Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | arquivo notícias

Anadia

Anadia

Ucranianos negam extorsão e devolvem acusação a lituano

Um dos imigrantes ucranianos em julgamento no Tribunal de Anadia pela alegada co-autoria do crime de extorsão, negou a acusação devolvendo-a ao cidadão lituano que o acusara.
Segundo o arguido ucraniano, o lituano ter-lhe-ia exigido dinheiro em troca de um emprego nunca obtido.
«Estou detido preventivamente há oito meses por crimes que não cometi. Sou vítima de calúnias por parte de quem me cobrou 300 dólares para me arranjar emprego e não o fez«, afirmou Petro N., o primeiro dos sete arguidos ucranianos a ser ouvido no âmbito deste caso de alegadas práticas mafiosas.
Apoiado em acusações dos alegadamente lesados e em investigações da Polícia Judiciária (PJ), o Ministério Público acusa os arguidos de terem invadido na madrugada 29 de Agosto de 2001 o quarto do casal lituano Ingas K. e Daiva G., numa residência utilizada apenas por imigrantes de Leste, com o propósito de lhe extorquir 750 dólares, cerca de 800 euros.
Os sete ucranianos, dos quais seis estão em prisão preventiva, terão dito na altura que o dinheiro se destinava a ajudar compatriotas a abandonar a fronteira franco-espanhola, onde estariam retidos, sublinha a acusação.
Ainda segundo o Ministério Público, os ucranianos reagiram com ameaças de represálias à recusa do casal lituano em fornecer o dinheiro exigido e terão mesmo obrigado a mulher à prática de sexo oral com um dos arguidos.
Com agressões a murro e sob a ameaça de armas brancas, obrigaram depois Ingas K. a obter 150 euros (30 contos), dinheiro que seria levantado numa caixa multibanco, após uma série de peripécias, sustenta o Ministério Público.
No seu depoimento, traduzido por uma cidadã russa radicada há sete anos em Portugal, Petro N. disse que foi detido pela PJ dois dias depois de chegar a Portugal e negou que tivesse entrado no quarto de Ingas K. e da sua companheira, ao contrário do que sustenta a acusação.
Na resposta às perguntas do juiz presidente, fez passar a imagem de que estava alheado das acusação do Ministério Público.
O único pormenor que disse conhecer era uma alegada ligação da companheira de Ingas K. à prostituição.
Ingas e Daiva G. estão agora em Inglaterra e não serão chamados a depor, sendo validadas «declarações para memória futura« que prestaram antes de abandonar o país, disse à agência Lusa Conceição Seixas, advogada de defesa.
Vitali S., e Volodymrt B., outros arguidos ouvidos hoje, mantiveram uma postura similar à de Petro N., embora caíssem em algumas contradições.
O julgamento prossegue quarta-feira.

Lusa

(6 Abr / 23:50)

Posted in arquivo notícias Comentários

Anadia

Anadia – Jogo Solteiros-Casados

Reviver a tradição

É já no próximo sábado, dia 30 de Março, que terá lugar no Estádio Municipal de Anadia, pelas 16 horas, um peculiar encontro de futebol que colocará, frente a frente, casados e solteiros. Uma tradição de sábado de Páscoa e que com o passar dos anos ficou baptizado com a designação de “Solteiros-Casados”.
E, para manter a tradição neste encontro aberto a (viúvos, divorciados, separados, “ajuntados”, casados, solteiros e outros casos omissos), após o grande derby, os jogadores poderão e deverão retemperar as forças durante um jantar-convívio que se realiza no Restaurante O Cavador, em Vale de Boi.
O preço por inscrição é de 15 “eurogolos”, podendo as mesmas ser efectuadas junto de alguns elementos da comissão organizadora: Pepe e advogados, Dr. Carlos Correia e Dr. Lino Pintado.

(28 Mar / 16:27)

Posted in arquivo notícias Comentários

Lotaria

Lotaria Popular

Primeiro prémio para número 40.010

O primeiro prémio da Lotaria Popular, no valor de 30.000 euros (6.014 contos), coube hoje ao número 40.010 da 6ª série, informou a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.
O segundo premiado, o número 31.911, receberá 7.500 euros (1.503 contos).
Para o terceiro prémio foi sorteado o número 51.267, cabendo-lhe cinco mil euros (1.002 contos), enquanto ao quarto sorteado, o número 66.671, cabem 3.100 euros (621 contos).
Os mesmos números das restantes séries recebem 2.500 euros (501 contos) , 1.750 euros (350 contos), 1.250 euros (250 contos) e 500 euros (100 contos), respectivamente.

(21 Mar / 16:56)

Posted in arquivo notícias Comentários

Anadia

Prémio Revelação 2002

Decorreu na Figueira da Foz nos dias 10,11,12 de Março de 2002, o VI seminário de fotografia promovido pela Associação de Fotógrafos Profissionais. No plano de actividades para esses dias constava um safari fotográfico que tinha por objectivo a recolha de imagens da Figueira, que vão servir para editar um livro sobre a referida cidade, e vão constar também no arquivo de fotografia da câmara municipal.
Deste safari saiu vencedor um fotografo bairradino «Miguel Rolo», distinguido entre 200 profissionais com o prémio Revelação 2002.

(19 Mar / 11:30)

Posted in arquivo notícias Comentários

Basquetebol

Taça de Portugal

Equipas amadoras da 1.ª Divisão não resistiram aos clubes profissionais

Os quatro clubes da 1.ª Divisão, vencedores da primeira fase da Taça de Portugal, foram eliminados da competição pelas equipas profissionais que entraram em acção na prova. Na fase de acesso aos oitavos-de-final, que foi concluída com a disputa do CAB Madeira-Leiria Basket, os primodivionários Sangalhos, Sampaense, BC Guimarães e GD Fabril não resistiram ao poder natural dos concorrentes à Liga TMN, apesar de terem actuado na condição de visitados, como estipula o regulamento.
Os resultados foram os seguintes: Sangalhos-Benfica, 80-91; Sampaense-Queluz, 62-74; GD Fabril-FC Porto, 94-129 e BC Guimarães-Ovarense, 73-90.
Participarão nos oitavos-de-final, agendados para 23 de Abril, os vencedores dos jogos ontem disputados e o do que ainda hoje será realizado no Funchal, bem como os nove clubes da competição profissional que «escaparam» ao sorteio da fase de acesso, a saber: Illiabum, Oliveirense, Seixal, Belenenses, Aveiro Basket, Barreirense, Ginásio Figueirense, FC Gaia e Lusitânia dos Açores. O sorteio está marcado para 26 de Março.
À «Final 8 PT Comunicações», marcada para o período entre 16 e 19 de Maio, no Pavilhão Atlântico, acederão os sete clubes vencedores dos oitavos-de-final, os quais se juntarão à Portugal Telecom, automaticamente apurada para a fase final na condição de clube da cidade de Lisboa mais bem classificado no termo da fase regular da Liga TMN.

(14 Mar / 15:04)

Posted in arquivo notícias Comentários

Tiro ao golo

TIRO AO GOLO

Arsénio, defesa goleador

Apesar de Tiago continuar à frente da lista dos melhores marcadores de Tiro ao Golo, conta com uma séria ameaça que dá pelo nome de Arsénio, defesa direito do Águeda.
Pese o facto do jogador aguedense ter obtido a maior parte dos actuais doze golos através de penalty, não deixa de ser realçada a sua veia goleadora, naquela que é talvez uma das melhores épocas do atleta formado nas escolas do clube.
Por se tratar de uma divisão inferior, não deixam também de merecer amplo destaque as prestações de Miguel Angel e de Vítor, avançados do Couvelha e Mogofores, respectivamente.

MELHORES MARCADORES

14 Golos: Tiago (Aguinense).
12 Golos: Arsénio (Águeda).
11 Golos: Miguel Angel (Couvelha) e Madaíl (Mourisquense).
10 Golos: Vítor (Mogofores) e Tininho (Luso).
9 Golos: Samuel (Oiã), Nelson (Mealhada), Leonel (LAAC) e Valter (Águeda).
8 Golos: Miranda (Amoreirense), Rebelo (Águeda) e Jaimito (Oliveira do Bairro).
7 Golos: Luís Portugal e Aguiar (Famalicão), Sandro e Roger (OBSC/Pampilhosa).
6 Golos: Fernando Brasileiro (Troviscalense), Mariz, Paulito e Bruno Leal (Aguinense), Rui Duarte (Fermentelos), Nelo (LAAC), Miguel Artur (Pampilhosa) e Carlos Rui (Águeda).
5 Golos: Abreu (Amoreirense), Alexandre Carvalho (Troviscalense), Albano e Cajó (Samel), Pajó (Águas Boas), Vítor (Luso), Reima (Aguinense), Hélder (Bustos), Alencar (Mealhada), Rocha (Pampilhosa), Xano e Alemão (Anadia), Tozé (Águeda), Paulo Costa, Miguel Tomás e Serrão (Oliveira do Bairro).
4 Golos: Quintaneiro (Mamarrosa), Paulo Duarte (Couvelha), Fernando Ferreira (Samel), Luciano (Famalicão), João Filipe (VN Monsarros), Pedro Trabuca, Verdade, Blanco e Vinagre (Moitense), Vasco (Luso), Chico (Aguinense), Vinagre (Bustos), Tojó (Fermentelos), Beto (Mourisquense), Edson (Anadia) e Sérgio (Águeda).
3 Golos: Rocha (Mamarrosa), Chico (Amoreirense), Marcelo e Nelson Vieira (Troviscalense), Vitó (Samel), Rui Mota (Couvelha), Pedro Miguel (Famalicão), Bruno (Águas Boas), Gil (Moitense), Bebé e Cláudio (Aguinense), Luís (Oiã), Mocho, Sousa e Canha (Fermentelos), Rocha (Mourisquense), Júlio, Pedro e Filipe (LAAC), João Moreira, Marco Machado e Tarrafa (Mealhada), Mauro e Armindo (Pampilhosa), Tó David e Marcelo (Anadia).
2 Golos: Diogo (Mogofores), Resina e Hélder (Amoreirense), Richard, Milton e Cá-Cá (Mamarrosa), Nelson Vieira (Troviscalense), Pila e Franklim (Couvelha), Eduardo, Filipe, Vítor e Seabra (Samel), Marco e Hélder (Moitense), Rui Matos (VN Monsarros), Cenoura, Lita, Samagaio, Moreira e Sacras (Águas Boas), Neto, Pedro, Pedro Seabra, Mário e Marco Aurélio (Luso), Kika e Rui Castro (Aguinense), Joca, João Branco, Alcino, Lícinio e Sousa (Bustos), Santos, Viegas e Hugo Tavares (Oiã), Paulo Rui e Nuno Rafael (LAAC), Nelito e Carlos (Mourisquense), Ivo (Fermentelos), Ventura, Pedro e Quirino (Pampilhosa), Pedro Abrantes (Mealhada), Nuno Piloto (Anadia), Martins e Agi (Águeda), David, Pedro Paula, Tó Miguel e Pazito I (Oliveira do Bairro).
1 Golo: Barreiro, João, Mota, Paulo e Messias (Mamarrosa), Nuno Padeiro, Carlos Ferreira, Tomé e Diogo (Amoreirense), Carlos Nuno, Neto, Nelson, Santos, Luís Caldeira e Luís Carlos (Troviscalense), André, Nuno Rocha, Lipe, Rocha e Sérgio (Mogofores), Luís Mota, Alex, Vítor e Marito (Couvelha), Pedro Henriques, Ramalheira, Pirolo e Litos (Famalicão), Fernando Jorge, Fernando Alves, Zé Simões e Bruno (Samel), Bé, Sérgio, Miguel, Pedro e Zé (Águas Boas), Peças, João Rocha, Paulito, Cecílio, Eduardo e Machado (VN Monsarros), Fernando, Simões, Riquinho, Baptista, Jorge, André, Sérgio e Veiga (Luso), Ricardo Mendes, Miguel Sécio, Miguel António e Miguel Ângelo (Aguinense), Daniel, Luís Pedro, Dias e Rocha (Oiã), Hamilton, Espiga e Sereno (Bustos), Vítor Rosário, Paulo Sancho, Paiva, Neil, Zé Eduardo e Cândido (Fermentelos), Matos, Oliveira, Melo e Paulo Ribeiro (LAAC), Enguia, Figueiredo, Pedro e Miguel (Mourisquense), Garrido, Serginho, Licas e Zé (Mealhada), João Carlos, Pedro Matos, Serginho, Marco e Carlos Alberto (Pampilhosa), Idálio, Branco, Sousa e Jorge Lopes (Anadia), Pedro Seabra, Ronaldo e Ricardo Pinto (Águeda), Serginho, Vitinha, Leandro, Mário João e Alves (Oliveira do Bairro). (11 Mar / 16:52)

Posted in arquivo notícias Comentários

Fermentelos

Fermentelos

A “trancos e barrancos” curso de informática lá chegou ao fim

Após muitas contrariedades de vária ordem, motivadas por também muitas indefinições, estratagemas, irresponsabilidades e, sei lá se até incompetências por parte da organização da CFTI de Coimbra, chegou, finalmente, ao fim este curso que, inicialmente, era integrado por três turmas de dezasseis alunos cada e leccionado, também inicialmente, por três formadores, tendo dois deles cancelado as actividades mais ou menos a meio de curso, motivado, conforme exlicado aos formandos, por incumprimento do contrato efectuado pela CFTI.
Pela mesma causa, uma associação local tomou idêntica iniciativa, e, como se diz no provérbio popular, “quando mar bate forte na rocha, quem se lixa é o mexilhão”! E de nada valeram os argumentos dos alunos, tendo ficado quase dois meses sem instalações para sala de aulas, sem professores, sem grandes perspectivas para o futuro e a maior parte deles, a acabarem as aulas assim, sem glória, sem quota parte do seu dinheiro, porque já haviam regularizado a totalidade das propinas.
Mas o bom senso, a sensibilidade, profissionalismo, personalidade e humanismo de um dos formadores – um jovem de seu nome Bruno Bebiano Nascimento Tavares – a cedência graciosa e expontânea de um dos salões da sede do Grupo Folclórico Senhora da Saúde, pela pessoa do seu director António Augusto da Silva, gesto, aliás, nobre que contrastou com o “pôr na rua” da outra direcção associativa, a também gratuita cedência do material de informática por parte da assumida Escolinfer do Porto que pretendeu assim salvar a honra da Informática Portuguesa, já que a CFTI abandonou “barcos e redes a meio da safra” exactamente porque, segundo um director da organização do Porto, a (CFTI) não tinha meios de qualquer ordem, para dar a conclusão aos formandos do referido curso.
Porém, tudo acabou em bem: para trás, fica a má memória da CFTI; mas o presente ganhou e o futuro perspectiva-se e auspicia-se ainda muito melhor, e… na terra de “mil habitantes com mil e um doutores” que a ser assim, agora quintuplicaria, acrescento eu, ficam diplomados informaticamente, cerca de meia centena de fermentelenses, com diversificação de grau de instrução – que vai de apenas instrução primária até ao professorado – e idade, pois nunca é tarde para aprender – que varia entre a juventude de quinze anos “e a veterania dos sessenta e tal”.
… A “tempestade” essa já passou e o que é efectivamente necessário é adaptar “para grandes males, grandes remédios”.

Artur Carvalhal

(1 Nov / 11:50)

Posted in arquivo notícias Comentários

Vagos

Vagos

Atribuição de subsídios

A Câmara Municipal deliberou fixar em 40,00 e 25,00 euros o subsídio escolar dos alunos das Escolas do 1º. Ciclo do Ensino Básico, no ano lectivo de 2001/2002, para os escalões A e B, respectivamente. Os alunos do Agrupamento Norte, abrangidos pelo escalão A são 48 e pelo B são 32, o que perfaz o montante de 2.395 euros, sendo os alunos do Agrupamento Sul abrangidos pelo Escalão A 62 e pelo B 32, o que perfaz um montante de 3.280 euros.
Outros subsídios:
Grupo Folclórico de Santo António de Vagos, 2.500 euros, destinado ao funcionamento das actividades da Instituição durante o ano de 2002.
Mais foi deliberado atribuir um subsídio no mesmo valor (2.500 euros) para financiar a organização do Festival do Moliceiro promovida por esta Entidade.
Associação de Ciclismo de Aveiro para a realização da 24ª. Edição do Grande Prémio “Abimota” – Meta Volante, 500 euros;
Escola do 1º. Ciclo do Ensino Básico de Vagos, subsídio no valor de 250 euros, destinados à substituição à substituição da fotocopiadora, uma vez que a existente se encontrava avariada;
Junta de Freguesia de Ponte de Vagos, 1.156 euros para custear as despesas efectuadas com a aquisição de placas toponímicas para a freguesia, e outro de 2.295 euros destinado aos arranjos da Escola do 1º. CEB de Carvalhais;
Centro de Educação e Recreio, 400 euros, destinado ao pagamento do aluguer da sala para os ensaios do Projecto;
Junta de Freguesia de Fonte de Angeão, 1.250,75 euros, para pagamento dos trabalhos e realizados na obra do arranjo exterior da Escola do 1º. Ciclo do Ensino Básico,;
Associação dos Bombeiros Voluntários de Vagos, 5.000 euros por conta do subsídio global a atribuir para as actividades do ano 2002;
Grupo Polifónico de Santa Cecília de Calvão, 4.000 euros, para fazer face às despesas do corrente;
Fábrica da igreja de Vagos, 7.000 euros, para custear as despesas com a pavimentação em alcatrão do Recinto do Santuário de Santa Maria de Vagos;
Junta de Freguesia de Santa Catarina, 250 euros, destinado ao aluguer de um palco para as festas desta localidade;
Associação Desportiva de Vagos, 10.000 euros, destinados às actividades desta Associação, época desportiva 2001 e 2002 em complemento do já atribuído no valor de 5.000 euros;
Centro Recreativo e Ac̤̣o Social РCRAC, para a realiza̤̣o das actividades da ̩poca desportiva 2001/2002.
Escola Secundária de Vagos, 130 euros, para custear as despesas de alunos carenciados, numa visita de estudo no âmbito da área escolar, a Braga;
Rancho Folclórico de Fonte de Angeão, subsídio no valor de 2.500 euros para fazer face às despesas das actividades do ano 2002;
Agrupamento Horizontal de Escolas Vagos Norte, 850 euros, destinado ao lanche das crianças dos Jardins de Infância e Escolas do 1º. Ciclo do Ensino Básico daquele Agrupamento Horizontal de Escolas Vagos Sul;
Banda Filarmónica Vaguense, 14.350 euros para aquisição de instrumentos, fardas, arrendamento da sala e pagamento ao regente;
Grupo de Teatro de Calvão, 2.500 euros, destinado às da actividade do corrente ano;
Rancho Folclórico Luz e Vida de Ponte de Vagos, 2500 euros, destinado às actividades de 2002;
Corpo Nacional de Escutas – Agrupamento 911 de Santa Catarina, 1.000 euros, para as actividades 2002;
Subsídio de 25.000 euros para Junta de Freguesia de Vagos para pagamento da mão de obra utilizada na execução dos cobatos no cemitério de Vagos;
Subsídio à Junta de Freguesia de Ponte de Vagos, para fazer face às despesas de materiais que se prendem com equipamento da infraestrutura do ATL.
“2ª. feira Gastronómica e Cultural” no valor de 4.200 euros, para as despesas de animação cultural do evento;
Arranjo do Fontanário da Gândara na freguesia de Fonte de Angeão, 6.090 euros;
Construção de passeios do Centro da Freguesia de Ponte de Vagos, 5.208 euros;
Arranjo urbanístico do Largo da igreja de Santo António de Vagos, 18.977 euros;
Grupo Nacional de Escutas, Agrupamento de Vagos, 1.000 euros, em regime de excepção, para a realização das actividades do ano de 2002.

(9 Jul / 10:15)

Posted in arquivo notícias Comentários

Bustos

Bustos

Frei Gil Campeão Nacional na Modalidade de Voleibol

Realizou-se no passado fim de semana a Fase Final Concentrada de Minis, na modalidade de Voleibol. A prova organizada pela Federação Portuguesa de Voleibol teve o apoio da Câmara Municipal de Guimarães e realizou-se no campo relvado da Pista de Atletismo “Gêmeos Castro”. Nesta fase foram encontrados os Campeões Nacionais Femininos e Masculinos no escalão de Minis (10-12 anos).
Neste evento estiveram presentes 12 equipas, seis de cada sexo, em representação das suas Associações. O Frei Gil Voleibol Clube , Campeão Regional em femininos, representou a Associação de Voleibol de Coimbra. As restantes equipas presentes, no sector feminino, foram o Académico VC (AVBraga), Juventude Pacense (A.V. Porto), SCVianense (A.V. Viana do Castelo), CS Madeira (A.V. Madeira) e Casa do Povo Ribeira Grande (A.V. S. Miguel).
O torneio realizou-se a duas voltas, todos contra todos, num total de 10 jogos. O Frei Gil V.C. teve um a participação, a todos os títulos, excepcional, pois conseguiu sagrar-se Campeão Nacional com um percurso invicto e com resultados que espelham bem a sua superioridade.
A equipa de Minis Femininos do Frei Gil Voleibol Clube, bem como os seus técnicos, professora Susana Martins e professor Adérito Carriço, estão de parabéns, pois conseguiram alcançar o primeiro título nacional para este jovem clube, fundado a 1 de Março do ano 2000. Este título serve, certamente, como motivação para as restantes equipas do clube, assim como para os patrocinadores que têm sido incansáveis no apoio a esta causa. Além disso também contribui para mostrar um pouco mais a freguesia de Bustos e o concelho de Oliveira do Bairro.
A todos os contribuíram para que este desiderato fosse alcançado os mais sinceros parabéns e continuem a desenvolver o vosso trabalho, pois todos são poucos para preparar os jovens para o futuro.

(4 Jul / 10:03)

Posted in arquivo notícias Comentários

Internet / Aveiro

Internet aproxima Portugal e Brasil em colóquio na Universidade de Aveiro

O papel da Internet na difusão de conhecimentos e promoção do desenvolvimento no Brasil e em Portugal vai estar em análise num colóquio que se realiza entre segunda e quarta-feira na Universidade de Aveiro (UA).
«Redes de Comunicação e Cibercidades« é o tema do II Colóquio Internacional, fruto de um convénio de colaboração académica assinado entre a UA e a Universidade Federal da Bahia (Brasil).
«O objectivo central deste segundo colóquio é promover uma reflexão alargada em torno da problemática das cidades digitais e dos efeitos das redes nos novos paradigmas de organização e mecânica social«, sublinha um comunicado da Universidade de Aveiro.
O primeiro colóquio realizou-se no Brasil, em Salvador, em Novembro de 2001.
Estes colóquios visam atingir uma audiência interessada no impacto social, cultural, organizacional e económico das redes e dos serviços telemáticos.
«Espera-se ainda que os colóquios representem uma ponte de conhecimento entre os vários países lusófonos e entre estes e a comunidade internacional«, precisam os organizadores do evento.
Desde há alguns anos, Aveiro tem sido palco de um conjunto de iniciativas onde projectos de desenvolvimento técnico e científico conduzidos pelos centros de investigação aí existentes se entrelaçam com experiências que visam explorar as potencialidades das tecnologias da informação e da comunicação como instrumentos de desenvolvimento económico e social.
Estas iniciativas tiveram como consequência, entre outras, que a cidade de Aveiro viesse a ser escolhida como o epicentro do Programa Cidades Digitais, que o governo português lançou em 1998.
Por outro lado, o Brasil lançou em 2000 o seu Programa Sociedade da Informação e conta já com experiências semelhantes à de Aveiro Digital, como a Rede da Cidadania, em Porto Alegre, ou a Cidade do Conhecimento, da iniciativa da Universidade de São Paulo.
O colóquio será financiado pelo ex-Instituto de Cooperação Científica e Tecnológica Internacional (ICCTI), pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), bem como pelas duas universidades envolvidas.
Na sessão de abertura, estarão presentes a reitora da Universidade de Aveiro, Maria Helena Nazaré, e o gestor do Programa Operacional para a Sociedade da Informação, Jaime Quesado.
Mais informações sobre este colóquio estão disponíveis na Internet, no endereço electrónico http://www.ca.ua.pt/coloquio/

Lusa

(2 Nov / 11:33)

Posted in arquivo notícias Comentários

Pergunta da semana

Vai a algum festival de verão este ano?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com