Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Águeda

Águeda integra parceria europeia para a criação de emprego em zonas rurais

Com o objetivo de desenvolver e criar emprego nas zonas rurais, o município de Águeda passou a integrar o projeto europeu PARNET-TIC 2 no âmbito do Programa de Cooperação Territorial SUDOE, que tem a duração de um ano e conta com um orçamento total de 651 mil euros.
Para além de Águeda, este projeto europeu conta com os seguintes parceiros: os espanhóis da Diputación de A Coruña (lidera o projeto), Diputación de Alméria, Diputación de Huesca e da França, a Câmara Agrícola de Lot-et-Garrone.
A primeira reunião da parceria foi realizada em Agen, França.

Projeto PARTNET-TIC 2. A estratégia Europa 2020 salienta a importância da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) para o crescimento económico e a criação de emprego, quer a nível macroeconómico, quer em setores específicos.
Na União Europeia, as inovações nas TIC criam novos postos de trabalho de alto valor acrescentado e desempenham um papel importante no desenvolvimento regional. É dada especial atenção ao desemprego dos jovens e à promoção da empregabilidade no final de cursos universitários, prestes a entrar no mercado de trabalho ou que desejam iniciar seu próprio negócio.
Nas áreas rurais do sudoeste da Europa, próximo de pequenos núcleos populacionais, encontramos cidades de dimensão média. Estes núcleos são centros de atividade socioeconómica com grandes deficiências nos recursos e infraestruturas. Essas deficiências têm um impacto negativo sobre o desenvolvimento socioeconómico dessas áreas aumentando o seu isolamento geográfico.
Benefícios e oportunidades. As entidades locais envolvidas poderão desenvolver ações coordenadas de criação de empregos dedicados à ecologia. Intercâmbios: o programa terá como objetivo democratizar a utilização das TIC, a fim de incentivar o seu uso como uma ferramenta de procura de emprego e canal de informação para o empreendedorismo, com especial relevância para a área rural e as suas atividades agrícolas e pecuárias.

Transversalidade do projeto com o Mundo Empresarial. As organizações participantes irão atender às necessidades de empresas do meio rural, colocando-as, assim, em sintonia com os cidadãos do território. Além disso, o emprego no setor rural será dinamizado.
O projeto nasceu da necessidade de reduzir a taxa de desemprego que afeta principalmente as cidades em áreas rurais, a fim de colocar as TIC ao serviço da investigação e da criação de emprego.
Graças à cooperação entre as diferentes regiões do sudoeste da Europa, o projeto terá como alvo a criação de empregos sustentáveis, também conhecido como empregos verdes, e melhorar a empregabilidade dos cidadãos das cidades das áreas rurais.
No final do projeto serão realizadas várias ações, incluindo a promoção de Open Data e a criação de uma aplicação móvel com o tema do meio ambiente.
O PARNET-TIC 2 tem como objetivo melhorar a compreensão das necessidades dos cidadãos e dos agentes económicos, o que irá promover o emprego, a criação de iniciativas empresariais locais e dar maior visibilidade às necessidades laborais nas zonas rurais.

Posted in Águeda Comentários

Águeda: Em setembro, leitão é rei durante cinco dias de festa rija

Águeda: Em setembro, leitão é rei durante cinco dias de festa rija

David Carreira, Blind Zero, Deolinda e Boss AC são os cabeças de cartaz da 21.ª edição da Festa do Leitão assado à Bairrada que decorre em Águeda, de 3 a 7 de setembro.
A apresentação do certame, promovido pela ACOAG (Associação Comercial de Águeda) em parceria com a Câmara Municipal de Águeda, aconteceu no passado dia 1 de agosto e teve como palco, uma vez mais, as Caves S.João, em Sangalhos.
Nesta que é a 21.ª edição o cartaz musical de grande qualidade, associado à gastronomia, ao artesanato e aos doces regionais serão os ingredientes suficientes para atrair ao Largo 1.º de Maio milhares de visitantes.
Este ano, o emblemático certame aguedense, terá cinco restaurantes presentes, mantendo-se o preço por dose de leitão nos 12,50 euros. E uma vez mais, esta que é a iguaria maior da região, será acompanhada pela excelência dos vinhos e espumante das Caves São João.
“Em volta dos restaurantes decorre toda a restante dinâmica da Festa, sendo de salientar a tenda da novidade”, avançou Olívia Passos, presidente da ACOAG, durante a apresentação do certame.
“Temos tido o apoio do Turismo do Centro e da Câmara Municipal de Águeda que nunca nos faltou com o seu apoio e tem estado sempre disponível”, diria ainda.

Novidades gastronómicas. Este ano as novidades gastronómicas são de comer e chorar por mais. Novamente confecionadas pela Padaria Pastelaria Trigal, acabam por ser inspiradas no próprio certame: o semi-folhado com formato e recheio de leitão e o folhado em formato de garrafa de espumante, mas com recheio doce de ovos, prometem fazer a delícia de todos os comensais. Acrescente-se que esta pastelaria volta a reeditar aquelas que foram as novidades dos anos de 2009 e de 2010: bola de leitão, bateirinha do Águeda doce, bateira de leitão e lencinhos de Águeda, sendo certo que na presente edição haverá ainda outra tentação em cima da mesa: as sombrinhas de Águeda, um doce inspirado no agitÁgueda.
No recinto de espetáculos estarão a funcionar quatro bares assim como diversas animações: pista de carros de choque e insufláveis para os mais novos.

Variados ramos de negócio presentes. Paralelamente, a mostra de artesanato e gastronomia serão os grandes atrativos. Expositores dos mais variados ramos de negócio (pastéis de Águeda; doces da Confraria Sabores do Botaréu; produtos regionais alentejanos; iguarias da Ilha da Madeira; Mirtilos e a batata frita artesanal, entre outros), vão atrair muitos visitantes.
Na ocasião, Olívia Passos falou da segunda corrida e caminhada Solidária+. Um evento organizado e dinamizado pela ATIVA+ em colaboração com a ADERCUS e inserido na 21.ª Festa do Leitão. De acordo com o princípio solidário que rege esta iniciativa, a totalidade das verbas angariadas reverterá a favor da Associação de Pais de Mourisca do Vouga – “Os Pioneiros”.
Jorge Almeida, vice-presidente da autarquia aguedense, avançou estarem reunidos todos os ingredientes para que o certame seja um sucesso. “Só é preciso rezar a S. Pedro para que esteja um tempo ótimo”, considerando que “Águeda se vai orgulhar deste certame” que marca “a maioridade da Festa do Leitão”.
Também Alberto Marques, presidente da Assembleia Geral da ACOAG, apelou aos associados e amigos da ACOAG para que não faltem a esta festa: “Passem a palavra junto de fornecedores e clientes para que tenhamos muitos visitantes”, num evento que considerou ter evoluído muito ao longo destas duas décadas, sendo já “uma referência na região”, mas que poderá evoluir ainda mais por forma “a dar o salto importante”. O preço das entradas será de 3 euros, exceto no domingo que será de apenas dois.

Programa
Quarta-feira, dia 3: David Carreira
Quinta-feira, dia 4: Blind Zero
Sexta-feira, dia 5: Deolinda
Sábado, dia 6: Boss AC e espetáculo piro-musical; Dj’s The Fucking Bastards
Domingo, dia 7: Portugal em Festa (programa da SIC) com seis hora de emissão, em direto, que prometem essencialmente humor, música, reportagem, prémios e muita animação e ainda uma SunSet Party com vários Dj’s.
Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Águeda, Destaque, Por Terras da Bairrada, Região Comentários

JB recebe Prémio Gazeta 2013

O Jornal da Bairrada foi um dos galardoados nos Prémios Gazeta 2013, atribuídos pelo Clube dos Jornalistas, com o patrocínio exclusivo da Caixa Geral de Depósitos. Os prémios serão entregues em breve, numa cerimónia conduzida pelo Presidente da República.
O JB recebeu o Prémio na categoria de Imprensa Regional, tendo o júri considerado que o nosso semanário “tem, a par de uma informação cuidada, plural e de proximidade, uma moderna e atrativa apresentação gráfica, com uma vasta tiragem impressa”.
O Júri dos Prémios Gazeta analisou, em maio e junho, mais de uma centena de trabalhos concorrentes.
O Prémio Gazeta Revelação foi atribuído a Catarina Fernandes Martins, pelo trabalho “Homem que matou um Homem e encontrou Saramago na prisão”, publicado no jornal “Público”.
O Prémio Gazeta Multimédia foi atribuído ao trabalho “Filhos do Vento”, de Catarina Gomes, Ricardo Rezende, Manuel Roberto, Dinis Correia e Andreia Espadinha.
A reportagem “Verdade Inconveniente”, de Ana Leal, transmitida pela TVI, recebeu o Prémio Gazeta de Televisão.
Já o Prémio Gazeta de Imprensa foi atribuído a Paulo Pena, por trabalhos publicados na revista “Visão”.
O Prémio Gazeta de Rádio foi para Maria Augusta Casaca, pelo trabalho “Catarina é o meu nome”, transmitido na TSF.
José Carlos Carvalho recebeu o Prémio Gazeta de Foto-Reportagem, pelo trabalho “Triscaidecafobia”, publicado no jornal i.
O Prémio Gazeta de Mérito foi atribuído a Helena Marques, que finalizou a sua carreira no Diário de Notícias.
O júri dos Prémios Gazeta 2013 foi composto por Eugénio Alves (CJ), Elizabete Caramelo (docente universitária), Eva Henningsen (Associação de Imprensa Estrangeira em Portugal), Fernando Cascais (docente universitário), Fernanda Bizarro (free-lancer), Fernando Correia (jornalista e docente universitário), Jorge Leitão Ramos (crítico de cinema e televisão) e José Rebelo (docente universitário).

Posted in Águeda, Anadia, Cantanhede, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, Região, Vagos Comentários

AgitÁgueda atrai milhares de turistas

AgitÁgueda atrai milhares de turistas

A realização da 9.ª edição do AgitÁgueda tem trazido a Águeda milhares de turistas, que têm ficado deslumbrados com o Umbrella Sky Project e com todos os pormenores da arte urbana que está espalhada pela cidade.
Os mais de quatro mil guarda-chuvas instalados nas ruas dão um colorido diferente à baixa da cidade e há turistas que se deslocam a Águeda de propósito para os contemplar. Foi o exemplo de um casal de ingleses que estava de férias no Algarve e que resolveu deslocar-se à cidade dos chapéus para levar uma lembrança fotográfica.
O mesmo aconteceu com um casal de indianos, mas perder-se-ia a conta se fosse obrigatório identificar todos os turistas que têm visitado o município.
A Câmara Municipal tem vindo a alargar a sua aposta no turismo, como aliás se nota pelo mais recente lançamento do site do munícipio e pelo novo mapa turístico do concelho.
A arte urbana tem sido, de facto, uma mais valia para as ruas da cidade e a animação de rua, promovida no âmbito do AgitÁgueda, tem vindo a ajudar na dinamização do comércio local, embora nem todos saibam aproveitar esta oportunidade de negócio.
Durante o próximo fim de semana, a animação de rua vai continuar a envolver os turistas e a população aguedense, numa simbiose de cores, animação e convívio entre todos.

Posted in Águeda, Destaque, Por Terras da Bairrada Comentários

Feira da Saúde no AgitÁgueda

A Câmara Municipal de Águeda, o Centro Municipal de Marcha e Corrida e o Centro de Saúde de Águeda vão organizar, nos dias 19 e 20 de julho, a Feira da Saúde, que se vai realizar no pavilhão do Ginásio Clube de Águeda.

Esta iniciativa tem como objetivo dar a conhecer as parcerias existentes entre a autarquia, através do Centro Municipal de Marcha e Corrida, e as instituições que são parceiras na realização desta iniciativa e de outras que vão decorrendo ao longo do ano.

O programa para os dois dias da Feira da Saúde é o seguinte:

Dia 19 (sábado)
14h: Vamos saber mais sobre alimentação saudável!

Nutricionista da URAP do ACeS do Baixo Vouga – Liliana Granja

15h: Show Cooking: merendas saudáveis para a pequenada (dirigido ao mesmo grupo alvo)

Chef Paulo Queirós

16h30: Conversas sobre a saúde: Diabetes e Hipertensão Arterial

Médica do Centro de Saúde Águeda – Jaquelina Santos

17h: Conversas sobre a saúde: Diabetes e Hipertensão Arterial

Médica do Centro de Saúde Águeda- Jaquelina Santos

17h30: Conversas sobre a saúde: Diabetes e Hipertensão Arterial

Médica do Centro de Saúde Águeda- Jaquelina Santos

18h: Show cooking – Venha aprender a cozinhar de forma saudável!

Chef Paulo Queirós e Nutricionista da URAP do ACeS Baixo Vouga – Liliana Granja
Dia 20 (domingo)
9h: Desporto no Verão com boa Proteção! (10 min)

Enfermeiros da UCC Grei do Centro de Saúde de Águeda no início da Cãominhada (9 horas).
11h: “Hora do Conto: Brinca e Aprende com o Zé Pintas”
14h30 às16h30: Rastreio de pele – Dermatologista a confirmar com triagem realizada por Dra. Jaquelina Santos
15h: Sessão – Alimentação saudável na praia

Nutricionista da URAP do ACeS do Baixo Vouga – Liliana Granja
Nos dois dias vai decorrer, em simultâneo, com as restantes atividades, o Ateliê da Saúde.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada Comentários

Municípios devem investir na comunicação digital alerta live4digital

A empresa L4D Web Agency é responsável pela comunicação digital do AgitÁgueda e aceitou falar com o Jornal da Bairrada, não apenas sobre este, mas também sobre outros eventos da região.

Quem é a L4D?
A L4D Web Agency – Live4Digital é uma Agência Web focada no Marketing Digital, especializada em apoiar as empresas/marcas a desenvolver uma estratégia de Marketing Digital, estruturada e planeada.
Costumamos dizer que o nosso habitat natural é a internet, isto é, estamos “online” diariamente e sempre a absorver informação, novas formas de comunicar, de criar, de melhorar e de tornar o nosso know-how cada vez mais completo.
Conjugamos a nossa visão, estratégia e criatividade com as ferramentas de marketing digital para fortalecer a competitividade das empresas/marcas na internet, assim como promovendo ideias que gerem negócios para os nossos clientes, de forma a que se mantenham na vanguarda.

O que é que a L4D vai fazer no âmbito do AgitÁgueda 2014?
O AgitÁgueda é um evento com o qual já trabalhámos em 2013 e este ano estamos empenhados em continuar a contribuir para que seja a melhor edição de sempre.
O nosso trabalho neste evento não acontece apenas no mês de julho, acontece durante todo o ano, no qual “alimentamos” as mais diversas redes sociais como o Facebook, Instagram, Pinterest e Youtube. É necessário um trabalho constante para aumentar e manter ativa toda a comunidade que segue o AgitÁgueda.
O facto de ser um evento muito visual, onde são tiradas milhares de fotos, devido à envolvente que se cria na cidade com os chapéus coloridos e arte urbana, o nosso foco principal passa por aproveitar esse dinamismo das pessoas e a sua vertente de “fotógrafos” para aumentar a notoriedade e visibilidade do evento.
Há algumas novidades que ainda não podemos anunciar, mas este ano a Cidade de Águeda vai ser muito interativa durante o mês de julho, vamos aproveitar ao máximo toda a potencialidade das novas tecnologias para criar uma interação entre os turistas/visitantes e a própria cidade. Afinal de contas estamos numa nova era em que a comunicação em tempo real tem de fazer parte das atividades dos eventos.


Em que outros eventos, de Águeda e não só, tem participado a L4D e de que forma?

Somos os responsáveis pela comunicação digital de outros eventos da Câmara Municipal de Águeda, onde articulamos diariamente os conteúdos com o Gabinete de Comunicação da própria Câmara. Procuramos, dessa forma, dar voz ao cidadão e aproximar os munícipes mantendo-os informados sobre o que acontece no seu concelho.
Por outro lado, em 2013 aceitamos o desafio de trabalhar a comunicação digital de algumas campanhas eleitorais do distrito de Aveiro. Até essa data, nunca o desenvolvimento web e as redes sociais em Portugal tinham sido o principal veículo de comunicação dos candidatos e o facto de nessas eleições já se ter invertido essa situação, obrigou-nos a fazer um trabalho “sempre em cima do acontecimento ao minuto”. Foi um trabalho positivo que se espelhou nos resultados obtidos.
Neste momento somos, também, o parceiro tecnológico de um dos maiores e melhores eventos sobre marketing e comunicação digital em Portugal, o Upload Lisboa. O desenvolvimento web está sob a nossa alçada.

Os grandes eventos da região – AgitÁgueda, Festim, Feira Rural, Feira da Vinha e do Vinho, Fiacoba, ExpoAve, Expofacic… – têm, na vossa opinião, tido uma boa comunicação digital?
Sobre o Agitágueda somos suspeitos, uma vez que é da nossa responsabilidade esse trabalho de comunicação digital.
Quanto aos outros eventos, nem por isso, observamos que em todos eles não há publicidade online, não há uma estratégia de conteúdos devidamente delineada tendo em conta a sua comunidade/público-alvo, muitos deles não têm sequer website.
A grande parte, senão a totalidade, destes eventos durante o resto do ano tem as redes sociais “mortas”, sem atividade, sem dinamismo, o que é mais uma prova de um trabalho pouco consistente de comunicação digital. Não há preocupação em interagir com os seguidores, em criar outro tipo de conteúdos que cative a atenção dessas mesmas pessoas, não há passatempos que permitam envolver, ainda mais, a comunidade.
No entanto, há casos, como a Expofacic, por exemplo, que devido à notoriedade e dimensão alcançada ao longo dos anos consegue que as pessoas participem com alguma frequência nas suas redes sociais sem que façam grande coisa para isso.


As câmaras municipais da Bairrada têm aproveitado da melhor forma os seus sites e as redes sociais para promover os seus eventos e informar os munícipes sobre outras situações?

Hoje em dia já começam a ter esses aspetos mais em conta, mas, na nossa opinião, poderiam fazer muito melhor.
Não somos da opinião que os folhetos, mupis, outdoors, já deixaram de ser eficazes, achamos sim que deve existir uma ligação desses materiais com a comunicação online. Os custos que esses materiais têm não são diretamente proporcionais à sua eficácia, isto porque a tendência é que aumente cada vez mais o número de pessoas que têm dispositivos móveis e acesso à internet, ou seja, o objetivo deveria ser cada vez mais investir na comunicação online, porque afinal de contas todos estamos conectados. Se tiver um outdoor a anunciar um evento tenho de esperar que as pessoas passem por esse local para que tenham conhecimento do que está a ser divulgado, com as redes sociais passa-se o contrário, somos nós que vamos comunicar num sítio onde estão as pessoas, além de que podemos segmentar o público-alvo aumentando ainda mais a eficácia da nossa comunicação.
Muito sinceramente, ainda não conseguimos perceber de forma clara o porquê de tantos entraves à entrada dos munícipios na comunicação online, devidamente organizada e estruturada.

A comunicação digital pode estar na base do sucesso de um evento? De que forma?
Claramente! A utilização das redes sociais e publicidade online são, hoje em dia, das ferramentas mais eficazes para a promoção de eventos.
A comunicação digital tem a vantagem, de se conseguir uma segmentação mais eficaz do publico-alvo, logo torna o investimento mais rentável e direcionado.
Antes do início de um evento, se o trabalho online for bem estruturado e delineado existe uma enorme potencialidade de sucesso na sua promoção. Por exemplo, a publicidade online no Facebook e no Google tem uma eficácia enorme, é mais rentável e mensurável. Se é aqui que as pessoas procuram informação, então faz todo o sentido promover o evento nestes locais para oferecer às pessoas o que elas procuram.
Durante o evento torna-se mais fácil e ágil transmitir em tempo real os desenvolvimentos do que está acontecer através das redes sociais, mesmo quem não está presente tem a possibilidade de interagir.

Que setor na nossa região tem maior potencialidade para investir na comunicação digital?
Todos os setores devem ter, cada vez mais, atenção à sua presença na internet e à forma como comunicam, mas o Setor Vinícola é um dos que consideramos com maior potencial para explorar a comunicação online.
Temos qualidade no que produzimos, temos notoriedade vinícola no mercado nacional e internacional, então porque não se investe cada vez mais e em ferramentas atuais para ir mais além?
Desde a criação de lojas online, trabalhar afincadamente as redes sociais, fazer publicidade online, utilizar realidade aumentada para colocar as marcas no topo da inovação, desenvolver um bom trabalho de email marketing, etc. Há tanto que pode ser feito e que traria mais-valias para essas empresas.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada Comentários

35.º Grande Prémio ABIMOTA prestes a fazer-se à estrada

35.º Grande Prémio ABIMOTA prestes a fazer-se à estrada

O 35.º Grande Prémio ABIMOTA faz-se à estrada no próximo dia 9 de junho, a partir das 17h, na Figueira da Foz, com um contrarrelógio por equipas em circuito. A etapa de 10 de junho – Dia de Portugal – arranca às 14h e termina em Águeda, percorrendo cerca de 175 quilómetros. De salientar que a classificação do contrarrelógio não será considerada na Geral Individual, mantendo-se assim a competitividade da prova em linha.

Tendo em conta o corte significativo de competições de ciclismo este ano, o 35º Grande Prémio ABIMOTA, será uma das poucas provas que o pelotão nacional dispõe antes da Volta a Portugal.

Nesta edição marcarão presença as seis equipas continentais portuguesas – Banco BIC – Carmim, Efapel – Glassdrive, LA Alumínios – Antarte, Louletano – Dunas Douradas, OFM – Quinta da Lixa e Rádio Popular – e quatro de Sub-23 – Anicolor, Liberty Seguros – Feira – KTM, Maia – Bicicletas Andrade e Clube de Ciclismo José Maria Nicolau. A organização procura manter o caráter internacional da prova, estando prevista a participação de quatro equipas espanholas.

Será a partir de metade da etapa em linha, para a qual a classificação do contrarrelógio não conta, que a seletividade se irá afirmar devido a quatro contagens de montanha (três de 3.ª categoria e uma de 2.ª).

Posted in Águeda, Destaque, Por Terras da Bairrada Comentários

Festim com 16 concertos de 6 de junho a 25 de julho

Festim com 16 concertos de 6 de junho a 25 de julho

O Festim foi apresentado, na penúltima quarta-feira, 7 de maio, no Quartel das Artes Dr. Alípio Sol, em Oliveira do Bairro, numa parceria com as Câmaras Municipais de Águeda, Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Ovar, Estarreja e Oliveira do Bairro.
A 6.ª edição do Festim, que se realiza de 6 de junho a 25 de julho, passa no dia 21 de junho pelo Quartel das Artes, com um espetáculo do grupo indiano Bollywood Masala Orchestra Índia.

A edição deste ano estende-se por um total de 16 concertos em rede e quer surpreender, mais uma vez, o público da região e do país, com a vinda a Portugal de sete grandes nomes da world music.
Cabe ao músico e compositor Richard Galliano o concerto de abertura, a 6 de junho no espaço d’Orfeu, em Águeda. Yves Lambert, considerado um dos responsáveis da pujança da música folk do Québec, regressa ao Festim, com atuações nos dias 13 em Albergaria-a-Velha e 14 em Sever do Vouga.

O Festim está assente desde 2009 numa rede de municípios vizinhos, por iniciativa da d’Orfeu Associação Cultural (Águeda), entidade organizadora.

Leia mais na edição impressa ou digital.

Posted in Águeda, Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

PJ detém um homem suspeito de crimes de roubo, sequestro e incêndio

A PJ de Aveiro identificou e deteve o presumível autor de crimes de roubo, sequestro e incêndio, ocorridos na madrugada de 30 para 31 de março, em duas habitações situadas na localidade do Préstimo, concelho de Águeda.
Segundo a PJ, “o suspeito, agindo num quadro de motivação passional, introduziu-se numa habitação onde se encontravam as duas vítimas, do sexo feminino, tendo manietado e amarrado as mesmas com cordas, após o que as agrediu e ameaçou com uma faca e uma pistola, tendo subtraído diversos objetos que se encontravam no local”.
O sequestro durou mais de quatro horas, tendo as vítimas conseguido libertar-se após a fuga do autor. Depois de abandonar o local do primeiro crime, a PJ refere que “o indivíduo incendiou uma habitação contígua, também propriedade de uma das vítimas, tendo provocado elevados danos”.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada Comentários

PS Águeda: Edson Santos reconduzido na presidênciada Concelhia

O atual presidente da Concelhia do PS de Águeda, Edson Santos, foi reeleito para novo mandato (agora de quatro anos, fruto das mais recentes mudanças estatutárias do PS) à frente da estrutura aguedense.
O líder socialista de Águeda liderava a única lista presente a sufrágio .
“Estarei atento às privatizações e nesse campo serei sempre contra a privatização das águas e resíduos sólidos, pois nestes casos os riscos ficam sempre para os municípios e os lucros para os privados”, afirmou, frisando que “são matérias primas valiosas e a sua gestão deve ficar nas mãos das autarquias”.
Edson Santos e a equipa que o acompanha tem sentido que o poder central tem deixado ao abandono o município. Segundo o líder do PS, “somos um concelho abandonado pelo governo “centralizado” em Lisboa ao longo dos anos e que tem esquecido a nossa terra nas mais básicas infraestruturas para o desenvolvimento de qualquer cidade e concelho”, estabelecendo as ligações viárias de Águeda ao resto do país e o Hospital “como as grandes prioridades”.
Os próximos períodos eleitorais (Europeias, Legislativas, Presidenciais e novamente as Autárquicas) também não são esquecidos pelo líder do PS de Águeda. “Teremos de mobilizar-nos, de forma a garantir que este desgoverno agora no poder sinta a indignação de um povo farto de ser sugado dos seus rendimentos e dos seus direitos”. O dirigente esclarece que “no caso da autarquia, temos mantido uma governação “inteligente” em que a transparência da gestão dos dinheiros públicos é sempre o princípio orientador do nosso trabalho, pelo que, procuraremos criar a equipa certa para voltar a ganhar a câmara”.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada Comentários

Pergunta da semana

Vai a algum festival de verão este ano?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com