Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Aguada de Baixo

Ceia Serrana na Forcada

Amanhã, dia 29 novembro, pelas 19h, terá lugar a 30.ª edição da Ceia Serrana, promovida pela Associação Etnográfica Os Serranos.
A ementa terá a simplicidade e a força da tradição serrana: Escoado (batatas, couves, bacalhau e suas caras, sardinha amarelecida da salgadeira), tudo com azeite novo e alho barrufo ou não. Rojões e chouriça serrana, com nabiças. Rabanadas, bilharacos e aletria. Café de borralho, com brasa de mergulho para assentar. Vinho novo e Água Serrana, naturalmente.
Tal como Os Serranos aprenderam a fazer e a gostar, o serão prolonga-se com a animação da música de desafio e os cantares serranos.
Cada participação custará a quantia de 15 €, contudo Os Serranos reservam a graça de apenas cobrar 13 € aos seus sócios.
Inscrições obrigatórias (serranoscaramulo@sapo.pt), até hoje, dia 28.
Forcada (Aguada de Cima – Águeda): N 40º 30’ 48,60” / W 8º 24’ 44,23”

Posted in Aguada de Baixo, Aguada de Cima, Águeda, Anadia, Fermentelos0 Comentários

Almeida Roque cria Associação Jardim Social

O Comendador Almeida Roque é a face visível da Associação Jardim Social, com sede na Landiosa, Aguada de Baixo, que foi criada, na penúltima quarta-feira, dia 15, nos escritórios do Comendador. A Associação arranca com dois terrenos oferecidos, um por Almeida Roque e um outro contíguo, por Luís Lavoura.
A Associação tem como objetivo o desenvolvimentos e a prática de ações culturais, recreativas, sociais e artísticas, junto de toda a população, nomeadamente construir uma sede, com espaços para sala de convívio, salas de lazer, espaços internet e biblioteca. Um local onde possam ser organizados eventos recreativos, festas de Natal, eventos de caráter artístico e assistencial. É ainda objetivo do Jardim Social ajudar pessoas carenciadas.

Ajudas. Paulo Pina, representante da Comissão Instaladora, começou por explicar que “a nova e promissora associação nasce da necessidade que sentimos em fazer algo pelo nosso semelhante nas vertentes culturais, sociais, recreativas e artísticas”. Disse ainda que “para aqui chegarmos contámos com uma grande persistência de um grupo de amigos e com o apoio incondicional, que desde sempre nos foi dado pelo nosso grande amigo, Comendador Almeida Roque e pela sua neta Joana Abrantes, à qual nós muito agradecemos pela sua generosa doação do terreno, onde esperamos muito em breve alicerçar a nossa obra, não esquecendo também Luís Lavoura, que muito gostaria de estar presente, mas tal não lhe foi possível”.
Paulo Pina explicou que “esta obra só se tornará realidade com o apoio de todos, não esquecendo aqui o papel do nosso digníssimo presidente da Junta, Wilson Gaio, para nos ajudar a resolver alguns entraves burocráticos, e não só, que poderão atravessar na nossa caminhada”.

Solidariedade. A terminar, Paulo Pina justificou ainda que “a razão da data da constituição da nossa associação que não tem mais nenhuma razão que não seja: hoje como todos sabem é dia do Santo Amaro, que é o Santo mais festejado na nossa terra e porque também hoje é um dia muito importante para o nosso conterrâneo e amigo Comendador Almeida Roque, pois está hoje de parabéns por mais um aniversário. Estas duas razões são mais que suficientes para que a nossa associação nascesse neste grande dia 15 de janeiro de 2014”.
O Comendador Almeida Roque, visivelmente satisfeito pelo ato, agradeceu as palavras de Paulo Pina, sublinhando que se limita a cumprir o seu dever para com a sociedade, afirmando que aquilo que “falta na sociedade é solidariedade, porque sem ela não pode haver desenvolvimento”.

Fundadores da Associação
Comendador Almeida Roque, Joana Maria Roque de Almeida Abrantes, Wilson José Gaio, Celestino Tavares dos Reis, Eduardo Tavares dos Reis, Eduardo Manuel de Brito e Veiga, Carlos José Carreira dos Reis, Carlos Manuel dos Reis Rodrigues, Nuno Manuel Pereira Mota, Maria da Conceição Almeida Marques Mota, Afonso Simões Pires, José Oliveira Lopes Almeida, Pedro Filipe Beirão Almeida, Paulo Sérgio Ferreira Pina, Paulo Filipe Dias Pina, Jorge Manuel Simões Almeida, Maria Margarida Pereira Bastos, José Maria Gomes de Almeida, Artur Santos Ferreira, Artur Jorge Ferreira Cardoso, Anabela Pinheiro de Almeida, Rui Manuel Correia de Jesus, Carlos Jorge Pinheiro de Almeida, Luís Alexandre Pinheiro de Almeida, António Miguel Amaral dos Santos, José Silva Fernandes Leira, Carlos Manuel Ferreira Tomás, Custódio Almeida Marques, Pedro Manuel de Jesus Ferreira e Ana Rita da Silva Teixeira.

Posted in Aguada de Baixo, Águeda, Destaque, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Anadia: “Sweet Sugar”, loja de cake design abre na cidade

Anadia: “Sweet Sugar”, loja de cake design abre na cidade

A cidade de Anadia tem, desde o passado dia 7, um novo espaço comercial que promete fazer as delícias dos mais gulosos e dos entusiastas por cake design.
A loja e ateliê de cake design “Sweet Sugar” acaba de surgir pelas mãos de duas jovens, a enfermeira Lúcia Rosa e a professora, Rita Figueira.
O espaço, localizado em plena Avenida das Laranjeiras, no Edifício Palmeiras, é completamente inovador, pois é a primeira casa (loja e ateliê) na região a dedicar-se exclusivamente à área da confeção de bolos temáticos, mais conhecido como pastelaria decorativa (cake design), por encomenda, baseada em pasta de açúcar.
Uma aposta arrojada, em tempos de crise, mas que as promotoras acreditam ter pernas para andar, tal a movimentação que a loja tem tido desde a abertura.
Um projeto que tem vindo a amadurecer, desde a altura em que ambas que se conheceram, numa formação de cake design.

Loja e ateliê. “É uma área nova, que não existe na região, aliás não existe nada do género entre Coimbra e Aveiro”, dizem, ao mesmo tempo que confessam querer “trazer algo de novo à cidade, colmatando assim uma lacuna que existia na área da pastelaria”.
No espaço reservado à loja encontra-se todo o tipo de utensílios para fazer bolos, bombons, cupcakes, bolachas decorativas e cakepops. Formas, utensílios de cake design, pastas de açúcar, pratos decorativos, chocolate, corantes, essências dos mais variados sabores (anis, morango, avelã, café, amêndoa), pérolas, purpurinas, frosting de várias cores, até recheios para bolos (também variados, caramelo, nutela, maça-canela, ananás, limão, creme de pasteleiro), num sem fim de sabores, velas, entre outros fazem parte das ofertas deste espaço.
Uma mais valia, dizem, são os preços competitivos que praticam, comparativamente a espaços semelhantes localizados nas cidades.
“Fazemos vários tipos de massas e todo o tipo de decoração. Mas se o cliente desejar fazer o bolo em casa e encomendar o boneco ou o elemento para a decoração, nós fazemo-lo”, explicam, dando conta que esta é uma “área muito específica, que requer muita técnica e cada bolo é único, podendo a decoração de um só bolo demorar 2 a 3 dias a realizar”.
Isto, porque todos os trabalhos são únicos, verdadeiros desafios que podem exigir a idealização de um projeto, primeiro em papel, e só depois em bolo.
“Já deitámos muito bolo e pasta de açúcar para o lixo, por não ficar exatamente como queríamos”, sublinham, evidenciando que na Sweet Sugar se procura o perfecionismo em todos os trabalhos.

Workshop dia 21. Para além da loja existe ainda a cozinha onde bolos de aspeto simples se transformam em verdadeira obras de arte.
É neste espaço ainda que têm ainda lugar os workshops abertos ao público.
O segundo workshop tem lugar no próximo dia 21 de dezembro e é subordinado ao tema: modelagem de figuras humanas avançada. Começa às 9h e termina às 13h.
Nestas aulas práticas os participantes são desafiados a fazer cake design seja em cupcakes, cakepops, ou em bolos.
Refira-se ainda que a loja está aberta todos os dias, de segunda a sábado, das 10 às 19h.
As encomendas de bolos deverá ser feita com antecedência por forma a que o produto final idealizado pelo cliente seja alcançado.
Os adeptos de cake design podem acompanhar “Sweet Sugar” na rede social facebook.com/sweetsugardesign ou então pelo mail sweetsugar.cakedesign@gmail.com

Posted in A. da Gândara, Aguada de Baixo, Águeda, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Cantanhede, Fermentelos, Mealhada, Mogofores, Moita, Oiã, Óis do Bairro, Oliveira do Bairro, Palhaça, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, Troviscal, V. Nova de Monsarros, Vagos, Vilarinho do Bairro0 Comentários

Aguada de Baixo: Workshop sobre alimentação saudável e económica

A Quinta Biológica Da Terra, em Aguada de Baixo, realiza um workshop intitulado “Alimentação Saudável e Económica”, nas instalações da mesma, no dia 25 de abril, entre as 10h e as 17h. O evento será dinamizado pelo nutricionista João Lima.

Programa:
10h – Abertura do workshop – receção aos participantes
10.15h – 11.15h – Noções gerais de alimentação saudável
11.30h – 13h – Preparação do almoço saudável e económico
13h – 14h – Almoço
14h – 16h – Truques e dicas – Coma melhor e mais barato
16h – 16.15h – Pausa para chá/café
16.15h – 17h – Trabalho de grupo – Na base, a planificação!
Todos os interessados devem contactar a Quinta da Terra e a inscrição (20 euros) inclui almoço, documentação e certificado de presença.
Para mais informações contactar via e-mail: quintadaterra@gmail.com ou ainda o telemóvel 91 306 7111

Posted in Aguada de Baixo, Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Aprovada a não agregação de Aguada de Baixo a Barrô e de Espinhel a Recardães

A Assembleia Municipal extraordinária de Águeda aprovou, esta segunda-feira, a não agregação de Aguada de Baixo a Barrô e de Espinhel a Recardães, contrariamente à decisão anteriormente enviada e já aprovada pela Assembleia da República. Apesar do Presidente da República ter entretanto promulgado o novo mapa de reorganização administrativa local, no dia 21 de janeiro a Assembleia Municipal de Águeda voltou a reunir, e desta vez a votação foi no sentido contrário ao inicialmente aprovado.
Tal como seria de esperar, as populações das freguesias de Aguada de Baixo e de Espinhel compareceram em massa, trazendo emotividade à reunião da Assembleia Municipal (AM). Apesar das recomendações do presidente da AM, Celestino de Almeida, para a não manifestação do público presente, foi difícil evitar alguns aplausos e não menos apupos em momentos mais acesos da discussão.
No final, a votação contra a agregação de Aguada de Baixo a Barrô saldou-se num empate: 17 votos a favor e 17 contra. A questão acabou por ser favorável à não agregação com voto de qualidade do Presidente da AM. A não agregação de Espinhel com Recardães foi aprovada por maioria.
Leia mais na edição impressa ou digital

Posted in Aguada de Baixo, Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Aguada de Baixo teve Talento

No sábado, dia 5 de maio, Aguada de Baixo teve mais um espetáculo no salão da Junta de Freguesia. Desta vez, foram os talentosos aguadenses que tiveram coragem de subir ao palco para mostrarem o seu melhor e darem um espetáculo, aos seus conterrâneos, de bom nível. Foi mais um sucesso da secção cultural da ARCA e com este evento podemos reconhecer que a nossa Aguada tem excelentes atores. Só nos resta dar os parabéns à direção da ARCA e a todos aqueles que proporcionaram uma noite espetacular de riso e alegria.

Idálio Torres

Posted in Aguada de Baixo, Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Ag. Baixo: aprovado nome do Pavilhão Carlos Almeida

No passado dia 3 de abril, a Junta de Freguesia (JF) levou a efeito, na sua sede, a 1.ª sessão ordinária de trabalhos de Assembleia de freguesia de 2012, onde, entre outros pontos da ordem de trabalhos, constava a discussão e aprovação das contas do ano 2011. Foi ainda posto à discussão e aprovação o protocolo entre a Câmara Municipal de Águeda e a JF de Aguada de Baixo, sobre a delegação de competências no âmbito da lei nº169/99, de 18 de setembro. Estas duas propostas foram aprovadas por unanimidade.
O 3.º ponto da ordem de trabalhos era a discussão do nome do pavilhão da ARCA para Pavilhão Carlos Almeida, que foi aprovado por maioria, com quatro abstenções. Entendo que se fez justiça e homenagem a um Homem que foi nomeado Presidente de direção da ARCA nos anos 1989/90 e, em menos de 15 meses do seu mandato, construiu um gimnodesportivo com capacidade para a prática de desporto. Os beneficiados foram os jovens que em 1993 se manifestaram e, numa singela homenagem, ofereceram-lhe uma bola autografada pelos atletas e a direção da ARCA, do mesmo ano 1993, ofereceu-lhe também uma chave em ouro do pavilhão num agradecimento pelo êxito alcançado. São homens destes que esta sociedade precisa.
Ao mesmo tempo, gostaria de exprimir a minha admiração pela coragem do atual presidente de direção da ARCA, José Manuel Varandas, ao levar às duas Assembleias da ARCA e Junta de Freguesia esta proposta, onde foram aprovadas, fazendo história, já que outras direções tinham tentado e não conseguiram. Parabéns por isso.

Posted in Aguada de Baixo, Águeda0 Comentários

Revista de imprensa do Jornal da Bairrada | 29 março 2012

Revista de imprensa do Jornal da Bairrada, referente à edição do dia 29 março 2012

Posted in A. da Gândara, Aguada de Baixo, Aguada de Cima, Águeda, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Aveiro, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Bustos, Cantanhede, Fermentelos, Ílhavo, Mamarrosa, Mealhada, Moita, Oiã, Óis do Bairro, Oliveira do Bairro, Palhaça, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, Região, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, Troviscal, V. Nova de Monsarros, Vagos, Vídeo0 Comentários

Assembleia de Freguesia de Aguada de Baixo reúne a 3 de abril

No próximo dia 3 de abril, pelas 21h, realiza-se na sede da Junta de Freguesia a 1.ª Sessão Ordinária de 2012 da Assembleia de Freguesia de Aguada de Baixo, que entre outros pontos, discutirá e aprovará (ou não) o nome de “Pavilhão Carlos Almeida” para o atual pavilhão da ARCA. Outro ponto da ordem de trabalhos é a discussão e aprovação das Contas do ano 2011. Será ainda posta a discussão a aprovação de protocolo entre a Câmara Municipal de Águeda e a Junta de Freguesia, sobre delegação de competências no âmbito da Lei nº 169/99, de 18 de setembro.

Idálio Torres

Posted in Aguada de Baixo, Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários

AGUADA tem TALENTO

Aguada de Baixo é uma freguesia pacífica, na parte do bem… pois nem sempre há notícias quando as procuramos, mas ainda bem que a nossa freguesia, plantada no vale do Cértima, é sossegada de boas gentes e talentosa.
Há sempre alguém que tenta arranjar qualquer evento, para alegrar um pouco a comunidade, permitindo esquecer, por momentos, a crise que tanto é pregoada.
E esse alguém é o presidente de direção da ARCA, José Manuel Varandas, que, com a sua comitiva, está a trabalhar já num projeto conhecido por “AGUADA tem TALENTO”, um projeto da secção cultural da ARCA, que, se for ao nível do que aconteceu no ano passado, será um sucesso.
Data ainda não há, mas prevê-se que seja depois da Páscoa. Qualquer Aguadense talentoso – em contar uma anedota, a cantar ou a tocar qualquer instrumento, ou outra coisa qualquer – e que queira participar, deve começar já a organizar-se, a treinar, porque este ano as surpresas são muitas e os artistas também. Com este projeto, a nossa Aguada de Baixo vai ficar mais enriquecida culturalmente, porque temos cá muitos bons talentos. O Jornal da Bairrada vai estar atento ao desenvolvimento deste projeto e mais à frente voltaremos a mencioná-lo.

Posted in Aguada de Baixo, Águeda, Por Terras da Bairrada0 Comentários


Ad Code

Pergunta da semana

Acredita na Astrologia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com