Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | arquivo notícias

Anadia

11ª edição dos Vestidos de Chita de Anadia

Concurso muito participado

– Raquel Lopes e Anabela Moreira foram as grandes vencedoras

Catarina Cerca

Raquel Lopes (na categoria A) e Anabela Moreira (na categoria B) foram as grandes vencedoras daquela que foi a 11ª edição do Concurso de Vestidos de Chita de Anadia.
Um evento que decorreu na noite do passado sábado, dia 1 de Junho, no salão nobre dos Bombeiros Voluntários de Anadia, que foi demasiado pequeno para acolher as muitas centenas de pessoas que se deslocaram a Anadia para assistir a mais uma edição deste já tradicional certame.
Uma edição que este ano pôde contar com um número recorde de participantes (35 concorrentes), respectivamente 13 na categoria A (dos 6 aos 12 anos) e 22 concorrentes na categoria B (mais de 13 anos).

(3 Jun / 17:29)

A notícia completa está disponível na edição em papel do JB.

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Sangalhos

Fogueira

Fonte luminosa “chispa” polémica

Catarina Cerca

São já muitas as vozes que se levantam contra a construção de uma fonte luminosa no centro do Largo da Feira, no lugar da Fogueira, freguesia de Sangalhos. A obra começou antes das eleições autárquicas, ainda no mandato do anterior autarca, Joaquim Cerca, mas a verdade é que, pouco depois, pararam e, até hoje, não foram recomeçadas.
No centro do largo, há já cinco meses, que se amontoam tijolos e a areia, dando um aspecto de desleixo e abandono que em nada dignifica o maior e mais frondoso largo do lugar, onde, aliás, uma vez por mês (todos os dias 4) se realiza a feira e onde tem lugar, no Verão, os festejos em honra do padroeiro – S.Silvestre, já que o largo da festa (o primeiro largo) passou a estar ocupado com a construção da Igreja da Fogueira, que ainda a decorre.
O descontentamento é tal que, entre dentes e sussurros, há já quem esteja com vontade de “limpar” o largo da “imundice”.

FONTE POUCO… LUMINOSA

A verdade é que, desde o início, poucas foram as pessoas que viram com bons olhos, o início da construção do já apelidado “mamarracho”, “lago dos patos” ou “pia baptismal”. Uma obra da responsabilidade da Junta de Freguesia e da Câmara Municipal que, em parceria, decidiram avançar no local com a construção de uma fonte luminosa, depois do projecto inicial (construção da referida fonte luminosa numa rotunda a implantar na convergência das três estradas de ligação para Ancas, Amoreira da Gândara e Rio-Rua da Prosperidade) ter caído por terra, já que obrigaria ao derrube de algumas árvores.
Temendo a contestação popular a alternativa encontrada foi passar a fonte luminosa, projectada pelos técnicos da Câmara Municipal de Anadia, para o centro do largo, uma opção que muitos residentes alegam ter sido “traçada em cima do joelho”, quando preferem e defendem que se deva preservar e recuperar o largo de uma forma harmoniosa com o enquadramento habitacional existente. Para isso, bastaria, dizem “empedrar o recinto, dando-lhe um aspecto mais asseado, colocar uma iluminação bonita e equipamento urbano – bancos, caixotes para papéis e bebedouros – adequado com o espaço”.
Assim, a fonte luminosa não encontrou muitos adeptos, até porque para além de “atrapalhar”, aquando da realização da feira e da festa, vai ser, na opinião de muitos moradores, um enorme depósito de lixo. É que todas as enormes e frondosas árvores que delimitam o largo são uma fonte inesgotável de lixo (folhas mortas) que vão entupir e manter aquele espaço sempre com um aspecto imundo, principalmente durante o Outono e o Inverno.

O POVO É QUEM MAIS ORDENA

A este respeito JB conversou com o edil, Litério Marques, que não se mostrou contra “outro rumo” que a obra possa tomar, admitindo mesmo que “não se deve ir contra a vontade das populações”.
Por outro lado, avançou ao nosso jornal que “o atraso na obra se deve a dificuldades financeiras da Câmara, pelo que a anterior Junta de Freguesia decidiu avançar, antes das eleições, com a obra, por sua conta e risco”, explicando ainda que “se a obra for esta, podem ter a certeza que, em Julho, na altura da festa do lugar, ela não estará concluída pois trata-se de uma obra que requer equipamento caro que contempla efeitos de luzes e água”.
O presidente da Câmara admite ainda que “se a actual Junta de Freguesia entender que aquela não é a melhor solução para o local (até porque não é uma obra sua, mas, sim da anterior autarquia) como só lá está meia dúzia de tijolos, será fácil resolver a questão”, concluindo que “a Junta e a população podem ter a certeza que se a obra não for da sua vontade, a Câmara terá todo o gosto em substituí-la por outra solução mais viável e do agrado da população”, até porque a “Câmara gosta de aplicar bem o dinheiro e não fazer coisas contra a vontade das populações. Se esta preferir arranjar o largo com outra iluminação e bancos novos, a Câmara aceitará essa vontade”, avançou o autarca anadiense.

FONTE E ROTUNDA SERÃO UMA CERTEZA

Por seu turno, Sérgio Aidos, presidente da autarquia sangalhense, mostrou-se surpreendido com o descontentamento dos populares, garantindo que “a obra é para continuar e ser reforçada”. Isto porque, segundo o próprio, “algumas pessoas contactadas mostram alguma aversão à fonte, mas só pelo facto de no lugar da fonte preferirem a construção de uma rotunda na confluência das três estradas”. Avançando ainda que “uma obra não invalida a outra” e que “ambas são muito necessárias para o lugar da Fogueira”, mostrou vontade de terminar o arranjo do largo, tal como estava planeado, avançando ainda com a necessidade de proceder, na confluência das três estradas, com a construção de uma rotunda que, segundo o autarca, “poderá obrigar apenas ao derrube de uma única árvore, caso não se consiga replantá-la de novo noutro local”. Daí ter sido já elaborado um levantamento topográfico do local que indicará a implantação precisa da rotunda, devendo apenas “sacrificar-se uma árvore” e, prosseguindo, explicou: “também o marco/obelisco poderá ser transferido para o centro da rotunda, caso seja essa a vontade de todos, mas sempre como complemento de um arranjo global da área e respeitando o enquadramento arquitectónico existente.”
Para a actual Junta de Freguesia o arranjo do largo e consequente construção da fonte luminosa, iniciado ainda no anterior mandato, é para continuar, “até porque as opiniões divergentes partem de um número insignificante de pessoas e não da maioria”, explicou.
Sérgio Aidos avança mesmo que, caso a Câmara não possa assumir financeiramente e de imediato a obra do arranjo do largo, a Junta de Freguesia mostra-se disponível para suportar temporariamente os encargos e avançar com o arranjo do mesmo, por forma a que na altura das festas de S.Silvestre “se não estiver pronto, esteja quase concluída”.
O autarca sublinha ainda que “a fonte luminosa vai incluir algo que irá simbolizar o lugar da Fogueira”, enquanto que “o largo terá uma parte relvada e uma outra empedrada, tudo enquadrado e em harmonia com o espaço envolvente”, estando ainda prevista a colocação de mobiliário urbano (novos bancos, novos bebedouros e novos recipientes para papéis), assim como nova iluminação. Tudo equipamento que só chegará após conclusão das obras de saneamento. Relativamente à redução do espaço para a realização da feira e da festa, o autarca avança que os dois largos podem ser utilizados, estando até um deles, neste momento, a ser subaproveitado.

(29 Mai / 12:40)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Aveiro

Aveiro

Produtores leite Aveiro contra a descida preço anunciada por grandes compradores

A Associação da Lavoura do Distrito de Aveiro (ALDA) exigiu hoje que o governo trave descidas do preço do leite ao produtor anunciadas recentemente pelos grandes operadores do sector.
Esta tomada de posição surge na sequência de uma conferência em Oliveira do Bairro, a 08 de Maio, na qual o presidente da Lacticoop, Joaquim Cardoso, anunciou que os grandes compradores estão a descer as ofertas aos produtores em dois cêntimos (quatro escudos) o litro e admitiu que a tendência seria para um maior abaixamento.
«Face a isto, exigimos que governo intervenha e que tome medidas urgentes de apoio financeiro à recolha da produção de leite«, afirmou o presidente da ALDA, Albino Silva, numa conferência de imprensa.
Neste momento, o preço médio oferecido à produção por cada litro de leite ronda os 27 cêntimos (54 escudos), segundo o dirigente da ALDA.
A organização de lavoura do distrito de Aveiro reivindica também que o governo desonere o preço do gasóleo para agricultura (retirando o recente aumento de 12 cêntimos por litro – seis escudos) e que reponha a taxa do imposto sobre o valor acrescentado (IVA) em cinco por cento relativa à compra de máquinas agrícolas, que está agora fixada em 12 por cento.
No pacote de reivindicações ao governo, a ALDA inclui a defesa das quotas leituras, «como meio para proteger a produção nacional«, e fiscalizações rigorosas das importações de produtos lácteos e dos preços praticados pelas grandes superfícies comerciais.
A não adopção destas medidas «deixará milhares de produtores do caminho e obrigará a ALDA a optar duras medidas de luta«, advertiu Albino Silva, equacionando nomeadamente a realização de protestos públicos.

(24 Mai / 14:54)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Anadia

Anadia

Torneio de Futsal do Anadia FC

Pelo segundo ano consecutivo, o Anadia Futebol Clube leva a efeito o tradicional torneio de Futsal. Iniciativa que, apesar das várias interrupções de que já foi alvo, continua a ser um dos mais carismáticos e prestigiados torneios que se realizam na nossa região.
Tendo como local o Pavilhão Municipal de Anadia, o torneio decorrerá, entre 1 e 30 de Junho, e o primeiro prémio está estipulado em 500 Trevos.
A organização faz saber que as inscrições terão a data limite de 28 de Maio e que o respectivo sorteio terá lugar no dia seguinte.
Todas as equipas interessadas em participar neste grandioso torneio, devem fazer a sua inscrição para a sede do Anadia, através do telefone 231 512947.

(22 Mai / 8:46)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

II Divisão B

Futebol

II Divisão B (Zona Centro, 36ª jornada ) – Resultados/classificação

– Resultados da 36ª jornada da Zona Centro do campeonato português de futebol da II Divisão B, disputada hoje, e respectiva classificação:
Arrifanense – Beneditense, 2-1
Alcains – Sp. Pombal, 0-0
Feirense РSp. Covilḥ, 3-4
Torreense – Vilafranquense, 2-0
Odivelas – Ol. Hospital, 2-1
Fátima – Ol. Bairro, 1-1
Sourense – Ac. Viseu, 3-1
U. Coimbra РS. Jọo Ver, 2-2
Marinhense – Benf.Cast.Branco, 4-2
Caldas – Sanjoanense, 1-0

Classificação:

CASA FORA TOTAL
CL EQUIPA V E D M S V E D M S J V E D M S P

1 SP.COVILHA :15 3 0 42- 9: 7 7 4 18-14:36 22 10 4 60-23:76
2 SP.POMBAL :13 5 0 32- 8: 8 5 5 24-16:36 21 10 5 56-24:73
3 TORREENSE :14 3 1 34- 7: 7 4 7 29-28:36 21 7 8 63-35:70
4 ODIVELAS :13 3 2 40-17: 6 5 7 19-22:36 19 8 9 59-39:65
5 AC.VISEU :14 3 1 41-16: 2 10 6 20-26:36 16 13 7 61-42:61
6 SANJOANENSE : 9 7 2 31-15: 6 5 7 18-20:36 15 12 9 49-35:57
7 FEIRENSE :10 5 3 29-17: 6 3 9 19-24:36 16 8 12 48-41:56
8 OLI.BAIRRO :12 2 4 41-25: 3 8 7 15-22:36 15 10 11 56-47:55
9 CALDAS : 9 6 3 35-22: 5 4 9 25-36:36 14 10 12 60-58:52
10 VILAFRANQ. :12 4 2 30- 9: 1 8 9 14-29:36 13 12 11 44-38:51
11 SAO JOAO VER:10 6 2 29-18: 3 6 9 17-27:36 13 12 11 46-45:51
12 FATIMA :10 5 3 30-20: 3 3 12 16-34:36 13 8 15 46-54:47
13 BENFICA CB : 5 4 9 27-30: 6 5 7 28-31:36 11 9 16 55-61:42
14 MARINHENSE : 8 6 4 25-22: 3 2 13 19-39:36 11 8 17 44-61:41
15 OLI.HOSPITAL: 6 8 4 22-21: 3 3 12 21-31:36 9 11 16 43-52:38
16 SOURENSE : 9 2 7 31-34: 1 5 12 9-36:36 10 7 19 40-70:37
17 U.COIMBRA : 7 7 4 25-23: 2 2 14 14-39:36 9 9 18 39-62:36
18 BENEDITENSE : 7 2 9 20-26: 2 2 14 22-40:36 9 4 23 42-66:31
19 ARRIFANENSE : 5 6 7 18-20: 2 1 15 17-43:36 7 7 22 35-63:28
20 ALCAINS : 5 4 9 18-22: 0 3 15 17-43:36 5 7 24 35-65:22

(19 Mai / 19:08)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Jogada

Em cima da Jogada

Despedida sem brilho

Manuel Zappa

Recreio de Águeda e Anadia, cada qual com o seu resultado acabaram por cumprir os seus objectivos. O primeiro subiu de divisão, enquanto o segundo realizou uma época tranquila, tendo desde muito cedo garantido a manutenção.
O que não se estava à espera era de um final de campeonato sem chama e sem glória, principalmente por banda do Águeda que, depois de garantir a subida, perdeu os dois últimos jogos.
É certo que nada mais havia para ganhar e, se a derrota há oito dias constitui alguma surpresa, a derrota em Vale de Cambra acaba por ser natural, dado que Fernando Reis aproveitou o jogo com o Valecambrense para colocar em campo os jogadores menos utilizados, permitindo assim que o Mangualde acabasse o campeonato com os mesmos pontos dos Galos do Botaréu.
Num jogo apenas para cumprir calendário, o Anadia baqueou em Estarreja, perdendo a hipótese de se classificar nos dez primeiros.
Agora, ambos os grupos de trabalho entraram de férias, mas o futuro começa a ser trabalhado. No Águeda, Fernando Reis renovou por mais uma época e prepara com afinco o trauma do sobe e desce, enquanto o Anadia traça novas directrizes, já no próximo sábado, com a eleição dos novos corpos sociais.
Depois de uma semana de interregno que foi aproveitada para um jogo treino com o Vitória de Guimarães (derrota por 3-1), o Oliveira do Bairro desloca-se a Fátima no regresso do campeonato.
Perante um adversário que está a uns furos abaixo do seu valor, os Falcões têm todas as hipóteses de conquistar pontos no estádio João Paulo II. E não será nenhum milagre se isso vier acontecer.

(15 Mai / 12:34)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Palhaça

Palhaça

Meio século de vida

Vai realizar-se, no dia 7 de Julho, um encontro convívio destinado às pessoas nascidas em 1952, porque dizem os organizadores, “é sempre agradável revivermos o passado e relembrarmo-nos de todas as coisas boas e menos boas que passámos nos bancos de escola, recreio, etc”.
Os interessados em participar devem contactar para o efeito as seguintes pessoas:
Horácio Ferreira Cura – 234752618
Jos̩ Arm̩nio Tavares Р234751623
Mário Martins Vieira – 234752459

(11 Mai / 11:42)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Aveiro

Aveiro

VIII Jornadas Portuguesas de Tribologia

A Tribologia representa uma área do conhecimento científico com grande impacto a nível internacional. De facto, além dos problemas tradicionais relacionados com o atrito, desgaste de materiais e lubrificação, novas questões urgem resolução no âmbito dos processos tecnológicos de conformação plástica, nomeadamente o contacto entre o metal e as ferramentas. Também a investigação de filmes finos e a biomecânica fazem, frequentemente, uso de ensaios tribológicos, pelo que a inclusão de temas nestas áreas se justifica plenamente. Finalmente, a simulação numérica do contacto deverá merecer atenção acrescida dado o seu carácter emergente e impacto económico.
As VIII Jornadas Portuguesas em Tribologia, a ter lugar nos dias 8 e 9 de Maio, no Departamento de Engenharia Mecânica da UA, surgem na sequência das anteriores Jornadas e dentro da periodicidade habitual. O Departamento de Engenharia Mecânica da UA pretende, agora, alargar o leque de temas admitidos para apresentação mantendo a qualidade dos trabalhos que, inequivocamente, conduziram ao êxito crescente obtido nas sucessivas edições. O objectivo fundamental é promover a reunião de grupos de investigação que desenvolvam a sua actividade no âmbito da tribologia e simultaneamente constituir prova do grau de maturidade que a comunidade científica portuguesa atingiu neste domínio. O programa da iniciativa está disponível em http://event.ua.pt/trib2002/

(7 Mai / 12:20)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

G. Civis

Governadores Civis

Lista completa (OFICIAL)

Lista completa dos Governadores Civis nomeados pelo executivo, que tomam posse na próxima terça-feira.

Aveiro – José Manuel Leão Beja – João Paulo Ramoa Braga – Luís Cirilo Bragança – José Manuel Ruano Castelo Branco – José Pereira Lopes Coimbra – Fernando Santos Antunes Évora – Luís Capoulas Faro – Valentim Rosado Guarda – Joaquim Ferreira de Lacerda Leiria – José Leitão da Silva Lisboa – Teresa Caeiro Portalegre – Cristovão Ventura Crespo Porto – Manuel Moreira Santarém – Mário Coutinho Albuquerque Setúbal – Maria das Mercês Borges Viana do Castelo – António Carvalho Martins Vila Real – Elói Ribeiro Viseu – João Carlos Azevedo Maia

Lusa

(27 Abr / 1:20)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

O. do Bairro

Oliveira do Bairro

Concelhia do CDS/PP elegeu novos órgãos sociais

A Concelhia de Oliveira do Bairro do CDS/PP foi a eleições no passado dia 19 de Abril: João Carlos Santos Silvano, foi reconduzido no cargo de presidente da Comissão Política concelhia.
Contudo, foram ainda eleitos Jorge Ferreira Pato, vice-presidente; André de Campos Silvestre Fevereiro Chambel, secretário; Miguel Martins Vieira, Marcos António Pereira Gala, Carlos Alberto Martins Figueira, Henrique Manuel Oliveira Carriço, António Carlos Pires, Carlos Ascenção Conceição, Mário Fernando Pereira Grangeia e José Martins Pereira, vogais.
Para a mesa da Assembleia Concelhia foram eleitos Manuel da Conceição Pereira (presidente), Paulo Jorge Figueiredo Martins (vice-presidente) e António Ferreira Batista (secretário).
Entretanto, foram eleitos para delegados à Assembleia Distrital os seguintes elementos: André de Campos Silvestre Fevereiro Chambel; Paulo Jorge Figueiredo Martins; Marcos António Pereira Gala, e Armindo Rodrigo da Silva.

(22 Abr / 17:25)

Posted in arquivo notícias0 Comentários

Pergunta da semana

Portugueses praticam cada vez mais exercício ao ar livre. É o seu caso?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com