Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Mealhada

Feira da Guerra Peninsular a decorrer nos dias 23, 24 e 25 de Setembro

O programa cultural de verão Luso3050 termina, este fim-de-semana, com a Feira da Guerra Peninsular a decorrer nos dias 23 (sexta-feira), 24 (sábado) e 25 (domingo) de setembro.

Segundo a organização, “será uma feira temática, inspirada na Batalha do Buçaco de 27 de Setembro de 1810 – em que as tropas de Napoleão saíram vencidas pelo exército anglo-luso nas encostas da serra – nas tradições da época e na importância dos monges Carmelitas no auxílio aos feridos de guerra”.

Do programa da Feira, destaca-se o concerto da Viseu Big Band, que surgiu no âmbito do Festival de Jazz de Viseu e que conta com a direção de Xosé Miguelez, um dos saxofonistas de jazz mais galardoados da península ibérica.

 cartaz_feiraguerrapeninsular

Posted in Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Sócios mais próximos da proposta da Câmara para o Cineteatro

cineteatro_pampilhosa

Os sócios do Grémio de Instrução e Recreio (GIR) viabilizaram, na generalidade, a proposta de protocolo da Câmara para o financiamento e funcionamento do Cineteatro da Pampilhosa. A Assembleia-Geral, realizada no passado dia 2 de setembro, depois da reunião de 29 de julho ter sido contestada pela direção, deixou pistas concretas para a assinatura do documento com a autarquia, abrindo possibilidade para a continuação das obras no edifício.
Em resultado das já longas negociações entre uma comissão mandatada pela associação e a Câmara da Mealhada para encontrar um texto comum para a realização de um protocolo que assegure o funcionamento do Cineteatro da Pampilhosa, o certo é que o texto acaba de ser aprovado na generalidade, com a sugestão dos sócios para pequenas alterações.
Este documento, que gerou um debate intenso, com muitas intervenções, em torno daquela questão, acabou por ser viabilizado com 21 votos a favor, 9 abstenções, sem qualquer voto contra, entendendo os sócios que esta proposta da Câmara “responde de forma favorável a duas questões decisivas e estruturantes: dota o GIR das condições financeiras necessárias à conclusão das obras de reconstrução do Cineteatro; e atribui ao GIR a responsabilidade pelo desenvolvimento das atividades de natureza sociocultural e recreativa que constituem a sua natureza, em articulação com as dinâmicas culturais da freguesia e do Município”.
Os sócios do GIR recordam que, na versão de protocolo anterior, a realização de atividades de natureza sociocultural era da exclusiva e integral responsabilidade da CMM, o que, objetivamente, impedia o Grémio de cumprir a sua natureza estatutária.
Mesmo assim, a assembleia aprovou pequenas alterações no documento, entendendo que a proposta da Câmara carece de melhorias pontuais, tendo em vista as condições da sua operatividade, especialmente na cedência daquele espaço – e nas condições dessa – para com a Câmara, no âmbito de uma política de acolhimento, abertura e desenvolvimento das iniciativas e realizações das outras associações do concelho.
Os sócios do GIR entendem que, a serem aceites estas alterações, “ficam salvaguardadas as condições mínimas para a nossa Associação poder cumprir a sua natureza estatutária e, definitivamente, poderem ser concluídas as obras de recuperação do Cineteatro da Pampilhosa”.

João Paulo Teles

Posted in Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Troféu de Solidariedade rendeu 17.070 euros para as duas corporações de Bombeiros

bombeiros_mealhada

O presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Rui Marqueiro, entregou, na penúltima quarta-feira, um donativo de 8.535 euros a cada corporação de bombeiros do concelho: Mealhada e Pampilhosa.
O valor total – 17.070 euros – resulta de donativos recolhidos junto de empresas, instituições e munícipes, sob o mote do Troféu de Solidariedade.
O jogo realizou-se no dia 24 de agosto, no Estádio Municipal Dr. Américo Couto, e colocou em campo o Futebol Clube da Pampilhosa contra uma seleção de jogadores oriundos de diversas equipas do concelho, nomeadamente do Clube Desportivo do Luso, do Centro Recreativo de Antes, do Grupo Desportivo da Mealhada e do Sport Clube Carqueijo.
Cada espetador contribuiu com 5 euros para assistir à partida (cujo resultado, de 6-0, é aqui o que menos importa…), no entanto houve muitas pessoas e empresas que entregaram donativos de maior valor.
Rui Marqueiro mostrou-se claramente satisfeito com o resultado desta ação e com a demonstração de solidariedade dos munícipes e empresas da Mealhada. “Quero agradecer em particular ao sr. vice-presidente Guilherme Duarte e ao sr. vereador José Calhoa, que se empenharam fortemente nesta ação e a todos os que contribuíram”, salientou o autarca.

Forte relação entre bombeiros e população. O presidente da direção da Associação de Bombeiros Voluntários da Mealhada, Nuno Canilho, começou por enaltecer, “mais do que o valor em si, o gesto”. “Os dias 10, 11 e 12 de agosto são dias negros para a nossa história, mas mostraram que os mealhadenses gostam dos seus bombeiros, apreciam o seu trabalho e demonstraram-no de uma maneira emocionada e comovente”, destacou.
Acrescentou que “o volume de água, leite, bolachas, carne, etc., que recebemos, bem como donativos em dinheiro, foi absolutamente fantástico”. “Ficou demonstrada a forte relação entre a população e os bombeiros”.
Nuno Canilho deixou um forte elogio ao corpo ativo de bombeiros de ambas as corporações. “Estes incêndios demonstraram que as nossas corporações estão aptas, bem equipadas e que têm um conjunto de pessoas capazes e com uma grande capacidade de abnegação.”
O presidente dos Bombeiros da Mealhada agradeceu ainda às cinco equipas do concelho que se disponibilizaram para realizar o jogo de solidariedade e adiantou que este donativo de 8.535 euros será empregue numa viatura para proteção civil (combate a incêndios).
Por sua vez, o presidente da direção da Associação dos Bombeiros Voluntários de Pampilhosa, Rogério Silva, realçou que “é nestas situações que se vê o quanto as pessoas são solidárias” e afirmou que este dinheiro será “destinado ao corpo de bombeiros”.
Oriana Pataco
oriana.b.pataco@jb.pt

Posted in Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Rui Marqueiro disponível para novo mandato

rui_marqueiro_mealhadaO atual presidente da Câmara da Mealhada, o socialista Rui Marqueiro, mostrou-se disponível para se candidatar a um novo mandato, nas autárquicas do próximo ano. O autarca, entrevistado no programa Supermanhã, da RCP FM, colocou um ponto final nas incertezas sobre o assunto, confessando: “Se me sentir bem e tiver saúde e entender que a minha presença é necessária, continuarei”.
Depois dos anteriores mandatos como presidente de Câmara e da Assembleia Municipal, reconhecendo que estas atividades mudaram o seu percurso de vida, o autarca socialista diz sentir-se em “dívida” e “naquela fase que acho que devo dar alguma coisa ao município”, ou seja “trabalhar, praticamente não sendo remunerado”, em virtude da sua situação contributiva. “A despesa que o município tem mensalmente comigo ronda apenas os 800 euros”, sustentou.
“O município teve uma influência tão decisiva na minha vida – e que também me deu algumas coisas boas, muito boas – que acho ter esta dívida para com os munícipes”, completou Rui Marqueiro.
O autarca negou a existência de qualquer tabu em relação à possível recandidatura, afirmando mesmo: “Já disse o suficiente para perceberem o que, provavelmente, irá acontecer”.  E concluiu que “se as pessoas estiverem atentas e virem o que o município vai fazer neste último ano percebem o que se vai acontecer a seguir”.
O JB pediu uma reação à presidente da concelhia da Mealhada do PS, Arminda Martins, indicando que este assunto “ainda não foi despoletado internamente, no partido”, admitindo, enquanto militante e apoiante de Marqueiro, que “é necessária essa continuidade para concluir os projetos que estão em curso” e “dificilmente haverá outro candidato com o currículo e com a experiência de Rui Marqueiro”.
A líder dos militantes socialistas da Mealhada mostrou-se cautelosa, concluindo que “enquanto presidente da concelhia, tenho que aceitar o que os militantes decidirem, até porque podem surgir outros candidatos”.
João Paulo Teles

Posted in Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Confraria do Leitão junta as “7 Maravilhas da Gastronomia” na Bairrada

Confraria do Leitão junta as “7 Maravilhas da Gastronomia” na Bairrada

Faz, no próximo dia 10 de setembro, 5 anos que o Leitão da Bairrada foi eleito (na categoria “Carne”) uma das 7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa. Como forma de celebrar a efeméride, a Confraria do Leitão da Bairrada organiza um jantar no próximo dia 10 de setembro (sábado), onde serão degustadas as 7 Maravilhas (Queijo Serra da Estrela; Alheira de Mirandela; Sardinha Assada; Caldo Verde; Arroz de Marisco; Leitão da Bairrada e Pastel de Belém) e que terá um caráter solidário: o resultado do evento será entregue a 5 IPSS’s da Bairrada – Paraíso Social de Aguada de Baixo (Águeda); Centro Social Cultural e Recreativo de Avelãs de Cima (Anadia); PRODECO – Progresso e Desenvolvimento de Covões (Cantanhede); CAPP – Centro de Assistência Paroquial da Pampilhosa (Mealhada) e Centro Social e Paroquial S. Pedro da Palhaça (Oliveira do Bairro).

O jantar realiza-se na Quinta de Santo António, na Fogueira (Sangalhos), a partir das 19h30 e tem um custo de 40 euros.

Inscrições e informações: 234 746 053 / c.g@leitaobairrada.com

Posted in Águeda, Anadia, Cantanhede, Destaque, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, Região0 Comentários

Mealhada: Comércio vai estar em festa

Mealhada: Comércio vai estar em festa

O comércio da Mealhada vai estar em festa nos próximos dias 9 e 10 de setembro, com as lojas a abrirem portas, entre as 21h e as 24h, e a surpreenderem os clientes. Nas ruas da cidade, o ambiente será de festa.
A iniciativa, organizada pela autarquia mealhadense e pela Associação Comercial e Industrial da Bairrada e Aguieira (ACIBA), com o apoio da União de Freguesias da Mealhada, Ventosa do Bairro e Antes, tem como objetivo transformar as ruas comerciais da cidade num espaço atrativo e animado, seja com música, seja com as ofertas e promoções dos próprios comerciantes. O desafio é para que estes sejam criativos e possam, desta forma, dar-se a conhecer ao consumidor, fomentando o hábito de comprar localmente.
A autarquia, com a Escolíadas – Associação sócio-cultural, que desenvolve a produção do programa “Verão é na Mealhada”, assegura a animação nos diversos núcleos comerciais. Um palco móvel, da Associação do Carnaval da Bairrada, circulará pelas ruas de comércio da Mealhada, entre as 21h e as 24h, com Dj’s e artistas a atuar ao vivo, ao ar livre. O objetivo é proporcionar uma razão acrescida ao público para visitar, nas duas referidas noites, o comércio local. Aos comerciantes cabe a dinamização dos seus espaços. Cada um deve associar-se com uma atividade diferente, surpreendendo clientes e dando a conhecer os seus produtos/serviços, as suas mais-valias e ofertas especiais. Showcookings, demonstrações de produtos, rastreios, criação de montras vivas, descontos e promoções especiais são algumas das iniciativas sugeridas.
“Este ano, com o programa ‘Verão é na Mealhada’, procurámos trazer algum dinamismo acrescido ao comércio tradicional. Nestes dois dias, os comerciantes têm uma oportunidade soberana de demonstrarem a sua criatividade e mostrarem quão empenhados estão em reagir, recusando resignar-se face às adversidades conjunturais”, sublinha Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada.
Carlos Pinheiro, presidente da ACIBA, congratula-se com a iniciativa. “Todas as ações que visem promover a interação com o público consumidor e os agentes comerciais são bem-vindas. Esta é a primeira vez que se faz algo deste género e é importante que a ação tenha continuidade no próximo ano e ganhe consistência”, refere.
Também João Santos, presidente da União de Freguesias da Mealhada, Ventosa do Bairro e Antes, destaca “o impacto positivo que a iniciativa pode trazer aos comerciantes e à freguesia”.
O “Comércio em festa” integra o programa “Verão é na Mealhada”, que decorre de julho a setembro, procurando satisfazer dois objetivos: dinamizar as ruas e estimular a adesão ao comércio tradicional e proporcionar alguns momentos lúdicos às famílias impossibilitadas de fazer férias fora.01

Posted in Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Região: “Encontro com o Vinho e Sabores” de 30 de setembro a 2 de outubro

Região: “Encontro com o Vinho e Sabores” de 30 de setembro a 2 de outubro

Setembro e outubro são meses de eleição na nossa Bairrada. É tempo de vindimas e a azáfama e euforia tomam conta dos que se dedicam a esta atividade. É tempo de celebrar, reunindo o que de melhor há na região. Para dar corpo a esta máxima, realiza-se pelo quarto ano consecutivo o “Encontro com o Vinho e Sabores Bairrada” (EVSB), um evento que promove os néctares e a gastronomia, mas também a oferta turística.
O evento realiza-se de 30 de setembro a 2 de outubro no Velódromo Nacional – Centro de Alto Rendimento de Sangalhos, numa organização conjunta da Comissão Vitivinícola da Bairrada, do Município de Anadia e do Turismo do Centro de Portugal, com produção da Revista de Vinhos e apoio da Rota da Bairrada, Instituto da Vinha e do Vinho, ViniPortugal, entre outras entidades.

Mesmo formato. O sucesso das edições anteriores dita que o formato se mantenha: feira de vinhos e sabores ao longo dos três dias do evento, três provas de vinhos comentadas por críticos da Revista de Vinhos (uma por dia), dois jantares temáticos e a edição de 2016 do “Concurso de Vinhos e Espumantes Bairrada”.
“Bairrada – Três Vindimas de Excelência: 1991, 2001 e 2011” dá mote à tão entusiasta e marcante prova com que Luís Ramos Lopes, crítico de vinhos e director editorial da Revista de Vinhos, vai brindar aos enófilos que se inscreverem na prova que vai ter lugar no sábado, no Museu do Vinho Bairrada.
A primeira prova acontece na sexta-feira; com o nome “Bairrada Blend”, comporta vinhos brancos e tintos que misturam castas clássicas com outras menos tradicionais, mantendo o forte caráter da região. A de domingo é dedicada aos “Espumantes de Baga”, onde se incluem os novos Baga@Bairrada.
Tendo como palco o restaurante do espaço onde se realiza o EVSB, o leitão da Bairrada volta a ser rei à mesa do jantar temático “Sabores da Terra”, que este ano vai ser servido pela equipa da Nova Casa dos Leitões. No sábado, o bacalhau dá mote ao jantar “Sabores do Mar”, sendo confecionado com a mestria criativa da cozinha do Salpoente.
A entrada no evento é livre, sendo que, para as provas, é necessário adquirir um copo e bolsa, por 3 euros (2 euros a quem apresente convite devidamente preenchido). As Provas Comentadas ficam por 10 euros sexta-feira e domingo; e 20 euros para a de sábado.
O preço dos Jantares Temáticos é de 35 euros, com vinhos incluídos.
O Encontro com o Vinho e Sabores abre às 17h na sexta-feira e encerra às 22h; sábado, das 15h às 22h, e domingo, entre as 15h e as 20h.

PROGRAMA
Sexta-feira, 30 set.
17h – Inauguração
18h – Prova “Bairrada Blend”, por crítico de vinhos da Revista de Vinhos
19h30 – Entrega de Prémios do ‘Concurso de Vinhos e Espumantes Bairrada 2016’
20h – Jantar Temático “Sabores da Terra”, por Nova Casa dos Leitões (no restaurante do EVSB)
22h – Encerramento
Sábado, 1 out.
15h – Abertura
18h – Prova “Bairrada – Três Vindimas de Excelência: 1991, 2001 e 2011, por Luís Lopes (no Museu do Vinho Bairrada)
20h – Jantar Temático “Sabores do Mar”, por Salpoente (no restaurante do EVSB)
22h – Encerramento
Domingo, 2 out.
15h – Abertura da Feira
15h30 – Prova “Espumantes de Baga”, por crítico de vinhos da Revista de Vinhos
20h – Encerramento do EVSB

Encontro com o Vinho e Sabores: já vai na 4.ª edição

O “Encontro com o Vinho e Sabores Bairrada” teve a sua primeira edição em 2013.
A iniciativa surgiu de uma vontade conjunta de promover o que de melhor a região tem, capitalizando para (re)afirmar a identidade Bairrada através da promoção dos seus produtos mais emblemáticos, como sejam os vinhos e espumantes Bairrada – com certificação de Denominação de Origem –, mas também a sua gastronomia ímpar, com destaque para o leitão da Bairrada, o pão da Mealhada e a sua riquíssima doçaria regional: ovos moles de Aveiro, Amores da Curia, queijadas de Águeda, Folar de Vale de Ílhavo, entre outras iguarias.
Este é um evento capaz de atrair milhares de visitantes e que pretende valorizar a imagem da região numa oferta turística integrada onde as valências de enoturismo, do turismo termal, hotelaria e restauração constituem um fator dinamizador.

Posted in Águeda, Anadia, Cantanhede, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, Vagos0 Comentários

Luso: VIII Equilibr@-te® com grande adesão e repleto de emoções

Luso: VIII Equilibr@-te® com grande adesão e repleto de emoções

O VIII Fim-de-semana Equilibr@-te® foi mais um marco para a Associação CADES – Cooperação Artística, Desportiva, Educativa e Social, que promoveu o evento através do Núcleo de Fitness/Desporto em parceria com o Grande Hotel de Luso, que viu os seus espaços cheios de energia e bem-estar durante três dias – 26, 27 e 28 de agosto –, levando todos os participantes a regressar de alma cheia a casa, ficando cumprido o objetivo do evento.
“Nesta edição, sentimo-nos repletos de emoções fortes e verdadeiras.
A Comissão Organizadora do Evento, representante de todos os elementos da Direção sente uma realização total, visto que a maioria dos participantes fizeram questão de se despedirem com um abraço forte, muito genuíno e com um agradecimento cristalizado pelas emoções e sensações que levaram do fim-de-semana” “Esta é a melhor avaliação que podemos fazer do evento, sendo um dos indicadores de avaliação mais relevante o nível de felicidade com que o participante sai do evento. E esse foi indubitavelmente atingido”.
Com uma envolvente verde e fresca, com a Mata Nacional do Buçaco como pano de fundo e que certamente contribuiu para as experiências vivenciadas por cada participante, as atividades tiveram 50 participantes. Desde sexta-feira, com a aula de Dança HappyBodY, pela Presidente da Direção, como na AquaZumba by Night, na piscina interior do hotel.
No sábado, dia 27, a prática de Yoga com Paulo Resende e Diana Duarte, encheu não havendo mais espaço na sala. Já os ritmos da Dança Contemporânea com Inês Afflalo encheu os participantes de energia para continuar nas aulas seguintes. Com o BumBum Brasil, de Inês Marques, para quem o fim-de-semana “foi maravilhoso, super divertido, com uma organização excelente e participantes alegres e felizes”, todos os participantes deram o máximo.
Ao mesmo tempo Débora Abreu deu uma aula de AquaZumba Sénior dedicada aos alunos da Universidade Sénior CADES que se fizeram representar com um número significativo de inscrições disfrutando deste fim-de-semana com toda a sua boa disposição e energia.” Obrigada pelo convite, foi maravilhoso” foi a frase que mais ouvimos dos nossos Séniores que saíram muito felizes por ter participado no VIII Equilibr@-te.
Yoga do Riso com Jörg Helms e Joanne Helms foi mais um momento alto desta edição. Uma aula repleta de emoções e muitos sorrisos. Pedro Borralho com Jive/Salsa, ao som de ritmos latinos e com sala cheia divertiu todos os participantes. Houve ainda tempo para Stretching com Marisol Domingues e Kuduro com Fábio Januário para fechar a tarde em grande estilo.
Já no domingo, dia 29 de agosto, os jardins do Grande Hotel de Luso receberam a energia do QiGong: Sistemas Zhan Zuang Shibashi e Wu Qin Xi com Luís Carlos Matos, Bootcamp com Serafim Ventura e a terminar, uma aula de Biodanza® SRT.
A NaturalMed marcou presença com os seus técnicos, trazendo ao evento a possibilidade de os participantes usufruírem da Acupuntura por Paula Gradim e Rita Pinheiro, Osteopatia por Rita Fernandes e Massagem de Relaxamento por Paulo Leal. O Espaço ZEN foi mais uma novidade do VIII Equilibr@-te que deixou os nossos participantes muito relaxados.
A oitava edição do evento só foi possível graças ao apoio dos parceiros Junta de Freguesia de Luso e Sociedade Água de Luso. Quanto à organização ficou a cargo da CADES e do Grande Hotel de Luso.

Posted in Mealhada0 Comentários

Piscinas Municipais da Mealhada iniciam nova época desportiva

Piscinas Municipais da Mealhada iniciam nova época desportiva

As Piscinas Municipais da Mealhada iniciam no dia 1 de setembro, a nova época desportiva. Para este início, a novidade é a existência de mais um horário diário para hidroginástica.

As Piscinas Municipais da Mealhada reabrem após a interrupção para manutenção e higienização. A nova época mantém as atividades da anterior (natação, natação para bebés, natação para grávidas, hidroginástica e regime livre) e acrescenta um novo horário diário para hidroginástica. Mantém o horário das 19h15 mas abre também aula às 18h30 por forma a corresponder à grande procura desta modalidade.

As inscrições podem ser feitas a partir do dia 1, nas Piscinas, necessitando o utente de se fazer acompanhar de uma fotografia, número de contribuinte e endereço de e-mail, e de um documento de identificação (BI, CC ou registo de nascimento).

Posted in Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Fundação Mata do Buçaco agradece ajudas durante os incêndios

“A Fundação Mata do Buçaco (FMB) vem publicamente agradecer, ainda que correndo o risco de involuntariamente se esquecer de alguém, a incansável ajuda e o apoio incondicional de uma série de pessoas e instituições que se revelaram cruciais para evitar a entrada das chamas na Mata Nacional do Buçaco aquando dos recentes incêndios que fustigaram os concelhos da Mealhada, Mortágua e Anadia, todos eles nas imediações da nossa floresta pública.

O presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Rui Marqueiro, todo o seu Executivo e colaboradores autárquicos foram de uma importância vital. Os profissionais do ICNF-Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (Rui Almeida, Rui Melo, Rui Rosmaninho, Inês Lopes e todos os sapadores) não largaram o terreno em alerta permanente, dia e noite, revelando-se fundamentais no ataque de primeira linha a alguns focos de incêndio na floresta que rodeia o Buçaco. O presidente da Direção dos Bombeiros Voluntários da Mealhada, Nuno Canilho, os 1.º e 2.º comandantes da corporação e todo o corpo ativo estiveram sempre atentos ao Buçaco e extremamente empenhados em evitar o aproximar das chamas. Os presidentes das câmaras de Mortágua e de Anadia demonstraram uma atitude solidária em várias ocasiões, o mesmo acontecendo com os presidentes dos municípios de Penacova e de Soure e com o presidente da CIM da Região de Coimbra. O presidente da Junta de Freguesia de Luso, Claudemiro Semedo, o seu Executivo e demais colaboradores nunca regatearam esforços, mostrando um espírito de sacrifício incrível. Os 2.ºs CODIS (Comando Operacional Distrital de Operações de Socorro) de Aveiro e de Coimbra, Pinheiro Duarte e António Oliveira, respetivamente, foram uma peça fundamental, ainda que muitas vezes silenciosa e discreta, para evitar a entrada de chamas na nossa Mata Nacional. A comandante do posto de comando avançado da Moita e comandante dos Bombeiros Voluntários de Anadia foi também uma profissional importante. Os colaboradores da FMB foram fantásticos, dedicando horas e horas a fio à proteção da Mata Nacional do Buçaco, dia e noite, roubando tempo imenso ao descanso pessoal e às suas famílias, apenas e só por uma nobre causa de interesse público: proteger a nossa floresta.

Obrigado a todos e a cada um de vós que, de uma ou outra forma, emprestaram a vossa atenção, durante o flagelo dos fogos florestais na Mealhada, à proteção do Buçaco, culminando este esforço conjunto na total preservação deste pulmão ambiental, que felizmente permanece intacto.”

 

O presidente da Fundação Mata do Buçaco,

António Gravato

 

Posted in Mealhada, Por Terras da Bairrada0 Comentários

SFImobiliaria

Pergunta da semana

É assinante do Jornal da Bairrada?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com