Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Águeda

Certificação de vinhos DO Bairrada aumenta 8% em 2014

Certificação de vinhos DO Bairrada aumenta 8% em 2014

Dois mil e catorze termina como mais um ano de afirmação da qualidade dos vinhos e espumantes da Bairrada, tendo-se registado um crescimento no volume de garrafas certificadas com Denominação de Origem (DO) Bairrada na ordem dos 8%, o que corresponde a mais 500.000 unidades se compararmos com 2013.
O aumento foi superior nos espumantes, a rondar os 24%, valor que dista em 20% dos vinhos tranquilos, que registaram um crescimento na ordem dos 4%.
Para Pedro Soares, presidente da Comissão Vitivinícola da Bairrada, “estes são números que têm margem para crescer: por via dos produtores, que apostam cada vez mais na certificação dos seus vinhos, revelando o interesse em alavancar a notoriedade da região Bairrada; mas também pelo facto da procura dos vinhos desta região estar a aumentar – cá dentro e fora de portas –, o que se traduz no aumento (e valorização) da produção”.
A Bairrada é hoje uma região dinâmica, com adegas e viticultura moderna, e onde o clima e as castas (com destaque para a tradicional Baga) formam o fator diferenciador. Com uma incrível plasticidade, é uma das poucas regiões do país onde se fazem espumantes, tintos e brancos com grande consistência qualitativa; onde as uvas dão origem a vinhos com vários estilos mas mantendo a identidade regional; e em que as uvas podem ser vindimadas em diferentes períodos para fazer os vários vinhos, com as uvas da poda em verde a serem aproveitadas para espumante.

Leia mais na edição de 29/01/2015

Posted in Águeda, Anadia, Cantanhede, Destaque, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, Região, Vagos0 Comentários

Requalificação da Pateira de Fermentelos em consulta pública

A Agência Portuguesa do Ambiente anunciou que está em consulta pública o Estudo de Impacte Ambiental do projeto de Requalificação da Pateira de Fermentelos, que tem como proponente a Sociedade Polis Litoral Ria de Aveiro. Não significa, contudo, que a obra possa arrancar de seguida.
O Projeto de Requalificação e Valorização da Pateira de Fermentelos visa “a melhoria do estado ambiental dessa zona de elevado valor ecológico e a promoção da sua vivência pela população”.
Contempla a realização de ações de desassoreamento da Pateira de Fermentelos, com vista à limpeza dos fundos e à criação de um espelho de água, que permita a utilização por pequenas embarcações desportivas e de lazer, sem motor.
Os materiais dragados serão depositados nos terrenos agrícolas das margens subindo a cota, para diminuir o risco de cheias e inundações.
Outra das intervenções previstas é a reconstrução do açude do rio Águeda, com o objetivo de melhorar as captações de água para rega tradicional e manter o nível da água em época de estiagem na Pateira de Fermentelos.
Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

“Não é necessária ligação Águeda-Aveiro”, diz EP/Refer

O presidente da EP/Refer, António Ramalho, disse esta terça-feira que não se justifica uma nova ligação rodoviária entre Águeda e Aveiro, reclamada por autarcas e empresários, porque as duas cidades já estão ligadas por autoestrada, a A1 e a A25.
“Águeda e Aveiro estão ligadas por duas autoestradas: basta apanhar a A1 e depois a A25”, disse António Ramalho aos jornalistas, no início de uma visita às obras de eletrificação do ramal ferroviário do Porto de Aveiro.
O presidente da EP/Refer salientou que “Portugal neste momento é o segundo melhor país, avaliado pelos investidores, do ponto de vista rodoviário”, e não está disposto a “competir com Omã”.
O presidente da Câmara Municipal de Águeda, Gil Nadais, reagiu de imediato e disse a JB que não sabe como classificar as afirmações do presidente da EP/REFER, António Ramalho, sublinhando que “este responsável não conhece a realidade local e demonstra uma falta de conhecimento brutal”. “António Carvalho referiu que temos duas autoestradas! Onde? Não sei se propõe que nos desloquemos a Aveiro Sul, entremos na A1 – nó do Mamodeiro e depois saíamos em Albergaria-a-Velha e apanhemos a A25 para ir para Aveiro”.
Gil Nadais referiu ainda que “aquilo que queremos é uma via rápida e não uma autoestrada”, justificando que “temos 9 mil veículos que diariamente vão de Águeda a Aveiro” e, para fazerem 8 quilómetros, demoram mais de 35 minutos.
O autarca reforçou que “os nossos empresários necessitam de ter ligações rápidas aos eixos principais do país”, desconhecendo “onde é que estão as estradas capazes de competir com Omã”.
PFC

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Mensagem de Natal do Bispo de Aveiro

Mensagem de Natal do Bispo de Aveiro

É Natal, Jesus está connosco. Desde a Sua conceção, Ele é verdadeiro homem e verdadeiro Deus: homem como nós, nascido numa família humana, mas concebido pelo Espírito Santo. Ele é o verdadeiro «Emanuel», o Deus connosco (Mt 1, 23).
Este Jesus é a razão do verdadeiro Natal. Celebramos o Seu nascimento. A narração da natividade, tal como a descrevem os Evangelhos, é muito simples: tudo ocorre na solidão e no silêncio. Maria e José são as únicas testemunhas. A grandiosidade de um Imperador que ordena um recenseamento em todo o mundo conflui num humilde presépio, no qual está deitado o Menino.
Assim valoriza Deus o que somos e temos. Quando falamos em “oferecer o melhor que temos ao Senhor”, deveríamos examinar se a nossa escala de valores se ajusta a esta que Deus Pai estabeleceu, preparando o acolhimento ao Seu querido Filho, que nasceu para cada um de nós. O que é verdadeiramente extraordinário é que Deus se fez homem.
A verdade fundamental do nascimento de Jesus é esta: nascido numa aldeia desconhecida, em absoluta pobreza, no seio de uma família humilde, expressa-se a exaltação das coisas pequenas. É nesta pequenez, nesta humildade, que devemos crescer para o acolhimento de Deus e para a entrega de nós próprios ao seu serviço, traduzido no amor generoso e gratuito aos outros. Mas só à luz da Ressurreição podemos avaliar esta pequenez como grão de mostarda que se converterá em árvore frondosa (Mt 13, 32).
No início do meu ministério como bispo de Aveiro, no passado mês de setembro, centrei a atenção nas famílias e nos desafios que se lhes deparam na realização da sua missão. Apelei a que não se fechassem em si mesmas, mas que se abrissem à vida como um dom que vem de Deus. Também a Mensagem do Sínodo dos Bispos sobre a família refere que o amor do homem e da mulher nos ensina que cada um dos cônjuges precisa do outro para ser ele mesmo, mantendo-se diferente do outro na sua identidade, que se abre e se revela no dom recíproco. É o que exprime de uma forma sugestiva a mulher do Cântico dos Cânticos: «O meu amado é meu e eu sou dele… Eu sou do meu amado e o meu amado é meu» (Ct 2,16; 6,3). Nesta reciprocidade, temos de concluir que só partilhando o Natal alguém pode viver a sério o seu Natal.
A família cristã, como verdadeira Igreja doméstica, deve ser a primeira e principal educadora dos seus filhos. Enquanto pais cristãos, estão obrigados, antes que quaisquer outros, a formar os seus filhos na fé e na prática da vida cristã, através da palavra e do exemplo. Apesar das dificuldades que se deparam hoje à família cristã, ela continua a ser uma estrutura básica na iniciação cristã e inclusive um desafio pastoral: a família cristã não pode renunciar à sua missão de educar na fé os seus membros e ser modelo para as gerações mais jovens. Em tempo de Natal, a manifestação do amor de Deus deve chegar ao seio das famílias com a mesma ternura e ardor que nos é transmitido pela família deste Menino que em cada ano festejamos o Seu nascimento, para que a Sua luz irradie para os que caminham longe da luz.
O modelo da família de Nazaré – Jesus, Maria e José – deve inspirar todas as famílias, porque o amor faz parte da nossa identidade cristã: «Dou-vos um novo mandamento: que vos ameis uns aos outros; que vos ameis uns aos outros assim como Eu vos amei. Por isto é que todos conhecerão que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros» (Jo 13, 34-35). Devemos amar-nos uns aos outros porque Deus nos ama, e nos amou primeiro, e mostra esse amor enviando o seu filho Jesus, que por amor deu a vida por nós. Aprendamos o amor para sairmos de nós mesmos e irmos ao encontro da grande família humana.
Neste Natal, procuremos estreitar laços, fazer com que o amor de Deus renasça em nós e no coração daqueles que vivem à nossa volta. Que ninguém sem lar, sem pão ou sem trabalho, sem horizontes de vida… nos seja indiferente. Procuremos ajudar a construir, naquilo que estiver ao nosso alcance, um mundo mais belo e mais justo, onde a paz anunciada pelos anjos na noite de Natal se estenda a toda a terra.
Desejo que o nascimento de Jesus seja um desafio a uma vida nova, na esperança de que nos empenhemos para que o ano 2015 seja de graças e bênçãos para todos os diocesanos de Aveiro.
A todos desejo a melhor prenda do Natal!

António Moiteiro
Bispo de Aveiro

Posted in Águeda, Anadia, Aveiro, Destaque, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, Região, Vagos0 Comentários

Câmara de Águeda inaugura exposição de arte sacra no posto de turismo

Câmara de Águeda inaugura exposição de arte sacra no posto de turismo

A Câmara Municipal de Águeda, numa parceria com a Fundação Dionísio Pinheiro e Alice Cardoso Pinheiro, realiza nas instalações do posto de turismo, até ao dia 6 de janeiro, a exposição de arte sacra com o tema “NATIVITATE. MATER”.
Esta exposição que conjuga a Arte e a Gastronomia vai levar o visitante a conhecer obras do Sec. XIV e XVIII entre outras do património da Fundação e de colecionadores privados.
A inauguração aconteceu no passado dia 12 de dezembro, com a presença dos vereadores Edson Santos e Elsa Corga.
O conservador da Fundação, Vieira Duque, não escondeu a satisfação de poder trazer algum espólio da instituição para um local diferente.
“A Câmara Municipal de Águeda está a trabalhar bem a cultura e o turismo, pelo que à Fundação compete responder afirmativamente a este tipo de desafios, mostrando algumas obras a pessoas que, porventura, ainda desconhecem todo o nosso espólio”, afirmou.
O vereador do Turismo, Edson Santos, por seu lado, teceu elogios ao espólio da Fundação e lembrou que o Posto de Turismo tem recebido outro tipo de iniciativas. “Temos realizado aqui exposição sobre as mais variadas temáticas, procurando chamar a atenção para o que temos para oferecer no nosso concelho a quem nos visita, e esta não foge à regra, uma vez que o nosso objetivo é dar a conhecer a Fundação e o seu espólio. É necessário levar a arte ao encontro das pessoas e fazendo com que estas “tropecem na arte”, possam valorizar a nossa cultura e a nossa história, afirmou, mostrando-se convicto do êxito da exposição.
A exposição vai estar patente no Posto de Turismo, até ao dia 6 de janeiro, e pode ser visitada no horário normal de funcionamento daquela infraestrutura municipal.
“No dia do encerramento, é objetivo da Fundação fazer uma tertúlia para debater um pouco o tema desta exposição”, anunciou o Conservador Vieira Duque.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Detido suspeito de roubo em Águeda

A PJ de Aveiro deteve, na penúltima quarta-feira, no concelho de Águeda, o presumível coautor de um crime de roubo, perpetrado com recurso a uma arma de fogo. O crime sob investigação teve lugar na madrugada do dia 27 de julho, no centro de Águeda, quando decorria um festival de música, numa “roulotte” de venda de comida e bebida, tendo ocorrido ainda, além da subtração do apuro da noite, a destruição parcial da mesma, com o uso de várias armas de fogo. Nos passados dias 13 de agosto e 16 de outubro tinham já sido detidos outros quatro intervenientes no mesmo crime, a dois dos quais foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Município de Águeda aposta no Enoturismo

A Câmara Municipal de Águeda, aproveitando o fato de ter estado envolvida numa candidatura conjunta ao concurso Cidade Europeia do Vinho/2015, realizou, entre os dias 31 de outubro e 25 de novembro, exposições de enoturismo de produtores do município de Águeda no Posto de Turismo.

Os Vinhos da Bairrada são conhecidos pela sua qualidade, e alguns do município de Águeda acabam de ser considerados, pela Revista Vinhos, como dos melhores do país. A ideia da autarquia foi mostrar, com as atividades que tem previsto realizar, que existe mercado para a promoção dos produtos, ajudando todos a ter mais receitas, numa clara aposta no enoturismo.

Ao longo das últimas semanas, enquanto decorreram as exposições da Aveleda/Quinta da Aguieira, da Quinta Vale do Cruz, da Viteno/Quinta do Ferrão e das Caves Primavera, o Posto de Turismo foi visitado por cerca de 350 pessoas que apreciaram os produtos apresentados, mostrando grande interesse nos vinhos e espumantes. Os visitantes de uma maneira geral consideraram estas iniciativas de grande interesse e relevância para a promoção do concelho e dos produtos que ali estiveram expostos.

“Quisemos mostrar, com estas exposições, que é possível, todos juntos, afirmarmos cada vez mais os produtores e os produtos de Águeda, como aliás ficou bem vincado nas afirmações de todos os representantes das caves que marcaram presença nestas quatro semanas de exposições”, afirmou Edson Santos, vereador do Turismo da Câmara Municipal de Águeda, aproveitando para agradecer a colaboração de ”todos os produtores presentes, bem como de todos os visitantes que mostraram interesse em aprofundar os seus conhecimentos vínicos”.

O vereador deixou ainda nota de que, em breve, serão lançados novos desafios, uma vez que a área dos vinhos pode ser uma boa forma de captar mais turistas e mais investimentos para o município.

Posted in Águeda, Destaque, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Tarde Sénior com Fados da Tertúlia Bairradina

A Câmara Municipal de Águeda realizou, no dia 3 de dezembro, a última tarde sénior de 2014, com a realização de um concerto de fados protagonizado pela Tertúlia Bairradina, que se realizou no auditório do Centro Paroquial de Recardães.

O grupo de fados, que atuou de forma gratuita nesta iniciativa, foi bastante aplaudido pelos mais de três centenas de utentes que participaram nesta tarde de convívio diferente da que, eventualmente, teriam se estivessem nas suas instituições.

Nesta tarde sénior participaram utentes das seguintes instituições particulares de solidariedade social: Fundação Sra da Conceição (Valongo do Vouga), LAAC (Aguada de Cima),
Associação Senhora da Esperança (Á-dos-Ferreiros), AMAR (Macinhata do Vouga), Santa Casa da Misericórdia de Águeda e Casa de Repouso Dr. António Breda, Os Pioneiros (Mourisca do Vouga), Centro Social de Belazaima, ARCOR (Óis da Ribeira), ABARCA (Barrô), AFA (Fermentelos), Centro Social e Paroquial da Borralha, Centro Social e Paroquial de Recardães, Paraíso Social de Aguada de Baixo, Patronato Nossa Senhora das Dores (Travassô), CASAS (Segadães), O Mágico (Águeda) e o Jardim Social de Travassô.

“É um facto que os seniores gostam muito de fado e temos a certeza de que esta foi uma boa forma de terminarmos a programação das tardes seniores de 2014”, referiu Elsa Corga, vereadora da ação social da Câmara Municipal de Águeda.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Famel Top Secret estreia esta sexta no São Pedro

O aguedense Pedro Anjos, depois de ter protagonizado as aventuras e desventuras de PP no filme “A Última Famel” (2010), regressa ao grande ecrã como protagonista, argumentista e produtor nesta sequela, que não só liga as personagens do primeiro filme, como inclui a sua própria satirização do panorama português da atualidade. O filme vai estrear quinta-feira, dia 4, em várias salas de cinema em Portugal e dia 5, sexta-feira, no Cineteatro São Pedro em Águeda, divulgou Pedro Anjos, na segunda-feira, em conferência de imprensa realizada na Câmara Municipal de Águeda.
Agora, rendido aos encantos da motorizada Famel, Pedro Anjos conta que “PP decide investir todo o dinheiro da família e criar um novo modelo que pretende lançar no mercado”. “Mas quando uma empresa francesa se apercebe dos planos, decide raptar o seu avô e obrigar PP a ceder a ideia. Contudo, apesar de falido, ninguém conseguirá impedi-lo de voltar a colocar no mercado a melhor motorizada de todos os tempos”, contou.

Comédia. Com realização de Jorge Monte Real, Famel Top Secret é uma comédia que recorda uma das mais emblemáticas motorizadas nacionais que, durante as décadas de 1960/80, dominou o mercado de vendas em Portugal.
Pedro Anjos diz que esta comédia portuguesa tem criado uma legião de fãs desde o primeiro filme da sequela “A Última Famel” que, com cerca de 800.000 visualizações, é o filme português mais visto no Youtube. “Decidi escrever a sequela da Famel, pois o público que nasceu à volta deste tema não tem parado de crescer. Esta história faz a ligação das personagens do primeiro para o segundo filme”, disse.
Como produtor, Pedro Anjos refere ainda que “foi um esforço tremendo, pois ocupei muitos cargos durante as filmagens, sem receber qualquer subsídio e com uma equipa bastante reduzida”. “Foi um trabalho que me deu imenso prazer, pois perante todas as dificuldades, conseguimos fazer um bom filme, onde o espetador, desde o início, fica agarrado à história e que se diverte durante todo o desenrolar da mesma”.
Sendo um filme da dupla Pedro Anjos e Jorge Monte Real, o filme Famel Top Secret é protagonizado por conhecidos atores como Merche Romero, José Carlos Pereira, Fátima Preto, Ana Brito e Cunha, Liliana Aguiar, Sara Norte, Raul Corte Real, Alexandre da Silva, Ricardo Trepa, entre muitos outros.

Apoio. A vereadora da cultura, Elsa Corga, elogiou toda a dedicação e a coragem de Pedro Anjos, sublinhando que “o filme serviu para divulgar o nosso concelho”. “O Pedro é aguedense e mesmo estando fora, nunca se esquece de Águeda”, afirmou.
Já o vereador Edson Santos também elogiou a coragem de Pedro Anjos, afirmando que é obrigação das Câmaras apoiarem este tipo de projetos.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Detido por posse de arma em violência doméstica

A PJ de Aveiro deteve um homem, de 39 anos, sem ocupação profissional conhecida, fortemente indiciado pelos crimes de violência doméstica, ameaças com arma de fogo e posse de arma proibida.
De acordo com um comunicado, os factos ocorreram desde março deste ano, sendo vítima dos mesmos a ex-companheira do detido, bem como diversas pessoas que residem nas proximidades desta, na zona de Águeda.
O detido, com 39 anos de idade, foi presente às Autoridades Judiciárias competentes na Comarca de Aveiro, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de proibição de contactos com as vítimas, com vigilância eletrónica, e a obrigação de apresentações periódicas em posto policial.
O suspeito já anteriormente tinha sido condenado, por duas vezes, pelo crime de violência doméstica.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Ad Code

Pergunta da semana

Acredita na Astrologia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com