Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | arquivo notícias

Póvoa do Forno

Póvoa do Forno

Feira dos Sonhos… uma aventura ao vivo

Pedro Fontes da Costa
pedro@jb.pt

Os visitantes foram recebidos pelo guardião dos sonhos. Descalçam-se e entram no livro das aventuras… Bem lá ao fundo sobem para uma rampa e vão desaguar no Castelo da Espuma, onde o flautista mágico está sentado a tocar. São os momentos iniciais da II Feira dos Sonhos, que numa organização do grupo de teatro Viv’arte, está a decorrer no teatrário deste grupo, na Póvoa do Forno.

“Sigam para o corredor da gaiola…”

A funcionar, há cerca de um mês, já recebeu praticamente todas as escolas do ensino básico da cidade de Águeda. Agora, são os alunos das escolas do concelho de Oliveira do Bairro que preenchem aquele espaço de sonho e de magia.
Os mais de vinte alunos, que constituíam a sessão do dia, seguem viagem, pois não se podem deter no castelo e, quando se apercebem, já estão submersos em almofadas na sala das 300 almofadas, compradas na loja do 1,5 euro. É neste preciso local que António Morais, um dos responsáveis pela feira, vai gritando: “terão que procurar a minúscula caixinha, perdida entre as almofadas, pois nela se encontra a chave que abrirá a gaiola em que estão enclausurados os sapatos de todos os visitantes”. Com a chave na mão, Morais reforça o seu grito e diz, de boca cheia: “sigam para o corredor da gaiola e recuperem os sapatos”.
Entretanto, o homem tambor aparece e os visitantes da tarde seguem por um túnel repleto de estátuas, bustos, fileiras de cabeças ao longo das paredes, acabando por entrar discretamente no cemitério dos brinquedos. É aqui que os mais pequenos ficam deliciados com as histórias de alguns bonecos, que, entretanto, são contadas pelo guardião dos brinquedos.

“A cidade bombardeada”

Seguindo os céleres passos de António Morais, a criançada atravessa, com alguma agitação e espanto, a cidade bombardeada. Por ruínas e fumo a sair de todos os lados, casas destruídas, escombros a barrar as passagem, olham discretamente, com um ar sarapantado, a casa do ferreiro mágico, que lhes pede que resolvam um enigma. Se conseguirem receberão a espada sagrada.
Enigma desfeito, os miúdos seguem pelo corredor das sombras chinesas e desaguam numa clareira onde as florestas são miniaturas e os vales e montanhas são igualmente pequenos.
Com extremo cuidado, lá vão eles de pé em pé, atravessando a clareira, para não estragarem as casinhas e as árvores.

O fosso do esqueleto radiante

Já no horizonte avista-se a sala gigante, com uma mesa e uma cadeira, de dimensões consideráveis. Perdidos neste mundo de gigantes a única hipótese de fuga é por uma porta cuja chave está no fosso do esqueleto radiante, aliás bem vermelho.
Morais avisa: “quem é o corajoso que vai descer ao fosso… Pedro! Pedro, foste o escolhido. Não tenhas medo”.
Uma vez que a missão do Pedro foi bem sucedida e com a chave na mão, afinal a porta não abriu e desceu dos céus uma mensagem – “Procure a saída dos ratos. E feche a porta antes de sair”. E assim aconteceu. A criançada escapuliu-se pela porta dos ratos e entrou numa imponente sala de aulas, completamente colorida e com uma tela onde eram projectadas as imagens dos visitantes durante todas as peripécias do trajecto.
O mestre de aulas sugere, entretanto, aos nobres visitantes que escrevam, numa simples folha de papel, a sua opinião desta experiência mágica.
E é tempo de tocar para a saída. A sirene soou e cada visitante recebeu um diploma de participação.

Posted in arquivo notícias0 Comentários

II Divisão B

Futebol
II Divisão B (Zona Centro, 34ª jornada ) – Resultados/classificação

Resultados da 34ª jornada da Zona Centro do campeonato português de futebol da II Divisão B, disputada hoje, e respectiva classificação:

Beneditense – Sp. Pombal, 0-3
Arrifanense РSp. Covilḥ, 0-1
Alcains – Vilafranquense, 1-0
Feirense – Ol. Hospital, 2-2
Torreense – Ol. Bairro, 1-0
Odivelas – Ac. Viseu, 2-2
Fátima – S. João Ver, 3-0
Sourense – Benf.Cast.Branco, 2-1
U. Coimbra – Caldas, 1-2
Marinhense – Sanjoanense, 2-1

Classificação:

CASA FORA TOTAL
CL EQUIPA V E D M S V E D M S J V E D M S P

1 SP.COVILHA :14 3 0 39- 9: 6 7 4 14-11:34 20 10 4 53-20:70
2 SP.POMBAL :12 5 0 30- 8: 8 4 5 24-16:34 20 9 5 54-24:69
3 TORREENSE :13 3 1 32- 7: 7 3 7 28-27:34 20 6 8 60-34:66
4 ODIVELAS :12 3 2 38-16: 6 4 7 17-20:34 18 7 9 55-36:61
5 AC.VISEU :13 3 1 38-15: 2 10 5 19-23:34 15 13 6 57-38:58
6 SANJOANENSE : 9 6 2 31-15: 6 5 6 18-19:34 15 11 8 49-34:56
7 FEIRENSE :10 5 2 26-13: 6 3 8 18-20:34 16 8 10 44-33:56
8 OLI.BAIRRO :12 1 4 39-23: 3 7 7 14-21:34 15 8 11 53-44:53
9 SAO JOAO VER:10 5 2 28-17: 3 5 9 15-25:34 13 10 11 43-42:49
10 VILAFRANQ. :11 4 2 26- 8: 1 8 8 14-27:34 12 12 10 40-35:48
11 CALDAS : 7 6 3 31-21: 5 4 9 25-36:34 12 10 12 56-57:46
12 FATIMA :10 4 3 29-19: 3 3 11 15-31:34 13 7 14 44-50:46
13 BENFICA CB : 5 4 8 27-29: 6 5 6 26-27:34 11 9 14 53-56:42
14 MARINHENSE : 7 6 4 21-20: 3 2 12 18-36:34 10 8 16 39-56:38
15 OLI.HOSPITAL: 6 7 4 21-20: 3 3 11 20-29:34 9 10 15 41-49:37
16 SOURENSE : 8 2 7 28-33: 1 4 12 8-35:34 9 6 19 36-68:33
17 U.COIMBRA : 7 6 4 23-21: 1 2 14 13-39:34 8 8 18 36-60:32
18 BENEDITENSE : 7 2 9 20-26: 2 1 13 21-38:34 9 3 22 41-64:30
19 ARRIFANENSE : 4 6 7 16-19: 2 1 14 17-41:34 6 7 21 33-60:25
20 ALCAINS : 5 3 9 18-22: 0 3 14 17-40:34 5 6 23 35-62:21

Programa da 35ª jornada (05 Mai):
Sanjoanense – Beneditense
Sp. Pombal – Arrifanense
Sp. Covilḥ РAlcains
Vilafranquense – Feirense
Ol. Hospital – Torreense
Ol. Bairro – Odivelas
Ac. Viseu – Fátima
S. Jọo Ver РSourense
Benf.Cast.Branco – U. Coimbra
Caldas – Marinhense

(28 Abr / 21:15)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Águeda

Águeda

Grupo Motard do Gica

Festeja 4º aniversário

Amanhã, dia 25, o Grupo Motard do Gica vai festejar o seu 4º aniversário, na sede do Ginásio Clube de Águeda, em que irá participar o Grupo Motard “Nódoas do Asfalto”, da Pampilhosa.
A festa irá começar pelas 11.30 horas, com a abertura do secretariado, seguindo-se o convívio com porco no espeto.
Da parte da tarde haverá lugar a jogos tradicionais e um natural convívio entre todos.
Mais para o fim da tarde, serão cantados os parabéns a você e sopradas as quatro velas.
Será feito ainda um sorteio e haverá a hora da entrega de lembranças.
Participarão no evento vários motoclubes, grupos motards e numerosos amigos.

(22 Abr / 17:30)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Silveiro

Oliveira do Bairro

Cantares do Silveiro animaram Terceira com música de primeira

Pedro Fontes da Costa
pedro@jb.pt

O Grupo de Cantares do Silveiro efectuou, na penúltima semana, uma digressão à Ilha Terceira – Açores, onde realizou dois espectáculos que marcaram a preparação de uma geminação com o Grupo de Cantares Baga Baga, da freguesia dos Altares, que esteve presente entre nós na última FIACOBA.
A hospitalidade e um bom acolhimento marcaram decididamente todos os dias em que os elementos e acompanhantes do Cantares do Silveiro permaneceram na Ilha.
No horizonte ficou agendado o regresso deste grupo, dentro de um ano, enquanto que o Baga Baga estará, no Verão que se aproxima, na cidade de Águeda, em data a confirmar.

Um povo hospitaleiro

Instalada a comitiva na Pousada da Juventude, localizada no Negrito, freguesia de São Mateus, o programa de animação começou nesse mesmo dia com um almoço em São Mateus, seguido de uma visita ao Monte Brasil e um jantar na Santa Casa da Misericórdia de Altares. Este local foi visitado atentamente pela comitiva, onde Victor Oliveira, actual presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, se inteirou da realidade daquela casa.
Um convívio no café Caneta deu como encerrado o primeiro dia da visita.
Logo após as primeiras horas de convívio com os elementos do grupo anfitrião, os elementos do “Cantares do Silveiro” aperceberam-se que estavam perante um povo em que a hospitalidade é o seu grande lema.
A manhã do dia seguinte, quarta-feira, dia 3, foi aproveitada para um passeio à volta da Ilha, seguido de um almoço na Casa da Galinha, local, onde todos puderam saborear um menu gastronómico de qualidades ímpares, como de resto aconteceu em todos os locais, onde os elementos e acompanhantes do Grupo de Cantares do Silveiro almoçaram e jantaram.

Primeiro espectáculo marcado pelo sucesso

Dois momentos marcaram a digressão, as duas actuações, previamente marcadas na Casa do Povo da Feteira e na Sociedade Filarmónica Sagrado Coração de Jesus, nos Altares.
Na casa do Povo da Feteira, o Grupo de Cantares animou os presentes, que enchiam por completo a sala que suportava mais de 200 pessoas, e que anteriormente tinha servido de palco a uma actuação de um grupo de teatro, inserido no Carnaval da Ilha Terceira.
A actuação dos cantares demorou cerca de 45 minutos e o seu vasto repertório, que teve mesmo direito a dois “encores”, brilhou de forma natural numa ilha em que os grupos de música popular escasseiam. As palmas seguidas ecoavam na salão e os populares comentavam que, há muitos anos, não viam um espectáculo de semelhante qualidade.

Cont.. em breve

O Espírito Santo e as funções

Os elementos da comitiva tiveram a oportunidade de ver as várias obras de arte que constituem dezenas de igrejas e impérios dedicados ao Espírito Santo. Trata-se na verdade de uma ilha em que a população é extremamente religiosa. Na altura da digressão, estava a viver a ilha as funções inseridas nas festas do Espírito Santo, que foram introduzidas em Portugal no séc. XIV, através da pregação dos franciscanos. Razões de ordem diversa como as catástrofes naturais, a vida difícil, o isolamento das ilhas, sem esquecer a prática da benemerência, expressa através da oferta de alimentos, contribuíram para que nos Açores as Festas do Espírito Santo se mantivessem ao longo dos séculos e a sua vitalidade.
A devoção do Espírito Santo foi ainda levada pelos açorianos aos locais da diáspora da emigração.
Com o decorrer dos tempos, foram introduzidas em cada ilha alterações ao ritual das festividades que decorrem entre os domingos de Páscoa e da Trindade.
Acrescente-se que estas festas são particularmente coloridas e animadas e incluem a cerimónia das “funções”.
A organização das funções, que têm lugar nos sete domingos seguintes aos da Páscoa, esta cerimónia é sorteada anualmente entre as pessoas que fizeram promessas individuais. Cada um dos sete contemplados no sorteio – “os imperadores” – expõem durante uma semana a coroa do Senhor Espírito Santo em sua casa, rezando o terço todas as noites com familiares e amigos.

(18 Abr / 9:57)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Oiã

Oiã

Estudantes nas Belas Artes

A Escola Marques de Castilho, de Águeda, vai apresentar, no próximo sábado, dia 20, à noite, nas Belas Artes, em Oiã, o seu Núcleo de Estudantes.
Os estudantes terão um desconto especial durante esta noite. Elas apenas pagarão 3,50 euros e eles, 5 euros.
A iniciativa é apoiada pela Jornal da Bairrada.

(15 Abr / 12:00)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Ílhavo

Moçambique

Maxixe quer geminar-se com -lhavo, Portugal

Os municípios moçambicano de Maxixe (sul) e português de -lhavo (litoral centro) assinarão em breve um acordo de geminação, afirmou hoje à Agência Lusa o presidente do Conselho Municipal daquela localidade de Moçambique.
Narciso Pedro adiantou que foram já feitos contactos com esse objectivo, impulsionados pela Associação dos Amigos da Maxixe residentes nesta cidade portuguesa do distrito de Aveiro.
«Começámos as negociações com -lhavo no âmbito da geminação. O pelouro que cessou funções respondeu positivamente afirmando que, dentro em breve, estariam cá, na Maxixe, para celebrarmos os acordos«, afirmou Narciso Pedro.
O autarca reconheceu no entanto que as mudanças em Portugal resultantes das eleições municipais de Dezembro de 2001 e das legislativas de Março último poderão retardar a concretização da iniciativa.
A situação política portuguesa está igualmente a adiar a aplicação de um projecto de cooperação com Faro, cidade do sul de Portugal com que Maxixe está geminado desde Maio de 2001.
Narciso Pedro sublinhou que há já projectos concretos estabelecidos no âmbito da geminação com Faro mas que, devido às recentes eleições em Portugal, o município português comunicou não estarem criadas as condições para o seu arranque.
A cooperação entre Faro e Maxixe cobre essencialmente as áreas da educação, saúde, turismo e capacitação da polícia municipal e bombeiros.
Por seu turno, a cidade moçambicana põe a disposição dos empresários das cidades portuguesas as suas riquezas, nomeadamente a exploração dos 60 quilómetros de costa índica, cujos recursos encontram-se «hibernados«, além do aproveitamento da copra e madeira.
«Vão retomar-se os trabalhos logo que a situação política em Portugal se estabilize, de forma a que os novos dirigentes eleitos possam inteirar-se sobre os programas acordados para, a partir daí, verem por onde devem começar a dar a sua contribuição«, sublinhou.
O presidente da Maxixe falava numa altura em que a sua cidade passou a ser abastecida de electricidade a partir da Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB), acabando com a precariedade do seu abastecimento em energia, até agora fornecida por uma central eléctrica a diesel.
Narciso Pedro afirmou que há muitos empresários com projectos de investimento para a cidade, que se mostravam indecisos para a sua aplicação devido à insegurança do fornecimento de energia, pautada por cortes constantes.
O município da Maxixe, na província meridional de Inhambane, tem 282 quilómetros quadrados e uma população de cerca de 94 mil habitantes, com uma densidade populacional de cerca de 334 habitantes por quilómetro quadrado.
A agricultura (produção de coco e hortícolas) e a pesca são as principais actividades desenvolvidas na Maxixe, que possui cinco localidades e 14 bairros.

(9 Abr / 23:48)

Lusa

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Águeda

Águeda

Populares voltam a cortar IC2

Habitantes de Mourisca e Pedaçães, Águeda, voltaram esta tarde a cortar o trânsito no lanço do Itinerário Complementar (IC) 2 que atravessa aquelas localidades.
A circulação apenas deverá ser retomada depois das 17:00, como confirmou à Agência Lusa fonte da GNR.
Populares no local indicaram que o corte de trânsito, o segundo em menos de 24 horas, se destina a expressar luto pela morte de uma mulher num acidente ocorrido domingo à noite no cruzamento do IC2 que serve aqueles lugares.
O corte de trânsito iniciou-se momentos antes de passar no local o cortejo fúnebre da mulher falecida no acidente.
Os manifestantes exibem tarjas negras.

Lusa

(1 Abr / 19:25)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Fermentelos

Fermentelos

Projecto Jovem organiza passeio a Belmonte

O Projecto Jovem de Fermentelos irá realizar nos próximos dias 13 e 14 de Abril uma visita a Belmonte. No intuito de dar a conhecer outras regiões aos nossos jovens associados, esta actividade irá incidir na visita a locais históricos e de singular beleza na zona da Serra da Estrela, assim como no convívio com a população local.
As inscrições devem ser feitas na sede da associação.

(28 Mar / 10:38)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Arcos do Rei

CAVES ARCOS DO REI, LDA

Já no nosso número de Dezembro de 2001, demos notícia desta nova empresa bairradina, propriedade de António Moreira Marques, um homem do Dão, que conhece bem e desde há muitos anos o tecido empresarial da Bairrada.
Pode dizer-se que é uma empresa típica da Região, com produção de Vinhos Espumantes, a par do engarrafamento de vinhos da Bairrada, do Douro e principalmente do Dão. Nesta última região, possui 15 hectares de vinha, com tendência para aumentarem, donde provêm os seus vinhos topo de gama.
Para completar a sua gama de produtos de regiões demarcadas, tem uma parceria com uma empresa da Região dos Vinhos Verdes que lhe fornece o vinho destinado ao mercado de exportação. Este distribui-se por 18 países e representa cerca de 60% da facturação, constituída maioritariamente por vinhos tintos.
O tipo de gestão adoptado baseia-se na experiência e conhecimentos do seu gerente Engº Electrotécnico(IST), Rui Manuel Vasconcelos Ribeiro, que aplicou, com êxito, ao funcionamento da empresa o seu “Sistema Electrónico para Automatização de Linha de Produção Vinícola” que constituiu a sua tese de mestrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores, apresentada em 1998.
Verifica-se que, no momento, os produtos comercializados que apresentam mais dificuldades nos mercados externos, são os vinhos da Bairrada e do Dão, havendo uma nítida preferência pelos vinhos do Douro e do Alentejo, considerados mais fáceis.
Inédito foi o programa de implantação adoptado no mercado emergente da República Checa. Este incluiu a contratação de um cozinheiro bairradino (António, do Restaurante Chorinca de Sangalhos) que se deslocou a Praga para ensinar a assar leitão à moda da Bairrada aos cozinheiros de um famoso restaurante onde o prato típico é o leitão assado, mas espalmado e temperado com molho vinagrete, iguaria ali apreciada desde a época dos czares. O resultado foi um sucesso que se revestiu na conquista de um bom cliente com grande efeito multiplicador naquele mercado.
Curiosamente, em Setembro passado, esteve de visita à empresa uma equipa de televisão da República Checa que, no seguimento da apresentação do Leitão à Bairrada em Praga, quiseram assistir e registar o assar do leitão no Restaurante Mugasa, na Fogueira.
Outra experiência bem sucedida teve lugar no difícil mercado do Japão em que foi apresentado e distribuído um curioso catálogo, traduzido em japonês, com as fichas técnicas dobradas em harmónio, nas dimensões de um cartão de crédito. Neste mercado, as preferências foram para os Vinhos Espumantes e para o Vinho do Dão, sendo curiosa a apetência verificada pelo Vinho da Madeira.
Para receber os seus clientes e grupos organizados que desejam provar os seus vinhos, a empresa dispõe de um grande salão de convívio, onde também é possível apreciar o Leitão á Bairrada, fornecido por um restaurante especializado.

(21 Mar / 15:54)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Joker

Joker

Jackpot de mais de um milhão de euros (200 mil contos) para sábado

O próximo concurso do Joker deverá ter um jackpot de cerca de 1.076.900 euros (215.899 contos) dado que não foi apurado nenhum totalista no concurso do último sábado, divulgou hoje o departamento de jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.
O segundo prémio do último concurso, no valor de 24.940 euros (cinco mil contos), contemplou um apostador enquanto o terceiro, 2.494 euros (500 mil escudos) foi atribuído a 18 apostadores.
Os 201 apostadores que acertaram no quarto prémio vão receber 250 euros (50 contos) cada enquanto os 1.846 que acertaram no quinto prémio receberão 25 euros (cinco contos).
O sexto prémio, 2,5 euros (500 escudos), vai para 18.144 apostadores.

(18 Mar / 17:48)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Pergunta da semana

É assinante do Jornal da Bairrada?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com