Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Águeda

Sangalhos: Assunção Cristas inaugura sexta-feira “Encontro com Vinhos e Sabores – Bairrada” no Velódromo Nacional

É já amanhã, sexta-feira, que tem início o ‘Encontro com o Vinho e Sabores – Bairrada 2014’ (EVSB), evento que se prolonga até domingo no Centro de Alto Rendimento – Velódromo de Sangalhos, em Anadia. A inauguração é às 17h e vai contar com a presença, entre outras individualidades, da Ministra da Agricultura e do Mar. Assunção Cristas vai também marcar presença na entrega de prémios da 4.ª edição do ‘Concurso de Vinhos e Espumantes Bairrada’, às 19h30 do mesmo dia.
De recordar que este é um importante evento de promoção conjunta que tem como objectivo potenciar as fileiras da vinha, do vinho, da gastronomia e do turismo da região da grande Bairrada. O EVSB acontece pelo segundo ano consecutivo, sendo a organização da responsabilidade da Comissão Vitivinícola da Bairrada, da Turismo do Centro de Portugal e do Município de Anadia, e a produção a cargo da Revista de Vinhos.

Sessenta produtores com vinhos e sabores à prova

São 60 os produtores de vinhos e sabores da região que têm lugar marcado na 2.ª edição do ‘Encontro com o Vinho e Sabores – Bairrada’. O Velódromo de Sangalhos vai reunir uma mostra de produtos, de onde se destacam os espumantes, os vinhos (tintos, brancos e rosés), as aguardentes, as águas, o leitão da Bairrada, o pão da Mealhada, os ovos moles de Aveiro, os Amores da Curia, as queijadas de Águeda, o Folar de Vale de Ílhavo, entre muitos outros. Vai ainda haver espaço para a divulgação da oferta turística: enoturismo, turismo termal, hotelaria e restauração.
Este certame vai também ser palco de três provas comentadas de vinhos (informação abaixo) e de dois jantares temáticos harmonizados com vinhos e espumantes da região. e comentados pelo crítico gastronómico Fernando Melo. A abrir as hostes, o primeiro jantar é dedicado aos ‘Sabores do Mar’ e é da autoria d’O Rei dos Leitões (eleito pela Revista de Vinhos como o Melhor Restaurante de Cozinha Tradicional em 2013), embora servido no restaurante do Velódromo de Sangalhos. No mesmo espaço, mas no dia seguinte, é a vez do restaurante Mugasa dar cartas nos ‘Sabores da Terra’; o famoso e delicioso leitão da Bairrada não vai faltar!
A entrada na feira é gratuita, sendo que a prova de vinhos implica a aquisição de um copo – no valor de 3 euros ou de 2 euros para quem apresentar convite no acto da compra – com oferta de porta-copo. Os horários variam consoante os dias: das 17h00 às 22h00 na sexta-feira, dia 3; das 15h00 às 22h00 no Sábado, dia 4; e entre as 15h00 e as 20h00 no Domingo, dia 5.

Prova de vinhos míticos: “Os Bairrada que fizeram história – 1985 a 2011”

A monumentalidade e raça dos vinhos da Bairrada vai estar “à prova” no EVSB, com destaque para uma prova inédita – e já esgotada –, que se vai realizar no Sábado, dia 04, às 18h00, no Museu do Vinho Bairrada: são treze os escolhidos de entre os melhores vinhos feitos na região, entre as colheitas de 1985 e 2011. Néctares com história e estórias para contar, que vão surpreender pela sua autenticidade, carácter e identidade; e, no caso dos mais antigos, pela longevidade.
A prova ‘Os Bairrada que fizeram história – 1985 a 2011’ vai ser comentada pelo crítico e director da Revista de Vinhos, Luís Ramos Lopes, que selecionou um conjunto de vinhos raros e grandiosos, como os brancos ‘Frei João 1988’ e ‘Campolargo 2011’ (distinguido recentemente como o melhor branco no International Wine Challenge), ou os tintos ‘Sidónio de Sousa 1985’, ‘Casa de Saima Garrafeira 1990’, ‘Quinta das Bágeiras Garrafeira 1995’ e ‘Quinta do Ribeirinho Pé Franco 2011’, entre muitos outros de idêntico gabarito. Uma mostra de vinhos complexos – declaradamente com perfil fresco, equilibrado e elegante – e muito prazerosos, sobretudo à mesa, onde revelam elevado potencial gastronómico.
Estão ainda agendadas mais duas provas: ‘Bairrada de Excelência | Espumantes’ (sexta-feira às 18h00) e ‘Bairrada de Excelência | Brancos e Tintos’ (Domingo às 16h00), comentadas pelos críticos da Revista de Vinhos João Paulo Martins e Nuno Oliveira Garcia, respectivamente.

Mais de 100 vinhos postos à prova no ‘Concurso de Vinhos e Espumantes Bairrada’

Em paralelo ao evento, vai ter lugar a 4.ª edição do ‘Concurso de Vinhos e Espumantes Bairrada’, que vai por à prova de cerca de 20 jurados – entre críticos, jornalistas, escanções e comerciantes de vinho – mais de 100 vinhos, todos eles certificados pela Comissão Vitivinícola da Bairrada. Entre as categorias mais comuns, destaque para aquela que vai eleger o ‘Melhor Espumante de Baga’, a casta bandeira da região, que se destaca pela originalidade e versatilidade para produzir grandes vinhos tintos e frescos espumantes brancos e rosés.
As uvas que dão origem aos vinhos (DO – Denominação de Origem) Bairrada provêm de terrenos de argila, calcário e areia. A proximidade do mar oferece-lhes um clima Atlântico, com temperaturas moderadas, e as suaves colinas que caracterizam a região possibilitam diferentes tipos de exposição solar. Um blend perfeito para vinhos com um estilo muito próprio, uma personalidade fresca, vivaz e consistente. Os especialistas dizem que “beber um Bairrada é como colocar uma pedra de calcário na boca, tal é a frescura deixada por este vinho”.

INFORMAÇÕES ÚTEIS

Local: Centro de Alto Rendimento de Anadia – Velódromo Nacional | Rua Ivo Neves, 405 – Sangalhos
Data: 03 a 05 de Outubro
Horários: 17h00 às 22h00 (dia 03); 15h00 às 22h00 (dia 4); 15h00 às 20h00 (dia 05)
Entrada: gratuita
Copo: compra obrigatória para prova de vinhos | € 3,00 ou € 2,00 (com convite), com oferta de porta-copo

PROGRAMA

SEXTA-FEIRA | 03 OUTUBRO
17h00 Inauguração do ‘Encontro com o Vinho e Sabores – Bairrada 2014’ | Abertura da Feira
com a presença de Assunção Cristas, Ministra da Agricultura e do Mar
18h00 Prova de Vinhos ‘Bairrada de Excelência | Espumantes’
comentada pelo crítico João Paulo Martins (no Velódromo)
19h30 Entrega de Prémios do ‘Concurso de Vinhos e Espumantes Bairrada’ – por Assunção Cristas
20h00 Jantar Temático ‘Sabores do Mar’ pelo restaurante Rei dos Leitões
harmonizado com Espumantes e Vinhos da Bairrada pelo crítico Fernando Melo (no Velódromo)
22h00 Encerramento da Feira

SÁBADO | 04 OUTUBRO
15h00 Abertura da Feira
18h00 Prova de Vinhos ‘Os Bairrada Que Fizeram História – 1985 a 2011’
comentada pelo crítico Luís Lopes (no Museu do Vinho da Bairrada)
20h00 Jantar Temático ‘Sabores da Terra’ pelo restaurante Mugasa
harmonizado com Espumantes e Vinhos da Bairrada pelo crítico Fernando Melo (no Velódromo)
22h00 Encerramento da Feira

DOMINGO | 05 OUTUBRO
15h00 Abertura da Feira
16h00 Prova de Vinhos ‘Bairrada de Excelência | Brancos e Tintos’
comentada pelo crítico Nuno Oliveira Garcia (no Velódromo)
20h00 Encerramento da Feira

Posted in Águeda, Anadia, Aveiro, Cantanhede, Ílhavo, Mealhada, Por Terras da Bairrada, Região, Sangalhos, Vagos0 Comentários

Águeda, Mealhada e Cantanhede recebem Prémio ECO XXI

Águeda, Mealhada e Cantanhede recebem Prémio ECO XXI

Os concelhos de Loulé, Águeda e Pombal foram os municípios mais amigos do ambiente em 2013, de acordo com os resultados divulgados na sexta-feira, dia 19 de setembro, na entrega do galardão “Município ECOXXI 2014”, que decorreu em Cantanhede e que contou com a presença de Paulo Lemos, Secretário de Estado do Ambiente.
O galardão atribuiu 32 bandeiras verdes – equivalente à “bandeira azul” das praias, mas para os municípios mais amigos do ambiente – a igual número de concelhos que em 2013 se distinguiram pelas boas práticas ambientais e do desenvolvimento sustentável.

O galardão distinguiu ainda, na Bairrada, os municípios de Mealhada e Cantanhede (com índices superiores a 60%).
Os indicadores para a entrega deste galardão são, por exemplo, a promoção da educação ambiental, a participação pública e a agenda 21 local, informação disponível aos munícipes, certificação em sistemas de gestão de qualidade, o emprego, o ordenamento do território, qualidade do ar e da água, para consumo humano, tratamento dos resíduos urbanos e mobilidade sustentável, entre muitos outros que são importantes.

Desde que tem vindo a implementar a Agenda 21 Local, o Município de Águeda tem sido galardoado com este prémio. A Câmara Municipal continua a investir nesta área e, no início deste ano, assumiu a liderança do projeto da Agência para a Competitividade e Sustentabilidade, que envolve os 11 municípios da Comunidade Intermunicipal da Região da Aveiro – CIRA.

É também o sexto ano consecutivo que a Mealhada conquista o título de município Eco XXI, tendo vindo sempre a melhorar a sua pontuação. O município conseguiu a sua melhor prestação de sempre: um índice global de 68,5%. Uma distinção que traz um enorme orgulho ao executivo municipal. “É um prémio coletivo, para o qual todos os munícipes deram o seu contributo e que funciona como um certificado ecológico referente às boas práticas ambientais”, sintetizou José Calhoa, vereador do Ambiente da Câmara Municipal da Mealhada.

 

Leia a notícia completa na edição digital ou impressa de 25 de setembro de 2014 do Jornal da Bairrada

Posted in Águeda, Cantanhede, Destaque, Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Águeda: novo romance de Deniz Ramos Padeiro apresentado a 27 de setembro

A sala polivalente da Biblioteca Escolar da Escola Secundária Marques de Castilho vai receber, no dia 27 de setembro, uma sessão de (re)Leitura da obra de Deniz Ramos Padeiro, um dos escritores de Águeda com mais livros publicados.

Para além da sessão, na oportunidade, vai ser apresentado o novo romance da sua autoria, intitulado “Peixes da Montanha”. Para breve, estará também a apresentação de outra obra da sua autoria, referente aos 40 anos da Associação Empresarial de Águeda, que deverá acontecer também durante o mês de setembro.

Para o dia 27, o programa está delineado da seguinte forma:

15h: re(Leitura) da obra de Deniz Ramos

18h: Apresentação da obra Peixes da Montanha, de Deniz Ramos, seguida de uma homenagem.

Biografia de Deniz Ramos Padeiro

Deniz Cruz de Ramos Padeiro é natural de Covões, concelho de Cantanhede, onde nasceu a 13 de julho de 1934. Habilitado com o Curso do Magistério Primário e bacharelato em História. Cumpriu Serviço Militar em São Tomé como Tenente Miliciano de Infantaria e em 1964 passa a adido no Ministério do Ultramar, em comissão de serviço em Moçambique.

Foi co-fundador da ADERAV (Associação para a Defesa e Divulgação da Região de Aveiro).

Da sua bibliografia salientam-se: O Mensageiro Assassinado, poesia (1957); A Palavra Lavra, poesia, (1974); Os Primeiros Senhores de Águeda, (1985); Águeda, Anos 20, da Escola Primária Superior à Escola Comercial e Industrial, (1989); Soberania Centenária, (1989); Tavares da Silva e os Espumantes na Bairrada, (1990); Subsídios Para a História da Vinha na Bairrada (galardoado com o Prémio Literário Região da Bairrada 1989), (1991); Jornal Soberania do Povo, 1879-1994, 115 anos, (1995); Escola Popular (1999); Do Teatro que Houve em Águeda, (2001); O sentimento da terra: poesia, 1953-1958 (2001); Auto da Visitação, romance (Prémio Literário António Feliciano de Castilho, instituído pela Câmara Municipal de Águeda), (2001); O Convento de Santo António de Serém, (2005) e Bombeiros de Águeda: Contributo para a sua história (2007) e Orfeão de Águeda, Achegas para a sua história (2008).

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Lions atribui bolsa de cinco mil euros a estudante de medicina

O Lions Clube de Águeda abriu o período de candidaturas, até 30 de outubro, para atribuição de uma bolsa de estudo, no valor de cinco mil euros, a um estudante universitário do curso de Medicina. Podem candidatar-se estudantes do concelho de Águeda, mas também dos distritos de Aveiro e de Viseu.
A atribuição da bolsa será feita com base no rendimento do agregado familiar do estudante e no seu aproveitamento escolar.
A bolsa de estudo visa contribuir para custear, entre outras, as despesas de alojamento, alimentação, transporte, material escolar e propinas, respeitantes à frequência dos estudantes de qualquer Faculdade de Medicina do ensino público.

A acompanhar uma carta de candidatura dirigida ao presidente da direção do Lions Clube de Águeda, Faria Gomes, os candidatos devem enviar fotocópias dos seus documentos de identificação, certificado de matrícula no ano letivo a que se reporta a atribuição de bolsa; documento comprovativo da classificação de frequência do ano transato, atestado de residência, declaração de IRS do agregado familiar ou do próprio, se for caso disso, referente ao ano fiscal anterior.

A bolsa foi criada há dois anos pelo médico Faria Gomes, atual presidente do clube aguedense. Como não têm aparecido candidatos do concelho de Águeda, o Clube e o “pai” da bolsa, decidiu alargar as candidaturas aos distritos de Aveiro e Viseu, homenageando desta forma a sua esposa, natural de Santa Comba Dão.

“Como sou médico, fico muito satisfeito se puder ajudar um estudante que não tenha condições a formar-se, porque sei bem o que passei com a morte do meu pai para me formar”, comentou Faria Gomes, que destinou as receitas do seu livro ‘Memórias da República, a Monarquia do Norte’ para este fim.

O regulamento pode ser consultado em http://e-clubhouse.org/sites/agueda/page-6.php
Mais informações podem ser obtidas através do endereço eletrónico do clube agueda@lionsclubes.pt ou do telemóvel 961382671 (Elisabete Neves).

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Ministério da Educação coloca em perigo crianças e jovens, diz CCPJ

O Ministério da Educação ainda não colocou na C.P.C.J de Águeda o representante da Educação, “quando há muito já sabia da necessidade da sua substituição, não dando resposta a comunicações da C.P.C.J.”. Em comunicado enviado à nossa redação, José Marques Vidal, que terminou o seu mandato a 31 de agosto, repudia “a atitude do Ministério da Educação, ao atrasar-se na colocação de um professor com competência e capacidade para o exercício do cargo”, o que “mostra falta de respeito pela CPCJ e põe em causa a proteção das crianças, atrasando de forma irremediável o normal acompanhamento dos processos, colocando em perigo os menores”.
José Marques Vidal terminou o mandato no dia 31 de agosto e a função de Presidente da CPCJ no dia 12 de setembro (dia em que a CPCJ reuniu), sendo Técnico Gestor de cerca de 50 processos ativos.
“A CPCJ tem neste momento 300 processos ativos, mantendo-os em dia com grande empenho e esforço dos técnicos, muito para além das suas horas de serviço”, ressalva José Marques Vidal, frisando que a CPCJ aguarda “urgentemente a colocação do Representante da Educação para que os processos possam ser devidamente enquadrados”.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Águeda baixa impostos e abdica da maioria dos previstos na lei

O presidente da Câmara de Águeda, Gil Nadais, anunciou, na última sexta-feira, uma nova baixa nas taxas e impostos municipais, abdicando totalmente da verba que lhe caberia no IRS (0,2%, depois de ter descido no ano passado de 0,5 para 0,3%) e cobrar apenas o mínimo legal de IMI (0.3%), em 2015, prescindindo ainda da cobrança de um lote de taxas municipais (imposto municipal de passagem, taxa de turismo, proteção civil, etc). Impostos que poderiam render ao município mais de 5 milhões de euros por ano. No entanto, a autarquia vai manter inalterado o valor da derrama (1,5%), disse Gil Nadais, afirmando que “não andamos aqui, como alguns, a descer 0,000 o valor dos impostos”.

Poupança. Gil Nadais referiu-se ainda às contas da autarquia, sublinhando que, nesta altura, “seria mau negócio amortizar a dívida de médio e longo prazo, de cerca de seis milhões de euros, já que a Câmara tem disponibilidade financeira a rondar os 13 milhões de euros”. “Se a Câmara pagasse a dívida fazia um mau negócio, porque quando foram contraídos os empréstimos o «spread» era bastante baixo e, com as aplicações que temos em depósitos a prazo, fazemos mais dinheiro em juros do que os que temos de pagar”, justificou.
Gil Nadais (PS) esclareceu, em conferência de imprensa, que ao prescindir da cobrança de várias taxas municipais, está a dar “uma poupança significativa para as famílias”, clarificando que esta não cobrança “não põe em causa a estabilidade financeira do município, nem a qualidade dos serviços prestados”.
Reforçou ainda que “é cerca de cinco milhões de euros o total das verbas que a Câmara poderia arrecadar, com as várias taxas e impostos que a lei lhe permite, mas de que abdica”.
Justificou ainda que, no ano passado, a sua autarquia se viu obrigada a fazer uma amortização dos empréstimos em cerca de 600 mil euros, devido à reavaliação extraordinária dos imóveis, mas que não está a pensar em fazer novas amortizações já que “seriam maus negócios”, daí que “opte por aliviar a carga fiscal, para que o município seja competitivo”.
O autarca diz mesmo que “um professor pode ter uma poupança superior a 200 euros com esta descida de impostos”.

Gestão. Gil Nadais desmente que a situação confortável da autarquia resulte de receber muito dinheiro do IMI, justificando que “essa receita está ao nível de 2004, (cerca de sete milhões de euros), sendo resultado do rigor na gestão dos seus executivos.
“Quando iniciámos o mandato, há nove anos, a Câmara de Águeda tinha atrasos superiores a dois anos no pagamento a empreiteiros e fornecedores e hoje não é assim. O facto de pagarmos atempadamente tem-nos permitido obter descontos que chegam aos 30% e empreendemos uma reorganização dos serviços e controlo de custos que nos permitem hoje estar nesta situação”, explicou.
Gil Nadais exemplifica com o gasto em combustíveis, inferior ao que se passava em 2005, apesar da subida de preços entretanto verificada, ou com o consumo de fotocópias (em 2009, 68 mil fotocópias por mês e em 2014, 22 mil por mês), que é hoje de cerca de um terço.
O presidente da Câmara disse ainda estar convicto de que, “se não houver novidades bastante gravosas no Orçamento de Estado, Águeda estará perfeitamente à vontade para tirar o melhor proveito do novo quadro comunitário de apoio, como já o fez no anterior, “em que foi a autarquia da Região Centro que cativou mais fundos”.
Pedro Fontes da Costa
pedro@jb.pt

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

XII festa Rotária do Leitão da Bairrada

No sábado, dia 6 de setembro, o Rotary Club de Águeda promoveu, na Festa do Leitão de Águeda, a sua XII Festa Rotária do Leitão da Bairrada, inserida no evento rotário Saberes & Sabores.
Entre os presentes, estiveram o presidente da Câmara Municipal de Águeda, Gil Nadais, a presidente da ACOAG, Olívia Passos e a representante do Governador, Deolinda Nunes.
As receitas angariadas reverteram para as causas sociais que o Rotary Club de Águeda promove junto da comunidade.
Nesta festa informal, participaram também diversos Clubes Rotários, nomeadamente Tondela, Ponte de Lima, Curia Bairrada, Porto Oeste, Aveiro, Coimbra, Ovar, Oliveira do Bairro, Gaia-Sul e S. João da Madeira.
Estiveram também presente jovens dos Clubs do Rotaract de Águeda, de Famalicão e Tondela em formação, bem como o Interact de Águeda.
Celestino de Almeida interveio dentro do âmbito dos Saberes desta Festa, falando sobre as “almas e o leitão”, de onde destacou que “a gastronomia regional tem sempre história cultural e ambiental das populações que a confecionam”. Já as romarias, eram “pontos de encontro”.
O presidente do Rotary Club de Águeda, José Neves, encerrou a festa congratulando-se pelo “sucesso obtido do evento na promoção da gastronomia e tradições da nossa terra” lembrando que “o Club continuará a desenvolver o seu trabalho junto da Comunidade sob o lema Rotário do presente ano, “Faça o Rotary Brilhar!”.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Ministra da Agricultura preside à abertura da Festa do Leitão em Águeda

O leitão faz as honras da casa, até domingo, dia 7, na 21.ª edição da Festa do Leitão à Bairrada e 17.ª Mostra de Artesanato e Gastronomia de Águeda.

Olívia Passos, presidente da Associação Comercial de Águeda (ACOAG), entidade organizadora, mostrou-se, ontem, quarta-feira, dia 3, durante a inauguração, convicta do sucesso da feira, lamentando apenas o curto espaço de tempo que a ACOAG teve para organizar o certame, já que esta direção tomou posse em fevereiro deste ano.

Olívia Passos encarou a presença da ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas, como um sinal de reconhecimento do evento.

Esta dirigente agradeceu a colaboração da Câmara, “cuja sua participação não se traduz só em dinheiro, mas também em logística”.

Ao contrário do que tem acontecido, ao longo do historial da Festa do Leitão, Olívia Passos clarificou que que não iria pedir nada ao governo a não ser que “a ministra chegue lá abaixo e diga que foi ao certame e que tem um leitão ótimo”. “Não gosto de pedir nada em termos do governo. Nadinha”, reforçou.

Já o presidente da Câmara Municipal de Águeda, Gil Nadais, começou por recordar a sua ligação ao início do certame. “Já passaram 21 anos e o certame tem vindo a granjear o espaço e a fama”.
Gil Nadais mostrou-se disponível para trabalhar em parceria com a ACOAG no sentido de aumentar a área do certame na próxima edição.

A ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas, referiu que Portugal tem “belíssimos produtos diferenciados”, afirmando que os portugueses têm muito a ganhar na valorização dos produtos nacionais, acrescentando que “os portugueses andaram deslumbrados com tudo aquilo que vinha de fora e que era novidade e, talvez, não tivessem valorizado aquilo que era próprio da nossa terra”.

“ Hoje, todos nós portugueses valorizamos cada vez mais o que tem a ver com as nossas tradições, com a nossa gastronomia e com as nossas receitas e o leitão é um exemplo claro disso”, disse Assunção Cristas.
A ministra desafiou ainda os portugueses a inovar e a criar novas tradições, alegando que “daqui a muitos anos as tradições que hoje se criam darão cartas seguramente”.

Quanto ao cartaz musical, para esta quinta-feira, dia 4, atuam os Blind Zero; sexta-feira, dia 5, Deolinda; sábado, dia 6, Boss AC, espetáculo piro-musical e Dj’s The Fucking Bastards; e no último dia, domingo, Portugal em Festa (programa da SIC, com seis horas de emissão em direto) e uma SunSet Party com vários Dj’s.

O certame aguedense terá cinco restaurantes presentes, mantendo-se o preço por dose de leitão nos 12,50 euros. E uma vez mais, esta que é a iguaria maior da região será acompanhada pela excelência dos vinhos e espumante das Caves São João.

Este ano, conforme vem sendo habitual, as novidades gastronómicas são de comer e chorar por mais. Novamente confecionadas pela Padaria Pastelaria Trigal, são inspiradas no próprio certame: o semi-folhado com formato e recheio de leitão e o folhado em formato de garrafa de espumante, mas com recheio de doce de ovos, prometem fazer a delícia dos comensais.

Posted in Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Águeda integra parceria europeia para a criação de emprego em zonas rurais

Com o objetivo de desenvolver e criar emprego nas zonas rurais, o município de Águeda passou a integrar o projeto europeu PARNET-TIC 2 no âmbito do Programa de Cooperação Territorial SUDOE, que tem a duração de um ano e conta com um orçamento total de 651 mil euros.
Para além de Águeda, este projeto europeu conta com os seguintes parceiros: os espanhóis da Diputación de A Coruña (lidera o projeto), Diputación de Alméria, Diputación de Huesca e da França, a Câmara Agrícola de Lot-et-Garrone.
A primeira reunião da parceria foi realizada em Agen, França.

Projeto PARTNET-TIC 2. A estratégia Europa 2020 salienta a importância da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) para o crescimento económico e a criação de emprego, quer a nível macroeconómico, quer em setores específicos.
Na União Europeia, as inovações nas TIC criam novos postos de trabalho de alto valor acrescentado e desempenham um papel importante no desenvolvimento regional. É dada especial atenção ao desemprego dos jovens e à promoção da empregabilidade no final de cursos universitários, prestes a entrar no mercado de trabalho ou que desejam iniciar seu próprio negócio.
Nas áreas rurais do sudoeste da Europa, próximo de pequenos núcleos populacionais, encontramos cidades de dimensão média. Estes núcleos são centros de atividade socioeconómica com grandes deficiências nos recursos e infraestruturas. Essas deficiências têm um impacto negativo sobre o desenvolvimento socioeconómico dessas áreas aumentando o seu isolamento geográfico.
Benefícios e oportunidades. As entidades locais envolvidas poderão desenvolver ações coordenadas de criação de empregos dedicados à ecologia. Intercâmbios: o programa terá como objetivo democratizar a utilização das TIC, a fim de incentivar o seu uso como uma ferramenta de procura de emprego e canal de informação para o empreendedorismo, com especial relevância para a área rural e as suas atividades agrícolas e pecuárias.

Transversalidade do projeto com o Mundo Empresarial. As organizações participantes irão atender às necessidades de empresas do meio rural, colocando-as, assim, em sintonia com os cidadãos do território. Além disso, o emprego no setor rural será dinamizado.
O projeto nasceu da necessidade de reduzir a taxa de desemprego que afeta principalmente as cidades em áreas rurais, a fim de colocar as TIC ao serviço da investigação e da criação de emprego.
Graças à cooperação entre as diferentes regiões do sudoeste da Europa, o projeto terá como alvo a criação de empregos sustentáveis, também conhecido como empregos verdes, e melhorar a empregabilidade dos cidadãos das cidades das áreas rurais.
No final do projeto serão realizadas várias ações, incluindo a promoção de Open Data e a criação de uma aplicação móvel com o tema do meio ambiente.
O PARNET-TIC 2 tem como objetivo melhorar a compreensão das necessidades dos cidadãos e dos agentes económicos, o que irá promover o emprego, a criação de iniciativas empresariais locais e dar maior visibilidade às necessidades laborais nas zonas rurais.

Posted in Águeda0 Comentários

Águeda: Em setembro, leitão é rei durante cinco dias de festa rija

Águeda: Em setembro, leitão é rei durante cinco dias de festa rija

David Carreira, Blind Zero, Deolinda e Boss AC são os cabeças de cartaz da 21.ª edição da Festa do Leitão assado à Bairrada que decorre em Águeda, de 3 a 7 de setembro.
A apresentação do certame, promovido pela ACOAG (Associação Comercial de Águeda) em parceria com a Câmara Municipal de Águeda, aconteceu no passado dia 1 de agosto e teve como palco, uma vez mais, as Caves S.João, em Sangalhos.
Nesta que é a 21.ª edição o cartaz musical de grande qualidade, associado à gastronomia, ao artesanato e aos doces regionais serão os ingredientes suficientes para atrair ao Largo 1.º de Maio milhares de visitantes.
Este ano, o emblemático certame aguedense, terá cinco restaurantes presentes, mantendo-se o preço por dose de leitão nos 12,50 euros. E uma vez mais, esta que é a iguaria maior da região, será acompanhada pela excelência dos vinhos e espumante das Caves São João.
“Em volta dos restaurantes decorre toda a restante dinâmica da Festa, sendo de salientar a tenda da novidade”, avançou Olívia Passos, presidente da ACOAG, durante a apresentação do certame.
“Temos tido o apoio do Turismo do Centro e da Câmara Municipal de Águeda que nunca nos faltou com o seu apoio e tem estado sempre disponível”, diria ainda.

Novidades gastronómicas. Este ano as novidades gastronómicas são de comer e chorar por mais. Novamente confecionadas pela Padaria Pastelaria Trigal, acabam por ser inspiradas no próprio certame: o semi-folhado com formato e recheio de leitão e o folhado em formato de garrafa de espumante, mas com recheio doce de ovos, prometem fazer a delícia de todos os comensais. Acrescente-se que esta pastelaria volta a reeditar aquelas que foram as novidades dos anos de 2009 e de 2010: bola de leitão, bateirinha do Águeda doce, bateira de leitão e lencinhos de Águeda, sendo certo que na presente edição haverá ainda outra tentação em cima da mesa: as sombrinhas de Águeda, um doce inspirado no agitÁgueda.
No recinto de espetáculos estarão a funcionar quatro bares assim como diversas animações: pista de carros de choque e insufláveis para os mais novos.

Variados ramos de negócio presentes. Paralelamente, a mostra de artesanato e gastronomia serão os grandes atrativos. Expositores dos mais variados ramos de negócio (pastéis de Águeda; doces da Confraria Sabores do Botaréu; produtos regionais alentejanos; iguarias da Ilha da Madeira; Mirtilos e a batata frita artesanal, entre outros), vão atrair muitos visitantes.
Na ocasião, Olívia Passos falou da segunda corrida e caminhada Solidária+. Um evento organizado e dinamizado pela ATIVA+ em colaboração com a ADERCUS e inserido na 21.ª Festa do Leitão. De acordo com o princípio solidário que rege esta iniciativa, a totalidade das verbas angariadas reverterá a favor da Associação de Pais de Mourisca do Vouga – “Os Pioneiros”.
Jorge Almeida, vice-presidente da autarquia aguedense, avançou estarem reunidos todos os ingredientes para que o certame seja um sucesso. “Só é preciso rezar a S. Pedro para que esteja um tempo ótimo”, considerando que “Águeda se vai orgulhar deste certame” que marca “a maioridade da Festa do Leitão”.
Também Alberto Marques, presidente da Assembleia Geral da ACOAG, apelou aos associados e amigos da ACOAG para que não faltem a esta festa: “Passem a palavra junto de fornecedores e clientes para que tenhamos muitos visitantes”, num evento que considerou ter evoluído muito ao longo destas duas décadas, sendo já “uma referência na região”, mas que poderá evoluir ainda mais por forma “a dar o salto importante”. O preço das entradas será de 3 euros, exceto no domingo que será de apenas dois.

Programa
Quarta-feira, dia 3: David Carreira
Quinta-feira, dia 4: Blind Zero
Sexta-feira, dia 5: Deolinda
Sábado, dia 6: Boss AC e espetáculo piro-musical; Dj’s The Fucking Bastards
Domingo, dia 7: Portugal em Festa (programa da SIC) com seis hora de emissão, em direto, que prometem essencialmente humor, música, reportagem, prémios e muita animação e ainda uma SunSet Party com vários Dj’s.
Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Águeda, Destaque, Por Terras da Bairrada, Região0 Comentários

Ad Code

Pergunta da semana

Vai a algum festival de verão este ano?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com