Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Arcos

Edifício Visconde Seabra, em Anadia: Câmara Municipal quer vender  apartamentos com desconto a jovens

Edifício Visconde Seabra, em Anadia: Câmara Municipal quer vender apartamentos com desconto a jovens

Os 12 apartamentos de tipologia T1, T2 e T4 existentes no centro da cidade de Anadia, mais concretamente no Edifício Visconde de Seabra vão ser alvo de uma nova hasta pública.
A proposta de regulamento de hasta pública para alienação de 12 frações (numa primeira fase condicionada a jovens e, numa segunda fase, a todos os interessados) esteve em discussão na última reunião de executivo, realizada no passado dia 26 de fevereiro.
Aos vereadores, a autarca Teresa Cardoso explicou a necessidade de revitalizar o centro de Anadia, mas também apoiar os jovens de forma a que estes se possam aqui fixar. E tendo em conta as dificuldades que todos atravessam por causa da crise económico-social, e porque a banca já tem também a sua bolsa de apartamentos para venda e não facilita o financiamento e o crédito a jovens, a Câmara Municipal de Anadia vai avançar com uma hasta pública para aquelas 12 fracções.
A hasta pública será feita em duas fases, uma primeira só acessível a jovens com idades compreendidas entre os 18 e os 35 anos e, numa segunda fase, aberta a todos os que queiram intervir na hasta pública.
Sendo a primeira arrematação só acessível a jovens, o regulamento avança com a obrigatoriedade das habitações se destinarem a habitação própria e permanente.
Os lances serão de 100 euros e os apartamentos variam entre os 50 mil euros, (T1) e os 110 mil euros (T4), com um desconto de 10% sobre o valor inicial, na hasta pública destinada aos jovens.
Assim, um T1 pode ser adquirido por 45 mil euros e um T4 por 99 mil euros. Os T2, com desconto de 10%, variam entre os 67.500 euros e os 72 mil euros. “Preços mais convidativos face ao mercado atual”, referiu a autarca.

Medida positiva mas insuficiente. Na ocasião, o vereador social-democrata, José Manuel Ribeiro congratulou-se com a medida: “tudo o que se possa fazer para beneficiar e fixar jovens no concelho é importante”, contudo não deixou de criticar tratar-se de uma “medida avulso e desgarrada”, sublinhando também a necessidade de haver um Plano Municipal da Juventude que congregue todas essas medidas e políticas no âmbito da Juventude.
O vereador avançou ainda que é preciso esperar para ver se há adesão à hasta pública e perceber se esta é ou não uma boa medida.
“Garantia de sucesso não temos”, respondeu Teresa Cardoso, “até porque os tempos não são os melhores”, contudo esta é “uma primeira medida no que toca à habitação” para jovens.
Já Jorge São José, também do PSD, defende que esta medida poderá dinamizar mais o centro de Anadia, enquanto que a vereadora social-democrata, Lígia Seabra, embora veja a medida como “uma janela de oportunidade que se cria para 12 jovens”, levantou a questão da vantagem do arrendamento em relação à venda: “penso haver mais procura no arrendamento jovem do que na aquisição, devido à mobilidade a que o mercado de trabalho hoje obriga”.
Refira-se ainda que os apartamentos desabitados têm mais de uma década de vida, num prédio onde, apenas as lojas, localizadas no rés-do-chão, estão ocupadas.
A Câmara já promoveu anteriormente duas hastas públicas, sendo esta mais uma tentativa de venda. A proposta de regulamento de hasta pública foi aprovada por unanimidade.
Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Arcos, Por Terras da Bairrada Comentários

Anadia: “Sweet Sugar”, loja de cake design abre na cidade

Anadia: “Sweet Sugar”, loja de cake design abre na cidade

A cidade de Anadia tem, desde o passado dia 7, um novo espaço comercial que promete fazer as delícias dos mais gulosos e dos entusiastas por cake design.
A loja e ateliê de cake design “Sweet Sugar” acaba de surgir pelas mãos de duas jovens, a enfermeira Lúcia Rosa e a professora, Rita Figueira.
O espaço, localizado em plena Avenida das Laranjeiras, no Edifício Palmeiras, é completamente inovador, pois é a primeira casa (loja e ateliê) na região a dedicar-se exclusivamente à área da confeção de bolos temáticos, mais conhecido como pastelaria decorativa (cake design), por encomenda, baseada em pasta de açúcar.
Uma aposta arrojada, em tempos de crise, mas que as promotoras acreditam ter pernas para andar, tal a movimentação que a loja tem tido desde a abertura.
Um projeto que tem vindo a amadurecer, desde a altura em que ambas que se conheceram, numa formação de cake design.

Loja e ateliê. “É uma área nova, que não existe na região, aliás não existe nada do género entre Coimbra e Aveiro”, dizem, ao mesmo tempo que confessam querer “trazer algo de novo à cidade, colmatando assim uma lacuna que existia na área da pastelaria”.
No espaço reservado à loja encontra-se todo o tipo de utensílios para fazer bolos, bombons, cupcakes, bolachas decorativas e cakepops. Formas, utensílios de cake design, pastas de açúcar, pratos decorativos, chocolate, corantes, essências dos mais variados sabores (anis, morango, avelã, café, amêndoa), pérolas, purpurinas, frosting de várias cores, até recheios para bolos (também variados, caramelo, nutela, maça-canela, ananás, limão, creme de pasteleiro), num sem fim de sabores, velas, entre outros fazem parte das ofertas deste espaço.
Uma mais valia, dizem, são os preços competitivos que praticam, comparativamente a espaços semelhantes localizados nas cidades.
“Fazemos vários tipos de massas e todo o tipo de decoração. Mas se o cliente desejar fazer o bolo em casa e encomendar o boneco ou o elemento para a decoração, nós fazemo-lo”, explicam, dando conta que esta é uma “área muito específica, que requer muita técnica e cada bolo é único, podendo a decoração de um só bolo demorar 2 a 3 dias a realizar”.
Isto, porque todos os trabalhos são únicos, verdadeiros desafios que podem exigir a idealização de um projeto, primeiro em papel, e só depois em bolo.
“Já deitámos muito bolo e pasta de açúcar para o lixo, por não ficar exatamente como queríamos”, sublinham, evidenciando que na Sweet Sugar se procura o perfecionismo em todos os trabalhos.

Workshop dia 21. Para além da loja existe ainda a cozinha onde bolos de aspeto simples se transformam em verdadeira obras de arte.
É neste espaço ainda que têm ainda lugar os workshops abertos ao público.
O segundo workshop tem lugar no próximo dia 21 de dezembro e é subordinado ao tema: modelagem de figuras humanas avançada. Começa às 9h e termina às 13h.
Nestas aulas práticas os participantes são desafiados a fazer cake design seja em cupcakes, cakepops, ou em bolos.
Refira-se ainda que a loja está aberta todos os dias, de segunda a sábado, das 10 às 19h.
As encomendas de bolos deverá ser feita com antecedência por forma a que o produto final idealizado pelo cliente seja alcançado.
Os adeptos de cake design podem acompanhar “Sweet Sugar” na rede social facebook.com/sweetsugardesign ou então pelo mail sweetsugar.cakedesign@gmail.com

Posted in A. da Gândara, Aguada de Baixo, Águeda, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Cantanhede, Fermentelos, Mealhada, Mogofores, Moita, Oiã, Óis do Bairro, Oliveira do Bairro, Palhaça, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, Troviscal, V. Nova de Monsarros, Vagos, Vilarinho do Bairro Comentários

Club de Ancas: Emotiva Noite de Fados em tributo a José Roberto

Club de Ancas: Emotiva Noite de Fados em tributo a José Roberto

O dia 13 de dezembro nunca foi um dia igual aos outros!
Foi sempre um dia muito especial… Dia do Aniversário do José Roberto! Este ano fez 41 anos!
No âmbito das comemorações da 12.ª Semana Cultural do Club de Ancas, associação pela qual José Roberto nutria um carinho muito especial, onde desenvolvia vários projetos em simultâneo e desempenhava as funções de coordenador do Núcleo Cultural, quis esta mesma Associação, juntamente com os seus familiares e amigos, prestar-lhe uma merecida e sentida homenagem! Uma grande Noite de Fados! … porque o Fado era um dos projetos em que ele se revia!
Grupos de Fado de que ele fazia parte, tais como: Tertúlia Bairradina, Baga Madura, Grupo de Fados de Aveiro, Grupo de Trovas e Serenatas e outros amigos, disseram: Presente! E cantaram… e encantaram… e o público amigo que enchia por completo, na noite da última sexta-feira, dia 13, o salão do Club escutava em silêncio, não escondendo a sua emoção…
E para que tudo fosse perfeito, não faltou a presença de um grande amigo seu, amigo de infância, que hoje tem responsabilidades como vice-presidente na Câmara Municipal de Anadia. Jorge Sampaio no seu breve discurso, disse duas coisas que não vamos esquecer tão cedo! Estava ali “para prestar duas homenagens”: uma, ao seu querido amigo Roberto, “como amigo de todo o sempre e como reconhecimento de toda a obra que no campo cultural realizou em tão curto espaço de tempo.” A outra homenagem era para o Club de Ancas “pela sua vertente cultural já tão apreciada e espalhada por toda a região”.
O Club de Ancas agradece o elogio. Estava a necessitar deste incentivo, depois da grande perda que sofreu. Jorge Sampaio comunicou ainda que ia agendar uma reunião com elementos da direção. Ficámos felizes! Foi uma prenda para o Club no dia de aniversário do Roberto!
Para todos quantos contribuíram e participaram neste Tributo, o Club de Ancas fica com uma imensa dívida de gratidão. Bem hajam!
Natália Seabra

Posted in A. da Gândara, Águeda, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Bustos, Cantanhede, Crime da Mamarrosa, Mamarrosa, Mealhada, Mogofores, Moita, Óis do Bairro, Palhaça, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, Troviscal, V. Nova de Monsarros, Vagos, Vilarinho do Bairro Comentários

Anadia: Feira da Vinha e do Vinho, de 22 a 30 de junho

Nomes sonantes do panorama musical português, tais como Jorge Palma, Quim Barreiros, The Gift, Gonçalo Tavares, David Fonseca, Rui Veloso e Mariza vão passar pelo palco 1, da Feira da Vinha e do Vinho de Anadia, que se realiza de 22 a 30 de junho, na zona do Vale Santo, em Anadia.
Paralelamente, o município vai tentar concretizar o maior brinde de espumante em cadeia do mundo e assim entrar para o Guinness Book.
A 10.ª edição do certame foi apresentada publicamente na última segunda-feira, dia 27. Com um orçamento a rondar os 300 mil euros, a autarquia promete nove dias de animação para todos os gostos, completamente gratuitos.

(Ver notícia integral na edição em papel de Jornal da Bairrada)

Cartaz
Dia 22: Marchas Populares e Gonçalo Tavares
Dia 23: Ala dos Namorados com Jorge Palma
Dia 24: Richie Campbell
Dia 25: Quim Barreiros
Dia 26: The Gift
Dia 27: Tributo aos Abba, com grupo inglês
Dia 28: David Fonseca & Katedral Party
Dia 29: Rui Veloso
Dia 30: Mariza e espetáculo de fogo de artifício

Posted in A. da Gândara, Águeda, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Cantanhede, Mealhada, Mogofores, Moita, Óis do Bairro, Oliveira do Bairro, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, Região, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, V. Nova de Monsarros, Vagos, Vilarinho do Bairro Comentários

Anadia: Criada rede de apoio a vítimas de violência doméstica

Anadia: Criada rede de apoio a vítimas de violência doméstica

“Escutar Silêncios” é a designação de um projeto que se iniciou, este ano, no concelho de Anadia e que visa elaborar uma rede de apoio às vítimas de violência doméstica.
Vai ser desenvolvido através de uma rede de parceiros e entidades que possam intervir na área da violência, construindo uma plataforma de atuação conjunta entre serviço de saúde e entidades parceiras, contando ainda com o apoio do diretor executivo do ACES Baixo Vouga, Manuel Sebe e respetivo conselho clínico.
Silvana Marques avançou que, numa primeira fase, se pretende sensibilizar e capacitar os profissionais e outras entidades locais para intervir na problemática da violência doméstica, assim como criar mecanismos que permitam desencadear ações de prevenção e, simultaneamente, atuar precoce e articuladamente em situações de violência doméstica.
Este projeto surge na sequência de um processo de candidatura ao programa POPH em que a entidade promotora é a Administração Regional de Saúde do Centro. Os concelhos abrangidos são Anadia, Águeda, Oliveira do Bairro e Sever do Vouga. A responsabilidade de toda a Coordenação do Projeto cabe à enfermeira Silvana Marques, do Centro Saúde de Anadia e à psicóloga Teresa Almeida, do Centro de Saúde de Águeda.
Silvana Marques falou que, apesar desta Unidade aguardar homologação por parte do Ministério da Saúde, tem-se mantido ativa, no âmbito da intervenção comunitária e recentemente foi reforçada com entradas de novos recursos humanos, nomeadamente enfermeiros.
Segundo esta enfermeira especialista, nesta primeira fase, vai decorrer uma ação de sensibilização no mês de abril, em Águeda. Nos dias 28 e 29 de maio, será realizada uma formação específica aos profissionais de saúde de Anadia. Depois, a 4 de junho, a formação será para técnicos de IPSS’s e entidades parceiras. O objetivo é “criar uma rede de diferenciação para que a vítima possa ser apoiada”. Por isso, apelou às IPSS’s do concelho para que disponibilizem vagas (por uma ou duas noites) para que possam ser “abrigo temporário” e receber vítimas de violência doméstica.
A segunda fase, visa identificar situações de violência doméstica nos vários concelho envolvidos, sinalizar novas situações, mas também fazer o acompanhamento dos casos, nas Unidades do Centro de Saúde.
O projeto tem ainda como parceiros as Câmaras Municipais, Serviços Locais de Segurança Social, DIAP, PAV, Agrupamentos de Escolas, Hospitais de Águeda e de Anadia, IPSS’s, GNR, Bombeiros, Hospital de Aveiro, CPCJ, IEFP, Cáritas, Associações Empresariais e Comerciais, entre outros.
CC

Posted in Anadia, Arcos, Por Terras da Bairrada Comentários

ANADIA: Fundo Social garante apoio às famílias mais vulneráveis

O Fundo Social de Anadia, criado pela Câmara Municipal, em 2009, destina-se a apoiar famílias do município mais afetadas pela atual crise económica.
A apresentação do balanço do Fundo Social teve lugar, na última quinta-feira, durante o Plenário da Rede Social.
A medida, criada para apoiar estratos sociais mais desfavorecidos, já recebeu 43 candidaturas, estando, neste momento, a ajudar 13 agregados, encontrando-se cinco em análise.
Aos presentes foi deixada ainda a nota de que a cessação das ajudas só acontece quando se verifica a inserção no mercado de trabalho, emigração ou mudança de residência (para fora do concelho).
Os apoios prestados pela autarquia são variados e vão desde comparticipação ou pagamento de medicamentos, até ao pagamento de mensalidades de creches ou de despesas mensais básicas (luz, gás, água).
Dora Gomes, técnica responsável pela Rede Social de Anadia, deu a conhecer que o apoio do Fundo Social é mais abrangente e chega a ajudas para melhorar a habitabilidade das casas.
Na realidade, existem habitantes a pedir a cedência de materiais para melhoria das condições de habitabilidade, mas também a pedir a isenção ou pagamento em prestações ramais de saneamento e de água e até de valores mensais de água (acumulados) e de valores de água muito elevados (fugas de água).
Teresa de Belém Cardoso, vice-presidente da autarquia, não deixou de sublinhar o facto de serem cada vez mais os casos de pedidos de ajuda que chegam ao executivo anadiense, fruto do desemprego mas também das dificuldades económicas cada vez maiores sentidas por muitas famílias.
A vice presidente da autarquia anadiense revelou ainda que após o temporal de 19 de janeiro, a Câmara Municipal interveio em várias habitações afetadas pelo mesmo, não deixando de sublinhar, contudo, alguns constrangimentos nos apoios a prestar a esta rubrica: “propriedade da habitação, condições de degradação da habitação, ausência da capacidade do requerente realizar as obras”.

Posted in Anadia, Arcos, Por Terras da Bairrada Comentários

Escuteiros de Anadia: Carros de rolamentos animam Vale Santo

O Clã 7 do Agrupamento de Escuteiros 221 de Anadia promove, no próximo dia 23 de março, na zona do Vale Santo, em Anadia, uma corrida de carros de rolamentos.
Pelo segundo ano consecutivo, o recinto da Feira da Vinha e do Vinho de Anadia recebe esta prova que começa a marcar a agenda deste Agrupamento de Escuteiros.
E se a primeira edição, em 2012, foi um sucesso, contando com a participação de 17 equipas, tendo a adesão de público superado as expetativas, com dezenas de pessoas presentes, este ano, a organização reforçou a publicidade do evento através das redes sociais/internet, sendo, por isso, grandes as expetativas para esta edição.
Por isso, a organização limitou as inscrições a 50 equipas, visto que a adesão está a ser bastante, contado já com 45 pré-inscrições confirmadas.
Por isso, este ano haverá algumas inovações, tanto a nível de corrida, como para o próprio público. “Na corrida vamos ter a prova dividida por escalões e a final será noturna. Para o público haverá uma tenda gigante com comida, bebidas e karaoke”, acrescenta Mário Neves, da organização, que afiança que “a corrida visa dinamizar este tipo de atividades na comunidade.”
Os participantes desta prova são provenientes dos diversos locais e a maioria são pessoas da comunidade não pertencentes aos Escuteiros.
Mário Neves revela ainda que a 1.ª edição contou com a presença de participantes de Mortágua, Porto, Albergaria, Troviscal e Aveiro.
Os apoios logísticos são da Câmara Municipal de Anadia e de diversas entidades locais, parceiras da organização.
Programa:
15h – Concentração das equipas e check-in
16h – Início das descidas (contra-relógio)
20h – Fase final (noturno)
23h – KARAOKE

Posted in Anadia, Arcos, Por Terras da Bairrada Comentários

Anadia: Espumante S.Domingos premiado em França

No dia 17 de novembro, no concurso internacional dedicado a espumantes e champanhes – Effervescents du Monde, realizado em França, mais uma vez o espumante São Domingos Rosé 2011 conquistou o júri, arrecadando a medalha de prata.
Nesta 10.ª edição do certame estiveram em confronto 660 espumantes, oriundos de 25 países e apreciados por mais de 100 especialistas. Foram distribuídas 56 medalhas de ouro e 164 medalhas de prata.
“A uva Baga vinificada em branco e rosé tem vindo a conquistar admiradores e se dúvidas houvesse, recordemos a Medalha de Ouro este ano no Mondial de Bruxelles com o Espumante São Domingos Rosé 2010”, refere Alexandrino Amorim, responsável pelo Marketing e RP das Caves Solar de São Domingos – Moita (Anadia).
O espumante São Domingos Rosé 2011, com uma imagem elegante, fresca e agradável, confirma o sucesso alcançado junto do consumidor mais jovem, que o elege para momentos únicos de convívio e prazer. Perfumado e atrativo no aroma, com notas frutadas lembrando morangos e framboesas. Boca cremosa, com a fruta e a acidez bem equilibrada no palato.
Recorde-se que recentemente, no concurso de espumante Bairrada, promovido pela CVB, as Caves São Domingos arrecadaram uma Medalha de Ouro para o espumante São Domingos Baga 2008 e duas de Prata, para os espumantes São Domingos Blanc de Blancs 2010 e São Domingos Rosé 2011.

Posted in Anadia, Arcos, Moita, Por Terras da Bairrada Comentários

Reforma autárquica: Assembleia Municipal de Anadia não se pronuncia

A Assembleia Municipal (AM) de Anadia decidiu, por maioria, não se pronunciar sobre a Reorganização Administrativa Territorial Autárquica.
A decisão foi tomada na última reunião extraordinária da Assembleia Municipal, realizada no dia 8 de outubro.
Com 31 votos a favor e três votos contra (deputados Rafael Timóteo, Carlos Oliveira e Fernando Fernandes) a maioria optou por fazer chegar a Lisboa a indicação de que a AM anadiense não se irá pronunciar sobre esta matéria.
Esta posição resulta das várias decisões tomadas em Assembleia de Freguesia, recolhidas pela Comissão de Acompanhamento da Reorganização Administrativa Territorial Autárquica, criada para o efeito.

Leia mais na edição impressa ou digital.

Posted in A. da Gândara, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Mogofores, Moita, Óis do Bairro, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, V. Nova de Monsarros, Vilarinho do Bairro Comentários

Limpeza do rio Cértima é urgente, alertam moradores de Canha e de Mogofores

Limpeza do rio Cértima é urgente, alertam moradores de Canha e de Mogofores

A falta de limpeza do leito e das margens do rio Cértima está a deixar os moradores de Mogofores e de Canha, na freguesia de Arcos, bastante preocupados.
Com a chegada do mês de outubro e a limpeza do rio por fazer, os moradores destes locais temem que, em caso de um inverno rigoroso, as inundações sejam inevitáveis. E recordam, com receio, que possa vir a suceder algo semelhante ao que aconteceu em 2001 quando as zonas mais baixas destas localidades foram inundadas pelas águas do Cértima.
Na última reunião de executivo anadiense, Maria de Lurdes Conceição voltou a alertar o executivo para esta questão. Com casa na Rua das Ínsuas, já viu a sua habitação ser, por diversas vezes, inundada pelas águas do rio. Daí que também, por diversas vezes, tenha chamado a si esta problemática e contactado a Administração da Região Hidrográfica do Centro (ARHC), no sentido de que fosse autorizada e concretizada a limpeza do rio Cértima.
De igual forma, também Maria Teresa Rocha teme que o inverno possa trazer uma desagradável surpresa, tal o estado em que se encontra o rio. A moradora avança “a minha casa é sempre a primeira a ser inundada”, temendo que a falta de limpeza (há dois anos que não é feita) possa fazer regressar as inundações.
Maria de Lurdes Conceição há vários anos que se desdobra em contactos entre a Câmara Municipal e a ARHC, por causa do rio. Agora, diz-se cansada até porque, segundo explicou e de acordo com as regras da ARHC, “a requerente fica responsável pela segurança dos trabalhos e pelo eventual prejuízo de acidentes com terceiros”, o que não acha de todo justo.
“Já viu a responsabilidade que recai sobre os meus ombros? O rio não é meu”, avança, dando conta de que, neste momento, há árvores em todo o leito do rio, desde Espairo a Mofogores, sendo notória a falta de limpeza no restante percurso do rio, no concelho. Em Mogofores, perto do Parque de Merendas, o leito do rio quase que não se vê e deu lugar a árvores de grande porte.

Exigir limpeza. Ao executivo os populares reivindicaram uma limpeza igual à última, realizada há dois anos. “Em 2010 e em 2011 não havia tantas árvores como agora. Não sabemos se vamos ter um inverno seco ou chuvoso, mas da forma como o rio está, tememos que o pior possa acontecer, ou seja perder todos os nossos haveres em caso de cheia”.
“Quando começar a chover vai ser uma desgraça”, dizem-nos, se até lá não forem tomadas medidas. “Existe uma grande falta de civismo dos arrendatários e testantes com o rio, que empurram para o seu leito todo o tipo de detritos (restos de ramos, canas) que ali ficam depositados e que, depois, quando chove, formam diques ou barreiras que impedem a circulação da água”.
Durante a reunião de executivo, Litério Marques disse que só com autorização da ARHC é que a Câmara Municipal intervirá, sempre tendo em conta a disponibilidade orçamental, de máquinas e de pessoal da Câmara. Aos populares referiu ainda que “o rio é propriedade nacional, onde não podemos interferir”, admitindo, contudo, uma limpeza se “for estabelecido entre a Câmara e a ARHC um contrato-programa, por exemplo”, dando conta de que está a estudar com a Junta de Freguesia de Mogofores a melhor forma para atuar nas partes mais sensíveis.
José Maria Ribeiro, presidente da JF de Mogofores, confirma já ter pedido autorização à ARHC para a limpeza do rio na área da sua freguesia, no entanto lá vai dizendo que “este tipo de intervenção deve ir mais longe e abranger as freguesias vizinhas por onde o rio passa no concelho de Anadia: Tamengos, Arcos e Avelãs de Caminho”.
José Maria Ribeiro dá conta de já ter endereçado para a Câmara Municipal de Anadia uma cópia do ofício recebido da ARHC relativo à autorização, aguardando agora disponibilidade da Câmara Municipal para a realização desta intervenção. Fernando Fernandes, presidente da JF de Arcos, disse a JB que “o assunto da limpeza do rio pertence à ARHC”, fazendo saber que à JF, este ano, ainda não chegou qualquer queixa ou reclamação sobre esta matéria.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Arcos, Mogofores, Por Terras da Bairrada Comentários

Pergunta da semana

Vai a algum festival de verão este ano?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com