Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Por Terras da Bairrada

Alunos de Cantanhede assistiram ao Auto da Barca do Inferno

Cerca de 400 alunos, acompanhados por professores, assistiram à encenação de Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente, que o grupo de teatro Propositário Azul apresentou no dia 1 de fevereiro, em duas sessões, no auditório do Centro Paroquial de S. Pedro, em Cantanhede.
Assistiram ao espetáculo promovido pelo Município de Cantanhede, através dos serviços da Biblioteca Municipal, os estudantes do 9.º ano dos agrupamentos de escolas Marquês de Marialva, (Cantanhede), Lima-de-Faria (Cantanhede e Febres), Gândara Mar (Tocha), da Escola Pedro Teixeira (Cantanhede) e do Centro de Estudos Educativos de Ançã, cujo currículo escolar inclui o Auto da Barca do Inferno como obra de leitura obrigatória na disciplina de Português.
O Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente, é considerado como uma verdadeira crónica de costumes da sociedade lisboeta do início do século XVI e foi representado, pela primeira vez, em 1517. É a primeira parte da chamada “trilogia das Barcas” em conjunto com o Auto da Barca do Purgatório e o Auto da Barca da Glória.
Esta foi a primeira vez que a peça foi apresentada em Cantanhede pelo grupo Propositário Azul, Associação Artística.

Posted in Cantanhede, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Casa Gandaresa inaugurada nos Covões

Covões tem, desde 31 de janeiro, mais um espaço de dinamização de atividades socioculturais relacionadas com as tradições e costumes locais. A denominada Casa Gandaresa, que é também sede da ARCO – Associação Recreativa e Cultural de Covões, foi inaugurada, na última semana, na sequência de uma empreitada de reabilitação comparticipada por fundo comunitários no âmbito do PRODER – Subprograma 3: Conservação e Valorização do Património Rural, cuja entidade gestora foi a Ad Elo. Também financiada pela Câmara Municipal, a obra veio assegurar a preservação da traça original de um imóvel representativo da arquitetura tradicional portuguesa da região da Gândara, ao mesmo tempo que criou condições para o desenvolvimento das ações de intervenção social e cultural pela associação que tem a seu cargo a gestão das instalações por cedência da edilidade.
Na ocasião, o líder do executivo camarário referiu que “a participação da Câmara Municipal na criação da «Casa Gandaresa» em Covões insere-se na política de apoio às associações, no âmbito da qual têm vindo a ser cedidos diversos imóveis a entidades de carácter sociocultural e desportivo. Desse modo, a autarquia cumpre uma das suas competências e atribuições, ao facultar às coletividades que precisam de instalações para atividades nesses domínios, ao mesmo tempo que se estão a rentabilizar recursos e a criar condições favoráveis à sua conservação”. Para João Moura, “esta última vertente adquire aqui ainda maior significado, porquanto se trata de uma casa que, pelas suas características arquitetónicas, tem um valor simbólico para a freguesia de Covões e para o concelho”.

Posted in Cantanhede, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Bairrada é palco de grandes e reputados eventos vínicos

Os gloriosos tempos estão a voltar à Bairrada. Mas como nada se faz sem trabalho, há que caminhar trabalhando… Prova de que o pior já era, são as várias distinções que o sector vitivinícola tem trazido para a região. Este ano é também marcado pela realização de grandes eventos na Bairrada, o que revela o seu enorme potencial, não apenas no vinho. A região vai ser palco de três grandes eventos vínicos. O primeiro é já amanhã, com a realização da 19.ª Gala da Revista de Vinhos, na qual são consagrados ‘Os Melhores do Ano de 2015’. Seguem-se o concurso Portugal Wine Trophy e a Gala de Entrega dos Prémios do Concurso Vinhos de Portugal.
A Revista de Vinhos elegeu a Bairrada para a realização da 19.ª edição da Gala ‘Os Melhores do Ano 2015’. Este é um evento épico onde a publicação distingue os melhores vinhos provados durante o ano findo, ao mesmo tempo que atribui cerca os tão aguardados ‘Prémios Especiais’ a um conjunto de empresas e personalidades, galardoadas com as “famosas” estatuetas prateadas. A cerimónia, já conhecida como os “Óscares do Vinho”, acontece amanhã no coração da Bairrada, tendo como palco o Centro de Alto Rendimento de Sangalhos, no concelho de Anadia, reunindo cerca de 1000 pessoas do sector do vinho e da gastronomia portuguesa, sendo a maior concentração de profissionais do ramo em Portugal, conta com o apoio do Município de Anadia.
Anadia, mas desta vez a cidade, vai também ser palco de outro evento, desta vez de âmbito internacional. Referimo-nos ao ‘Wine Trophy’ – que este ano se intitula de ‘Portugal Wine Trophy 2016’ porque se realiza no nosso país –, considerado um dos mais importantes e maiores concursos mundiais de vinhos. Este ano Portugal foi o país escolhido, tendo como centro de operações o Museu do Vinho Bairrada, entre os dias 05 e 08 de Maio. Habitualmente realizado em Berlim, a edição anterior teve lugar na Coreia do Sul, em Daejeon.
Durante o mês de Maio a Bairrada volta a receber um importante acontecimento: a última prova, na qual são eleitos as Grandes Medalhas de Ouro, e a cerimónia de entrega de prémios do Concurso Vinhos de Portugal. O primeiro momento conta com a presença de sonantes nomes da crítica internacional – Dirceu Viana Júnior, Jancis Robinson e Joshua Greene – e vai ter lugar no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, e o segundo no Bussaco Palace Hotel, situado na Mata do Bussaco, no Luso.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada, Sangalhos0 Comentários

Câmara de Cantanhede transfere verbas para as juntas

O presidente da Câmara Municipal de Cantanhede reuniu com os presidentes de junta, no passado dia 2 de fevereiro, para formalizar os protocolos de transferência de verbas para as freguesias cumprirem competências que estão no seu âmbito de intervenção. No encontro, João Moura esteve acompanhado por Helena Teodósio, vice-presidente da autarquia e responsável pelo pelouro financeiro, e pelo vereador Pedro Cardoso.
Os contratos interadministrativos de delegação de competências tem enquadramento na política de cooperação institucional que a Câmara Municipal tem vindo a manter desde há anos com as juntas de freguesia.

Total de 500 mil euros. Além da atribuição das verbas inscritas nos referidos contratos, neste caso destinadas a obras de requalificação urbana nas freguesias, o Município de Cantanhede tem previsto transferir para estas outros apoios financeiros no âmbito de protocolos de cooperação e que no total deverão ascender a um montante global de 500 mil euros.
Como habitualmente, esses protocolos destinam-se a financiar intervenções em vários domínios, designadamente a execução de valetas em betão ou em calçada, calcetamento e colocação de lancil nas ruas e passeios no perímetro da freguesia, bem como à gestão, conservação e reparação de equipamentos culturais e desportivos, escolas e estabelecimentos de educação pré-escolar, creches e jardins-de-infância.
Segundo o líder do executivo camarário cantanhedense, “o alcance da política de cooperação subjacente aos acordos com as juntas é bem maior que a soma das partes, porquanto configura um modelo integrado de intervenção com várias frentes e que abarca todo o território do concelho”.
Enfatizando o facto de, “desde há muitos anos, a Câmara Municipal atribuir às freguesias de acordo com critérios de justiça, equilíbrio e equidade”, João Moura garante que esta é uma orientação que vai ser mantida, tanto mais que estão demonstrados os benefícios decorrentes das obras e intervenções que neste âmbito têm sido realizadas nas comunidades locais”.
O autarca adianta “que o valor global inscrito em orçamento destinado às freguesias é idêntico ao de anos anteriores, o que demonstra bem o apreciável esforço financeiro que a Câmara Municipal se propõe continuar a fazer na valorização das zonas urbanas, espaços públicos e equipamentos coletivos, no sentido de reforçar a coesão territorial do concelho”.

Posted in Cantanhede, Por Terras da Bairrada, Região0 Comentários

Águeda finalista do Prémio Boas Práticas de Participação

O Município de Águeda é um dos cinco finalistas do Prémio Boas Práticas de Participação, pelo que se convidam todos a votar no Orçamento Participativo de Águeda entre 1 de fevereiro e 18 de março de 2016.
O prémio de Boas Práticas de Participação, lançado no passado mês de outubro, inserido numa iniciativa da Rede de Autarquias Participativas, tem como objetivo tornar-se um incentivo à implementação, disseminação e valorização de práticas inovadoras de democracia participativa em Portugal.
Após apuramento dos cincos finalistas, anunciados a 21 de janeiro, decorre agora a fase de votação pública ao qual todas e todos são chamados a votar. Cada uma destas fases, votação do júri e votação pública, terá um peso de 50% na pontuação final.
Cada votante dispõe de dois votos, podendo votar uma vez ou duas em práticas distintas. A votação requer uma verificação com os seguintes passos:
1. Criação de um login gratuito em 30 segundos na plataforma D21: https://www.d21.me/vote/VkB4p5gtx;
2. Validação do registo através do link que recebeu no seu email;
3. Entre na ligação fornecido para o boletim de votação;
4. Pode exercer o seu direito de voto.
Nas palavras de Gil Nadais, “o voto no Orçamento Participativo de Águeda é importante, pois reforça o trabalho coletivo da primeira edição deste processo de aprendizagem conjunta entre eleitos e eleitores, que assumiu o desafio de contribuir para uma intervenção informada e responsável dos cidadãos nos processos governativos locais, o que teve reflexo numa participação em força dos aguedenses para uma efetiva correspondência entre as preocupações de cada cidadão e o bem-estar e aspirações coletivas, na perspetiva de que o contributo de todos é fundamental para obtermos um concelho melhor, mais inclusivo, mais ‘seu’ no sentido de ‘orgulho de ser Águeda’”.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Águeda 21 destaca excelência e premeia sustentabilidade

Desde 2011 que o prémio Agueda 21 procura destacar a excelência e premiar a sustentabilidade, tendo já apoiado projetos cujo montante global ultrapassa os 500 mil euros.
O Prémio ÁGUEDA 21 faz parte da Agenda 21 Local deste Município, na qual toda a comunidade é chamada a apresentar iniciativas e/ou projetos que contribuem positivamente para a concretização dos 10 Compromissos de Águeda pela Sustentabilidade.
Criado para se tornar num “estímulo à excelência e um reconhecimento das atividades da sociedade para a sustentabilidade” do município de Águeda, teve já, desde a sua primeira edição, 11 entidades que submeteram projetos distintos mas com um denominador comum: a promoção do desenvolvimento sustentável da comunidade.
Até dia 31 de março, podem apresentar candidatura ao Prémio ÁGUEDA 21 cidadãos que moram e/ou trabalham e/ou estudam no Concelho de Águeda, bem como organizações, designadamente estabelecimentos de ensino, empresas, entidades privadas sem fins lucrativos, organizações não-governamentais, associações e autarquias. As candidaturas devem ser apresentadas, em formato digital, através do envio do formulário de candidatura devidamente preenchido e que se encontra disponível, tal como o regulamento, na página web do projeto https://agueda21.wordpress.com/premio/. Pode ainda consultar a versão impressa no GAM – Gabinete de Atendimento ao Munícipe da Câmara Municipal de Águeda.
Para esta edição do Prémio são elegíveis as iniciativas e/ou projetos que tenham sido iniciados a partir de 1 de janeiro de 2015. Os vencedores podem ganhar até 2.000 euros na categoria Organizações, e até 500 euros na categoria Famílias.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Chineses plantam árvore no “coração” da Mata

Uma comitiva chinesa, composta por 31 responsáveis de duas universidades daquele país, visitou a Mata Nacional do Buçaco, no passado sábado, e deixou-se surpreender pelos encantos do Palace Hotel e dos 105 hectares de floresta em “estado puro”. “Saímos daqui extasiados com a beleza natural do Buçaco”, confessou, no final da visita, Yuchi Wang, porta-voz do grupo e diretora-geral do Intercâmbio Cultural e Educacional Luso-Chinês.
A comitiva da República Popular da China foi recebida, no Convento de Santa Cruz, pelo presidente da Fundação Mata do Buçaco (FMB), António Gravato, e pelo vice-presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Guilherme Duarte. O líder da FMB deu algumas explicações históricas sobre a Mata e os monumentos ali edificados e contou um pouco da vida dos Carmelitas que ali viveram. Já o vice-presidente da CMM desafiou os chineses a regressarem, com outros compatriotas, à Mealhada. Um repto que parece ter resultado, uma vez que Yuchi Wang mostrou-se bastante interessada na utilização do centro de estágios do Luso por parte de equipas de futebol chinesas.
No final da visita, a comitiva plantou uma árvore na Avenida dos Cedros, no “coração” da Mata Nacional do Buçaco. Com as coordenadas GPS da localização do cedro na sua posse, os 31 chineses poderão acompanhar, à distância, a evolução da árvore.

Posted in Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Novo Posto de Turismo e Loja promovem Maravilhas da Mealhada

O novo Posto de Turismo e Loja das 4 Maravilhas da Mealhada foi inaugurado na passada sexta-feira e já se encontra aberto ao público, diariamente, tendo como missão apoiar e fomentar o turismo no concelho, bem como divulgar a marca concelhia que reúne o pão, água, vinho e leitão.
Este novo equipamento, localizado junto ao Parque da Cidade, é um edifício construído de raiz, cujo investimento foi de 680 mil euros, apoiado por fundos comunitários. Na inauguração, o presidente da Câmara da Mealhada, Rui Marqueiro, acompanhado por Isabel Damasceno, em representação da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), e por Filomena Pinheiro, da Turismo Centro de Portugal, destacou que este novo espaço “estabelece a ligação entre património natural e gastronómico do município” para além de “afirmar a marca 4 Maravilhas da Mealhada”.
Referindo-se à morosidade da obra e aos atrasos na justiça para a sua construção, nomeadamente com a aquisição de terrenos, o autarca exclamou que “tudo está bem quando acaba bem”, permitindo agora aos visitantes “obter toda a informação turística neste edifício, que acaba por ser uma extensão do Parque da Cidade”.
Recorrendo à mostra de produtos locais em exposição e a vídeos promocionais com ênfase para a Mata do Buçaco e outros atrativos locais, este moderno edifício é constituído pela sala principal de atendimento e receção ao público, gabinete, instalações sanitárias e arrumos. A sala principal focaliza a promoção e divulgação turística, com informação relativa ao património, hotelaria e riquezas naturais do concelho, mas tem também áreas específicas para as 4 Maravilhas da Mealhada. A água e o vinho têm mesmo uma área de venda, já o pão e o leitão, não sendo possível ter à venda, estão presentes em diversos materiais de merchandising e até em objetos de artesanato.
O Posto de Turismo está equipado com a mesa interativa da Aplicação Município de Mealhada. Nesta mesa, o visitante pode navegar pelo concelho através das diversas informações constantes na aplicação: da agenda cultural às notícias, da informação relativa às 4 Maravilhas, nomeadamente aos locais onde se podem adquirir e degustar, aos pontos de maior interesse turístico do concelho. Esta aplicação está disponível para smartphones (Android, IOS e Microsfot phone).
O Posto de Turismo tem horário de funcionamento das 9h às 18h, de segunda a sexta-feira, mantendo o mesmo horário ao fim de semana, com exceção da hora de almoço, que decorre entre as 13h e as 14h.
João Paulo Teles

Posted in Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Clínica do Cértoma realiza ação sobre saúde oral no Centro Social

A Clínica do Cértoma realizou uma Ação de Promoção da Saúde Oral no Idoso, no dia 26 de janeiro, no Centro Social Recreativo e Cultural da Pedralva.
Ana Carolina Santos (Médica Dentista) destacou o papel que a Saúde Oral assume num envelhecimento saudável. Começando por referir as alterações mais frequentes na boca, como a perda de dentes e a diminuição de saliva, entre outras, mencionou a periodontite, gengivite, cárie radicular e sensibilidade dentária como patologias que mais afetam a cavidade oral.
Os hábitos incutidos desde cedo quando ainda crianças, não devem ser descurados com o passar dos anos.
Ana Carolina Santos destacou a importância de uma correta higiene oral, relembrando as técnicas de higienização dos dentes e tecidos moles, complementadas com visitas regulares ao médico dentista.
Em caso de perda de dentes, a prótese removível, fixa e implantes dentários, opção que mais se aproxima da dentição natural, foram as três hipóteses apresentadas para reabilitação oral. Formas de colmatar uma mastigação deficitária e dificuldades de comunicação, duas situações que têm na base a perda de dentes.
Ana Carolina Santos alertou para a importância da observação frequente dos lábios, dentes, mucosas e língua, gesto relevante no combate ao cancro oral, em que um diagnóstico precoce é crucial.
Utentes do Centro Social Recreativo e Cultural da Pedralva, seus familiares, e colaboradores(as) da instituição estiveram presentes na palestra. Através desta Ação de Promoção da Saúde Oral no Idoso, a Clínica do Cértoma pretende sensibilizar a terceira idade e os seus cuidadores para a importância da higiene oral.
A boca sofre alterações com o passar dos anos, nunca sendo tarde para a adoção de estilos de vida impulsionadores de saúde.

Posted in Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro0 Comentários

Bicicletas contam história da freguesia e das profissões

Quem diz que a brincar não se aprende? No Centro Escolar de Sangalhos as crianças que frequentam, o Jardim de Infância e da Escola Básica têm aprendido (e muito) sobre as bicicletas, a sua ligação à freguesia e até sobre algumas profissões que, no passado, elegeram as duas rodas como meio de transporte dos seus profissionais.
Na véspera do desfile de carnaval, que juntou na tarde da última sexta-feira, crianças do Centro Escolar e utentes da Misericórdia de Sangalhos, estivemos no Centro Escolar onde Amílcar Costa, coordenador daquele estabelecimento de ensino, falou do sucesso do projeto que envolveu a comunidade educativa local. Em exposição, durante uma semana (que deveria ser alargada, dada a originalidade e beleza dos trabalhos elaborados), estiveram 33 bicicletas decoradas por alunos e pelos seus familiares.
Serviu de mote ao projeto “O uso da bicicleta, em Sangalhos, ao longo dos tempos”.  E porque o uso da bicicleta está, nos dias que correm, cada vez mais na moda, a partir daqui foi só dar asas à imaginação. O resultado esteve patente no átrio do Centro Escolar: 33 bicicletas decoradas com muita originalidade, a maioria retratando profissões que em tempos idos usavam este meio de transporte.
Integrando o Plano Anual de Atividades do Centro Escolar, esta iniciativa procurou dar a conhecer às crianças a importância que a bicicleta teve e ainda tem na freguesia.
Amílcar Costa revela que “boa parte da história da freguesia está intimamente ligada à indústria das duas rodas”, recordando a importância que teve na economia local as muitas dezenas de fábricas e armazéns que aqui existiram e que tiveram como tempos áureos as décadas de 40 a 70. Décadas em que o ciclismo era uma modalidade de grande peso projetando o clube da terra (que tinha pista) no panorama desportivo nacional e internacional, graças a ciclistas como Alves Barbosa, Antonino Baptista, Venceslau Fernandes, Joaquim Andrade, Herculano Oliveira e Celestino Oliveira.
O docente destaca ainda que muitas crianças ficaram a saber que a sede da Associação de Ciclismo de Aveiro (ACA) está instalada precisamente nesta freguesia; que o Centro Escolar se localiza junto ao Velódromo Nacional (único no país), não deixando de reconhecer que a intenção de construir uma ciclovia que ligue a Curia ao Velódromo, a Pista de BMX, a criação do Museu das Duas Rodas (a inaugurar no verão, no Velódromo), o aparecimento das b-AND – bicicletas públicas de Anadia e a entrada em funcionamento do projeto “O Ciclismo vai às Escolas” através de uma parceria entre a Câmara Municipal de Anadia e o Clube de Ciclismo da Bairrada, foram alguns dos assuntos e temas dados a conhecer aos alunos.
Depois de sabida a lição, em casa, com ajuda dos pais, os pequenos deram largas à imaginação. A originalidade e empenho na decoração das bicicletas superou as melhores expectativas. Usando materiais recicláveis, recriaram profissões que na freguesia (padeiro, amolador de tesouras, polícia, vendedor de jornais, carteiro, florista) elegeram a bicicleta como meio de transporte, numa época em que o era também para a maioria das pessoas da terra.
“Os trabalhos estão excelentes e têm recebido rasgados elogios. Todos eles mostram a envolvência da comunidade educativa no projeto”, diz o docente.

Catarina Cerca
catarina.i.cerca@jb.pt

Posted in Por Terras da Bairrada, Tamengos0 Comentários

Pergunta da semana

Portugueses praticam cada vez mais exercício ao ar livre. É o seu caso?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com