Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Mamarrosa

Arsélio Pato de Carvalho homenageado em evento internacional de neuroética

Arsélio Pato de Carvalho homenageado em evento internacional de neuroética

O diretor do Instituto de Educação e Cidadania (IEC) da Mamarrosa e professor jubilado do Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra, Arsélio Pato de Carvalho, vai ser homenageado no evento internacional de ética das neurociências, ICONE, a ter lugar, nos dias 9 e 10 de Abril, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

A homenagem conta com a participação de conceituadas figuras nacionais e internacionais das neurociências como Catarina Resende de Oliveira do CNC, João Lobo Antunes, Alexandre Castro Caldas, Jean-Pierre Changeux, do Collège de France, e Elkhonon Goldberg, fundador e Diretor do Luria Neuroscience Institute.

O evento, organizado pelo Instituto de Bioética da Universidade Católica Portuguesa, visa debater o papel da ética nos projetos de estimulação e mapeamento do cérebro, de modo a prevenir uma potencial desumanização.

Nascido a 1 de Agosto de 1934, Arsélio Pato de Carvalho foi para os Estados Unidos com 16 anos, onde se licenciou em bioquímica e obteve doutoramento em fisiologia celular na Universidade da Califórnia, em Berkley. O homenageado fundou o primeiro Laboratório Associado Nacional em 1990, o Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) da UC, o qual dirigiu durante 12 anos.

Em 2002-2003 foi Reitor da UC e, em 2007, foi condecorado pelo Presidente da República com o Grau de Grande-Oficial da Ordem Infante D. Henrique.

Atualmente, Arsélio Pato de Carvalho é o Provedor do Bolseiro de Investigação e Diretor do Instituto de Educação e Cidadania, do qual também é fundador, localizado na sua terra natal, Mamarrosa, concelho de Oliveira do Bairro.

Posted in Destaque, Mamarrosa, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Tribunal proíbe tia de visitar sobrinha que criou desde bebé

O Tribunal de Família e Menores de Oliveira do Bairro proibiu Cláudia Rocha, residente na Mamarrosa, de visitar a sobrinha que criou desde bebé.
O despacho, que determina “a suspensão imediata das visitas da menor aos tios maternos, fixadas no regime provisório de regulação do exercício das responsabilidades parentais”, está a ser encarado por Cláudia Rocha como uma forma de retaliação.
Recorde-se que Cláudia Rocha ficou com a guarda da sobrinha depois desta ter sido abandonada pela mãe biológica à nascença, sem pai conhecido, e depois da Segurança Social a ter informado de que a sobrinha seguiria para adoção conforme indicação da mãe, a quem foi diagnosticada uma perturbação histriónica da personalidade.
Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Mamarrosa, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Adasma atinge dádiva n.º 100.000

Adasma atinge dádiva n.º 100.000

Luís Miguel Marques Esteves é um nome a registar na história da Adasma. Foi ele o protagonista da dádiva número 100.000 da Associação de Dadores de Sangue da Mamarrosa, dádiva esta que aconteceu no domingo, dia 22 de fevereiro, na Gafanha da Nazaré.
O dador n.º 100.000 tem 41 anos e reside na Gafanha d’Aquém. Foi a segunda vez que deu e certamente nunca mais a irá esquecer. Dirigiu-se à recolha na Gafanha da Nazaré acompanhado da esposa, Ana Maria Batista, ambos motivados pela recente necessidade de sangue de um familiar. Foram respetivamente a dádiva 100.000 e 100.001.
“Atingir a dádiva 100.000 é um grande orgulho para a Adasma e uma oportunidade para agradecer a várias gerações de dadores de sangue, verdadeiros missionários da vida, que ao longo de 32 anos partilharam connosco esta viagem solidária”, afirmou ao Jornal da Bairrada o presidente da direção da Adasma. Pedro Dias refere que, “ao mesmo tempo, é também um justo prémio para todos aqueles que fizeram parte do projeto Adasma e dispensaram o seu tempo, contribuindo para um associativismo com valor acrescentado promovendo a dádiva benévola de sangue”.
Atualmente, a Adasma organiza mais de 100 sessões de colheita anuais, nos concelhos de Oliveira do Bairro, Cantanhede, Águeda, Vagos, Ílhavo, Aveiro e Mira, que representaram em 2014 a presença de 4.201 dadores, tendo-se traduzido num total de 3.314 dádivas.
Ao dia 22 de fevereiro, a Adasma tinha 15.337 sócios e 100.059 dádivas acumuladas.

Leia a reportagem completa na edição de 26 de fevereiro de 2015 do Jornal da Bairrada

Posted in Mamarrosa, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Tribunal rejeita substituir prisão preventiva de Ferreira da Silva

O Tribunal de Aveiro rejeitou o pedido do homem que matou o ex-genro, em Oliveira do Bairro, para substituir a medida de coação de prisão preventiva pela de prisão domiciliária.
O pedido tinha sido feito após o Tribunal Constitucional (TC) ter mandado reformular o acórdão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), que reduziu de 20 para 16 anos de prisão a pena aplicada ao homicida.
Esta decisão levou a defesa de António Ferreira da Silva a concluir que houve uma “redução significativa das exigências cautelares” invocadas para aplicar e manter a medida de coação de prisão preventiva.
No pedido, a defesa invoca ainda vários problemas de saúde do recluso, sustentando que a situação de agravamento da saúde do arguido, aliada à sua idade avançada, “pode vir a colocar em perigo a sua vida”.
O juiz titular do processo decidiu, no entanto, manter o arguido em prisão preventiva, alegando que “persiste o juízo de perigo de fuga”, que determinou a sujeição do mesmo àquela medida de coação. “Afigura-se não ter ocorrido uma alteração significativa ou relevante para o efeito de atenuação das apontadas exigências cautelares que determinaram a aplicação da medida de prisão preventiva”, conclui o juiz Jorge Bispo. Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Crime da Mamarrosa, Mamarrosa, Oliveira do Bairro0 Comentários

Rosinda de Oliveira faleceu

Rosinda de Oliveira, de 82 anos de idade, a colaboradora mais antiga do Jornal da Bairrada, faleceu hoje. O funeral realiza-se amanhã, sábado, pelas 15h30, na Capela Mortuária da Mamarrosa.
Rosinda de Oliveira, nasceu a 2 de Fevereiro de 1932, no lugar de Penedos, freguesia de Covões.
Ao longo da sua vida dedicou a sua maior atenção ao concelho de Oliveira do Bairro.
Fez a escola primária na Mamarrosa, com a Prof. Cacilda Pato Macedo, depressa se apaixonando pela leitura e pela escrita.
Em 1948 frequenta o Colégio de Oliveira do Bairro e posteriormente o de Oiã, em 1951 ingressa na Escola do Magistério Primário de Coimbra, terminando o curso em 1953.
Exerceu a sua actividade profissional na Palhaça, em Aveiro, no Tramagal e em Abrantes. Ao mesmo tempo continuou a estudar, ingressando na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, onde obtém em 1968 o Curso de Ciências Pedagógicas. Após a conclusão do Curso, exerceu a profissão na Escola Fernando caldeira em Águeda e posteriormente foi colocada na Escola João Afonso de Aveiro.
Participou com trabalhos na imprensa, nomeadamente no “Jornal de Abrantes”, “Correio do Vouga”, “Litoral”, “Diário de Aveiro” e “Jornal da Bairrada”.
Sempre dedicou parte da sua vida às atividades culturais, nomeadamente ao Teatro.
Em 2005, Rosinda de Oliveira, da Mamarrosa, recebeu a Medalha Municipal (Câmara Municipal de Oliveira do Bairro) de Mérito Pedagógico-cultural, grau ouro, pelo seu contributo no campo da pedagogia, da cultura e da escrita.

Posted in Mamarrosa, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Núcleo da JSD da União de Freguesias toma posse

O Núcleo da JSD da União de Freguesias de Bustos, Troviscal e da Mamarrosa, tomou posse, no passado sábado, dia 29 de novembro, na sede do PSD, em Bustos.
A equipa, liderada por Susana Nunes (na foto), na Comissão Política, e por Mónica Santos, na Mesa do Plenário, é composta por Nilson Martins, Raquel Caetano, Jennifer Cruz e António Soares (Mesa do Plenário) e João Ferreira, Íris Neves, Bruno Ferreira, Nuno Gonçalves, Miguel Santos, Gonçalo Espadilha, Karina Pinho, Daniel Pereira, Tiago Martins, Liliana Tribuna, Fernando Espadilha, Ricardo Regalado, Luís Barreiro, Liliana Santos e Pedro Santos (Comissão Política).
O ato de tomada de posse desenrolou-se num ambiente intimista e cultural, onde se assistiu a momentos de dança, música e declamação de poesia por parte de vários jovens da União de Freguesias.
O evento contou com a presença de várias pessoas, destacando-se os órgãos autárquicos locais e concelhios, bem como da concelhia da JSD e do PSD de Oliveira do Bairro e de outras concelhias da JSD do distrito de Aveiro.
Todos deram uma palavra de força e de enorme sucesso ao Núcleo liderado por Susana Nunes.
Na ocasião, a presidente da Comissão Política salientou que “a maneira como foi organizada esta tomada de posse diz muito de como vai ser a nossa postura ao longo do mandato, criando uma nova forma de estar e de apresentar a política aos jovens, aproximando-os assim à causa pública”.
Para além do evento da tomada de posse, o Núcleo iniciou uma campanha de recolha de brinquedos, pijamas, roupas e lençóis de inverno para entregar à Loja Social de Bustos. Esta campanha vai durar até ao próximo dia 18 de dezembro, estando a sede do PSD de Bustos disponível para receber as contribuições da população.

Posted in Bustos, Mamarrosa, Por Terras da Bairrada, Troviscal0 Comentários

O.Bairro: Premiados o mérito, a disciplina, a dedicação e a vontade de 16 alunos do concelho

O.Bairro: Premiados o mérito, a disciplina, a dedicação e a vontade de 16 alunos do concelho

O Quartel das Artes Dr. Alípio Sol serviu de palco, pela primeira vez, a mais uma edição dos Prémios Escolares Jornal da Bairrada 2013/2014, desta feita a 11.ª. E tão importante e significativo evento não poderia ter sido acolhido em melhor local. Este novo espaço vocacionado para a cultura e para as artes, único na região e recentemente inaugurado, foi assim, na tarde da última sexta-feira, dia 10, também a casa da Educação, recebendo a comunidade educativa oliveirense, que viu ser premiado “o mérito, a disciplina, a força de vontade, o dever cumprido e o exemplo”, como destacou, no momento de abertura do evento, Oriana Pataco, diretora do Jornal da Bairrada.

Lamentável ausência da tutela. A responsável deste semanário regional não deixou de lamentar que, pela primeira vez, em 11 anos, não tenha marcado presença na cerimónia um representante do poder central.
De facto, os Prémios Escolares já foram, no passado, presididos – dada a sua importância e significado – por Isabel Alçada (2010) e Nuno Crato (2008), altura em que era presidente da Associação Portuguesa de Matemática. “Hoje, muito nos honraria recebê-lo enquanto ministro da Educação, convite que vimos reiteradamente fazendo, desde que iniciou funções em 2011. Três anos volvidos, ainda não foi possível, sendo que este ano, não está sequer presente um Secretário de Estado nem mesmo um representante da DGEstE – Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares”, diria a diretora do Jornal da Bairrada em jeito de desabafo.
Na presença de Manuel Nunes e Mário João Oliveira, respetivamente presidentes da Assembleia Municipal e da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, de Joana Abrantes, neta do Comendador Almeida Roque (presente em sua representação) e do orador convidado, (Professor Doutor) Carlos Fiolhais, Oriana Pataco destacou ainda a importância do prémio que este ano “fica na história do Jornal da Bairrada”, não só porque este semanário foi, no decorrer deste ano, reconhecido com o Prémio Gazeta (galardão de maior prestígio na área da comunicação social), mas porque esta 11.ª edição distribuiu 5 mil euros pelos 16 melhores alunos de Português e de Matemática, do 9.º e 12.º anos, dos estabelecimentos de ensino do concelho de Oliveira do Bairro (Escola Secundária de Oliveira do Bairro, EB 2/3 Dr. Fernando Peixinho de Oiã e Instituto de Promoção Social de Bustos). Uma atribuição possível graças àquele que é o mais importante mecenas da região, o Comendador Almeida Roque que, ano após ano, tem acarinhado e apadrinhado a cerimónia. Pena que em dia de festa e numa tarde em que tantos alunos não têm aulas no concelho, os estabelecimentos de ensino local não tenham ainda conseguido despertar aos alunos interesse por esta cerimónia. Poderiam, com a sua presença, dar um outro brilho à entrega de prémios, assim como mostrar que estão ao lado dos colegas e companheiros de estudo numa hora tão importante para os premiados, que são também um exemplo para os seus pares, ao nível do comportamento moral e cívico.

Um exemplo para os jovens. Na ocasião e perante a plateia, que integrou alunos premiados, pais e familiares e alguns docentes, Manuel Nunes frisou que esta é já uma data marcante e histórica no concelho, “que distingue o mérito, a dedicação e o trabalho dos jovens do concelho ao longo de cada ano escolar” e salientou a importância de demonstrar e deixar exemplo do que cada um pode fazer no ensino e na educação. Por isso, é seu entendimento que “devemos, enquanto comunidade local, continuar a privilegiar este tipo de iniciativas que promovam o mérito. Temos de ser capazes de transmitir aos jovens que o bom pode surgir no futuro, e ser alicerçado nas premissas do trabalho, da dedicação e do empenho em prol da aquisição de mais conhecimento.” Ao JB agradeceria ainda por manter viva esta iniciativa, mas também por estar a ter, uma vez mais, uma intervenção decisiva na qualidade dos oliveirenses que se continuam a destacar no país e no mundo. “Jovens, continuem nesse rumo pois é ele que vos vai levar ao ponto mais alto a que podem aspirar, neste futuro cada vez mais exigente e difícil”, concluiria.

Divertida aula de Física. Carlos Fiolhais, professor catedrático no Departamento de Física da Universidade de Coimbra, deu uma brevíssima aula sobre física, ou melhor dizendo, sobre a relação da eletricidade com o magnetismo (séculos XVIII e XIX) .
“Se hoje somos o que somos, é porque no passado houve outros que contribuíram para isso”, disse salientando que “o avanço científico teve consequências enormes e mudou a vida de todos”, e hoje somos beneficiários da tecnologia do passado que envolveu a criatividade e o esforço humano.
O tema apresentado, “O casamento da eletricidade com o magnetismo: das pernas de rã de Galvani à rádio de Marconi”, permitiu à plateia ficar com uma noção da evolução da eletricidade e a sua relação com o magnetismo.
De uma forma lúdica, desfiou o nome de vários cientistas que marcaram esta evolução: Luigi Galvani, Alessandro Volta, Hans Oersted, Faraday, James Maxwell, Thomas Edison, Heinrich Hertz, Guglielmo Marconi e ainda Albert Einstein.

“Apostar na Educação é sempre uma aposta vencedora”. A encerrar, o autarca Mário João Oliveira recordou o grande pilar e aposta do município na Educação, aplaudindo as iniciativas realizadas neste âmbito, com especial enfoque para o apoio do Comendador Almeida Roque, que “tanto tem feito por este município.” E ciente de que, ao premiar-se o mérito se nivela por cima, defendeu que ninguém pode ficar indiferente, sobretudo neste concelho que tem “excelentes estabelecimentos de ensino, diretores de escolas muito bons e ótimos profissionais a lecionar”, que “moldam, são exemplo e orgulho para muitos alunos”. Para o autarca oliveirense, tal esforço e dedicação de todos “está à vista”, apontando para o grupo de jovens excecionais acabados de premiar: “apostar na Educação é sempre uma aposta vencedora para uma autarquia”. Deixou ainda uma palavra de reconhecimento aos pais “pelo empenho e dedicação”, mas também pelo facto de alguns estarem agora a materializar nos filhos, com satisfação e orgulho, a formação a que não conseguiram aceder.
Durante a cerimónia subiram ao palco, para dois apontamentos culturais, alunos do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Bairro, que frequentam o ensino articulado na Escola de Artes da Bairrada (Beatriz Direito e Ana Pereira) e um grupo de alunos do IPSB (António Diogo; Marta Cruz; Beatriz Lourenço; Cláudia Guedes e Gustavo Ferreira).

Premiados

9.º ano

Escola Secundária de Oliveira do Bairro

1.º Beatriz Correia Rodrigues – 300 euros (Português/Matemática)

2.º José Bernardo da Silva Belo Zeferino – 200 euros (Português/Matemática)

3.º Ana Margarida Nunes Araújo – 125 euros (Português/Matemática)

3.º Inês Seabra Ferreira – 125 euros (Português/Matemática)

EB 2/3 Dr. Fernando Peixinho – Oiã

1.º Milene Martins Marques – 300 euros (Português/Matemática)

2.º Márcia Jesus Pires – 200 euros (Português/Matemática)

3.º Bruno Miguel da Silva Henriques – 125 euros (Português/Matemática)

IPSB

1.º João Pedro Vieira Pinhal – 300 euros (Português/Matemática)

2.º Henrique Rafael Freitas Tavares – 200 euros (Português/Matemática)

3.º Francisca Maniés Henriques Silva – 125 euros (Português/Matemática)

12.º ano

Escola Secundária de Oliveira do Bairro

1.º Elodie Morais Oliveira – 500 euros (Matemática)

2.º Andreia Filipa Campos dos Santos – 500 euros (Português)

IPSB

1.º Ana Gaio Pereira – 500 euros (Matemática)

1.º Sara Vanessa Mota Vida – 500 euros (Matemática)

1.º Roberto Silva Carvalho – 500 euros (Matemática)

1.º Marta Miguel Costa Abrantes – 500 euros (Português)

Catarina Cerca

Posted in Bustos, Destaque, Mamarrosa, Oiã, Oliveira do Bairro, Palhaça, Por Terras da Bairrada, Região, Troviscal0 Comentários

Adasma no Fórum Internacional da Juventude

A Adasma – Associação de Dadores de Sangue da Mamarrosa esteve presente no 14.º Fórum Internacional da Juventude organizado pela IFBDO/FIODS – Federação Internacional de, que decorreu em Bouznika/Marrocos, entre 28 e 31 de agosto. Os jovens membros da direção da Adasma puderam trocar experiências com jovens representantes de outras nove nacionalidades, num total de 34 jovens. Estiveram representados países como o Nepal, Líbano, Itália, Dinamarca, Marrocos, Grécia, Lituânia, Coreia do Sul, Azerbeijão e Portugal.
Segundo o presidente da Adasma, Pedro Dias, “trocaram-se experiências sobre a formação dos voluntários e a sua importância, sobre como cativar novos dadores e como motivar os dadores para os manter no ativo, sobre as novas tecnologias da comunicação, entre outros”.
“A Adasma aproveita para agradecer o convite que nos foi endereçado pelo senhor Farid Belouafi, delegado da FIODS para o continente africano, e há muitos anos amigo da nossa Associação”, acrescenta Pedro Dias.

Posted in Mamarrosa, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Mostra de Gastronomia da Mamarrosa

A 10.ª edição da Mostra de Gastronomia da Mamarrosa realiza-se de 1 a 4 de agosto, na Mamarrosa, no recinto de festas de S. Sebastião, junto ao Instituto de Educação e Cidadania da Mamarrosa (IEC). A Mostra é organizada pela União de Freguesias de Bustos, Troviscal e Mamarrosa, e pretende promover e preservar a cozinha local.
A iniciativa decorre em simultâneo com os Festejos de S. Sebastião, já que ambos os eventos se complementam e estão interligados. Nesta Mostra de Gastronomia participam sete associações da Mamarrosa a que, neste trabalho, damos visibilidade, com especial destaque para o Rancho Folclórico “As Vindimadeiras” da Mamarrosa, que completa a passagem dos seus 40 anos de atividade.

O presidente da União de Freguesias de Bustos, Troviscal e Mamarrosa, Duarte Novo, diz não ter dúvidas de que “a mostra de gastronomia de Mamarrosa, para além de ser já um marco de referência da vila, também o é do concelho”. “É uma tradição que a Junta de Freguesia entende de extrema relevância e um excelente exemplo do pulsar das forças vivas locais”, afirma, justificando que aquando da mudança da Mamarrosa para a União de Freguesias, “as premissas iniciais mantiveram-se, contudo foram lançados novos desafios às Associações para esta edição e que foram muitos bem aceites”.
O autarca afirma que “esta Mostra de Gastronomia, criada em 2004, tinha como objetivo mostrar o genuíno pulsar da terra, sendo que envolver as forças vivas da freguesia seria o melhor meio para o fazer – estas foram, desde a primeira hora, convidadas a ser parceiras. As associações confecionam pratos genuínos e, paralelamente, vão mostrando as suas atividades”.
Relativamente a investimentos, Duarte Novo refere que, “tal como em outras iniciativas que decorrem na União de Freguesias e que envolvem as Associações locais, a Junta de Freguesia assegura os meios físicos e logísticos, como a electricidade, tendas, sanitários, apoio na animação, entre outros. Trata-se de um investimento na cultura, que é uma das áreas em que a Freguesia aposta”.
Duarte Novo relembra, no entanto, que o apoio da Comissão de Festas de S. Sebastião é importante, já que “o facto das festas de S. Sebastião decorrerem em simultâneo e em espaço contíguo à Mostra de Gastronomia permite que a animação da própria festa traga mais pessoas à Mostra e fixe as mesmas por mais tempo. Também é verdade que a Mostra de Gastronomia traz mais pessoas para a festa de S. Sebastião”.
Instado a pronunciar-se se faz sentido que este evento, futuramente, seja descentralizado e alargado às freguesias que agora compõem a União, o autarca defende que “todas as iniciativas que promovam a nossa freguesia são de explorar e de impulsionar”. “Neste momento as Associações que irão participar são de Mamarrosa, tendo sempre a Junta de Freguesia presente que com todas as forças vivas da freguesia irá promover esta como outras iniciativas sempre e de acordo com as Associações.”
O presidente da União relembra que “a Câmara Municipal sempre apoiou a Mostra de Gastronomia da Mamarrosa, não só com meios financeiros, mas também com meios logísticos”. “É com esses apoios que contamos e que têm ajudado a que esta Mostra já vá na sua décima edição”, finaliza.

“O sucesso depende do programa das Festas”. A Comissão de Festas de S. Sebastião assume um papel preponderante na Mostra da Gastronomia da Mamarrosa. Partilham o mesmo espaço, a mesma animação e conseguem desta forma juntar mais público.
Artur Pato é o juiz da Comissão de Festas de S. Sebastião e explica que, como agora a freguesia tem outras dimensões, ainda não sabe ao certo quantas associações irão participar, mas “pessoalmente, penso que irá ter o mesmo objetivo e pouco ou nada vai mudar”.
Artur Pato recorda que “esta Mostra de Gastronomia foi realizada, a primeira vez em 2004, era eu juiz da festa de S. Sebastião”.
Acrescenta que “o grande responsável pela realização da Mostra de Gastronomia foi o então secretário da Junta de Freguesia, Artur Bem Haja, que a idealizou e tornou realidade. Trabalhámos ambos em sintonia para o sucesso do primeiro ano. Esta Mostra de Gastronomia é vocacionada apenas para as associações da então freguesia de Mamarrosa e foi fundada para que cada associação possa obter alguns lucros”.
Este responsável diz ainda que, “como é só exclusivamente para as associações, nem sempre é fácil as mesmas disponibilizarem-se, até porque algumas vivem com dificuldades em arranjar pessoas para trabalhar”. Por isso, “o sucesso da Mostra de Gastronomia depende muito do programa da festa e das pessoas que consegue cativar”. Daí que diga que “o importante aqui não é o crescimento, porque as associações são sempre as mesmas, mas manter o evento, porque dá grande prestígio, tanto para a festa como para a terra”.
Artur Pato sublinha ainda que a Comissão de Festas que lidera vai contar com o apoio da população da União de Freguesias e com certeza, com a Junta da União de freguesias.

Posted in Mamarrosa, Por Terras da Bairrada0 Comentários

460 autos elaborados em operação a stands de carros

O Comando Territorial da Guarda Nacional Republicana de Aveiro fiscalizou, na penúltima quinta-feira, dia 30 de janeiro, 145 estabelecimentos comerciais, especialmente direcionados para a venda de veículos automóveis usados (stands), com a finalidade principal de verificar o cumprimento das normas que regem o setor e se os direitos do consumidor se encontram devidamente salvaguardados.
De acordo com a GNR, foram elaborados 460 autos por contraordenação pela prática de diversas infrações, entre as quais se destacam a falta de alvará, inscrição no cadastro de estabelecimentos comerciais, falta de prestação de informações obrigatórias ao cliente, uso de formas de publicidade proibidas, irregularidades relacionadas com o Livro de Reclamações; incumprimento do horário de funcionamento; falta de autorização da autoridade competente para venda de veículos na via pública e incumprimento da legislação ambiental.
Foram ainda levantados dois processos-crime por reprodução ilegítima de programa protegido, tendo sido apreendidas duas máquinas de jogo de fortuna ou azar, e ainda foi elaborado um autonotícia por suspeita de tráfico/viciação de viatura.
Na operação estiveram envolvidos 162 militares de todos os Postos Territoriais do Comando Territorial de Aveiro, bem como militares da estrutura de Investigação Criminal e do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente.

Posted in Águeda, Anadia, Aveiro, Bustos, Cantanhede, Ílhavo, Mamarrosa, Mealhada, Oiã, Oliveira do Bairro, Palhaça, Por Terras da Bairrada, Região, Troviscal, Vagos0 Comentários

Blogues recomendados


Cagido

CAMPEONATO DA EUROPA HÓQUEI EM PATINS SUB-17
   É aqui perto! É no Luso!    Luso está a tornar-se a casa das seleções na …


Notícias de Bustos

FESTA DA JUVENTUDE OU CAMPANHA ELEITORAL PAGA COM DINHEIROS PÚBLICOS?
Um presidente que não gosta de bibliotecas mas adora gastar dinheiro em fes …


Portal de Nariz

Vandalismo do Porto de Ílhavo visto pelo JBairrada
O recorte acima apresentado foi retirado da versão em papel do Jornal da Ba …

Pergunta da semana

Portugueses praticam cada vez mais exercício ao ar livre. É o seu caso?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com