, a Naval 1.º de Maio, um dos históricos do futebol português, mas que cada vez mais se vai afundando. Um jogo talhado para os ferroviários regressarem às vitórias fora de casa, pois têm outros argumentos e não jogam sob pressão.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia conquista ponto importante. Pampilhosa sobe à liderança

Ficou mais uma vez provado que não há jogos iguais. Se no último jogo da primeira fase, no mesmo palco, o Anadia tinha sido goleado, desta vez esteve muito perto de trazer de Estarreja os três pontos.
Depois de uma primeira parte em que as duas equipas se equivaleram, na segunda, com mais espaços para jogar, os Trevos tiveram as melhores oportunidades para alcançarem a vitória. O ponto, na casa do líder, é sempre bom e irá, com toda a certeza, dar moral aos jogadores para os próximos jogos.
Na Série E, depois da derrota no terreno do Tourizense, o Pampilhosa, em casa, venceu pela margem mínima (1-0) o Sourense e, face aos outros resultados, assumiu a liderança isolado com mais um ponto de Oliveira do Hospital e Vitória Sernache.
2-Na próxima ronda, o Anadia volta a jogar fora, em São João de Ver, onde mora o último classificado. A formação feirense mudou de treinador, situação que surtiu, para já efeito, com Francisco Batista, de regresso a uma casa que bem conhece, a alcançar um ponto no reduto da Sanjoanense. Este ponto poderá moralizar as “tropas” e, acreditamos, será um Anadia precavido, aquele que se irá apresentar em campo, ciente de que tem capacidade para trazer pontos no bornal.
O Pampilhosa volta a jogar em casa com o Vitória Sernache. Em disputa está a liderança, o reforço da mesma por parte dos ferroviários, ou o assalto por banda dos forasteiros. Prevê-se um jogo equilibrado e que poderá ser decidido em pequenos detalhes.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Sortes diferentes no arranque da fase de manutenção

O Anadia entrou da melhor maneira no minicampeonato da manutenção/descidas, ao vencer em casa o Gouveia, respondendo assim à derrota na segunda volta da primeira fase. E pela forma como a equipa se exibiu, a paragem de quase um mês fez-lhe bem, pois os jogadores surgiram em campo mais soltos e com os mecanismos mais enraizados, coisa que não se viu na formação serrana. O Anadia marcou cedo e isso foi determinante para libertar espíritos, dado que a equipa em casa deu sempre sinais de alguma intranquilidade. O objetivo de começar bem foi alcançado e, com os resultados verificados, o Anadia subiu para o terceiro lugar.
A mesma sorte não teve o Pampilhosa na Série E. Os ferroviários deslocaram-se ao terreno do Tourizense e vieram de lá com as mãos a abanar, perdendo pela margem mínima (1-0).
2-O Anadia volta a Estarreja, onde na última deslocação sofreu a maior derrota da época (4-1). Os homens de Antuã lideram o campeonato, em casa são fortes e imprimem grande dinâmica no seu processo ofensivo. Para não serem surpreendidos, os Trevos terão de ser solidários em todos os seus movimentos, pois qualquer erro poderá ser a morte do artista. Acreditamos que o jogo será diferente do último, mas os predicados por banda do Estarreja serão os mesmos.
O Pampilhosa fará a receção ao Sourense, que também perdeu na primeira jornada, frente ao último, o Mortágua. As duas equipas procuram arrepiar caminho, num jogo que não será fácil para ambos.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Sortes diferentes para as equipas bairradinas no fecho da 1.ª fase

O fraco desempenho do Anadia em Estarreja poderá ter deixado os seus adeptos alarmados com o que resta do campeonato. Terminada a primeira fase, os Trevos despediram-se com uma goleada imposta pelos homens de Antuã. Em alguns momentos do jogo, os bairradinos podem queixar-se de alguma falta de sorte, mas quem comete erros primários não pode aspirar a muito mais, numa jornada em que houve quatro empates.
Em casa, o Pampilhosa mostrou ao Nogueirense, adversário que ficou em segundo lugar e por isso vai disputar os lugares de subida à Segunda Liga, que tinha valor para ocupar tal posição. O conjunto de Fernando Niza venceu pela margem mínima e com toda a justiça.
2-A segunda fase só começa a 15 de fevereiro. Serão quatro semanas de paragem, o tempo de uma pré-época, o que, não é nada benéfico para os clubes. Anadia e Pampilhosa vão lutar pela permanência e iniciam a segunda fase com metade dos pontos amealhados na primeira, arredondados por excesso. O Anadia começa com 11 pontos e as restantes equipas com os seguintes pontos: Estarreja (15), Marítimo C e Sanjoanense (12), Camacha e Gouveia (10), Gafanha (9) e São João de Ver (8).
Na Série E, Pampilhosa vai começar com 14, onde o fosso para as outras equipas será bem diferente da realidade que o Anadia irá encontrar na Série D, onde o equilíbrio pontual é muito grande. Basta uma vitória a uma das equipas dos últimos lugares e tudo se transforma. Por isso, as dificuldades serão maiores para os Trevos.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia não aproveita fator casa. Pampilhosa fora do segundo lugar

Frente a um adversário direto na luta pela manutenção, o Anadia, em casa, não deu sequência à vitória anterior e desperdiçou dois pontos diante do Camacha.
E a jornada até podia ser de glória, pois registaram-se mais três empates e apenas uma vitória (Sanjoanense) e que acabou por consagrar Lusitano de Vildemoinhos e Cesarense, que vão discutir a fase dos primeiros. O Anadia começou praticamente a segunda parte em superioridade numérica, conseguiu chegar à vantagem, mas depois recuou no terreno, permitindo que a formação da Madeira empatasse em período de descontos.
Na Série E, o Pampilhosa, ao perder no terreno do Vitória de Sernache, disse adeus à fase dos primeiros. Os ferroviários tiveram oscilações fatais, principalmente na segunda volta, perdendo o comboio para o segundo lugar. Resta-lhe agora, tal como o Anadia, jogar a fase da manutenção.
2-Domingo joga-se a última jornada desta fase. O Anadia joga na casa do Estarreja, terceiro classificado, adversário que pretenderá somar o pleno de pontos no jogo, pois todos sabem que, na segunda fase, os pontos são divididos em metade.
O objetivo dos Trevos também passa por aí, num jogo que não se antevê fácil para as suas cores.
O Pampilhosa despede-se desta fase em casa, frente ao Nogueirense, que consegue o surpreendente segundo lugar, posição que os ferroviários lutaram desde o início do campeonato. Para mostrar que é melhor, a equipa de Fernando Niza tem a obrigação de ganhar.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia e Pampilhosa de regresso às vitórias na entrada do novo ano

As duas equipas bairradinas não podiam desejar melhor começo de 2015. Ambas arredadas das vitórias há seis e dois jogos, respetivamente, em casa, conseguiram vencer, dando mais alento para o que falta jogar (dois jogos) na primeira fase do campeonato.
Frente ao São João de Ver, o Anadia não teve grandes dificuldades para levar de vencida o seu adversário, desfrutando de novo triunfo em casa, o que já não acontecia desde 16 de novembro diante da Sanjoanense. Três pontos deveras importantes, que valeram à equipa anadiense ascender ao quinto lugar.
Na Série E, o Pampilhosa, frente ao Tourizense, entrou forte no jogo, marcou dois golos no primeiro quarto de hora, mas depois com menos uma unidade em campo, viu-se em palpos de aranha para amealhar os três pontos, mantendo os ferroviários na corrida pela segunda posição.
2-O Anadia volta a jogar em casa. O Camacha é o adversário e, para conseguir o maior número de pontos nesta fase, os bairradinos não podem vacilar. Cada equipa fica com metade dos pontos e a classificação mostra que está tudo embrulhado, por isso a primeira tese aplica-se por inteiro. Nada de facilitismos.
O Pampilhosa joga no terreno do Vitória de Sernache uma cartada importante para chegar ao segundo lugar. Até porque há um Nogueirense – Sourense, segundo contra terceiro, e alguém irá perder pontos. A diferença para os dois é de três pontos, e se os ferroviários querem lá chegar, terão de ganhar.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia quase destronava o líder. Pampilhosa empata em casa

Anadia e Pampilhosa despediram-se de 2014 com empates 1-1 e 0-0, respetivamente, com o primeiro a ter outro sabor, pois foi alcançado na casa do líder Cesarense. A igualdade a um golo não justifica o resultado final, pois o Anadia, tirando os últimos dez minutos, foi superior ao seu adversário. Os homens de Cesar chegaram ao empate num grande golo de Bruno Silva, na cobrança de uma falta que não existiu e que valeu a expulsão de Nilson.
Na Série E, o Pampilhosa, em casa, diante do Sourense, adversário direto na luta pelo segundo lugar, perdeu excelente oportunidade de se aproximar desse lugar que dá acesso à fase dos primeiros. Os ferroviários só se podem queixar de si próprios, dado que falharam muitas oportunidades, inclusive uma grande penalidade. A diferença para o segundo classificado é agora de cinco pontos, quando faltam disputar três jornadas. Superar quatro adversários também não será tarefa fácil.
2-O Anadia começa o Ano Novo em casa, na receção ao São João de Ver, adversário que deixou o último lugar (o novo lanterna vermelha é o Gafanha), após vitória na Camacha, desiderato que não conseguia há oito jogos. Os bairradinos estão obrigados a vencer para somar o maior número de pontos para a fase de manutenção. O favoritismo é-lhe atribuído.
O Pampilhosa volta a jogar em casa, desta vez contra o Tourizense. O caminho dos ferroviários é só um, a vitória, pois se ela não surgir, dizem praticamente adeus à fase dos primeiros. A pressão será muita em virtude de faltarem três jogos.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia despede-se em casa com um empate. Pampilhosa perde

Não foi a prenda de Natal mais desejada que Anadia e Pampilhosa (principalmente o primeiro, pois jogou em casa), deram aos seus adeptos. O Anadia concluiu o quinto jogo sem vencer, voltando a desperdiçar pontos no seu terreno.
Frente ao Lusitano de Vildemoinhos, os Trevos não se encontraram na primeira parte. Depois, no início da segunda, em superioridade numérica, pressionaram o último reduto contrário, tiveram três ocasiões de golo, pouco para quem tinha a obrigação de fazer mais e melhor. Os visitantes, dada a expulsão de Thiago, apostaram no empate e conseguiram levar a água ao seu moinho. O Anadia baixou para a sétima posição.
Na Série E, o Pampilhosa perdeu em Oliveira do Hospital e, face aos outros resultados, perdeu excelente oportunidade para recuperar o segundo lugar.
2-O Anadia não vai ter vida fácil no terreno do líder, o Cesarense, em mais um jogo de grau elevado. A formação de Cesar goleou no terreno do São João de Ver e viu a liderança ser reforçada para cinco pontos. Em casa tem sido forte, onde apenas consentiu dois empates, por isso a equipa de João Pedro Mariz (ao que tudo indica vai ver a sua equipa reforçada) não poderá cometer erros.
Em casa, o Pampilhosa tem um teste de fogo diante do Sourense, outra das equipas que luta pelo segundo lugar. E a luta por essa posição está ao rubro. Na primeira volta, os ferroviários perderam pela diferença mínima, por isso não podem perder pontos para um adversário direto. Jogo para tripla.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia complica o que parecia fácil. Pampilhosa goleia em casa

Sem vencer há quatro jogos, o Anadia, na Gafanha, sofreu a terceira derrota consecutiva, adiando, assim, a possibilidade de subir na tabela classificativa. Num jogo onde foi notório que quem cometesse um erro seria penalizado, isso aconteceu ao Anadia aos 50 minutos, que acabou por ditar mais um resultado negativo para a equipa de João Pedro Mariz. Contudo, os Trevos mereciam outra sorte, dado que foram mais equipa e tiveram as melhores ocasiões de golo.
Apesar da derrota, o Anadia manteve a sexta posição, enquanto o Gafanha, que já não vencia em casa há três meses, deixou o último lugar em detrimento do São João de Ver.
Na Série E, o Pampilhosa, em casa, tirou a barriga de misérias e aplicou chapa cinco à Naval 1.º de Maio, num triunfo imaculado dos pupilos de Fernando Niza. Os ferroviários dividem o terceiro lugar com Sourense e Nogueirense e estão a um ponto do segundo, o Vitória de Sernache, que cometeu a proeza de aplicar a primeira derrota ao líder Benfica e Castelo Branco.
2-Em casa, o Anadia, frente ao Lusitano de Vildemoinhos, adversário que ocupa a segunda posição e já não perde há sete jogos, tem uma missão difícil. Os bairradinos não podem voltar a vacilar, pois a diferença para os dois últimos é de três e quatro pontos e o espectro dos últimos lugares está à vista.
O Pampilhosa, que já não ganha fora desde 21 de setembro, joga em Oliveira do Hospital, que ainda não perdeu no seu terreno. Não se perspetiva um jogo fácil, mas os ferroviários têm tudo para pontuarem.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

Anadia desilude em casa. Pampilhosa perde na casa do líder

O Anadia voltou a dar-se mal no seu reduto, ao perder sem grande margem para discussão para o Gouveia, que deste modo se redimiu da derrota da primeira volta. As opções tomadas revelaram-se infrutíferas, naquela que foi a pior exibição da época dos Trevos. Perante os resultados verificados, o Anadia perdeu excelente ocasião para encurtar distâncias para os da frente, mantendo a sexta posição.
Na Série E, o Pampilhosa não tinha tarefa fácil no terreno do líder Benfica e Castelo Branco. Isso confirmou-se com os claros três golos sem resposta que os albicastrenses brindaram os ferroviários, que caíram para quinta posição, com os mesmos pontos do terceiro.
2-Domingo há dérbi aveirense, com o Gafanha, último classificado, a receber o Anadia. Os gafanhotos já não vencem há quatro jogos, quebraram uma série de três derrotas consecutivas com o empate em São João de Ver, precisam, como é óbvio, de pontos, frente a um adversário que já vai no terceiro jogo sem ganhar. O jogo é de maior importância para a equipa de Carlos Miguel, que em casa já perdeu quatro vezes, venceu um jogo e empatou outro. Partida que poderá ser decidida em pequenos detalhes.
O Pampilhosa fará a receção à Naval. O conjunto da Figueira da Foz tem passado por algumas convulsões, é antepenúltimo na classificação, mas vem de uma vitória moralizadora diante do Sourense, então segundo classificado. Os ferroviários têm tido alguns sobressaltos inesperados e, em casa, terão de mostrar a lei do mais forte.

Posted in Desporto, Visto da Bancada0 Comentários

SFImobiliaria

Pergunta da semana

Acredita na Astrologia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com