Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Arcos

Luxemburgo: Cluny Vox encantou Strassen

Luxemburgo: Cluny Vox encantou Strassen

De 16 a 19 de outubro, o grupo Cluny Vox, coral infanto-juvenil do Colégio Nossa Senhora de Assunção – Famalicão, Anadia, esteve no Luxemburgo a convite da Associação Cultural da Bairrada para participar em dois eventos locais de grande importância.
No sábado à noite, em Strassen, o grupo de 38 elementos, dirigido pelo maestro Celestino Ortet, abrilhantou um jantar de solidariedade que reuniu cerca de quinhentas pessoas e cujos fundos reverteram totalmente para uma instituição local de apoio a crianças em risco. Com um repertório renovado e uma qualidade exímia, o coral encantou a todos levando a alma portuguesa para além fronteiras. Já no domingo, na capital do Luxemburgo, após uma breve procissão acompanhando Nossa Senhora de Fátima, o coro Cluny Vox participou na missa franco- portuguesa realizada na igreja Sacré-Coeur. Por fim, o grupo deu um mini concerto no mesmo local.
A Associação Cultural da Bairrada, que recebeu cerca de 70 pessoas, entre coralistas, professores acompanhantes, e uma comitiva de pais e familiares que viajou desde Portugal, tudo fez para que esta estadia se tornasse memorável para todos. Um programa cultural riquíssimo permitiu visitar a cidade, coração da União Europeia, e proporcionou, em Schengen um momento único: nas margens do rio Moselle, na encruzilhada de três países (Luxemburgo, Alemanha e França), o Cluny Vox entoou o “Imagine” de John Lennon perante turistas rendidos à qualidade daquelas vozes celestiais.
Um bem-haja a todos os que trabalharam para que esta viagem se concretizasse, nomeadamente ao presidente da Associação Cultural da Bairrada no Luxemburgo, Rogério Oliveira, e às famílias que receberam as coralistas em suas casas e fizeram deste evento uma experiência inesquecível.

Posted in Anadia, Arcos, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Anadia: José Cid em concerto solidário de Natal promovido pela Câmara Municipal

Anadia: José Cid em concerto solidário de Natal promovido pela Câmara Municipal

José Cid é o cabeça de cartaz do concerto solidário de Natal que se realiza no próximo dia 5 de dezembro, a partir das 21h30, no Velódromo Nacional, em Sangalhos. Antecedem-no os Meninos da Sacristia, neste concerto único, cuja receita reverte integralmente a favor das IPSS’s do concelho.
O evento acontece no âmbito das atividades natalícias promovidas pela autarquia.
Aproveitando a presença dos representantes das várias associações existentes no município, algumas das quais, momentos antes, estiveram presentes na assinatura de protocolos de cooperação (no passado dia 14), a edil Teresa Cardoso lançou o repto a todas as 18 IPSS’s do concelho no sentido em que colaborem neste projeto inédito.
Pela primeira vez, o Velódromo Nacional recebe um grande concerto musical na noite do dia 5 de dezembro (sábado). O famoso artista José Cid subirá ao palco após a atuação dos bairradinos Meninos da Sacristia, numa noite que se adivinha memorável. À venda vão ser colocados 10 mil bilhetes, ao preço de 5 euros. Todos os encargos com o concerto caberão à Câmara Municipal de Anadia, enquanto que toda a receita reverte a favor das IPSS’s.
O desafio lançado por Teresa Cardoso vai no sentido de que cada instituição venda um determinado número de bilhetes, ou seja, a cada instituição serão entregues algumas centenas de bilhetes (que podem vir a ser mais se estas o pretenderem) que os vão vender. “Quanto mais bilhetes venderem, mais vão receber de subsídio”, explicou.
No entanto, a Câmara Municipal de Anadia, nos seus vários serviços (Paços do Concelho, Pavilhões, Piscinas, Biblioteca, Museu do Vinho) vai também vender bilhetes cuja receita final será dividida de forma equitativa por todas as IPSS’s.
Uma iniciativa original que mereceu o aplauso geral dos representantes das várias IPSS’s que, no dia a dia e no terreno, são obrigadas a grande ginástica orçamental. “Todas as receitas dão entrada na Câmara Municipal e depois serão transferidas em forma de subsídio”.
As instituições poderão ainda, no dia do concerto, ter no interior do Velódromo um pequeno espaço onde podem vender pequenas recordações de Natal, comida e bebidas.
Instituições e autarquia apelam à participação de todos por forma a tornar este concerto numa enorme corrente de cariz solidário.
Catarina Cerca

Posted in Anadia, Arcos, Por Terras da Bairrada, Sangalhos0 Comentários

Anadia: Apoios ao desporto somam 159.500 euros e 31.600 quilómetros

Anadia: Apoios ao desporto somam 159.500 euros e 31.600 quilómetros

A assinatura dos contratos-programa de desenvolvimento desportivo, estabelecidos entre a Câmara Municipal de Anadia e diversas coletividades sediadas no concelho, e referentes à época 2015-2016, decorreu no passado dia 12 de outubro, pelas 18h, em cerimónia realizada no salão nobre dos Paços do Município.
Tal como aconteceu na época anterior, os contratos foram celebrados ao abrigo do “Programa de Apoio Municipal ao Desenvolvimento Desportivo” (PAMDD), aprovado pela autarquia em 2014. Totalizam para a época de 1015/16 o montante de 159.500 euros a que se soma ainda o apoio em transportes (quilómetros) no total de 31.600 quilómetros.
Trata-se de um documento que visa orientar a concessão de apoios pelo município às entidades que desenvolvem atividade de natureza desportiva, e que sistematiza os procedimentos que decorrem da legislação que vigora nesta matéria. Por outro lado, procura também estabelecer um modelo criterioso de benefícios públicos que apoie, de forma adequada, as associações desportivas, garantindo princípios como a equidade, a proporcionalidade, a legalidade, a transparência, a universalidade, a igualdade e a prossecução do interesse público, entre outros.
O PAMDD pretende, ainda, assegurar uma efetiva monitorização da aplicação desses benefícios, definindo as formas da sua concretização, fixando os critérios de seleção das ações ou projetos a apoiar, estabelecendo os métodos de avaliação dos apoios concedidos e garantindo o cumprimento dos direitos e das obrigações das partes.
Assim, a atribuição destes apoios da autarquia acontece na sequência da aprovação, pelo executivo municipal, das candidaturas oportunamente apresentadas pelas associações desportivas do concelho ao PAMDD.

Posted in A. da Gândara, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Mogofores, Moita, Óis do Bairro, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, V. Nova de Monsarros, Vilarinho do Bairro0 Comentários

Hospital de Anadia: Cirurgia do ambulatório cresce 157% em apenas um ano

Hospital de Anadia: Cirurgia do ambulatório cresce 157% em apenas um ano

A cirurgia do ambulatório cresceu, em apenas um ano, 157% no Hospital José Luciano de Castro da Misericórdia de Anadia.
Por isso, o balanço não poderia ser mais animador, revelam a JB Luísa Pais, enfermeira coordenadora do serviço de cirurgia do ambulatório e Pedro Nogueira, enfermeiro diretor daquela unidade hospitalar.
Uma melhoria surpreendente se tivermos em consideração que só em janeiro deste ano a Santa Casa de Misericórdia de Anadia assumiu a gestão do Hospital (até então nas mãos do Estado), tendo como timoneiros, o Provedor Carlos Matos e administradora hospitalar, Maria João Passão.
A verdade é que em meia dúzia de meses já foram investidos, só no bloco operatório, cerca de meio milhão de euros, sendo hoje a dinâmica interna muito maior, o que permitiu atingir números em consultas e cirurgias que há muito não se viam.
Os investimentos em recursos materiais e equipamento de ponta, sobretudo para o bloco operatório, as consultas externas, nas mais diversas especialidades e o vasto leque de clínicos, não passam despercebidos.

Mudança radical na cirurgia. “Houve muitas alterações ao nível de técnicas cirúrgicas e anestésicas com uma qualidade e segurança que vieram possibilitar dar ao doente uma resposta mais eficiente e com mais qualidade e que até agora não era possível dar”, avança Luísa Pais, enfermeira com 30 anos de experiência. E os números não deixam mentir.
Pedro Nogueira admite que o balanço não poderia ser melhor e que a cirurgia do ambulatório (ortopedia, oftalmologia, cirurgia geral e urologia) aumentou substancialmente. “Em 2014 fizeram-se 353 cirurgias do ambulatório e no mesmo período homólogo, em 2015, passamos para 907, o que corresponde a um aumento de 157%”.
O responsável por este incremento está na forma de gestão do hospital: “no passado havia limites na contratação de recursos humanos, por exemplo. Agora, com uma gestão privada, podemos contratar os recursos que precisamos de forma a dar uma resposta com eficiência e qualidade à população”, diz Pedro Nogueira, acrescentando que “assim que esgotarmos a capacidade da primeira sala passaremos a rentabilizar, ao máximo, também a segunda sala do bloco operatório”.
Estando contratualizado com o Estado a realização de 1600 cirurgias e 26 mil consultas por ano, estes dois responsáveis acreditam que, no final de dezembro, o Hospital poderá estar perto de atingir esses números: “é preciso ter em atenção que nos meses de janeiro e fevereiro se estava a recomeçar e o desenvolvimento da cirurgia começou realmente em março”.

(Ver artigo completo na edição em papel)

Catarina Cerca

Posted in Aguim, Anadia, Arcos, Avelãs de Caminho, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, Vilarinho do Bairro0 Comentários

Avelãs de Caminho/Malaposta: Rio Cértima volta a ser alvo de poluição

Avelãs de Caminho/Malaposta: Rio Cértima volta a ser alvo de poluição

O Rio Cértima voltou a ser alvo de um crime ambiental, na passada semana.
A situação não é nova, já que ciclicamente acontece no rio Cértima, que atravessa o concelho de Anadia.
Desta feita, chegaram à redação do Jornal da Bairrada fotografias elucidativas de mais um foco de poluição, que levou à morte de vários peixes.
Para além do cheiro nauseabundo que se intensificou nos últimos dias, o aspeto das águas do rio está diferente, apresentando alguma espuma.
A JB, uma vez mais, o autarca de Avelãs de Caminho, César Andrade, admite que a situação não é inédita, acreditando que na sua origem possam eventualmente estar descargas ilegais para o leito do rio.
“Nesta altura do ano, sempre que estamos em tempo de vindimas, isto acontece”, diz, dando conta do cheiro nauseabundo “característico de borras”, que poderão ter origem em adegas e empresas vitivinícolas.
“Já fizemos várias queixas mas as autoridades nada fazem”, desabafa, referindo que, uma vez mais, irá participar à GNR.
O autarca diz que há falta de fiscalização, acreditando que os focos de poluição podem ter origem em atividades agrícolas e industriais. “Cabe às autoridades investigar e punir os poluidores.”
JB confirmou que o SEPNA (Serviço da Protecção da Natureza e do Ambiente) da GNR de Anadia já esteve no local, onde recolheu amostras de água, que serão encaminhadas para a ARH do Centro, tal como já aconteceu em situações anteriores.
Catarina Cerca

Posted in Anadia, Arcos, Avelãs de Caminho, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Novo acesso ao Colégio de Famalicão (Anadia) facilita trânsito local

Novo acesso ao Colégio de Famalicão (Anadia) facilita trânsito local

Foi recentemente assinado o protocolo entre a Câmara Municipal e os proprietários de dois terrenos (Maria Teresa Tovar de Lemos e Sérgio António Carvalho Videira/Sandra Filipa Ferreira Rocha) para a cedência de uma área de terreno que vai permitir rasgar um novo acesso àquele estabelecimento de ensino. Há muito desejada pelo Colégio, pais e alunos, este melhoramento deverá pôr cobro ao caos que todos os dias se vive no trânsito naquele local.
Este novo acesso irá deslocalizar a entrada no Colégio e no Centro Social de São José de Cluny.
A obra deverá começar ainda este ano e ficar concluída no primeiro trimestre de 2016.
O novo acesso será implantado em zona de expansão da área urbana, não abrangida pela REN nem pela RAN. Orçado em mais de 130 mil euros, terá uma extensão de 130 metros e uma faixa de rodagem de 6,5 metros, com dois sentidos de circulação, que inclui no seu limite a poente uma rotunda – zona de paragem, estacionamento ou viragem. É ainda contemplada com uma zona de estacionamento perpendicular e passeios em ambas as faixas.
Segundo a edil Teresa Cardoso, “trata-se de uma boa proposta ainda que não seja a solução ideal”, já que a seu ver deveria ter uma entrada e saída, “mas ao permitir a inversão de marcha o problema fica resolvido”, conclui.
Assim, o projeto prevê uma requalificação ligeira na Rua da Carreira mas também uma elevação do pavimento entre os acessos à Praceta Marquês da Graciosa e o novo acesso ao Colégio.
Paralelamente, vão ser construídas várias infraestruturas, sejam águas pluviais, iluminação, saneamento e comunicações.
A obra, que já foi lançada a concurso público, tem um prazo de execução de três meses.

Posted in Anadia, Arcos, Mogofores, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Câmara Municipal de Anadia reforça subsídios às Juntas de Freguesia

Câmara Municipal de Anadia reforça subsídios às Juntas de Freguesia

O executivo da Câmara Municipal de Anadia decidiu, por unanimidade, na última reunião, realizada a 29 de julho, reforçar em 139.513 euros os subsídios a atribuir às 10 Juntas de Freguesia do concelho.
O reforço financeiro agora concedido corresponde a 25% do valor do FEF (Fundo de Equilíbrio Financeiro) e é atribuído de acordo com os projetos e obras apresentados por cada uma das freguesias, e cujo investimento global ronda os 194 mil euros.
Segundo a edil Teresa Cardoso, as verbas são ser pagas em duas tranches: uma primeira parte (50%) até final da primeira quinzena de agosto e a outra metade até final do ano.
Teresa Cardoso avança ainda que a maioria das Juntas optou pela requalificação de espaços públicos, jardins e valetas.

Leia a notícia completa na edição de 13 de agosto do Jornal da Bairrada

Posted in A. da Gândara, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Mogofores, Moita, Óis do Bairro, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, V. Nova de Monsarros, Vilarinho do Bairro0 Comentários

Anadia: “O bichinho pela música” faz nascer Orquestra Desigual da Bairrada

Anadia: “O bichinho pela música” faz nascer Orquestra Desigual da Bairrada

Está aí o mais recente projeto musical da Bairrada. Orquestra Desigual da Bairrada é o seu nome e nasceu no passado dia 9 de fevereiro, dia em que foi celebrada a escritura pública desta associação.
Pela mão de 19 sócios fundadores, esta associação, sem fins lucrativos e com sede em Anadia, propõe-se juntar pessoas com os mais diversos gostos musicais, com o intuito de promover o desenvolvimento musical, proporcionando a melhor ocupação dos tempos livres, através desta prática.

A paixão pela música. Esmeralda Ferreira é a presidente da direção, mas acompanham-na nesta aventura anadienses bem conhecidos como Júlio Ferreira, Joaquim Peixinho, Olga Peixinho, Armando Castro, Teresa Castro, António Dias (Tony), Felizardo Bandeira, Maria da Conceição Bandeira, António Margalho, Nuno Moura, José Moura, Irene Cruz, Lilia Coelho, Conceição Coelho, Esmeralda Sequeira, José Maria Lopes, Gorett Cruz e Nelson Serrano.
Todos têm em comum o gosto pela música, pela confraternização. “Alguns de nós já nos conhecemos há anos e gostamos de nos juntar para tocar. Aprendemos muito uns com os outros”, adianta Esmeralda Ferreira. E foi esta paixão pela música, aliada ao sonho de um dos elementos que deu asas ao projeto “Orquestra Desigual da Bairrada”.
“Começámos a reunir para ensaiar e fazer avançar a Orquestra. Em meio ano, o projeto está pronto a ser dado a conhecer ao grande público”, adianta. Quase todos, de uma forma mais direta ou indireta estão ligados a projetos musicais, ou a iniciativas de cariz mais social ou solidário. Então, por que não ter em Anadia uma Orquestra? O vazio, dizem, justifica-o e a vontade falou mais alto.
“Temos desenvolvido atividades musicais em várias associações e em termos de solidariedade e achámos que havia uma necessidade de reunir elementos que andavam a tocar de uma forma dispersa”, diz Esmeralda Ferreira.
O nome, como nos revelou, “diz tudo”. Desigual porque o grupo se propõe tocar música popular portuguesa, tradicional, clássica, música de tuna, enfim vários géneros musicais, numa orquestra que se quer o mais abrangente possível. Desigual porque é liderado por uma mulher; Desigual porque quer ter em palco uma presença informal; porque a média de idades dos músicos (à exceção de uma jovem música muito talentosa) ronda os 50/60 anos, embora todos com espírito tão jovem quanto irreverente.

Convite a jovens músicos. Daí o apelo que lançam aos jovens músicos da Bairrada que tocam em bandas ou filarmónicas, por exemplo, para que venham também abraçar este projeto, já que ainda têm carência de músicos nas áreas dos metais, violinos e clarinetes.

Ensaios e atuações. Os ensaios decorrem desde finais de 2014, em Mogofores, no edifício da antiga Junta de Freguesia, às quartas-feiras, a partir das 21h.
A apresentação pública do grupo terá lugar no próximo sábado, dia 21 de fevereiro, pelas 21h, no Cineteatro de Anadia.
Um evento, cuja angariação de fundos reverterá a favor do CAT (Centro de Acolhimento Temporário) de Sangalhos e que será “apadrinhado” por três grupos (Animatus Band, Gonçalo Tavares, Fado ao Centro) que vão participar neste espetáculo de duas horas.
O grupo, que começa a dar os primeiros passos, vai também atuar no próximo dia 1 de março, na Palhaça, mas admitem sonhar com atuações fora de portas. Oliveira do Bairro, Águeda, Aveiro, Mealhada e Coimbra são locais preferenciais: “tocamos onde precisarem de nós”. Para já, está em curso a angariação de novos associados e, no futuro, poderão nascer outras secções como aulas de música, teatro, e quem sabe um dia, um lado mais recreativo ou desportivo.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Arcos, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Anadia: Feira Social, no Velódromo, arranca no dia 16 de outubro

A Câmara Municipal de Anadia inaugura, no próximo dia 16 de outubro, pelas 14h30, no Velódromo Nacional, em Sangalhos, a quinta edição da Feira Social de Anadia, mostra que estará patente até 18 do corrente, entre as 14 e as 18h, com entrada gratuita.
Organizada pela autarquia, em parceria com as instituições concelhias, esta será a quinta mostra global de projetos sociais desenvolvidos e implementados, junto da sociedade civil, no concelho. Nela participarão todas as Instituições Particulares de Solidariedade Social e Santas Casas da Misericórdia existentes no concelho, bem como outras entidades que integram a Rede Social de Anadia.
Durante os três dias da Feira, o público terá a oportunidade de assistir ou de participar num vasto leque de atividades. Uma dessas iniciativas está já a decorrer: trata-se da ação solidária “Ajude a Ajudar, Traga um Género Alimentar!” que, a propósito do Dia Internacional contra a Erradicação da Pobreza e da Exclusão Social (17 de outubro), tem como objetivo a recolha de géneros alimentares, que serão entregues a famílias com comprovada carência económica, devidamente sinalizadas por entidades da área social do concelho. Neste momento, os donativos podem ser entregues nas instituições sociais, e, no decorrer da Feira, poderão também ser entregues no recinto da mesma. Para além de ajudar famílias desfavorecidas, esta ação visa igualmente sensibilizar a comunidade em geral para a problemática da pobreza e da exclusão social.
No âmbito desta 5.ª Feira Social de Anadia, serão também dinamizados diversos workshops, bem como outras atividades de caráter diverso, que passam por atuações a cargo das instituições sociais, bem como animação infantil, circuito de prevenção rodoviária, demonstração de karaté, e os projetos “Livraria Social” e “Árvore da Sabedoria Social”. No dia 18 de outubro, entre as 16h e as 18h, junto ao edifício do Velódromo, os visitantes terão também a possibilidade de realizar um voo cativo em balão de ar quente, graças a uma parceria com a Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro.

Posted in A. da Gândara, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Mogofores, Moita, Óis do Bairro, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, V. Nova de Monsarros, Vilarinho do Bairro0 Comentários

Anadia: Concelhia do CDS/PP demite-se em bloco

O presidente da Comissão Política do CDS-PP de Anadia e vogal do Conselho Nacional de Fiscalização, João Tiago Castelo Branco, e o presidente da Mesa da Assembleia do Plenário de militantes e Deputado Municipal, Sidónio Simões, ambos membros da Distrital de Aveiro, bem como os restantes elementos de todos os Órgãos Concelhios do CDS-PP de Anadia tomaram a decisão conjunta de apresentar a sua demissão.
Na base desta decisão dizem estar “as sucessivas políticas implementadas pelo governo, nas quais não nos revemos, e que em nada se coadunam com os compromissos e promessas eleitorais assumidos, contrariando os valores da Democracia Cristã, onde assenta a matriz do CDS-PP.”

Posted in Anadia, Arcos, Aveiro, Por Terras da Bairrada, Região0 Comentários

Blogues recomendados


Cagido

"DE MÃO EM MÃO!"
   “De mão em mão!” é um projeto promovido pela Câmara Municipal de Anadia, …


Notícias de Bustos

A. C.Arrais – Portugal na Eurocopa – 2016 (O orgulho de ser Português). MARÉ ALTA – 12.07.2016
                                                        Foi um final emocio …


Portal de Nariz

RECORTES do QUOTIDIANO – A nova etapa do Portal de Nariz
RECORTES do QUOTIDIANOPara uma Imensa Minoria… by BASTIÃO

Pergunta da semana

É assinante do Jornal da Bairrada?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com