Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Palhaça

PJ de Aveiro detém dois jovens agressores de mãe e filha

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, no dmingo, procedeu à detenção de dois homens, sem qualquer ocupação profissional conhecida, presumíveis autores de um crime de roubo na Palhaça.
O crime sob investigação teve lugar, na madrugada da penúltima quinta-feira, na localidade da Palhaça, tendo os autores, através do arrombamento da porta de entrada de uma habitação, penetrado na mesma e abordado as duas pessoas que lá viviam, subtraindo algum dinheiro e joias existentes no local.
As vítimas, mãe e filha, com 96 e 73 anos de idade, respetivamente, foram manietadas e uma delas agredida a murro, no intuito de facilitar a ação criminosa.
Os detidos, com 21 e 22 anos, na segunda-feira, foram presentes às Autoridades Judiciárias competentes na Comarca do Baixo Vouga para primeiro interrogatório, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de obrigação de apresentações diárias em posto policial.
Acrescente-se que as duas mulheres sofreram ferimentos, tendo sido transportadas pelos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Bairro para o Hospital de Aveiro.

Posted in Oliveira do Bairro, Palhaça, Por Terras da Bairrada0 Comentários

O.Bairro: Premiados o mérito, a disciplina, a dedicação e a vontade de 16 alunos do concelho

O.Bairro: Premiados o mérito, a disciplina, a dedicação e a vontade de 16 alunos do concelho

O Quartel das Artes Dr. Alípio Sol serviu de palco, pela primeira vez, a mais uma edição dos Prémios Escolares Jornal da Bairrada 2013/2014, desta feita a 11.ª. E tão importante e significativo evento não poderia ter sido acolhido em melhor local. Este novo espaço vocacionado para a cultura e para as artes, único na região e recentemente inaugurado, foi assim, na tarde da última sexta-feira, dia 10, também a casa da Educação, recebendo a comunidade educativa oliveirense, que viu ser premiado “o mérito, a disciplina, a força de vontade, o dever cumprido e o exemplo”, como destacou, no momento de abertura do evento, Oriana Pataco, diretora do Jornal da Bairrada.

Lamentável ausência da tutela. A responsável deste semanário regional não deixou de lamentar que, pela primeira vez, em 11 anos, não tenha marcado presença na cerimónia um representante do poder central.
De facto, os Prémios Escolares já foram, no passado, presididos – dada a sua importância e significado – por Isabel Alçada (2010) e Nuno Crato (2008), altura em que era presidente da Associação Portuguesa de Matemática. “Hoje, muito nos honraria recebê-lo enquanto ministro da Educação, convite que vimos reiteradamente fazendo, desde que iniciou funções em 2011. Três anos volvidos, ainda não foi possível, sendo que este ano, não está sequer presente um Secretário de Estado nem mesmo um representante da DGEstE – Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares”, diria a diretora do Jornal da Bairrada em jeito de desabafo.
Na presença de Manuel Nunes e Mário João Oliveira, respetivamente presidentes da Assembleia Municipal e da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, de Joana Abrantes, neta do Comendador Almeida Roque (presente em sua representação) e do orador convidado, (Professor Doutor) Carlos Fiolhais, Oriana Pataco destacou ainda a importância do prémio que este ano “fica na história do Jornal da Bairrada”, não só porque este semanário foi, no decorrer deste ano, reconhecido com o Prémio Gazeta (galardão de maior prestígio na área da comunicação social), mas porque esta 11.ª edição distribuiu 5 mil euros pelos 16 melhores alunos de Português e de Matemática, do 9.º e 12.º anos, dos estabelecimentos de ensino do concelho de Oliveira do Bairro (Escola Secundária de Oliveira do Bairro, EB 2/3 Dr. Fernando Peixinho de Oiã e Instituto de Promoção Social de Bustos). Uma atribuição possível graças àquele que é o mais importante mecenas da região, o Comendador Almeida Roque que, ano após ano, tem acarinhado e apadrinhado a cerimónia. Pena que em dia de festa e numa tarde em que tantos alunos não têm aulas no concelho, os estabelecimentos de ensino local não tenham ainda conseguido despertar aos alunos interesse por esta cerimónia. Poderiam, com a sua presença, dar um outro brilho à entrega de prémios, assim como mostrar que estão ao lado dos colegas e companheiros de estudo numa hora tão importante para os premiados, que são também um exemplo para os seus pares, ao nível do comportamento moral e cívico.

Um exemplo para os jovens. Na ocasião e perante a plateia, que integrou alunos premiados, pais e familiares e alguns docentes, Manuel Nunes frisou que esta é já uma data marcante e histórica no concelho, “que distingue o mérito, a dedicação e o trabalho dos jovens do concelho ao longo de cada ano escolar” e salientou a importância de demonstrar e deixar exemplo do que cada um pode fazer no ensino e na educação. Por isso, é seu entendimento que “devemos, enquanto comunidade local, continuar a privilegiar este tipo de iniciativas que promovam o mérito. Temos de ser capazes de transmitir aos jovens que o bom pode surgir no futuro, e ser alicerçado nas premissas do trabalho, da dedicação e do empenho em prol da aquisição de mais conhecimento.” Ao JB agradeceria ainda por manter viva esta iniciativa, mas também por estar a ter, uma vez mais, uma intervenção decisiva na qualidade dos oliveirenses que se continuam a destacar no país e no mundo. “Jovens, continuem nesse rumo pois é ele que vos vai levar ao ponto mais alto a que podem aspirar, neste futuro cada vez mais exigente e difícil”, concluiria.

Divertida aula de Física. Carlos Fiolhais, professor catedrático no Departamento de Física da Universidade de Coimbra, deu uma brevíssima aula sobre física, ou melhor dizendo, sobre a relação da eletricidade com o magnetismo (séculos XVIII e XIX) .
“Se hoje somos o que somos, é porque no passado houve outros que contribuíram para isso”, disse salientando que “o avanço científico teve consequências enormes e mudou a vida de todos”, e hoje somos beneficiários da tecnologia do passado que envolveu a criatividade e o esforço humano.
O tema apresentado, “O casamento da eletricidade com o magnetismo: das pernas de rã de Galvani à rádio de Marconi”, permitiu à plateia ficar com uma noção da evolução da eletricidade e a sua relação com o magnetismo.
De uma forma lúdica, desfiou o nome de vários cientistas que marcaram esta evolução: Luigi Galvani, Alessandro Volta, Hans Oersted, Faraday, James Maxwell, Thomas Edison, Heinrich Hertz, Guglielmo Marconi e ainda Albert Einstein.

“Apostar na Educação é sempre uma aposta vencedora”. A encerrar, o autarca Mário João Oliveira recordou o grande pilar e aposta do município na Educação, aplaudindo as iniciativas realizadas neste âmbito, com especial enfoque para o apoio do Comendador Almeida Roque, que “tanto tem feito por este município.” E ciente de que, ao premiar-se o mérito se nivela por cima, defendeu que ninguém pode ficar indiferente, sobretudo neste concelho que tem “excelentes estabelecimentos de ensino, diretores de escolas muito bons e ótimos profissionais a lecionar”, que “moldam, são exemplo e orgulho para muitos alunos”. Para o autarca oliveirense, tal esforço e dedicação de todos “está à vista”, apontando para o grupo de jovens excecionais acabados de premiar: “apostar na Educação é sempre uma aposta vencedora para uma autarquia”. Deixou ainda uma palavra de reconhecimento aos pais “pelo empenho e dedicação”, mas também pelo facto de alguns estarem agora a materializar nos filhos, com satisfação e orgulho, a formação a que não conseguiram aceder.
Durante a cerimónia subiram ao palco, para dois apontamentos culturais, alunos do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Bairro, que frequentam o ensino articulado na Escola de Artes da Bairrada (Beatriz Direito e Ana Pereira) e um grupo de alunos do IPSB (António Diogo; Marta Cruz; Beatriz Lourenço; Cláudia Guedes e Gustavo Ferreira).

Premiados

9.º ano

Escola Secundária de Oliveira do Bairro

1.º Beatriz Correia Rodrigues – 300 euros (Português/Matemática)

2.º José Bernardo da Silva Belo Zeferino – 200 euros (Português/Matemática)

3.º Ana Margarida Nunes Araújo – 125 euros (Português/Matemática)

3.º Inês Seabra Ferreira – 125 euros (Português/Matemática)

EB 2/3 Dr. Fernando Peixinho – Oiã

1.º Milene Martins Marques – 300 euros (Português/Matemática)

2.º Márcia Jesus Pires – 200 euros (Português/Matemática)

3.º Bruno Miguel da Silva Henriques – 125 euros (Português/Matemática)

IPSB

1.º João Pedro Vieira Pinhal – 300 euros (Português/Matemática)

2.º Henrique Rafael Freitas Tavares – 200 euros (Português/Matemática)

3.º Francisca Maniés Henriques Silva – 125 euros (Português/Matemática)

12.º ano

Escola Secundária de Oliveira do Bairro

1.º Elodie Morais Oliveira – 500 euros (Matemática)

2.º Andreia Filipa Campos dos Santos – 500 euros (Português)

IPSB

1.º Ana Gaio Pereira – 500 euros (Matemática)

1.º Sara Vanessa Mota Vida – 500 euros (Matemática)

1.º Roberto Silva Carvalho – 500 euros (Matemática)

1.º Marta Miguel Costa Abrantes – 500 euros (Português)

Catarina Cerca

Posted in Bustos, Destaque, Mamarrosa, Oiã, Oliveira do Bairro, Palhaça, Por Terras da Bairrada, Região, Troviscal0 Comentários

Palhaça: Alegria e inovação marcam os dois dias de consagração da Igreja Matriz

Palhaça: Alegria e inovação marcam os dois dias de consagração da Igreja Matriz

A população da Palhaça recordou e comemorou, nos dias 14 e 15 de agosto meio século de aniversário sobre a sagração da sua igreja matriz. Segundo o Padre João Gonçalves, administrador paroquial da Palhaça, foi uma oportunidade de congregar as pessoas para viver a alegria de comemorar 50 anos da Sagração da Igreja da Palhaça.

Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Oliveira do Bairro, Palhaça, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Juntos vamos celebrar a alegria e a tenacidade dos sonhadores

A população da Palhaça recorda e comemora esta semana (dias 14 e 15 de agosto) meio século de aniversário sobre a sagração da sua igreja matriz. Segundo o Padre João Gonçalves, administrador paroquial da Palhaça, esta é uma oportunidade de congregar as pessoas: “Comemorar 50 anos da Sagração de uma Igreja é comemorar um ato de fé e de festa. De festa porque recordamos historicamente pessoas que foram extraordinárias, que levaram por diante um sonho, que concretizaram nesta igreja, com tantas dificuldades que haviam na altura mas também com uma luta tremenda fora de série. E de fé porque um templo é um ato de fé, as pessoas que vêm ao templo, veem a expressão da fé de uma comunidade. As pessoas que acreditam oferecem a Deus espaços e oferecem a si mesmas espaços para que possam, no silêncio e em comunidade, louvar e bem dizer a deus. Estão todos convidados a juntarem-se a nós nesta alegria de estarmos juntos.”

14 de agosto – Uma noite para recordar nos próximos 50 anos. Do programa destas comemorações destaca-se na quinta-feira, 14 de agosto, o momento 14.08.14, marcado para as 22h, no adro da igreja paroquial, onde irá desaguar a “Estrada de Luz – procissão das velas” que vai da Igreja de Vila Nova, passando pela Praça de S. Pedro, até à Igreja Matriz. “Com esta Estrada de Luz, queremos sair à rua com muito mais do que uma procissão, queremos ser uma manifestação da luz que o cristão é, e que Cristo tem de significar para o mundo”, explica o Padre João.
Logo de seguida, o momento comemorativo – 14.08.14 – será uma ocasião única e especial para relembrar, de forma inédita, a história e os protagonistas que tornaram possível a construção da igreja matriz há meio século. “Esta será, com certeza, a maior surpresa desta celebração, um momento que estamos a preparar para que seja extraordinário e marcante, que ajude a aprofundar o nosso conhecimento sobre a história do templo. Vamos fazê-lo recorrendo às novas tecnologias e tirando partido do nosso espaço, da nossa igreja. Queremos que este momento possa ficar na memória de todos, mas sobretudo das novas gerações, para os próximos 50 anos.”

15 de agosto – Uma Igreja de portas abertas para rezar e visitar. Já na sexta-feira, feriado de dia 15 de agosto, as portas da igreja abrem-se para a celebração da eucaristia às 10h30, com a participação do Coro 50, como refere o administrador paroquial: “um momento para a paróquia dar graças a Deus e rezar por todos aqueles que já partiram e que foram pedras fundamentais na construção deste templo, de uma forma muito especial recordarmos o P. Manuel Oliveira, pároco de então.”
Para encerrar esta comemoração, a partir das 15h, a abertura da exposição “Igreja de Portas Abertas, uma mostra que documenta alguns dos aspetos mais relevantes relacionados com o templo palhacense e a sua história. “Um espaço para que cada um, reviva e revisite alguns dos momentos dessa alegria pelo que realizamos, pela história que somos e alegria pelas pessoas que nos doaram este templo, um sonho dos nossos antepassados que se tornou uma realidade e para o qual convido todos: que juntos possamos recordar e reviver essa alegria.”

Posted in Palhaça, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Obras do Carvoeiro “estragam as estradas”

As obras das Águas do Carvoeiro que estão a ser feitas na Palhaça, com o objetivo de instalar uma conduta de águas para reforço do abastecimento dos concelhos de Oliveira do Bairro e de Vagos, estão a provocar sérios danos nas estradas e nas próprias condutas de saneamento. O alerta foi feito, mais uma vez, pelo presidente da Junta de Freguesia da Palhaça, Manuel Martins, na última sexta-feira, durante a Assembleia Municipal.
“A população da Palhaca vai ficar com as estradas estragadas e as sarjetas entupidas, uma vez que estão a tirar águas com lamas que vão entupir as sarjetas”, explica o autarca da Palhaça, sublinhando que “o problema, como devem saber, não é da nossa Câmara, mas das Águas do Carvoeiro”.
Manuel Martins defende ainda que “as pessoas deviam ser mais responsáveis, até porque andam a tapar os buracos com as terras que retiram das valas, o que não devia ser feito”. “Ainda ontem [quinta-feira] houve uma reunião no local das obras, onde estavam umas 20 pessoas a olhar para um buraco. É inadmissível que estas obras não sejam fiscalizadas”, acrescentou.
A entrada de Oliveira do Bairro na Associação dos Municípios do Carvoeiro garantirá 80% das necessidades de abastecimento de água ao concelho de Oliveira do Bairro.

Posted in Palhaça, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Palhaça: Exposição propõe percurso para Caminhada de Quaresma

Palhaça: Exposição propõe percurso para Caminhada de Quaresma

“Aqui somos felizes” é a exposição que abriu ao público, na Palhaça, e que pode ser visitada até ao próximo dia 27 de abril, gratuitamente. Uma mostra que se organiza em torno da peça de teatro, apresentada por 7 vezes nos últimos dois anos, pela comunidade palhacense, mas que simultaneamente se constitui como convite a trajeto de introspeção para esta Quaresma. Fotografias, guarda-roupa, instalações áudio e adereços de cena compõem os ambientes que vão confrontando quem circula com os sentimentos que dominam os vários atos que compõem a narrativa. No final da exposição, que se estende ao longo de 6 espaços do antigo Centro Social e Paroquial, o público pode ainda assistir ao documentário que retrata 2 anos de projeto “Paixão de Cristo” e demorar o tempo que for necessário no Espaço de Oração.

Aberta apenas aos fins de semana, e em ações especiais para grupos e catequeses (abertas inscrições para grupos de outras paróquias), a mostra pode ser visitada à sexta (19h-21h), sábado (18h-21h) e domingo (10h-12h30 e 14h-17h).

Antes da abertura da exposição foi apresentado o livro “Por Mérito deles”, um documento que reúne impressões de quem assistiu e acompanhou este projeto, bem como alguns excertos de textos interpretados na peça. Ao longo das 88 páginas são muitas as imagens que fazem memória de como, a partir de uma pequena comunidade paroquial, nasceu e se ergueu este projeto desde 2011. O livro, que inclui DVD com documentário, pode ser adquirido no final da exposição, pelo preço de 12 euros.

Posted in Oliveira do Bairro, Palhaça, Por Terras da Bairrada0 Comentários

460 autos elaborados em operação a stands de carros

O Comando Territorial da Guarda Nacional Republicana de Aveiro fiscalizou, na penúltima quinta-feira, dia 30 de janeiro, 145 estabelecimentos comerciais, especialmente direcionados para a venda de veículos automóveis usados (stands), com a finalidade principal de verificar o cumprimento das normas que regem o setor e se os direitos do consumidor se encontram devidamente salvaguardados.
De acordo com a GNR, foram elaborados 460 autos por contraordenação pela prática de diversas infrações, entre as quais se destacam a falta de alvará, inscrição no cadastro de estabelecimentos comerciais, falta de prestação de informações obrigatórias ao cliente, uso de formas de publicidade proibidas, irregularidades relacionadas com o Livro de Reclamações; incumprimento do horário de funcionamento; falta de autorização da autoridade competente para venda de veículos na via pública e incumprimento da legislação ambiental.
Foram ainda levantados dois processos-crime por reprodução ilegítima de programa protegido, tendo sido apreendidas duas máquinas de jogo de fortuna ou azar, e ainda foi elaborado um autonotícia por suspeita de tráfico/viciação de viatura.
Na operação estiveram envolvidos 162 militares de todos os Postos Territoriais do Comando Territorial de Aveiro, bem como militares da estrutura de Investigação Criminal e do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente.

Posted in Águeda, Anadia, Aveiro, Bustos, Cantanhede, Ílhavo, Mamarrosa, Mealhada, Oiã, Oliveira do Bairro, Palhaça, Por Terras da Bairrada, Região, Troviscal, Vagos0 Comentários

Anadia: “Sweet Sugar”, loja de cake design abre na cidade

Anadia: “Sweet Sugar”, loja de cake design abre na cidade

A cidade de Anadia tem, desde o passado dia 7, um novo espaço comercial que promete fazer as delícias dos mais gulosos e dos entusiastas por cake design.
A loja e ateliê de cake design “Sweet Sugar” acaba de surgir pelas mãos de duas jovens, a enfermeira Lúcia Rosa e a professora, Rita Figueira.
O espaço, localizado em plena Avenida das Laranjeiras, no Edifício Palmeiras, é completamente inovador, pois é a primeira casa (loja e ateliê) na região a dedicar-se exclusivamente à área da confeção de bolos temáticos, mais conhecido como pastelaria decorativa (cake design), por encomenda, baseada em pasta de açúcar.
Uma aposta arrojada, em tempos de crise, mas que as promotoras acreditam ter pernas para andar, tal a movimentação que a loja tem tido desde a abertura.
Um projeto que tem vindo a amadurecer, desde a altura em que ambas que se conheceram, numa formação de cake design.

Loja e ateliê. “É uma área nova, que não existe na região, aliás não existe nada do género entre Coimbra e Aveiro”, dizem, ao mesmo tempo que confessam querer “trazer algo de novo à cidade, colmatando assim uma lacuna que existia na área da pastelaria”.
No espaço reservado à loja encontra-se todo o tipo de utensílios para fazer bolos, bombons, cupcakes, bolachas decorativas e cakepops. Formas, utensílios de cake design, pastas de açúcar, pratos decorativos, chocolate, corantes, essências dos mais variados sabores (anis, morango, avelã, café, amêndoa), pérolas, purpurinas, frosting de várias cores, até recheios para bolos (também variados, caramelo, nutela, maça-canela, ananás, limão, creme de pasteleiro), num sem fim de sabores, velas, entre outros fazem parte das ofertas deste espaço.
Uma mais valia, dizem, são os preços competitivos que praticam, comparativamente a espaços semelhantes localizados nas cidades.
“Fazemos vários tipos de massas e todo o tipo de decoração. Mas se o cliente desejar fazer o bolo em casa e encomendar o boneco ou o elemento para a decoração, nós fazemo-lo”, explicam, dando conta que esta é uma “área muito específica, que requer muita técnica e cada bolo é único, podendo a decoração de um só bolo demorar 2 a 3 dias a realizar”.
Isto, porque todos os trabalhos são únicos, verdadeiros desafios que podem exigir a idealização de um projeto, primeiro em papel, e só depois em bolo.
“Já deitámos muito bolo e pasta de açúcar para o lixo, por não ficar exatamente como queríamos”, sublinham, evidenciando que na Sweet Sugar se procura o perfecionismo em todos os trabalhos.

Workshop dia 21. Para além da loja existe ainda a cozinha onde bolos de aspeto simples se transformam em verdadeira obras de arte.
É neste espaço ainda que têm ainda lugar os workshops abertos ao público.
O segundo workshop tem lugar no próximo dia 21 de dezembro e é subordinado ao tema: modelagem de figuras humanas avançada. Começa às 9h e termina às 13h.
Nestas aulas práticas os participantes são desafiados a fazer cake design seja em cupcakes, cakepops, ou em bolos.
Refira-se ainda que a loja está aberta todos os dias, de segunda a sábado, das 10 às 19h.
As encomendas de bolos deverá ser feita com antecedência por forma a que o produto final idealizado pelo cliente seja alcançado.
Os adeptos de cake design podem acompanhar “Sweet Sugar” na rede social facebook.com/sweetsugardesign ou então pelo mail sweetsugar.cakedesign@gmail.com

Posted in A. da Gândara, Aguada de Baixo, Águeda, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Cantanhede, Fermentelos, Mealhada, Mogofores, Moita, Oiã, Óis do Bairro, Oliveira do Bairro, Palhaça, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, Troviscal, V. Nova de Monsarros, Vagos, Vilarinho do Bairro0 Comentários

Club de Ancas: Emotiva Noite de Fados em tributo a José Roberto

Club de Ancas: Emotiva Noite de Fados em tributo a José Roberto

O dia 13 de dezembro nunca foi um dia igual aos outros!
Foi sempre um dia muito especial… Dia do Aniversário do José Roberto! Este ano fez 41 anos!
No âmbito das comemorações da 12.ª Semana Cultural do Club de Ancas, associação pela qual José Roberto nutria um carinho muito especial, onde desenvolvia vários projetos em simultâneo e desempenhava as funções de coordenador do Núcleo Cultural, quis esta mesma Associação, juntamente com os seus familiares e amigos, prestar-lhe uma merecida e sentida homenagem! Uma grande Noite de Fados! … porque o Fado era um dos projetos em que ele se revia!
Grupos de Fado de que ele fazia parte, tais como: Tertúlia Bairradina, Baga Madura, Grupo de Fados de Aveiro, Grupo de Trovas e Serenatas e outros amigos, disseram: Presente! E cantaram… e encantaram… e o público amigo que enchia por completo, na noite da última sexta-feira, dia 13, o salão do Club escutava em silêncio, não escondendo a sua emoção…
E para que tudo fosse perfeito, não faltou a presença de um grande amigo seu, amigo de infância, que hoje tem responsabilidades como vice-presidente na Câmara Municipal de Anadia. Jorge Sampaio no seu breve discurso, disse duas coisas que não vamos esquecer tão cedo! Estava ali “para prestar duas homenagens”: uma, ao seu querido amigo Roberto, “como amigo de todo o sempre e como reconhecimento de toda a obra que no campo cultural realizou em tão curto espaço de tempo.” A outra homenagem era para o Club de Ancas “pela sua vertente cultural já tão apreciada e espalhada por toda a região”.
O Club de Ancas agradece o elogio. Estava a necessitar deste incentivo, depois da grande perda que sofreu. Jorge Sampaio comunicou ainda que ia agendar uma reunião com elementos da direção. Ficámos felizes! Foi uma prenda para o Club no dia de aniversário do Roberto!
Para todos quantos contribuíram e participaram neste Tributo, o Club de Ancas fica com uma imensa dívida de gratidão. Bem hajam!
Natália Seabra

Posted in A. da Gândara, Águeda, Aguim, Anadia, Ancas, Arcos, Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Bustos, Cantanhede, Crime da Mamarrosa, Mamarrosa, Mealhada, Mogofores, Moita, Óis do Bairro, Palhaça, Paredes do Bairro, Por Terras da Bairrada, S. Lourenço Bairro, Sangalhos, Tamengos, Troviscal, V. Nova de Monsarros, Vagos, Vilarinho do Bairro0 Comentários

É da Palhaça investigadora da UA que ganhou bolsa de 1,4 milhões de euros

A investigadora da Universidade de Aveiro, Mara Freire, que fez os seus estudos na Palhaça e no IPSB em Bustos, acaba de vencer uma das bolsas atribuídas pelo Conselho Europeu de Investigação, as maiores ao nível europeu. A cientista do Centro de Investigação em Materiais Cerâmicos e Compósitos (CICECO) vai receber cerca de 1,4 milhões de euros ao longo de cinco anos para desenvolver o projeto “IgYPurTech: Uma tecnologia sustentável para a purificação de anticorpos”. O trabalho da cientista de Aveiro pretende, a partir de anticorpos retirados da gema do ovo, desenvolver biofármacos baratos e mais eficazes do que alguns dos atuais antibióticos.
A bolsa de 1,4 milhões vai permitir que a jovem investigadora possa garantir o projeto durante os próximos cinco anos, incorporando mais seis investigadores. Neste momento, Mara Freire é responsável no projeto por sete alunos de doutoramento e quatro alunos de mestrado.
Acrescente-se que a Junta de Freguesia da Palhaça homenageou recentemente a jovem investigadora.

Posted in Bustos, Destaque, Oliveira do Bairro, Palhaça, Por Terras da Bairrada0 Comentários

Ad Code

Pergunta da semana

Um estudo indica que mais de duas doses diárias de álcool por dia aceleram perda de memória. Qual o seu consumo habitual no dia a dia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com