Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Moita

Anadia: Feira Social, no Velódromo, arranca no dia 16 de outubro

A Câmara Municipal de Anadia inaugura, no próximo dia 16 de outubro, pelas 14h30, no Velódromo Nacional, em Sangalhos, a quinta edição da Feira Social de Anadia, mostra que estará patente até 18 do corrente, entre as 14 e as 18h, com entrada gratuita.
Organizada pela autarquia, em parceria com as instituições concelhias, esta será a quinta mostra global de projetos sociais desenvolvidos e implementados, junto da sociedade civil, no concelho. Nela participarão todas as Instituições Particulares de Solidariedade Social e Santas Casas da Misericórdia existentes no concelho, bem como outras entidades que integram a Rede Social de Anadia.
Durante os três dias da Feira, o público terá a oportunidade de assistir ou de participar num vasto leque de atividades. Uma dessas iniciativas está já a decorrer: trata-se da ação solidária “Ajude a Ajudar, Traga um Género Alimentar!” que, a propósito do Dia Internacional contra a Erradicação da Pobreza e da Exclusão Social (17 de outubro), tem como objetivo a recolha de géneros alimentares, que serão entregues a famílias com comprovada carência económica, devidamente sinalizadas por entidades da área social do concelho. Neste momento, os donativos podem ser entregues nas instituições sociais, e, no decorrer da Feira, poderão também ser entregues no recinto da mesma. Para além de ajudar famílias desfavorecidas, esta ação visa igualmente sensibilizar a comunidade em geral para a problemática da pobreza e da exclusão social.
No âmbito desta 5.ª Feira Social de Anadia, serão também dinamizados diversos workshops, bem como outras atividades de caráter diverso, que passam por atuações a cargo das instituições sociais, bem como animação infantil, circuito de prevenção rodoviária, demonstração de karaté, e os projetos “Livraria Social” e “Árvore da Sabedoria Social”. No dia 18 de outubro, entre as 16h e as 18h, junto ao edifício do Velódromo, os visitantes terão também a possibilidade de realizar um voo cativo em balão de ar quente, graças a uma parceria com a Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro.

Posted in A. da Gândara, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Mogofores, Moita, Óis do Bairro, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, V. Nova de Monsarros, Vilarinho do Bairro0 Comentários

MOITA: Associação UKA ITO celebra 1.º aniversário

MOITA: Associação UKA ITO celebra 1.º aniversário

A Associação Uka Ito completou no passado sábado, dia 5, o seu primeiro aniversário. Trata-se de uma associação que tem como objetivo social: promover atividades culturais, desportivas e recreativas que ocupem de forma útil e saudável, a população em geral.
Localizada nas instalações da antiga Escola Primária, na Póvoa do Pereiro, tem como principais responsáveis Mário Ferreira, Diana Ferreira, Francisco Andrade e Joana Andrade. Quatro jovens que fazem um balanço muito positivo deste primeiro ano de atividade.
“Este primeiro ano pode considerar-se francamente positivo, uma vez que o principal objetivo para que foi criada, a dinamização de um espaço inativo, foi atingido”. A referida dinamização tem sido levada a cabo com a realização de diversas atividades lúdico-desportivas. Assim, a aula de Aero Gym foi a primeira a ser implementada e continua a ter bastante adesão por parte da população interessada. Já o Yoga é outra atividade que continua a despertar curiosidade e a atrair novos praticantes, revelam os promotores do espaço que recentemente intriduziram nova modalidade que abrange uma faixa etária mais jovem, o AeroZumba Kids.
“Esta modalidade vem, de alguma forma, colmatar uma lacuna existente no concelho, onde não existem atividades rítmicas e expressivas para jovens e crianças”, dizem, sublinhando que o karaté Kids e as Danças Latinas são modalidades também oferecidas pela associação e que aguardam inscrições suficientes para se iniciarem.
Este espaço está ainda à disposição da comunidade em geral, para os mais variados fins, tais como festas de aniversário, com parque infantil, podendo o espaço ser alugado para qualquer evento.
Assim, a associação disponibiliza as seguintes atividades: 2ª e 6ª: 19h30-20h30, Aero Gym; 6ª: 18h30-19h20 AeroZumba Kids; sábado: 10h-11h30, Yoga; 2ª: 20h30-22h, Danças Latinas e 3ª e 5ª: 18h30-19h30, Karaté Kids. Todos os interessados devem contactar: 968530712/915844728.

Posted in Anadia, Moita, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Moita: Bebé nasce dentro de ambulância dos Bombeiros de Anadia

Moita: Bebé nasce dentro de ambulância dos Bombeiros de Anadia

“Não acontece todos os dias e foi tudo muito rápido”, revela o sub-chefe Aurélio Duarte, dos Bombeiros Voluntários de Anadia, que ajudou, juntamente com a jovem colega Joana Pinhal, bombeira de 3.ª, no último sábado, o pequeno Simão Valentim Costa a vir ao mundo, em plena ambulância, na EN 235, na rotunda da Moita.

Nascer na ambulância. Embora o parto tenha acabado por ter sido feito pelo médico da VMER, dos Hospitais da Universidade de Coimbra, foi dentro de uma ambulância dos bombeiros anadienses que Simão resolveu nascer, pouco passava das 18h30.
O bebé, que nasceu de 41 semanas de gestação, não quis esperar pela chegada à maternidade, pregando uma partida aos pais, Carina Santos, de 33 anos e Sérgio Costa, de 35. Com 52 centímetros de comprimento e 3,600 quilogramas de peso, Simão Valentim é o segundo filho do casal, que já tem um menino de 5 anos.
O pai Sérgio Costa recorda a aflição e o susto, já que teve de fazer a chamada para o 112 quando as contrações que a esposa sentia passaram de 12 em 12 minutos para 2 em 2 minutos, num ápice. De imediato o CODU (Centro de Orientação de Doentes Urgente) encaminhou a chamada para o INEM dos Voluntários de Anadia, que se deslocaram para a povoação de Ferreiros – Moita. Eram 18h, e os tripulantes da ambulância só sabiam que se tratava de uma grávida que entrara em trabalho de parto. As contrações tinham um intervalo de apenas dois minutos, o que significa que haveria pouco tempo para agir. Por essa razão, o CODU solicitou o apoio à VMER de Coimbra que veio ao encontro da ambulância.
“Saímos de Ferreiros e, quando chegámos à rotunda da Moita, tive de parar. O saco das águas tinha rebentado. Tinha que iniciar o parto”, conta Aurélio Duarte, um “veterano” nestas coisas, na medida em que já ajudara outros bebés a nascer.
Quase em simultâneo, chega a VMER: “o médico só teve tempo de enfiar as luvas. Em pouco mais do que seis minutos, o Simão veio ao mundo”, diz Aurélio Duarte.

Tarde atribulada. “Não era para ser assim. Tudo se precipitou”, recorda o jovem pai Sérgio Costa que, naquela tarde, levara a esposa ao Hospital de Aveiro, onde era acompanhada.
“Entrámos no Hospital às 11h36 e saímos às 12h26. A minha esposa estava com contrações de meia em meia hora. Mas como disseram que o útero estava muito subido, voltamos para casa. Mas ainda demos uma volta por Aveiro, na expectativa que o parto acelerasse”. As contrações mantiveram-se e ao final do dia, de um momento para o outro, de 12 e 12 minutos passaram para 5 em 5 e, logo em seguida, para serem de 2 em 2 minutos.

Experiência única e inesquecível. “Não queríamos, nem estava previsto que fosse assim. Louvo a postura e o papel determinado, confiante e seguro na forma de agir do bombeiro Aurélio Duarte”, diz Sérgio Costa.
Mãe e filho foram transportados para a Maternidade Daniel de Matos, em Coimbra, de onde tiveram alta na última terça-feira.
“Por mais anos que passem, é sempre uma emoção e alegria ver nascer um bebé”, diz Aurélio Duarte que, pela terceira vez, se viu envolvido no nascimento de uma criança.
Para a sua colega Joana Pinhal, voluntária ainda há poucos anos, foi “uma experiência única e inesquecível”.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Moita, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Anadia: “Sweet Sugar”, loja de cake design abre na cidade

Anadia: “Sweet Sugar”, loja de cake design abre na cidade

A cidade de Anadia tem, desde o passado dia 7, um novo espaço comercial que promete fazer as delícias dos mais gulosos e dos entusiastas por cake design.
A loja e ateliê de cake design “Sweet Sugar” acaba de surgir pelas mãos de duas jovens, a enfermeira Lúcia Rosa e a professora, Rita Figueira.
O espaço, localizado em plena Avenida das Laranjeiras, no Edifício Palmeiras, é completamente inovador, pois é a primeira casa (loja e ateliê) na região a dedicar-se exclusivamente à área da confeção de bolos temáticos, mais conhecido como pastelaria decorativa (cake design), por encomenda, baseada em pasta de açúcar.
Uma aposta arrojada, em tempos de crise, mas que as promotoras acreditam ter pernas para andar, tal a movimentação que a loja tem tido desde a abertura.
Um projeto que tem vindo a amadurecer, desde a altura em que ambas que se conheceram, numa formação de cake design.

Loja e ateliê. “É uma área nova, que não existe na região, aliás não existe nada do género entre Coimbra e Aveiro”, dizem, ao mesmo tempo que confessam querer “trazer algo de novo à cidade, colmatando assim uma lacuna que existia na área da pastelaria”.
No espaço reservado à loja encontra-se todo o tipo de utensílios para fazer bolos, bombons, cupcakes, bolachas decorativas e cakepops. Formas, utensílios de cake design, pastas de açúcar, pratos decorativos, chocolate, corantes, essências dos mais variados sabores (anis, morango, avelã, café, amêndoa), pérolas, purpurinas, frosting de várias cores, até recheios para bolos (também variados, caramelo, nutela, maça-canela, ananás, limão, creme de pasteleiro), num sem fim de sabores, velas, entre outros fazem parte das ofertas deste espaço.
Uma mais valia, dizem, são os preços competitivos que praticam, comparativamente a espaços semelhantes localizados nas cidades.
“Fazemos vários tipos de massas e todo o tipo de decoração. Mas se o cliente desejar fazer o bolo em casa e encomendar o boneco ou o elemento para a decoração, nós fazemo-lo”, explicam, dando conta que esta é uma “área muito específica, que requer muita técnica e cada bolo é único, podendo a decoração de um só bolo demorar 2 a 3 dias a realizar”.
Isto, porque todos os trabalhos são únicos, verdadeiros desafios que podem exigir a idealização de um projeto, primeiro em papel, e só depois em bolo.
“Já deitámos muito bolo e pasta de açúcar para o lixo, por não ficar exatamente como queríamos”, sublinham, evidenciando que na Sweet Sugar se procura o perfecionismo em todos os trabalhos.

Workshop dia 21. Para além da loja existe ainda a cozinha onde bolos de aspeto simples se transformam em verdadeira obras de arte.
É neste espaço ainda que têm ainda lugar os workshops abertos ao público.
O segundo workshop tem lugar no próximo dia 21 de dezembro e é subordinado ao tema: modelagem de figuras humanas avançada. Começa às 9h e termina às 13h.
Nestas aulas práticas os participantes são desafiados a fazer cake design seja em cupcakes, cakepops, ou em bolos.
Refira-se ainda que a loja está aberta todos os dias, de segunda a sábado, das 10 às 19h.
As encomendas de bolos deverá ser feita com antecedência por forma a que o produto final idealizado pelo cliente seja alcançado.
Os adeptos de cake design podem acompanhar “Sweet Sugar” na rede social facebook.com/sweetsugardesign ou então pelo mail sweetsugar.cakedesign@gmail.com

Posted in A. da Gândara, Aguada de Baixo, Águeda, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Cantanhede, Fermentelos, Mealhada, Mogofores, Moita, Oiã, Óis do Bairro, Oliveira do Bairro, Palhaça, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, Troviscal, V. Nova de Monsarros, Vagos, Vilarinho do Bairro0 Comentários

Club de Ancas: Emotiva Noite de Fados em tributo a José Roberto

Club de Ancas: Emotiva Noite de Fados em tributo a José Roberto

O dia 13 de dezembro nunca foi um dia igual aos outros!
Foi sempre um dia muito especial… Dia do Aniversário do José Roberto! Este ano fez 41 anos!
No âmbito das comemorações da 12.ª Semana Cultural do Club de Ancas, associação pela qual José Roberto nutria um carinho muito especial, onde desenvolvia vários projetos em simultâneo e desempenhava as funções de coordenador do Núcleo Cultural, quis esta mesma Associação, juntamente com os seus familiares e amigos, prestar-lhe uma merecida e sentida homenagem! Uma grande Noite de Fados! … porque o Fado era um dos projetos em que ele se revia!
Grupos de Fado de que ele fazia parte, tais como: Tertúlia Bairradina, Baga Madura, Grupo de Fados de Aveiro, Grupo de Trovas e Serenatas e outros amigos, disseram: Presente! E cantaram… e encantaram… e o público amigo que enchia por completo, na noite da última sexta-feira, dia 13, o salão do Club escutava em silêncio, não escondendo a sua emoção…
E para que tudo fosse perfeito, não faltou a presença de um grande amigo seu, amigo de infância, que hoje tem responsabilidades como vice-presidente na Câmara Municipal de Anadia. Jorge Sampaio no seu breve discurso, disse duas coisas que não vamos esquecer tão cedo! Estava ali “para prestar duas homenagens”: uma, ao seu querido amigo Roberto, “como amigo de todo o sempre e como reconhecimento de toda a obra que no campo cultural realizou em tão curto espaço de tempo.” A outra homenagem era para o Club de Ancas “pela sua vertente cultural já tão apreciada e espalhada por toda a região”.
O Club de Ancas agradece o elogio. Estava a necessitar deste incentivo, depois da grande perda que sofreu. Jorge Sampaio comunicou ainda que ia agendar uma reunião com elementos da direção. Ficámos felizes! Foi uma prenda para o Club no dia de aniversário do Roberto!
Para todos quantos contribuíram e participaram neste Tributo, o Club de Ancas fica com uma imensa dívida de gratidão. Bem hajam!
Natália Seabra

Posted in A. da Gândara, Águeda, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Bustos, Cantanhede, Crime da Mamarrosa, Mamarrosa, Mealhada, Mogofores, Moita, Óis do Bairro, Palhaça, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, Troviscal, V. Nova de Monsarros, Vagos, Vilarinho do Bairro0 Comentários

Anadia: Bairrada despediu-se de Lopo de Freitas

Anadia: Bairrada despediu-se de Lopo de Freitas

A região da Bairrada está mais pobre. Faleceu, na passada quinta-feira, dia 28 de novembro, com 85 anos (05/01/1928 – 28/11/2013), Lopo de Freitas que, durante mais de quatro décadas, foi o rosto das Caves Solar de São Domingos, localizadas em Ferreiros (Anadia). Um apaixonado pela região, pelos seus vinhos e senhor de um dinamismo invejável.
Lopo de Freitas faleceu nos Hospitais da Universidade de Coimbra, onde se encontrava internado há uma semana, na sequência de graves lesões resultantes de uma queda numa das artérias da cidade de Anadia, onde residia. Tinha saído, como fazia todos os dias, para comprar o jornal quando caiu. A gravidade do acidente obrigou a uma delicada intervenção cirúrgica, não resistindo às complicações que entretanto surgiram.
O seu funeral, que constituiu uma enorme manifestação de pesar, realizou-se na sexta-feira, da Capela de S. Sebastião, em Anadia para o cemitério local.

História de uma vida. Em 2008, o Jornal da Bairrada esteve à conversa com Lopo de Freitas, para a rubrica “Impressão Digital”. Na ocasião, deu-nos a conhecer que nascera no seio de uma humilde família; que perdera a mãe prematuramente, facto que terá contribuído para que cedo sentisse o peso da responsabilidade.
Completado o Curso Complementar de Comércio no Colégio Nacional de Anadia, com apenas 16 anos, foi trabalhar, primeiro, para as Caves Solar das Francesas, na Malaposta, e, depois, para as Caves da Curia. Estava na casa dos 20 anos, quando foi chamado a completar o serviço militar, em Tavira e em Coimbra. Regressado a casa, voltou às Caves da Curia, indo, pouco tempo depois, para Sangalhos, desempenhar o cargo de chefe de escritório nas Caves Império. Ali permaneceu por duas décadas, sendo convidado para entrar como sócio-gerente das Caves Solar de São Domingos, onde esteve quase quatro décadas como administrador.
Embora já estivesse retirado da vida empresarial, mantinha ainda presença diária nas Caves e era uma das personalidades mais respeitadas na região. Ao nosso jornal, confessou que dificilmente se reveria noutra profissão, já que toda a sua vida profissional foi feita em torno do setor vitivinícola.
Amante dos vinhos da região e defensor acérrimo da Bairrada, reconhecia que o sucesso dos vinhos São Domingos passavam por uma série de fatores: bons colaboradores e uma equipa jovem, sólida e coesa, com objetivos e estratégia bem definidos. E foi, de resto, esta empresa que marcou o seu percurso profissional.
Embora tenha sido fundada por Elpídio Semedo, na década de 30, desde 1970 passou a ser dirigida por Lopo de Freitas que, ao longo de décadas, a soube consolidar, colocando os seus produtos em lugar de destaque. Os espumantes aqui produzidos são de grande qualidade, mas foram, sem dúvida, as Aguardentes Velhas e as Bagaceiras os produtos que, na década de 80, mais fama deram às Caves. Aliás, a Aguardente Bagaceira São Domingos continua a liderar o mercado devido à sua elevada qualidade.
Ciente de que era preciso evoluir e inovar permanentemente, sublinhava como foi determinante para a São Domingos investir e procurar a constante inovação dos meios de produção e de vinificação, que permitiram elevar a qualidade dos vinhos e reforçar a competitividade empresarial e o prestígio da marca São Domingos, concretizado durante a sua administração.
Já naquela altura e face à sua jovialidade, eloquência, boa disposição e senhor de uma forma física invejável, dizia que para tal contribuíram os seus hábitos alimentares regrados e o caminhar bastante a pé: “levanto-me, no inverno, por volta das 8h e depois vou buscar o jornal, a pé. Ando todos os dias cerca de 40 minutos a pé”. Apesar da idade, confessava-se atento às novas tecnologias, não dispensando o computador, não só para “navegar” na internet e ver e-mails, mas também aceder à sua página no facebook, revelando ainda gostar de ler, ver televisão e ouvir música.

Homenagem do Lions Clube da Bairrada
Companheiro e Amigo de fino trato, ouvindo muito e com muita atenção no diálogo com todos. Diplomata por excelência, gerindo com elegância qualquer diferendo, evitando situações de melindre que pudessem gerar-se à sua volta e desarmando com o seu calmo sorriso qualquer assomo de excesso verbal.
O seu feitio calmo que poderia levar a julgamento errado quem o julgasse introvertido, escondia o seu gosto por uma boa conversa sobre tema que o interessasse, o seu rápido e correto julgamento das situações e o seu fino sentido de humor.
Na minha opinião, era um perfeito relações públicas, com quem dava gosto conviver.
A sua posição perante a vida e o seu percurso como profissional, numa caminhada que o levou a empresário de sucesso, não impediu que aumentasse paralelamente o verdadeiro sentido associativo que norteou a sua ação como cidadão numa cidadania ativa, pela participação nas mais diversas manifestações sociais de solidariedade e de crescimento da comunidade anadiense, em todos os sentidos.
Assim, era membro sempre ativo do Lions Clube da Bairrada, onde passou durante 33 anos por todos os cargos diretivos desde tesoureiro a Presidente.
Foi Diretor durante vários mandatos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia.
Grande Benemérito desta Associação Humanitária, enquanto Administrador das Caves S. Domingos- Ferreiros.
Sócio desde a primeira hora da APPACDM de Anadia, associação onde desempenhou durante mais de 10 anos diversos cargos nos órgãos sociais, nunca aceitando assumir cargos de direção mas mantendo sempre a condição de benemérito.
Era Irmão da Santa Casa da Misericórdia de Anadia, foi sempre seu membro ativo, desempenhando o cargo de Presidente da Assembleia Geral da irmandade durante dois mandatos, de 2004 a 2010.
Para além da sua atividade ligada essencialmente aos vinhos, foi fundador há várias décadas da empresa Lopo, Matos & Gamelas e da sua associada Anadil, de que foi desde sempre administrador não executivo, consideradas das mais cotadas comercialmente e em projectos sucessivos de crescimento em várias áreas, desde materiais enológicos, até à mediação de seguros, passando pelo fornecimento de gás e material eletrodoméstico.
Luís Ventura

Mais um grande bairradino que parte
Em pouco tempo, a Bairrada perdeu alguns dos seus melhores filhos. Depois de Luiz Costa, o engº Mário Jorge Santiago. Agora, o nosso querido Lopo de Freitas.
Deste homem admirável ficará, sem dúvida, a imagem do gestor que catapultou as Caves S. Domingos para um patamar de prestígio invejável, graças à sua muita competência, simpatia e honradez que o impuseram ao respeito geral. O engº Manuel Oliveira Silvestre contou-me que, quando lhe disseram que o sr. Lopo iria abandonar as Caves Império para liderar as Caves S. Domingos, ele, que bem conhecia as suas qualidades, comentou: “Com o Lopo, isso só pode dar certo”.
Era, na verdade, um cavalheiro distinto, afetuoso, delicado, cheio de atenções com os seus muitos amigos, em suma, um daqueles “Senhores” que, infelizmente, começamos a imaginar como homens do passado.
Empenhou-se nos movimentos e organizações mais significativos da Bairrada vitivinícola: Confraria dos Enófilos da Bairrada, Comissão Vitivinícola da Bairrada, Academia do Vinho da Bairrada, prezando o trabalho discreto e fecundo. Falava pouco, mas a sua palavra era escutada com enorme respeito.
A amizade que nos ligava, levou-o a aderir, desde a primeira hora, ao Círculo de Cultura Musical da Bairrada, de que foi Presidente do Conselho Fiscal e um frequentador assíduo dos concertos de Oliveira do Bairro.
Foi, pois, um longo e enriquecedor convívio que me impôs o dever de dedicar à Adriana Freitas uma sentida evocação do seu amado esposo. Não consegui, afinal, passar deste pálido retrato, querida amiga. Mas, pensando bem, a grandeza de homens como o Lopo dispensa os excessos de eloquência. Basta-lhe a recompensa que Deus nosso Senhor reserva aos puros de coração.
A. Dias Cardoso

Posted in Anadia, Moita, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Moita:Capela de Carvalhais com nova implantação

Decorreu, no passado dia 22 de novembro, a cerimónia que assinalou a conclusão da obra de reconstrução da Capela de Carvalhais, na freguesia da Moita, em Anadia. Na ocasião, coube à presidente da Câmara Municipal de Anadia, Teresa Cardoso, e ao Presidente da Junta de Freguesia da Moita, José Arlindo Simões, o descerramento da placa com a epígrafe alusiva ao evento.
O novo edifício é uma réplica exata da capela antiga, mas difere do anterior na implantação, que teve de ser alterada para permitir a execução das obras de alargamento da plataforma da “Variante à EM 608”. Os trabalhos nesta via implicaram um investimento que ronda os 80 mil euros, a cargo da Câmara Municipal de Anadia.
A primitiva capela datava de 1923 e só foi demolida após a conclusão do novo edifício, também ele dedicado a Nossa Senhora dos Milagres.

Posted in Anadia, Moita, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Anadia: Feira da Vinha e do Vinho, de 22 a 30 de junho

Nomes sonantes do panorama musical português, tais como Jorge Palma, Quim Barreiros, The Gift, Gonçalo Tavares, David Fonseca, Rui Veloso e Mariza vão passar pelo palco 1, da Feira da Vinha e do Vinho de Anadia, que se realiza de 22 a 30 de junho, na zona do Vale Santo, em Anadia.
Paralelamente, o município vai tentar concretizar o maior brinde de espumante em cadeia do mundo e assim entrar para o Guinness Book.
A 10.ª edição do certame foi apresentada publicamente na última segunda-feira, dia 27. Com um orçamento a rondar os 300 mil euros, a autarquia promete nove dias de animação para todos os gostos, completamente gratuitos.

(Ver notícia integral na edição em papel de Jornal da Bairrada)

Cartaz
Dia 22: Marchas Populares e Gonçalo Tavares
Dia 23: Ala dos Namorados com Jorge Palma
Dia 24: Richie Campbell
Dia 25: Quim Barreiros
Dia 26: The Gift
Dia 27: Tributo aos Abba, com grupo inglês
Dia 28: David Fonseca & Katedral Party
Dia 29: Rui Veloso
Dia 30: Mariza e espetáculo de fogo de artifício

Posted in A. da Gândara, Águeda, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Cantanhede, Mealhada, Mogofores, Moita, Óis do Bairro, Oliveira do Bairro, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, Região, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, V. Nova de Monsarros, Vagos, Vilarinho do Bairro0 Comentários

Moita: Parque de Lazer da Barragem da Gralheira vandalizado mais uma vez

Moita: Parque de Lazer da Barragem da Gralheira vandalizado mais uma vez

 

O parque de lazer da Barragem da Gralheira, na freguesia da Moita, voltou a ser vandalizado. Os prejuízos atingem 1.500 euros e deixam o autarca António Guilherme Andrade desolado e revoltado com tanta falta de civismo e respeito pelo património que é de todos.
O caso terá uma semana e o autarca da Moita admite que só lhe falta fazer a participação à GNR. Para já, está realizado o levantamento dos prejuízos para que a Junta de Freguesia possa meter mãos à obra e repor equipamentos destruídos, por forma a que os utentes deste espaço possam continuar a usufruir dele com todas as condições.
“Desta vez foram partidas as louças sanitárias: lavatórios e bidés, assim como os autoclismos foram partidos e todas as torneiras e duches roubados”, diz, dando conta de que a maioria das janelas dos sanitários foram igualmente partidas.
António Duarte acredita que sejam pessoas de fora a praticar estes atos, pela calada da noite, já que durante o dia, muitas vezes, anda por ali pessoal da Junta ou da Câmara – a fazer a manutenção do espaço -, assim como muitas pessoas que visitam o local.
“Acho que a Gralheira, devido à sua localização mais isolada, está mais suscetível a estas situações”, refere, assim como admite que não seja gente da terra a perpetrar estes atos, dando conta que o parque de lazer da Barragem da Gralheira é um dos parques mais frequentados: “já aqui se fizeram concentrações de motas, também as IPSS’s pedem para vir cá muitas vezes com os seus utentes: crianças e idosos; para além de ser um espaço muito procurado por famílias, assim que o bom tempo começa”.
“Temos parque infantil, 11 mesas com bancos, churrasqueira, forno a lenha, sanitários, ou seja, todas as condições para que uma família possa passar uma tarde descontraída, em contacto com a natureza, num local muito bonito e tranquilo.”
O autarca dá ainda conta de que em breve vai colocar novo equipamento num parque infantil criado junto à zona de mesas, assim como espera ter os sanitários recuperados dentro de poucas semanas.

Outros parques. A freguesia da Moita é também conhecida por possuir outros parques de lazer mais pequenos, mas também muito procurados. “Felizmente o Parque de Merendas em Vale da Mó, o Parque de Merendas na Barragem do Saidinho e o de Vale de Boi têm sido poupados”, talvez por serem menos conhecidos, mas também porque se situam mais perto das povoações.
Catarina Cerca

Posted in Anadia, Destaque, Moita, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Anadia: Espumante S.Domingos premiado em França

No dia 17 de novembro, no concurso internacional dedicado a espumantes e champanhes – Effervescents du Monde, realizado em França, mais uma vez o espumante São Domingos Rosé 2011 conquistou o júri, arrecadando a medalha de prata.
Nesta 10.ª edição do certame estiveram em confronto 660 espumantes, oriundos de 25 países e apreciados por mais de 100 especialistas. Foram distribuídas 56 medalhas de ouro e 164 medalhas de prata.
“A uva Baga vinificada em branco e rosé tem vindo a conquistar admiradores e se dúvidas houvesse, recordemos a Medalha de Ouro este ano no Mondial de Bruxelles com o Espumante São Domingos Rosé 2010”, refere Alexandrino Amorim, responsável pelo Marketing e RP das Caves Solar de São Domingos – Moita (Anadia).
O espumante São Domingos Rosé 2011, com uma imagem elegante, fresca e agradável, confirma o sucesso alcançado junto do consumidor mais jovem, que o elege para momentos únicos de convívio e prazer. Perfumado e atrativo no aroma, com notas frutadas lembrando morangos e framboesas. Boca cremosa, com a fruta e a acidez bem equilibrada no palato.
Recorde-se que recentemente, no concurso de espumante Bairrada, promovido pela CVB, as Caves São Domingos arrecadaram uma Medalha de Ouro para o espumante São Domingos Baga 2008 e duas de Prata, para os espumantes São Domingos Blanc de Blancs 2010 e São Domingos Rosé 2011.

Posted in Anadia, Arcos, Moita, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Ad Code

Blogues recomendados


Cagido

ACIB – ENCONTROS COM COMERCIANTES
ACIB e Juntas de Freguesias promovem encontros com comerciantes dos concelh …


Notícias de Bustos

ADERCUS NA “CORRIDA DO CASTELO” de FEIRA
Santa Maria da Feira foi o palco da 15ª edição da “corrida do castelo”, que …


Portal de Nariz

Nota da Administração
Depois de algum tempo de ponderação e reflexão, o Portal de Nariz informa q …

Pergunta da semana

Um estudo indica que mais de duas doses diárias de álcool por dia aceleram perda de memória. Qual o seu consumo habitual no dia a dia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com