Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Bustos

250 já se manifestaram contra a mudança da “biblioteca”

Centenas de pessoas já subscreveram um abaixo-assinado insurgindo-se contra a transferência do Polo de Leitura de Bustos, que funciona no Palacete, para o Polo Escolar, recentemente construído, no Sobreiro. Em menos de 48h, foram recolhidas mais de duas centenas e meia de assinaturas. Os autores esperam que a população de Bustos adira, massivamente, como forma de suspender a decisão do executivo camarário. Nomes ligados ao PSD concelhio, como Manuel Nunes (presidente da Assembleia Municipal) e Álvaro Ferreira (presidente da JSD) já assinaram o documento. Mas esta “luta” da população de Bustos é transversal a toda a sociedade. Óscar Aires dos Santos e Fernando Luzio são outros “ilustres” que também assinaram o abaixo-assinado, que será entregue antes do dia 19 de junho, data da realização da próxima Assembleia Municipal.
Alberto Zenha Martins, presidente do Núcleo do PSD de Bustos, promotor do abaixo-assinado, disse tratar-se de um ato de cidadania que é transversal a toda a população de Bustos, onde todas as assinaturas têm o mesmo valor.

Segurança. No abaixo-assinado, os subscritores repudiam a decisão assumida pelo executivo da Câmara Municipal, de transferir a antiga Biblioteca fixa n.º26 da Fundação Calouste Gulbenkian, a primeira do concelho, inaugurada no ano de 1961, para o novo Polo Escolar, no Sobreiro, considerando que “é um espaço que só deve ser utilizado pela comunidade educativa, por motivos de segurança; uma Biblioteca/Polo de Leitura e uma Biblioteca Escolar têm valências diferentes. Devem fazer partilha de recursos, mas não funcionar no mesmo espaço; o local adequado para instalar a antiga Biblioteca, atendendo à centralidade e às diversas sinergias que poderão ser desenvolvidas no espaço envolvente, é a antiga Escola Básica”.
Na justificação para este abaixo-assinado, argumenta-se ainda que “o Polo de Leitura da Palhaça funciona num imóvel com as mesmas características e a existência, ou não, de pareceres técnicos, não impediu que para lá fosse transferido ou lá se mantenha”. Daí que os subscritores solicitem que “o executivo da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro requalifique a antiga Escola Básica de Bustos e transfira para lá a antiga Biblioteca fixa N.º 26, da Fundação Calouste Gulbenkian, inaugurada no ano de 1961, por iniciativa dos bustoenses”.
Recorde-se que, na semana passada, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, incitado pelo JB a explicar o que levou a esta mudança, remeteu-nos para uma posição coletiva dos vereadores, subscrita em nome do executivo, justificando que “a decisão de transferência foi tomada face aos problemas estruturais e de acessibilidade para todos os cidadãos que o atual espaço apresenta”. “Os bustoenses merecem melhores condições para o seu Polo de Leitura e foi precisamente por essa razão que procurámos um novo espaço que tivesse todas as condições necessárias para essa função, com a dignidade que um equipamento deste género exige”, esclarece o executivo.

Tudo na mesma. Esta semana, Mário João Oliveira, confrontado com o descontentamento e com o elevado número de assinaturas já recolhidas, já fez saber que não tem nada a acrescentar em relação ao que foi dito na semana passada.

Posted in Bustos, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Água no município é das mais caras do país e não tem tarifa social

preco-agua-anadia-oliveira-do-bairro

O município de Oliveira do Bairro é acusado pela Associação de Defesa do Consumidor (Deco) de praticar a tarifa mais elevada da água e ainda de não aplicar um tarifário social. A Deco explica que Oliveira do Bairro faz parte de um lote de dez municípios, a nível nacional, que aplica as tarifas mais elevadas.
Segundo a Deco, “a simulação do valor para um consumo de 120 metros cúbicos anuais, em Oliveira do Bairro, é de 350,95 euros. Em contrapartida para Anadia, é de 167,64 euros.
De acordo com a Deco, que cita os resultados de um estudo publicado na revista Proteste, “de norte a sul e do litoral para o interior, os tarifários continuam a pautar-se pela desigualdade”.
O estudo da Proteste analisou cerca de 450 tarifários aplicados ao consumidor final, em 150 municípios, incluindo as tarifas de abastecimento, saneamento e resíduos sólidos urbanos em abril de 2015.
“Entre os 10 municípios com fatura mais alta, seis são do distrito do Porto”, adianta a Deco, que dá o exemplo de Santo Tirso e da Trofa, onde se paga respetivamente 431,23 euros e 492,91 euros, por um consumo de 120 metros cúbicos anuais para os três serviços. Em contrapartida, segundo a associação, Barrancos regista uma fatura de 76,50 euros.
“Passados seis anos sobre a recomendação da Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos nesta matéria, existem ainda muitas entidades gestoras que não a cumprem”, avisa a associação.
Por outro lado, uma vez que se espera a aprovação da agregação dos sistemas multimunicipais em alta (captação e tratamento assegurados pelas entidades gestoras), a Deco acrescenta que “encara com apreensão o efeito no preço final dos serviços de água e saneamento”.
Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Bustos, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Bustos abre portas à Feira Republicana

A vila de Bustos vai estar em festa este fim de semana. Sexta, dia 5; sábado dia 6 e domingo, dia 7 de junho, a freguesia recebe a “Feira Republicana” – uma recriação histórica à época da Primeira República, que contará com diversas atividades e animações, para além de 16 tasquinhas exploradas por associações do concelho.
A iniciativa, da responsabilidade da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro e implementada pela Companhia de Teatro – Laboratório de Recriação Histórica Viv’Arte, em parceria com a União das Freguesias de Bustos, Troviscal e Mamarrosa e com várias entidades e associações concelhias, vai ter lugar no Largo do Sobreiro, Bustos, com início marcado para as 18h de sexta-feira, dia 5 de junho.
A programação da Feira Republicana foi elaborada com o objetivo de oferecer aos visitantes uma espontânea e constante animação, que os transporte para uma época de grande importância histórica, não só nacional mas também local, através da recriação do quotidiano do início do Séc. XX.
A escolha da época que serve de tema para a “Feira Republicana” foi efetuada a partir de um estudo histórico realizado ao território da União de Freguesias de Bustos, Troviscal e Mamarrosa, sendo definida a “Primeira República” como o período a ser recriado e, ao mesmo tempo, a ser estudado e “trabalhado” nas escolas da União.

Programa
Dia 5 (sexta-feira)
18h – Inauguração e abertura da Feira
19h – Desfile de Soldados pelas ruas; Convocação de moços para o Serviço Militar
23h – O Tesouro da República – Espetáculo de malabares de fogo
24h – Encerramento da Feira

Dia 6 (sábado)
12h – Abertura da Feira
15h – Desfile de soldados do corpo expedicionário português
17h – Partida dos soldados do concelho para a Grande Guerra
18h – Atuação da Banda Filarmónica da Mamarrosa
19h – A Expulsão dos Pimentas
20h – Danças e desgarradas ao gosto popular
21h – A Excomunhão da “Banda Escolar do Troviscal”
23h – O Baile da Paróquia, com a “Banda Escolar do Troviscal” – UFT
24h – Encerramento da Feira

Dia 7 (domingo)
12h – Abertura da Feira
15h – Arruada e Comício Republicano no Troviscal
16h – Danças e cantares da região
17h – Jogo de Futebol – “Solteiros” contra “Mal Casados”
19h – Desavenças Republicanas – Sova ao Padre da Mamarrosa
20h- Os Aportes Exóticos do Ultramar / Danças e Músicas
22h – O Levantamento da Interdição à “Banda Escolar do Troviscal”
23h – Encerramento da Feira

Posted in Bustos, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Bustos recebe em junho a Feira Republicana

A vila de Bustos vai receber nos próximos dias 5, 6 e 7 de junho a “Feira Republicana”, uma recriação histórica à época da Primeira República, que contará com diversas atividades e animações, para além de 16 tasquinhas exploradas por associações do concelho.
A iniciativa, da responsabilidade da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro e implementada pela Companhia de Teatro – Laboratório de Recriação Histórica Viv’Arte, em parceria com a União das Freguesias de Bustos, Troviscal e Mamarrosa e com várias entidades e associações concelhias, vai ter lugar no Largo do Sobreiro, Bustos, com início marcado para as 18h do dia 5 de junho.
A programação da Feira Republicana foi elaborada com o objetivo de oferecer aos visitantes uma espontânea e constante animação, que os transporte para uma época de grande importância histórica, não só nacional mas também local, através da recriação do quotidiano do início do Séc. XX.

Estudo. A escolha da época que serve de tema para a “Feira Republicana” foi efetuada a partir de um estudo histórico realizado ao território da União de Freguesias de Bustos, Troviscal e Mamarrosa, sendo definida a “Primeira República” como o período a ser recriado e, ao mesmo tempo, a ser estudado e “trabalhado” nas escolas da União. O mesmo aconteceu com a definição da Feira Barroca, que será realizada no próximo ano na Freguesia de Oiã, e com o Festival de Teatro e Artes Performativas, a realizar na freguesia da Palhaça em 2017.
De referir que Oliveira do Bairro terá anualmente uma recriação histórica, que fará parte das Festas da Cidade, a realizar em setembro, integrando as tradicionais comemorações em honra de S. Miguel. Com estes eventos, colocados em prática pela Viv’Arte, em estreita ligação com as comunidades escolar e associativa de cada freguesia, o Município cumpre assim o objetivo de favorecer a democratização e decentralização das artes e da cultura portuguesa, e de toda a pedagogia associada a estes dois denominadores, assumindo-os enquanto “forma de participação e expressão da população como eixos de cidadania”.

Programa:
Dia 5 (sexta-feira)
18h – Inauguração e abertura da Feira
19h – Desfile de Soldados pelas ruas. Convocação de moços para o Serviço Militar
23h – O Tesouro da República – Espetáculo de malabares de fogo
24h – Encerramento da Feira
Dia 6 (sábado)
12h – Abertura da Feira
15h – Desfile de soldados do corpo expedicionário português
17h – Partida dos soldados do concelho para a Grande Guerra
18h – Atuação da Banda Filarmónica da Mamarrosa
19h – A Expulsão dos Pimentas
20h – Danças e desgarradas ao gosto popular
21h – A Excomunhão da “Banda Escolar do Troviscal”
23h – O Baile da Paróquia, com a “Banda Escolar do Troviscal” – UFT
24h – Encerramento da Feira
Dia 7 (domingo)
12h – Abertura da Feira
15h – Arruada e Comício Republicano no Troviscal
16h – Danças e cantares da região
17h – Jogo de Futebol – “Solteiros” contra “Mal Casados”
19h – Desavenças Republicanas – Sova ao Padre da Mamarrosa
20h- Os Aportes Exóticos do Ultramar / Danças e Músicas
22h – O Levantamento da Interdição à “Banda Escolar do Troviscal”
23h – Encerramento da Feira

Posted in Bustos, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Núcleo da JSD da União de Freguesias entrega donativos

O Núcleo da JSD da União de Freguesias de Bustos, Troviscal e Mamarrosa entregou, no passado sábado, dia 3 de janeiro, na Loja Social de Bustos, os donativos recebidos a partir da campanha “Ajuda-nos a ajudar”. Esta iniciativa decorreu desde o dia 29 de novembro, tendo o intuito de recolher brinquedos, pijamas, roupas e lençóis de inverno para colmatar algumas das necessidades transmitidas pelas voluntárias que gerem a Loja Social.
Susana Nunes, presidente do Núcleo da JSD, congratula-se pela iniciativa, referindo que “o Núcleo da JSD está disponível para ajudar em todas as iniciativas de cariz solidário, de forma a contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas”, enquanto que Álvaro Ferreira, presidente da Concelhia da JSD, enaltece a iniciativa e destaca o “forte e o importante papel que as voluntárias que gerem a Loja Social de Bustos têm no seio das famílias mais carenciadas de Bustos”.

Posted in Bustos, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Palacete de Bustos continua a degradar-se

Armando Humberto, deputado do PS, à semelhança do que já tinha sido feito pela deputada do PSD, Susana Nunes (em março deste ano), alertou para o elevado estado de degradação em que se encontram o Palacete e o antigo Cineteatro de Bustos. “Estes são dois edifícios com grande significado para as gentes de Bustos, mas também para as gentes do concelho. Aquando da reunião que a Comissão Permanente teve com a Assembleia e com a Junta da União, este sentimento ficou bem vincado. E de facto, dá dó ver o estado de degradação destes dois edifícios numa zona nobre e central de Bustos”, acrescentou Armando Humberto. “O tempo passa e nada se faz, nenhuma solução se encontra e parece que ambos estão condenados à ruína”, sublinhou o deputado do PS, questionando se a Câmara tem procurado dialogar com os proprietários ou se deixou simplesmente de ser uma preocupação da autarquia”.
Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Bustos, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Núcleo da JSD da União de Freguesias toma posse

O Núcleo da JSD da União de Freguesias de Bustos, Troviscal e da Mamarrosa, tomou posse, no passado sábado, dia 29 de novembro, na sede do PSD, em Bustos.
A equipa, liderada por Susana Nunes (na foto), na Comissão Política, e por Mónica Santos, na Mesa do Plenário, é composta por Nilson Martins, Raquel Caetano, Jennifer Cruz e António Soares (Mesa do Plenário) e João Ferreira, Íris Neves, Bruno Ferreira, Nuno Gonçalves, Miguel Santos, Gonçalo Espadilha, Karina Pinho, Daniel Pereira, Tiago Martins, Liliana Tribuna, Fernando Espadilha, Ricardo Regalado, Luís Barreiro, Liliana Santos e Pedro Santos (Comissão Política).
O ato de tomada de posse desenrolou-se num ambiente intimista e cultural, onde se assistiu a momentos de dança, música e declamação de poesia por parte de vários jovens da União de Freguesias.
O evento contou com a presença de várias pessoas, destacando-se os órgãos autárquicos locais e concelhios, bem como da concelhia da JSD e do PSD de Oliveira do Bairro e de outras concelhias da JSD do distrito de Aveiro.
Todos deram uma palavra de força e de enorme sucesso ao Núcleo liderado por Susana Nunes.
Na ocasião, a presidente da Comissão Política salientou que “a maneira como foi organizada esta tomada de posse diz muito de como vai ser a nossa postura ao longo do mandato, criando uma nova forma de estar e de apresentar a política aos jovens, aproximando-os assim à causa pública”.
Para além do evento da tomada de posse, o Núcleo iniciou uma campanha de recolha de brinquedos, pijamas, roupas e lençóis de inverno para entregar à Loja Social de Bustos. Esta campanha vai durar até ao próximo dia 18 de dezembro, estando a sede do PSD de Bustos disponível para receber as contribuições da população.

Posted in Bustos, Mamarrosa, Por Terras da Bairrada, Troviscal0 Comentários

Extinto processo judicial contra a empresa Labicer

O coletivo de juízes que conduz o julgamento do processo principal do caso BPN declarou extinto o processo criminal contra a Labicer, depois de o tribunal de Aveiro ter declarado a empresa de cerâmica insolvente e a sua liquidação.
A Labicer era acusada pelo Ministério Público do crime de fraude fiscal, mas deixou de existir como empresa, após o seu saneamento por transmissão de ativos ordenado pelo juiz de insolvência competente, pelo que a extinção do processo criminal que recaía sobre a mesma foi inevitável.

Posted in Bustos, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

O.Bairro: Premiados o mérito, a disciplina, a dedicação e a vontade de 16 alunos do concelho

O.Bairro: Premiados o mérito, a disciplina, a dedicação e a vontade de 16 alunos do concelho

O Quartel das Artes Dr. Alípio Sol serviu de palco, pela primeira vez, a mais uma edição dos Prémios Escolares Jornal da Bairrada 2013/2014, desta feita a 11.ª. E tão importante e significativo evento não poderia ter sido acolhido em melhor local. Este novo espaço vocacionado para a cultura e para as artes, único na região e recentemente inaugurado, foi assim, na tarde da última sexta-feira, dia 10, também a casa da Educação, recebendo a comunidade educativa oliveirense, que viu ser premiado “o mérito, a disciplina, a força de vontade, o dever cumprido e o exemplo”, como destacou, no momento de abertura do evento, Oriana Pataco, diretora do Jornal da Bairrada.

Lamentável ausência da tutela. A responsável deste semanário regional não deixou de lamentar que, pela primeira vez, em 11 anos, não tenha marcado presença na cerimónia um representante do poder central.
De facto, os Prémios Escolares já foram, no passado, presididos – dada a sua importância e significado – por Isabel Alçada (2010) e Nuno Crato (2008), altura em que era presidente da Associação Portuguesa de Matemática. “Hoje, muito nos honraria recebê-lo enquanto ministro da Educação, convite que vimos reiteradamente fazendo, desde que iniciou funções em 2011. Três anos volvidos, ainda não foi possível, sendo que este ano, não está sequer presente um Secretário de Estado nem mesmo um representante da DGEstE – Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares”, diria a diretora do Jornal da Bairrada em jeito de desabafo.
Na presença de Manuel Nunes e Mário João Oliveira, respetivamente presidentes da Assembleia Municipal e da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, de Joana Abrantes, neta do Comendador Almeida Roque (presente em sua representação) e do orador convidado, (Professor Doutor) Carlos Fiolhais, Oriana Pataco destacou ainda a importância do prémio que este ano “fica na história do Jornal da Bairrada”, não só porque este semanário foi, no decorrer deste ano, reconhecido com o Prémio Gazeta (galardão de maior prestígio na área da comunicação social), mas porque esta 11.ª edição distribuiu 5 mil euros pelos 16 melhores alunos de Português e de Matemática, do 9.º e 12.º anos, dos estabelecimentos de ensino do concelho de Oliveira do Bairro (Escola Secundária de Oliveira do Bairro, EB 2/3 Dr. Fernando Peixinho de Oiã e Instituto de Promoção Social de Bustos). Uma atribuição possível graças àquele que é o mais importante mecenas da região, o Comendador Almeida Roque que, ano após ano, tem acarinhado e apadrinhado a cerimónia. Pena que em dia de festa e numa tarde em que tantos alunos não têm aulas no concelho, os estabelecimentos de ensino local não tenham ainda conseguido despertar aos alunos interesse por esta cerimónia. Poderiam, com a sua presença, dar um outro brilho à entrega de prémios, assim como mostrar que estão ao lado dos colegas e companheiros de estudo numa hora tão importante para os premiados, que são também um exemplo para os seus pares, ao nível do comportamento moral e cívico.

Um exemplo para os jovens. Na ocasião e perante a plateia, que integrou alunos premiados, pais e familiares e alguns docentes, Manuel Nunes frisou que esta é já uma data marcante e histórica no concelho, “que distingue o mérito, a dedicação e o trabalho dos jovens do concelho ao longo de cada ano escolar” e salientou a importância de demonstrar e deixar exemplo do que cada um pode fazer no ensino e na educação. Por isso, é seu entendimento que “devemos, enquanto comunidade local, continuar a privilegiar este tipo de iniciativas que promovam o mérito. Temos de ser capazes de transmitir aos jovens que o bom pode surgir no futuro, e ser alicerçado nas premissas do trabalho, da dedicação e do empenho em prol da aquisição de mais conhecimento.” Ao JB agradeceria ainda por manter viva esta iniciativa, mas também por estar a ter, uma vez mais, uma intervenção decisiva na qualidade dos oliveirenses que se continuam a destacar no país e no mundo. “Jovens, continuem nesse rumo pois é ele que vos vai levar ao ponto mais alto a que podem aspirar, neste futuro cada vez mais exigente e difícil”, concluiria.

Divertida aula de Física. Carlos Fiolhais, professor catedrático no Departamento de Física da Universidade de Coimbra, deu uma brevíssima aula sobre física, ou melhor dizendo, sobre a relação da eletricidade com o magnetismo (séculos XVIII e XIX) .
“Se hoje somos o que somos, é porque no passado houve outros que contribuíram para isso”, disse salientando que “o avanço científico teve consequências enormes e mudou a vida de todos”, e hoje somos beneficiários da tecnologia do passado que envolveu a criatividade e o esforço humano.
O tema apresentado, “O casamento da eletricidade com o magnetismo: das pernas de rã de Galvani à rádio de Marconi”, permitiu à plateia ficar com uma noção da evolução da eletricidade e a sua relação com o magnetismo.
De uma forma lúdica, desfiou o nome de vários cientistas que marcaram esta evolução: Luigi Galvani, Alessandro Volta, Hans Oersted, Faraday, James Maxwell, Thomas Edison, Heinrich Hertz, Guglielmo Marconi e ainda Albert Einstein.

“Apostar na Educação é sempre uma aposta vencedora”. A encerrar, o autarca Mário João Oliveira recordou o grande pilar e aposta do município na Educação, aplaudindo as iniciativas realizadas neste âmbito, com especial enfoque para o apoio do Comendador Almeida Roque, que “tanto tem feito por este município.” E ciente de que, ao premiar-se o mérito se nivela por cima, defendeu que ninguém pode ficar indiferente, sobretudo neste concelho que tem “excelentes estabelecimentos de ensino, diretores de escolas muito bons e ótimos profissionais a lecionar”, que “moldam, são exemplo e orgulho para muitos alunos”. Para o autarca oliveirense, tal esforço e dedicação de todos “está à vista”, apontando para o grupo de jovens excecionais acabados de premiar: “apostar na Educação é sempre uma aposta vencedora para uma autarquia”. Deixou ainda uma palavra de reconhecimento aos pais “pelo empenho e dedicação”, mas também pelo facto de alguns estarem agora a materializar nos filhos, com satisfação e orgulho, a formação a que não conseguiram aceder.
Durante a cerimónia subiram ao palco, para dois apontamentos culturais, alunos do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Bairro, que frequentam o ensino articulado na Escola de Artes da Bairrada (Beatriz Direito e Ana Pereira) e um grupo de alunos do IPSB (António Diogo; Marta Cruz; Beatriz Lourenço; Cláudia Guedes e Gustavo Ferreira).

Premiados

9.º ano

Escola Secundária de Oliveira do Bairro

1.º Beatriz Correia Rodrigues – 300 euros (Português/Matemática)

2.º José Bernardo da Silva Belo Zeferino – 200 euros (Português/Matemática)

3.º Ana Margarida Nunes Araújo – 125 euros (Português/Matemática)

3.º Inês Seabra Ferreira – 125 euros (Português/Matemática)

EB 2/3 Dr. Fernando Peixinho – Oiã

1.º Milene Martins Marques – 300 euros (Português/Matemática)

2.º Márcia Jesus Pires – 200 euros (Português/Matemática)

3.º Bruno Miguel da Silva Henriques – 125 euros (Português/Matemática)

IPSB

1.º João Pedro Vieira Pinhal – 300 euros (Português/Matemática)

2.º Henrique Rafael Freitas Tavares – 200 euros (Português/Matemática)

3.º Francisca Maniés Henriques Silva – 125 euros (Português/Matemática)

12.º ano

Escola Secundária de Oliveira do Bairro

1.º Elodie Morais Oliveira – 500 euros (Matemática)

2.º Andreia Filipa Campos dos Santos – 500 euros (Português)

IPSB

1.º Ana Gaio Pereira – 500 euros (Matemática)

1.º Sara Vanessa Mota Vida – 500 euros (Matemática)

1.º Roberto Silva Carvalho – 500 euros (Matemática)

1.º Marta Miguel Costa Abrantes – 500 euros (Português)

Catarina Cerca

Posted in Bustos, Destaque, Mamarrosa, Oiã, Oliveira do Bairro, Palhaça, Por Terras da Bairrada, Região, Troviscal0 Comentários

Stock off traz comércio para a rua em Bustos

Numa altura em que muito se fala de crise no comércio tradicional e na dificuldade nas vendas, um grupo de comerciantes da União de Freguesias Bustos, Troviscal e Mamarrosa, deu as mãos para em conjunto dinamizar as suas atividades.
Com dois objetivos bem definidos, permitir a venda de artigos em stock e ao mesmo tempo criar uma dinâmica própria que possa contribuir para atrair novos clientes aos estabelecimentos, os comerciantes pretendem responder em conjunto às dificuldades sentidas por cada um.
Surge assim, com o apoio das autoridades locais (CMOB e JUF) o “Stock Off – União BTM”, que nos próximos dias 11 e 12 de outubro (sábado e domingo) vai trazer o Comércio para a Rua – no caso para o Jardim do Sobreiro em Bustos.
O “Stock Off” é para os comerciantes que têm “porta” aberta e se encontram na área territorial da União de Freguesias, juntando atividades tão diversas como vestuário, casa e lar, drogaria, cosmética, bijutaria, floristas, ortopedia, óptica/oculista, etc., num misto de venda a preço baixo e promoção comercial.
Também as pastelarias do Sobreiro se associaram ao evento e vão participar, com a “Promoção Stock Off” ao longo de todo o fim de semana.
A animação do evento, que no decurso dos dois dias, contará com espetáculos de dança, atuações musicais, animação de rua e até uma aula de ginástica no domingo de manhã, é assegurada por diversos grupos da União de Freguesias, que se associaram aos comerciantes por forma a projetar a força da União.
Com apoio dos Supermercados “Paradi”, “Ponto Fresco” e “Talho das Quintas”, será efetuado um sorteio no domingo à tarde.
O presidente da Junta da União, Duarte Novo, refere ter recebido a notícia desta iniciativa “com entusiasmo”. “Sentimos com regozijo a capacidade dos comerciantes se organizarem e a abertura para solicitarem o apoio da sua Junta, para todos em conjunto enfrentarmos as dificuldades, encontrando soluções para os problemas que são comuns.” Por outro lado, Duarte Novo reconhece que “o comércio e serviços são setores com forte implementação na União de Freguesias, assegurando a estabilidade de emprego”.
Referiu ainda que “não seria possível montar toda a estrutura do evento sem o envolvimento da Câmara Municipal e dos seus técnicos”, que agradeceu.
A organização não descurou as redes sociais como forma de promoção do evento e de todo o comércio da freguesia, criando para o efeito no Facebook a página “Comércio da União BTM”, que permanecerá ativa como polo aglutinador dos comerciantes da União.

Posted in Bustos, Por Terras da Bairrada0 Comentários

SFImobiliaria

Blogues recomendados


Cagido

NÃO OS IMPEÇAM DE SONHAR
     Foi com alguma emoção e tristeza, que assisti ao último treino da époc …


Notícias de Bustos

4 ATLETAS DA ADERCUS SELECIONADAS PARA O EUROPEU
Quatro atletas da ADERCUS foram seleccionadas para representar Portugal no …


Portal de Nariz

Período crítico de incêndios – de 1 de julho a 30 de setembro
No ano de 2015, o Período Crítico no âmbito do Sistema de Defesa da Florest …

Pergunta da semana

Portugueses praticam cada vez mais exercício ao ar livre. É o seu caso?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com