Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | S. Lourenço Bairro

Clínica do Cértoma realiza ação sobre saúde oral no Centro Social

A Clínica do Cértoma realizou uma Ação de Promoção da Saúde Oral no Idoso, no dia 26 de janeiro, no Centro Social Recreativo e Cultural da Pedralva.
Ana Carolina Santos (Médica Dentista) destacou o papel que a Saúde Oral assume num envelhecimento saudável. Começando por referir as alterações mais frequentes na boca, como a perda de dentes e a diminuição de saliva, entre outras, mencionou a periodontite, gengivite, cárie radicular e sensibilidade dentária como patologias que mais afetam a cavidade oral.
Os hábitos incutidos desde cedo quando ainda crianças, não devem ser descurados com o passar dos anos.
Ana Carolina Santos destacou a importância de uma correta higiene oral, relembrando as técnicas de higienização dos dentes e tecidos moles, complementadas com visitas regulares ao médico dentista.
Em caso de perda de dentes, a prótese removível, fixa e implantes dentários, opção que mais se aproxima da dentição natural, foram as três hipóteses apresentadas para reabilitação oral. Formas de colmatar uma mastigação deficitária e dificuldades de comunicação, duas situações que têm na base a perda de dentes.
Ana Carolina Santos alertou para a importância da observação frequente dos lábios, dentes, mucosas e língua, gesto relevante no combate ao cancro oral, em que um diagnóstico precoce é crucial.
Utentes do Centro Social Recreativo e Cultural da Pedralva, seus familiares, e colaboradores(as) da instituição estiveram presentes na palestra. Através desta Ação de Promoção da Saúde Oral no Idoso, a Clínica do Cértoma pretende sensibilizar a terceira idade e os seus cuidadores para a importância da higiene oral.
A boca sofre alterações com o passar dos anos, nunca sendo tarde para a adoção de estilos de vida impulsionadores de saúde.

Posted in Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro0 Comentários

S L Bairro: Arranjos urbanísticos e ambiente são prioritários

S L Bairro: Arranjos urbanísticos e ambiente são prioritários

Mário Marinho cumpre o primeiro mandato à frente dos destinos da freguesia de S. Lourenço do Bairro. Uma freguesia vasta, com 13 povoações, que requerem uma atenção constante.
Sobre o plano de atividades para o corrente ano diz que “está mais virado para a questão ambiental, para o arranjo e embelezamento de espaços e zonas verdes, sem descurar outras necessidades”.

Ano de 2015 com balanço positivo. Já sobre 2015, diz ter sido um ano muito positivo, dedicado sobretudo à limpeza da freguesia, tendo assim cumprido um dos primeiros objetivos a que se tinha proposto para aquele ano.
“Desde o Grou a Vale de Estêvão, são muitos os lugares e valetas a precisar de limpeza e manutenção”, diz, admitindo que este tipo de melhoramentos acaba por levar boa parte do orçamento disponível.
Um dos exemplos é o parque do Grou, que “estava em muito mau estado”, acusando vários anos sem limpeza. Uma obra que levou mais de um mês a realizar: “foi uma intervenção de fundo”, admite o autarca, que sublinha ter sido o ano de 2015 dedicado à requalificação dos locais dos ecopontos, nomeadamente em S. Lourenço do Bairro e Levira.
Mário Marinho realça ainda o trabalho realizado na requalificação de fontes públicas, casos das de Couvelha, já concluída, de S. Mateus (ainda por acabar) e Fonte e lavadouro de Espairo, esta última objeto de uma requalificação mais profunda. A JB, o autarca sublinha tratarem-se de espaços ainda muito procurados nas aldeias pelos seus habitantes, sendo o lavadouro da Pedralva um dos que tem utilização diária, todos eles abastecidos por água de minas.
Debaixo da atenção do executivo da Junta de Freguesia tem estado também o cemitério da Pedralva, local onde foi substituída toda a tubagem de água da rede pública e feito o escoamento de águas. “Abrimos vários rasgos para colocar uma nova rede de água, pois a que existia estava toda podre, colocando ainda tubagem exterior nova”. Uma obra que parou por altura dos Finados e que vai recomeçar assim que o bom tempo regresse, aproveitando ainda a autarquia para colocar iluminação pública neste espaço.

Dificuldades. Mário Marinho lamenta, contudo, que a vida de autarca não seja nada fácil , sendo muito difícil dar resposta a todas as necessidades dos fregueses e que, por isso, muitas vezes, sente alguma frustração por não poder atender todos os pedidos, devido à indisponibilidade financeira. No entanto, reconhece que gosta do que faz, o que lhe permite fazer um balanço positivo: “gosto das pessoas, de interagir com elas, de poder ser útil. Sou um presidente de proximidade”.
As portas da Junta de Freguesia abrem-se três vezes por semana (segundas, terças e quintas-feiras) mas confessa, “todos os dias passo por lá”.
Com um orçamento anual de 87.500 euros, admite que esta verba sofreu um aumento, sendo, mesmo assim, insuficiente para fazer face a tantas necessidades. Contudo, realça o excelente relacionamento com a Câmara Municipal e com a forma como esta se articula com as autarquias: “é uma nova forma de trabalhar, muito melhor para todos nós, autarcas. Sabemos exatamento com o que contamos. Não dá para encontrar falhas nesta forma de trabalhar”.

Prioridades. Em 2016, o autarca de S. Lourenço do Bairro pretende continuar as obras iniciadas, nomeadamento no cemitério da Pedralva, mas também concluir as obras iniciadas no parque, junto à Extensão de Saúde de S. Lourenço do Bairro. Um espaço de lazer e recreio onde vão ser colocadas árvores e bancos. “Estamos a requalificar toda aquela zona envolvente que estava muito degradada e onde passa muita gente. O parque já tem pedra, lancil, pavê e agora vamos colocar árvores, equipamento para exercícios geriátricos e algo onde as crianças possam brincar”. Naquele local vai ainda ser construído um pequeno estaleiro de apoio à Junta de Freguesia.
A requalificação do parque envolvente aos lavadouros de Couvelha, no centro da povoação, é também uma das prioridades previstas.
“Ali só existe o lavadouro, tudo à volta está em terra. Queremos mudar radicalmente aquele local, dotando-o de passeios, pavê, areia, fazer ali um parque com árvores. E requalificar o local do ecoponto a precisar muito de intervenção”, diz.

Parque de Couvelha. Uma outra obra a avançar prende-se com a segunda fase da requalificação do Parque de Couvelha. Uma obra que obriga a um investimento elevado mas que só avança com a parceria da Câmara Municipal de Anadia. “Trata-se de um espaço muito grande que precisa de ser requalificado, por forma a fazer ali um ecoparque, com mesas para se jogar às cartas, uma zona para o jogo da malha, etc. “O projeto está a ser desenvolvido na Câmara Municipal.” Uma obra que gostaria de ver avançar ainda durante este mandato, admite, sublinhando também que em Espairo, junto à linha da CP, também o polidesportivo descoberto sintético e a zona envolvente precisam de uma intervenção. “Está tudo em terra, mas já lá pusemos árvores. Queremos requalificar aquela zona central, onde está a barraquinha das festas e substituir a rede danificada do polidesportivo, assim como arranjar um “malhódromo” para jogo da malha, que tem tradição na povoação, colocar mesas, bancos, uma churrasqueira e sanitários públicos, porque fazem muita falta naquele local”, avança, ainda que admita que uma obra desta envergadura “só com ajuda da Câmara”, pelo que, em breve, “irei apresentar um projeto na Câmara Municipal de Anadia”.
Cimentar valetas nas principais ruas da freguesia é uma das obras que vai realizar este ano.
A terminar, não deixa de destacar o facto da autarquia estar a promover aulas de exercício físico para pessoas com mais de 65 anos, duas vezes por semana, no salão da Junta. Decorre com um grupo já grande de participantes, às 3.ª e 5ª feiras, às 10h15.
A Junta de Freguesia está ainda a promover um curso de 35 horas, de aplicação de fitofármacos. Já existem três turmas, com 19 pessoas cada. O custo é de 85 euros, mas a Junta subsidia em 15% os cursos efetuados por pessoas pertencentes à freguesia.
Catarina Cerca

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro0 Comentários

Anadia: Acordos de cooperação assinados com dez IPSS’s

Anadia: Acordos de cooperação assinados com dez IPSS’s

Foram dez as instituições particulares de solidariedade social (IPSS) que se fizeram representar no salão nobre dos Paços do Município de Anadia, no passado dia 14 de outubro, para a assinatura, com a Câmara Municipal, de acordos de cooperação em matéria de desenvolvimento de atividades não letivas dirigidas a crianças que frequentam jardins de infância e escolas do 1.º CEB, da rede pública, do concelho de Anadia.
Estão em causa as atividades de animação e apoio à família (AAAF) e fornecimento de refeições para crianças de oito jardins de infância, bem como o apoio referente ao programa de generalização de refeições em nove escolas do 1.º ciclo do ensino básico (1.º CEB). Os 18 acordos de cooperação agora assinados possibilitam a prestação destes serviços a um total de 594 crianças, sendo 162 do pré-escolar e 432 do 1.º CEB.
Os acordos foram celebrados com a Associação Social Avelãs de Caminho, Casa do Povo de Amoreira da Gândara, Centro Social Poutena, CAS V.N. Monsarros, Centro Social e Paroquial da Moita, Centro Social N.ª S.ª do Ó de Aguim, Centro Social de Avelãs de Cima, Centro Social Paredes do Bairro, Centro Social Maria Auxiliadora de Mogofores e da Misericórdia da Freguesia de Sangalhos.

 

Câmara entrega 48.500 euros de subsídios às IPSS´s
Numa tarde de assinatura de protocolos de colaboração, as IPSS’ s foram ainda brindadas com a novidade do Concerto Solidário de Natal, cuja receita reverterá a favor das IPSS’s do concelho (ver texto ao lado), mas também com a atribuição de subsídios camarários que totalizam 48.500 euros.
O executivo aprovou a atribuição de subsídios a todas as 18 instituições de solidariedade social do concelho. Os apoios agora atribuídos pela autarquia destinam-se a contribuir para o reforço da capacidade de resposta das IPSS de Anadia no seu trabalho diário de intervenção social com vista ao auxílio às famílias, crianças, jovens, idosos, e integração social e comunitária, que se traduz na concessão de bens e na prestação de serviços.
Na ocasião, a edil recordou que as dificuldades des todas elas são diferentes, pois têm respostas sociais diferentes e número de utentes igualmente diferentes. Todas com as suas especificidades e valências o que as torna mais ou menos complexas. Por isso, o executivo adotou uma metedologia para a atribuição dos subsídios. Foi criado um critério de diferenciação em função do número de utentes.
Como explicou, “ter 15 crianças ou 15 idosos é diferente. Pode não ser um critério de todo justo, mas temos de criar essa diferenciação”, sublinhando, contudo, que “o apoio não acaba aqui. O apoio está presente as solicitações que nos vão fazendo chegar, estando a Câmara sempre disponível para vos apoiar nas várias solicitações que nos fazem”.

 

CC

Posted in Anadia, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Mogofores, Moita, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos0 Comentários

Anadia: Apoios ao desporto somam 159.500 euros e 31.600 quilómetros

Anadia: Apoios ao desporto somam 159.500 euros e 31.600 quilómetros

A assinatura dos contratos-programa de desenvolvimento desportivo, estabelecidos entre a Câmara Municipal de Anadia e diversas coletividades sediadas no concelho, e referentes à época 2015-2016, decorreu no passado dia 12 de outubro, pelas 18h, em cerimónia realizada no salão nobre dos Paços do Município.
Tal como aconteceu na época anterior, os contratos foram celebrados ao abrigo do “Programa de Apoio Municipal ao Desenvolvimento Desportivo” (PAMDD), aprovado pela autarquia em 2014. Totalizam para a época de 1015/16 o montante de 159.500 euros a que se soma ainda o apoio em transportes (quilómetros) no total de 31.600 quilómetros.
Trata-se de um documento que visa orientar a concessão de apoios pelo município às entidades que desenvolvem atividade de natureza desportiva, e que sistematiza os procedimentos que decorrem da legislação que vigora nesta matéria. Por outro lado, procura também estabelecer um modelo criterioso de benefícios públicos que apoie, de forma adequada, as associações desportivas, garantindo princípios como a equidade, a proporcionalidade, a legalidade, a transparência, a universalidade, a igualdade e a prossecução do interesse público, entre outros.
O PAMDD pretende, ainda, assegurar uma efetiva monitorização da aplicação desses benefícios, definindo as formas da sua concretização, fixando os critérios de seleção das ações ou projetos a apoiar, estabelecendo os métodos de avaliação dos apoios concedidos e garantindo o cumprimento dos direitos e das obrigações das partes.
Assim, a atribuição destes apoios da autarquia acontece na sequência da aprovação, pelo executivo municipal, das candidaturas oportunamente apresentadas pelas associações desportivas do concelho ao PAMDD.

Posted in A. da Gândara, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Mogofores, Moita, Óis do Bairro, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, V. Nova de Monsarros, Vilarinho do Bairro0 Comentários

Hospital de Anadia: Cirurgia do ambulatório cresce 157% em apenas um ano

Hospital de Anadia: Cirurgia do ambulatório cresce 157% em apenas um ano

A cirurgia do ambulatório cresceu, em apenas um ano, 157% no Hospital José Luciano de Castro da Misericórdia de Anadia.
Por isso, o balanço não poderia ser mais animador, revelam a JB Luísa Pais, enfermeira coordenadora do serviço de cirurgia do ambulatório e Pedro Nogueira, enfermeiro diretor daquela unidade hospitalar.
Uma melhoria surpreendente se tivermos em consideração que só em janeiro deste ano a Santa Casa de Misericórdia de Anadia assumiu a gestão do Hospital (até então nas mãos do Estado), tendo como timoneiros, o Provedor Carlos Matos e administradora hospitalar, Maria João Passão.
A verdade é que em meia dúzia de meses já foram investidos, só no bloco operatório, cerca de meio milhão de euros, sendo hoje a dinâmica interna muito maior, o que permitiu atingir números em consultas e cirurgias que há muito não se viam.
Os investimentos em recursos materiais e equipamento de ponta, sobretudo para o bloco operatório, as consultas externas, nas mais diversas especialidades e o vasto leque de clínicos, não passam despercebidos.

Mudança radical na cirurgia. “Houve muitas alterações ao nível de técnicas cirúrgicas e anestésicas com uma qualidade e segurança que vieram possibilitar dar ao doente uma resposta mais eficiente e com mais qualidade e que até agora não era possível dar”, avança Luísa Pais, enfermeira com 30 anos de experiência. E os números não deixam mentir.
Pedro Nogueira admite que o balanço não poderia ser melhor e que a cirurgia do ambulatório (ortopedia, oftalmologia, cirurgia geral e urologia) aumentou substancialmente. “Em 2014 fizeram-se 353 cirurgias do ambulatório e no mesmo período homólogo, em 2015, passamos para 907, o que corresponde a um aumento de 157%”.
O responsável por este incremento está na forma de gestão do hospital: “no passado havia limites na contratação de recursos humanos, por exemplo. Agora, com uma gestão privada, podemos contratar os recursos que precisamos de forma a dar uma resposta com eficiência e qualidade à população”, diz Pedro Nogueira, acrescentando que “assim que esgotarmos a capacidade da primeira sala passaremos a rentabilizar, ao máximo, também a segunda sala do bloco operatório”.
Estando contratualizado com o Estado a realização de 1600 cirurgias e 26 mil consultas por ano, estes dois responsáveis acreditam que, no final de dezembro, o Hospital poderá estar perto de atingir esses números: “é preciso ter em atenção que nos meses de janeiro e fevereiro se estava a recomeçar e o desenvolvimento da cirurgia começou realmente em março”.

(Ver artigo completo na edição em papel)

Catarina Cerca

Posted in Aguim, Anadia, Arcos, Avelãs de Caminho, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, Vilarinho do Bairro0 Comentários

Pedralva: Dois feridos graves em aparatoso acidente

Dois feridos graves foi o resultado de um aparatoso acidente que ocorreu por volta das 20h50, na terça-feira, dia 22.
O acidente ocorreu na localidade da Pedralva (S.Lourenço do Bairro), perto de um viaduto. Da colisão entre um veículo ligeiro de passageiros e um trator carregado de engaço de uvas, registaram-se duas vítimas que tiveram de receber tratamento hospitalar.
A mais grave viajava na viatura ligeira. Trata-se de Judite Ferreira, professora, de 57 anos, residente na Pedralva, que apresentava fraturas expostas nos membros inferiores. Teve de ser desencarcerada da viatura onde seguia e foi transportada pelo INEM dos Bombeiros Voluntários de Anadia com apoio VMER dos Covões para os HUC.
A outra vítima foi o ocupante do trator que, na sequência da colisão, foi cuspido e ficou inconsciente, prostrado na via.
António Pereira, de 76 anos, residente no Outeiro de Baixo, teve de ser transportado pela SBV de Anadia acompanhado pela SIV de Cantanhede para os HUC.
Segundo apurámos, o socorro chegou ao local do acidente em dez minutos, mas o trânsito esteve interrompido nos dois sentidos até à retirada da vítima encarcerada, ficando um sentido desimpedido após conclusão do desencarceramento. Depois da retirada do veículo ligeiro, procedeu-se à lavagem de estrada.
Para o local foram deslocados vários meios: INEM dos Bombeiros de Anadia (2 elementos); VSAT dos Bombeiros de Anadia (5 elementos); SBV de Anadia (2 elementos); SIV de Cantanhede (2 elementos) e VMER dos Covões (2 elementos).
A GNR de Anadia e a de Sangalhos tomaram conta da ocorrência.
CC

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro0 Comentários

S.MATEUS (Mogofores): Atropelamento vitima septuagenário

S.MATEUS (Mogofores): Atropelamento vitima septuagenário

Manuel Seabra Almeida faleceu, ao final da tarde da última segunda-feira, na sequência de um atropelamento na localidade de S.Mateus.
O septuagenário, que residia nas proximidades da empresa Sogrape, local onde se deu o atropelamento, não resistiu à gravidade dos ferimentos. Era casado com Maria Helena Simões Conceição e pai de Lídia Seabra da Conceição.
O alerta para os bombeiros de Anadia foi dado às 18h10. Quando o socorro chegou ao local, o homem encontrava-se em paragem cardio-respiratória. A condutora da viatura ligeira, de 40 anos, natural de Aguim, que se sentiu mal, foi transportada pelos bombeiros para os HUC.
Para o local foram enviadas duas ambulâncias de socorro dos Bombeiros Voluntários de Anadia, a que se juntou a VMER dos HUC.
O corpo foi transportado para o IML de Aveiro e o seu funeral realiza-se hoje, quarta-feira, para o cemitério de Amoreira da Gândara.
A GNR de Anadia tomou conta da ocorrência. No local esteve também a Brigada de Trânsito da GNR.

Posted in A. da Gândara, Anadia, Mogofores, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro0 Comentários

Mogofores: Noite de Variedades a favor da Casa Amarela, dia 19

Mogofores: Noite de Variedades a favor da Casa Amarela, dia 19

A Paróquia de Mogofores, através do conjunto de madrinhas e padrinhos da Casa Amarela, está a preparar uma noite de variedades destinada a angariar fundos para a recuperação daquele imóvel, onde funcionará o futuro Centro de Cultura e Paroquial de Mogofores, anunciou o pároco José Fernandes.
Depois dos trabalhos já realizados nos últimos cinco anos, em termos da recuperação da estrutura e telhado (reboco, pintura e alumínios) deste antigo e emblemático edifício que albergou o Barão de Mogofores, que entretanto se degradou, a paróquia quer agilizar as obras para disponibilizar, previsivelmente em janeiro próximo, o primeiro piso da obra onde funcionará o Oratório, “um centro juvenil à D. Bosco, para apoio a atividades dos jovens da paróquia”, explicou José Fernandes.
Será também naquele edifício que funcionará a catequese e todos os restantes serviços paroquiais, lembra o pároco, destacando a possibilidade de o imóvel poder acolher, no futuro, outras realizações de âmbito religioso/cultural.
É para dar seguimento ao projeto que vai realizar-se no próximo dia 19, no Pavilhão dos Salesianos de Mogofores, uma noite de variedades para angariar fundos para esta obra. Esta tem sido uma das soluções de financiamento encontradas para custear este investimento, com a realização de ações culturais a que vários artistas deram as mãos, entre eles o vizinho José Cid, que, entre outros, tem sido um dos grandes beneméritos da paróquia.
Assim, no dia 19 haverá teatro pela mão da secção cultural da Associação de Dadores de Sangue de Mogofores (ADABEM) e fado com o grupo Tertúlia Bairradina, numa noite com petiscos e outras surpresas em torno da Casa Amarela.
Mais informações e inscrições junto da Paróquia de Mogofores ou pelos telefones 916169708 (José Fernandes), 967211010 (Fátima) e 914095270 (João).

Posted in Anadia, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Destaque, Mogofores, Moita, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos0 Comentários

Festival Anadia Jovem com Dengaz, Carolina Torres  e muitos outros

Festival Anadia Jovem com Dengaz, Carolina Torres e muitos outros

O final das férias não tem de ser triste e a prová-lo aí está o “Festival Anadia Jovem”, que, nos próximos dias 11 e 12 de setembro (sexta-feira e sábado) vai levar a música e a animação a Anadia, mais concretamente ao recinto da Feira da Vinha e do Vinho, no Vale Santo.
É ao som de Dengaz, de MC Fly (Andy Scotch) e dos DJs Carolina Torres, “Double Grooves” e “Hardboys” que a festa se vai fazer nas duas noites do evento. Mas, no segundo dia do festival, o programa tem início mais cedo, pelas 17, com aquela que é a grande novidade da edição deste ano: o festival de bandas da região. Em palco estarão “Beside Charlie”, “Destes 3”, “Filhos da Música”, “Junkie Birds”, “M’ Humble Freaks”, “The Darwins”, “The Mad Bad Family”, “The Mokes”, e “Two Pirates and a Dead Ship”, que irão dar a conhecer a nova música feita e tocada na Bairrada, numa parceria com a Rádio Província FM 100.8. As novidades estendem-se também aos habituais pontos de animação do recinto, onde, este ano, marcam presença três marcas de cerveja artesanal “made in” concelho de Anadia.
Os bilhetes já estão à venda, podendo ser adquiridos na Tesouraria da Câmara Municipal de Anadia (das 8h30 às 13h e das 14h às 16h), na Biblioteca Municipal (das 10h às 13h e das 14h às 19h) e nas Piscinas Municipais (de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h, e ao sábado, das 9h às 13h e das 15h às 20h).
No recinto do festival, as bilheteiras abrem às 20h, na sexta-feira, e às 16h30, no sábado.
O preço dos bilhetes é convidativo (dois euros), e os portadores do “Cartão Anadia Jovem” terão direito a um desconto de 50%.
O festival dá continuidade à “Festa Anadia Jovem”, realizada em setembro de 2014, e enquadra-se no conjunto de ações de apoio à juventude desenvolvidas pela Câmara Municipal de Anadia e integradas no programa “Sentir Anadia”. Mais uma vez, o evento ocorre em estreita relação com o projeto “Cartão Anadia Jovem”, e conta com o apoio de diversas empresas do concelho que também colaboram na atribuição de benefícios aos jovens mediante o uso do cartão.

Posted in Anadia, Avelãs de Cima, Cantanhede, Mealhada, Mogofores, Moita, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos0 Comentários

Câmara Municipal de Anadia reforça subsídios às Juntas de Freguesia

Câmara Municipal de Anadia reforça subsídios às Juntas de Freguesia

O executivo da Câmara Municipal de Anadia decidiu, por unanimidade, na última reunião, realizada a 29 de julho, reforçar em 139.513 euros os subsídios a atribuir às 10 Juntas de Freguesia do concelho.
O reforço financeiro agora concedido corresponde a 25% do valor do FEF (Fundo de Equilíbrio Financeiro) e é atribuído de acordo com os projetos e obras apresentados por cada uma das freguesias, e cujo investimento global ronda os 194 mil euros.
Segundo a edil Teresa Cardoso, as verbas são ser pagas em duas tranches: uma primeira parte (50%) até final da primeira quinzena de agosto e a outra metade até final do ano.
Teresa Cardoso avança ainda que a maioria das Juntas optou pela requalificação de espaços públicos, jardins e valetas.

Leia a notícia completa na edição de 13 de agosto do Jornal da Bairrada

Posted in A. da Gândara, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Mogofores, Moita, Óis do Bairro, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, V. Nova de Monsarros, Vilarinho do Bairro0 Comentários

SFImobiliaria

Blogues recomendados


Cagido

"DE MÃO EM MÃO!"
   “De mão em mão!” é um projeto promovido pela Câmara Municipal de Anadia, …


Notícias de Bustos

A. C.Arrais – Portugal na Eurocopa – 2016 (O orgulho de ser Português). MARÉ ALTA – 12.07.2016
                                                        Foi um final emocio …


Portal de Nariz

RECORTES do QUOTIDIANO – A nova etapa do Portal de Nariz
RECORTES do QUOTIDIANOPara uma Imensa Minoria… by BASTIÃO

Pergunta da semana

É assinante do Jornal da Bairrada?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com