Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | arquivo notícias

Saúde

Abra os seus olhos para o sono

Todos nós sabemos que o dia 21 de Março marca o início da estação primaveril e comemora simultaneamente o Dia da Árvore. Contudo, este dia foi escolhido para que, a partir deste ano, se passe a celebrar também o Dia Mundial do Sono. Esta data será assinalada em vários países através de uma campanha subordinada ao tema “Abra os seus olhos para o sono”.
Esta iniciativa irá fornecer ao público informação útil que responda às questões relacionadas com um tema ainda bastante desconhecido e menosprezado.
Muitas vezes, relegado para segundo plano, o sono é de extrema importância na vida do ser humano. É, sem dúvida alguma, uma necessidade fisiológica tão importante como beber ou comer, e, como tal, é uma característica única de cada pessoa. Bem mais importante do que servir como uma quebra das rotinas do dia-a-dia, o sono é um período de restauração física que nos protege do desgaste natural das horas que passamos acordados.
O ser humano dorme em média 1/3 de toda sua vida e vários estudos científicos, nas últimas 3 décadas, provam que o cérebro mantém actividade mesmo durante o sono. Pesquisas mais recentes vêm demonstrando uma clara relação entre quantidade e qualidade do sono com a saúde e a esperança de vida das pessoas. No entanto, os resultados obtidos nestes ainda não nos oferecem respostas verdadeiramente concretas para as dúvidas que permanecem relativamente ao número de horas ideal para o período de sono. Algumas pesquisas mais recentes (realizadas por investigadores da Universidade da Califórnia) chegam mesmo a indicar que a taxa de mortalidade aumenta entre os indivíduos que dormem mais de sete horas e menos de quatro horas por dia.
Um sono sem qualidade acarreta consequências graves para o indivíduo o que por vezes pode ter repercussões na própria sociedade. Estima-se que cerca de 30% da população adulta sofre de algum transtorno do sono, sendo a insónia, a mais frequente.
A privação de sono causa desajuste escolar e social. Uma pessoa que dorme pouco fica mais irritada e ocorre uma diminuição da sua concentração, memorização e criatividade. Pode mesmo afirmar-se que muitas catástrofes causadas por falhas humanas estão relacionadas com distúrbios do sono, pois a maioria dos pacientes com insónia afirma ter dificuldade em dormir e manter o sono durante várias horas, sentindo-se ao longo do dia, cansados, sonolentos, improdutivos, com alterações no humor e dificuldade de concentração.
Nos dias que correm, as pessoas dormem bastante menos que os seus antepassados e a principal causa é a existência de luz artificial que faz com que o homem permaneça desperto muitas horas acima do que dita o seu ciclo circadiano – uma espécie de relógio biológico que marca o tempo entre sono e vigília, regido pela luz solar. Esta redução nas horas de sono nunca deve baixar as cinco horas por cada período de 24 horas, isto porque alguns especialistas defendem existir uma exigência básica de sono para que o indivíduo consiga manter as suas capacidades nos níveis desejados.
Torna-se óbvia a importância vital que a qualidade do sono assume no quotidiano de todos nós. Mas se uma vez por outra o sono lhe escapa, não se alarme, o fundamental é não se precipitar na utilização de soníferos, estes irão apenas provocar fenómenos de habituação e de dependência, sem que verdadeiramente se trate da real causa da insónia.
Talvez seja importante lembrar que, antes de recorrer a medidas tão radicais, poderá sempre adoptar um conjunto de regras que serão muito úteis na melhoria da sua qualidade de sono. Na opinião de António Vela Bueno, vice-presidente da Associação Europeia de Patologia do Sono, normas como: horários regulares, um bom ambiente para dormir, exercício físico e evitar auto-medicações, podem facilitar imenso a procura de um “sono perfeito”. (11 Mar / 15:20)

Vítor Hugo Cardoso

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Trânsito

Fiscalização intensa da GNR ao trânsito começou hoje e vai até ao fim do ano

A partir de hoje e até ao final do ano mais de 1.100 agentes da Brigada de Trânsito (BT) da GNR estão nas estradas portuguesas, numa operação de controlo e fiscalização intensivas denominada «Conduzir é viver«.
Trata-se de uma espécie de antecipação da «operação Natal« e a fiscalização incide principalmente na velocidade, álcool e manobras perigosas, conforme anunciou a Brigada de Trânsito da GNR.
Esta operação de dois meses surgiu, de acordo com declarações de um dos responsáveis da Brigada à Lusa, pelo facto de se ter verificado que o número de mortos nas estradas tem vindo a aumentar em vez de diminuir.
A GNR espera que através de uma maior presença efectiva nas estradas, e do anúncio de que há um maior controlo, se verifique uma diminuição do número de acidentes.

Lusa

(1 Nov / 9:51)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Artes

Oliveira do Bairro

Álvaro Marques expõe no Paraíso

O consagrado pintor fermentelense Álvaro Marques tem patente no Hotel Paraíso, em Oliveira do Bairro, uma exposição que retracta alguns dos seus melhores trabalhos.
A mostra, que poderá ser vista até ao final do mês, reúne trabalhos tão díspares com paisagens da Ria de Aveiro, passando pelos campos de arroz do cértima e ainda realidades minhotas.

(8 Jul / 17:06)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

O. do Bairro

Oliveira do Bairro

Biblioteca Municipal em Espanha

Com o tema “Projecto de Cooperação entre Bibliotecas Públicas Portuguesas e Espanholas”, decorreu de 19 a 23 de Junho em Madrid, o “VII Encontro Luso – Hispânico de Bibliotecas Públicas”, organizado pelo Ministério de Educación Cultura y Deporte / Secretaria de Estado de la Cultura / Dirección General del Libro, Archivos y Bibliotecas.
Participaram neste Seminário Bibliotecas Espanholas, nomeadamente de Zamora, Salamanca, Toledo, Castilho e León, Guadalajara, assim como 10 Bibliotecários Portugueses, a convite do Ministério da Cultura / Instituto Português do Livro e das Bibliotecas. Entre eles, Cristina Calvo, directora da Biblioteca Municipal de Oliveira do Bairro, a qual fez a sua intervenção no dia 21 de Junho, abordando o tema “Projecto de Colaboração entre Bibliotecas Públicas Portuguesas e Espanholas”, com o objectivo de contribuir para um maior conhecimento de um e de outro país, melhorando a comunicação entre os cidadãos respectivos, ao mesmo tempo que defendeu a promoção de intercâmbios técnicos e profissionais através de projectos concretos e atractivos que favoreçam exactamente esse intercâmbio que deve estimular o desenvolvimento de todos os serviços bibliotecários fixos e móveis de ambos os países.
De entre as acções concretas Cristina Calvo defendeu a necessidade de uma grande colaboração com Centros Escolares no sentido de serem organizadas visitas de grupos de crianças e jovens às Bibliotecas Públicas do país vizinho e vice-versa, mas também focou a necessidade de implicar os meios de comunicação locais de modo a que difundam e apoiem as actividades levadas a cabo pelas Bibliotecas.
No Seminário foram abordadas questões gerais sobre a temática, Cooperação, assim como alguns aspectos particulares, nomeadamente “Cooperação e Serviços”, “Cooperação com outras Bibliotecas e Instituições”; “Cooperação no domínio dos procedimentos e tarefas Biblioteconómicas”; “Projectos de Cooperação e de fomento à leitura”; “Novas Tecnologias como meio de Cooperação” e “Organização de Projectos de Cooperação entre Bibliotecas Públicas Portuguesas e Espanholas”.
Durante o mesmo, foram visitadas algumas Bibliotecas Públicas de maior representatividade, na região de Madrid.

(4 Jul / 9:57)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

A. de Baixo

Aguada de Baixo

Nova farmácia

Aguada de Baixo vê concretizada de certo modo um anseio antigo, a criação de uma nova Farmácia, que se encontra aprovada pelo Instituto Nacional da Farmácia (INFARMED).
Até ao momento, a freguesia dispunha de um posto farmacêutico, que era uma sucursal da Farmácia Silva, sediada em Aguada de Cima, que, em função deste novo desiderato, irá encerrar portas.
Pode considerar-se que esta estrutura vem servir a população da freguesia e dar apoio à Extensão de Saúde, o que de há muito se justificava mercê não só da população, mas também do desenvolvimento da freguesia.

(1 Nov / 11:54)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Vagos

Padre Manuel Creoulo eternizado em bronze

Daniel Rodrigues

O Padre Manuel Creoulo foi homenageado em Santo António de Vagos, onde esteve mais de meio século criando comunidade, fazendo obras para gente nova e idosa. Um facto que ninguém pode contestar. A consciência de cada um o saberão testemunhar. Tivemos pena de não o sabermos, porque senão estaríamos bem presente, não só louvando o Senhor do Universo por tão grande homem dar a uma terra, a uma região, mas, também, por o dotar de dotes que o elevaram ao sacerdócio, a ser tudo para todos, nas mais diversas facetas. E bem anda um Povo quando sabe tributar algo de gratidão a quem por ele doou uma vida.
Mais de meio século servindo é uma molécula de água oceânica, ou de rio que corre para o infinito Mar onde Padre Creoulo já se encontra.
O bronze seria pouco se esse metal não significasse uma eternidade de homenagem prestada ao homem que construiu outros homens, queria dizer, outras Pessoas. Mas a homenagem não é monopólio da terra que celebrou, mas de toda uma região que via nesse homem – sacerdote do Altíssimo, o músico, o cantor de ranchos, o dinamizador do cooperativismo. Que o diga a Cooperativa que muitos anos dirigiu, o Pároco que ergueu um Lar para os que não pudessem já amanhar a terra ali fossem terminar os seus dias, porque os familiarese já os não podiam ter no seu doce lar.
Bem disse D. António Marcelino, que o Padre Creoulo foi um homem, um sacerdote que “passou fazendo o bem”. E nós remataríamos num latim um tanto popular: “Bene faciendi transit”.
Que todos quantos passarem pelo seu busto se recordem de que o bem não se faz só ou a sós. Fica na maneira como se fizer a partilha com os mais carenciados. Em frente da Igreja, onde 51 anos celebrou a Palavra e o Sacrifício, está um grande painel com os nomes dos que correram com febres, doenças de há quase um século, porque os meios nesses tempos não chegavam nem de burro. E morria-se, proclamando a voz do Povo, resignadamente: “Olha, chegou a sua hora!”. Chegava, mas talvez antes do tempo. Padre Creoulo soube ajudar a dar a volta a essas situações, trabalhando, ensinando, ajudando. Não dava só o peixe, entregava também a cana!…
O Povo soube ser grato! É o sempre!

(9 Jul / 10:23)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Oliveira do Bairro

Oliveira do Bairro

Camiões derrubam casa

Esta madrugada dois camiões derrubaram uma casa, em Oliveira do Bairro, após se terem cruzado num entroncamento entre a EN-235 e a Rua Cândido dos Reis.
O trânsito esteve condicionado ao longo de várias horas.
A GNR de Oliveira do Bairro tomou conta do trânsito.

(4 Jul / 10:22)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Anadia

Anadia

I Encontro Regional de Música Jovem/Anadia

“Música é Arte, Cultura, Formação e Vida… – unidos pela voz da música

A Associação dos Amigos da Música de Anadia vai levar a cabo entre os dias 4 e 7 de Julho, na Praça Visconde de Seabra (Jardim Municipal), entre as 10 e as 24 horas, o primeiro encontro regional de música jovem. Um evento que integrará para além de uma feira de velharias e antiguidades, mostras de artesanato, quermesse, exposição de trabalhos realizados por crianças e jovens, concertos e um serviço se bar/restaurante.
Um evento cultural de relevante interesse a não perder na vila de Anadia.

(1 Jul / 15:53)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Aveiro

Ciência / Saúde

Investigadores de Aveiro procuram vencer a trombose

Uma equipa do Departamento de Electrónica e Telecomunicações da Universidade de Aveiro (UA) está a estudar em computador formas de travar a ocorrência de tromboses, disse à Agência Lusa fonte ligada ao projecto.
A equipa de investigação, liderada pelo professor Carlos Bastos, desenvolve um simulador computacional para o fluxo sanguíneo na rede arterial dos membros inferiores, utilizando a analogia entre esse fluxo e a transmissão de sinais eléctricos.
Em concreto, a investigação tenta responder à necessidade de se criarem meios de diagnóstico mais sensíveis, que permitam um conhecimento aprofundado do fluxo sanguíneo e que detectem, o mais rapidamente possível, o local exacto da formação dos coágulos no interior dos vasos sanguíneos.
Este depósito pode aumentar gradualmente, reduzindo significativamente o diâmetro do canal sanguíneo, provocando problemas de saúde e aumentando a probabilidade de ocorrência de tromboses.
O recurso ao computador decorre, segundo Carlos Bastos, da dificuldade em estudar a circulação sanguínea directamente nos pacientes, uma vez que a situação difere muito de pessoa para pessoa.
«Mesmo num único indivíduo, as características da velocidade e pressão sanguíneas não são constantes ao longo do tempo«, vinca o investigador.
Admitindo que os modelos em computador «não passam de aproximações à realidade«, Carlos Bastos acredita, contudo, que a investigação «pode ajudar a melhorar as técnicas de diagnóstico«.
Na simulação computacional, a equipa do professor Carlos Bastos usa características físicas publicadas na literatura da especialidade para calcular parâmetros do modelo eléctrico, em que a transmissão das ondas de pressão e de intensidade do fluxo sanguíneo são representadas por ondas de tensão e de corrente eléctrica.

Lusa

(26 Jun / 13:29)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Águeda

Bebé de 15 a 20 dias abandonada em Águeda

Uma bebé, aparentando 15 a 20 dias de idade, foi abandonada, hoje de madrugada, à porta de um dos edifícios do Centro Social e Paroquial de Recardães (CSPR), Águeda, informou fonte da instituição.
De acordo com o padre João Carlos, director do CSPR, a bebé foi encontrada por uma vizinha da instituição, após ouvir os gemidos os seus gemidos.
«Parecia bem tratada, mas não tinha roupa interior«, precisou a fonte.
A criança foi conduzida ao Hospital de Águeda, onde se verificou que se encontrava bem de saúde e onde permanece.
O caso foi participado à GNR de Águeda e, se os pais não forem encontrados, é provável que o tribunal local a coloque numa instituição em transição para a adopção, disse o padre João Carlos.
A ser assim, o sacerdote católico admitiu que a sua instituição poderá acolher a bebé.
Aliás, afirmou, «quem deixou a criança junto a instalações do CSPR sabia que temos uma valência de infantário, mas desconhecia em qual dos nossos cinco edifícios funcionava«.
«Por isso e que a deixou à porta de outra das nossas instalações«, precisou.

Lusa

(23 Jun / 19:33)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

SFImobiliaria

Pergunta da semana

Portugueses praticam cada vez mais exercício ao ar livre. É o seu caso?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com