Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Arquivo | Região

JB recebe Prémio Gazeta 2013

O Jornal da Bairrada foi um dos galardoados nos Prémios Gazeta 2013, atribuídos pelo Clube dos Jornalistas, com o patrocínio exclusivo da Caixa Geral de Depósitos. Os prémios serão entregues em breve, numa cerimónia conduzida pelo Presidente da República.
O JB recebeu o Prémio na categoria de Imprensa Regional, tendo o júri considerado que o nosso semanário “tem, a par de uma informação cuidada, plural e de proximidade, uma moderna e atrativa apresentação gráfica, com uma vasta tiragem impressa”.
O Júri dos Prémios Gazeta analisou, em maio e junho, mais de uma centena de trabalhos concorrentes.
O Prémio Gazeta Revelação foi atribuído a Catarina Fernandes Martins, pelo trabalho “Homem que matou um Homem e encontrou Saramago na prisão”, publicado no jornal “Público”.
O Prémio Gazeta Multimédia foi atribuído ao trabalho “Filhos do Vento”, de Catarina Gomes, Ricardo Rezende, Manuel Roberto, Dinis Correia e Andreia Espadinha.
A reportagem “Verdade Inconveniente”, de Ana Leal, transmitida pela TVI, recebeu o Prémio Gazeta de Televisão.
Já o Prémio Gazeta de Imprensa foi atribuído a Paulo Pena, por trabalhos publicados na revista “Visão”.
O Prémio Gazeta de Rádio foi para Maria Augusta Casaca, pelo trabalho “Catarina é o meu nome”, transmitido na TSF.
José Carlos Carvalho recebeu o Prémio Gazeta de Foto-Reportagem, pelo trabalho “Triscaidecafobia”, publicado no jornal i.
O Prémio Gazeta de Mérito foi atribuído a Helena Marques, que finalizou a sua carreira no Diário de Notícias.
O júri dos Prémios Gazeta 2013 foi composto por Eugénio Alves (CJ), Elizabete Caramelo (docente universitária), Eva Henningsen (Associação de Imprensa Estrangeira em Portugal), Fernando Cascais (docente universitário), Fernanda Bizarro (free-lancer), Fernando Correia (jornalista e docente universitário), Jorge Leitão Ramos (crítico de cinema e televisão) e José Rebelo (docente universitário).

Posted in Águeda, Anadia, Cantanhede, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, Região, Vagos Comentários

D. António Moiteiro Ramos é o novo bispo da diocese de Aveiro

O Papa Francisco nomeou hoje como novo bispo de Aveiro D. António Moiteiro Ramos, de 58 anos, até agora auxiliar da Arquidiocese de Braga, revelou à Agência ECCLESIA a Nunciatura Apostólica em Portugal.

O prelado sucede a D. António Francisco dos Santos, que em abril deste ano tomou posse como bispo do Porto.

D. António Moiteiro Ramos tinha sido nomeado bispo auxiliar de Braga por Bento XVI, a 8 de junho de 2012, quando era pároco da Sé e São Vicente, na Diocese da Guarda, e foi ordenado a 12 de agosto do mesmo ano pelo cardeal português D. José Saraiva Martins, prefeito emérito da Congregação para as Causas dos Santos.

O novo bispo de Aveiro nasceu a 17 de maio de 1956 na freguesia de Aldeia de João Pires, Concelho de Penamacor, Diocese da Guarda e Distrito de Castelo Branco.

Padre desde 1982, o desempenhou funções de pároco e foi diretor espiritual do Seminário Maior, sempre na Guarda, ao longo de várias décadas.

Doutorado em Teologia Pastoral, D. António Moiteiro Ramos foi responsável pelo Departamento de Catequese da Infância e Adolescência, bem como do Ensino da Igreja nas Escolas; atualmente era diretor do Secretariado Diocesano da Educação Cristã, coordenador da pastoral, assistente diocesano das Conferências Vicentinas, membro do Conselho Presbiteral, do Conselho Episcopal e do de Pastoral.

Além de ter colaborado em 1991 para a publicação dos catecismos do Programa Nacional de Catequese «Jesus gosta de Mim» (1-º ano) e «Estou com Jesus» (2.º ano), o novo bispo editou as obras «Guia de leitura do Diretório Geral de Catequese (1998), «Os catecismos portugueses da infância e adolescência de 1953-1993», «A catequese na Diocese da Guarda» (2003), «Procuramos o rosto de Deus» e «Celebramos o encontro com Cristo» (2006).

A Diocese de Aveiro foi criada por Clemente XIV, mediante o breve ‘Militantis Ecclesiae gubernacula’, de 12 de Abril de 1774, a pedido do rei D. José I, com território destacado da Diocese de Coimbra, até à sua extinção pela bula do Papa Leão XIII ‘Gravissimum Christi Ecclesiam regendi et gubernandi munus’, de 30 de setembro de 1881, executada no ano seguinte

O Papa Pio XI pela bula ‘Omnium Ecclesiarum’ (24 de agosto de 1938) restaurou-a, dando-lhe novos limites, com 82 paróquias, desmembradas das Dioceses de Coimbra, do Porto e de Viseu; foi então elevada a catedral a igreja conventual de São Domingos e matriz da Paróquia de Nossa Senhora da Glória.

A sentença executória da restauração da Diocese deu-se em 11 de dezembro de 1938, tendo-se seguido desde então cinco bispos residenciais: D. João Evangelista de Lima Vidal, D. Domingos da Apresentação Fernandes, D. Manuel de Almeida Trindade, D. António Baltasar Marcelino e D. António Francisco dos Santos.

Segundo os dados da última edição do Anuário Católico de Portugal, a Diocese de Aveiro tem 311 mil habitantes (270 mil católicos) espalhados por 1538 quilómetros quadrados, com 101 paróquias e 82 sacerdotes diocesanos, a que se somam 18 religiosos.

Posted in Aveiro, Região Comentários

Verallia Portugal revela vencedores do Concurso de Design & Criatividade

A 1.ª Edição do “Concurso de Design & Criatividade – À Conquista de Novas Tendências de Mercado e Consumidores”, promovido pela Verallia Portugal e apadrinhado pelo célebre designer Francisco Providência, já tem vencedores.

Numa cerimónia que decorreu no Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz (CAE), no dia 13 de junho, a Verallia Portugal revelou os 5 vencedores e as 5 Menções Honrosas atribuídas. O 1.º prémio foi atribuído a Fábio Martins, da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Lisboa, com o Projeto Drop Cut, na categoria Vinhos. O 2.º prémio foi atribuído a Ricardo Pereira, da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viana do Castelo, com o Projeto Simbiose, na categoria Sumos e Refrigerantes. O 3.º prémio foi atribuído a Wilson Sanches, da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Lisboa, com o Projeto Ártica, na categoria Aguardentes e Licores. O 4.º prémio foi atribuído a Catarina Pires, da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Lisboa, com o Projeto Gota, na categoria Azeites. O 5.º prémio foi atribuído a Rui Antunes, da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Lisboa, com o Projeto Été, na categoria Aguardentes e Licores.

Na abertura da cerimónia, o Diretor Geral da Verallia Portugal, Paulo Pinto, referiu o sucesso desta 1.ª edição do Concurso e garantiu uma 2.ª edição já no próximo ano letivo. Nesta 1.ª edição do concurso aberto a todas as instituições de ensino nacionais, foram recebidas 94 inscrições e avaliados 50 projetos de 4 instituições de ensino: Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha do Instituto Politécnico de Leiria (ESAD); Escola Superior Gallaecia de Vila Nova de Cerveira, Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESTG) e a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Lisboa.

A realização dos projetos teve como base novas soluções de vidro de embalagem, direcionadas a nichos de mercado ou mass-market com vantagens diferenciadoras para os consumidores e distinção no mercado vidreiro. No desenvolvimento deste projeto, os alunos deviam criar essas mesmas soluções em função de um público-alvo específico, tendo em consideração as questões económicas do lançamento de uma garrafa ou de um boião em vidro.

Para além dos prémios indicados no Regulamento do Concurso (5.º prémio: Entrevista com o Diretor Geral da Verallia Portugal e a Diretora de Recursos Humanos; 4.º prémio: estágio de verão de um mês na Verallia Portugal; 3.º prémio: 1.000 euros; 2.º prémio: 1.500 euros; 1.º prémio: 2.000 euros), a Verallia Portugal decidiu oferecer a cada premiado o livro “Design et al”, cujo autor do terceiro capítulo é o Padrinho do Concurso, o Professor Francisco Providência.

Todos os participantes terão, igualmente, a oportunidade de visitar gratuitamente a Exposição “O Vinho & O Fado”, patente no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, em que a Verallia Portugal é patrocinadora e parceira.

Posted in Região Comentários

Tardio é o primeiro álbum a solo do músico aveirense Ricardo Fino

ricardo_fino.jpgRicardo Fino anda na música desde os anos 70, tendo integrado algumas bandas pop/rock. Apresenta agora o seu primeiro álbum com o título Tardio, com 14 temas de sua autoria, ou com parcerias de autores como Pedro da Silva Martins, Jesus Zing e Viriato Teles.

O disco tem edição marcada para a primeira semana de junho e nele participam as cantoras portuguesas Ana Laíns, Micaela Vaz e a galega Uxía. Inspirado por muitos anos de audição de muita música portuguesa e de outras de toda a parte, construiu um trabalho onde se mistura o fado, a balada, a música tradicional portuguesa, o bolero, a morna, o chorinho, a música irlandesa e outros sons que podem lembrar muitas origens.

O som é baseado na sua voz, sendo acompanhado por Alfredo Teixeira na guitarra portuguesa e na rabeca, João Gentil na acordina e no acordeão, Jorge Loura na guitarra, Miguel Calhaz no contrabaixo e Quiné Teles na percussão. Tem também participação de Aoife Hiney no tin whistle, Marco Freire na tuba e Pedro Martins no violino. Os arranjos e produção são de Quiné Teles que assume também a direcção musical em concerto.
O álbum começa a ser comercializado a partir da próxima segunda-feira, dia 9.

 

fonte: Antena 1

Posted in Aveiro, Região Comentários

Coral Polifónico de Aveiro lança projecto Cantares Doces

O Coral Polifónico de Aveiro, instituição de utilidade pública que perfaz 32 anos, realiza de 22 a 27 de julho o projeto “Cantares Doces”, celebrando pela música as relações seculares entre Aveiro e a Ilha da Madeira.

Tendo por mote a narrativa dos Ovos Moles, o projeto tem como ponto alto um espetáculo na noite de dia 23 de julho de 2014, no Centro Cultural e de Congressos, capaz de atender as preferências de um público plural, numa heterogeneidade de estilos, linguagens musicais, intencionalidades e períodos cronológicos.

Abre com um cantor consagrado da região, José Cid, que em várias das suas canções evoca o mar, tema tão caro do cancioneiro aveirense e madeirense, a que se junta a voz de outro grande artista, Zé Perdigão, e ainda, de forma inédita, no refrão de uma das músicas de Cid, as vozes do Coral Polifónico de Aveiro.

À volta dos famosos “Ovos Moles” e da sua História, o espetáculo prossegue depois numa alternância de formações corais, em que se destaca a participação do Coro de Câmara de Câmara de Lobos, num reencontro pela música entre Aveiro e a Região Autónoma da Madeira, trocando melodias populares como “Ria de Aveiro” pelo “Mar ao Fundo” insular.

Percorre também sonoridades do mundo lusófono, toca em África, com temas como “Siyahamba” e no Brasil com “Prece ao Vento” ou “Romaria”, procurando evidenciar a importância da música para o intercâmbio de culturas e evocando as ambiências marítimas, através de obras contemporâneas como “Queda do Império”.

Os Ovos Moles terão nascido da combinação feliz entre a dotação do açúcar da Madeira de que dispunha a Princesa Santa Joana, que se recolheu no Mosteiro de Jesus, em Aveiro, e as rendas pagas em ovos à casa conventual.

A produção açucareira madeirense, durante séculos, serviu-se sobretudo de formas cerâmicas saídas das olarias aveirenses.
Os barcos que carregavam no Porto de Aveiro e chegavam à Ribeira de Machico, com formas para o pão de açúcar, mas também com sal, vinham depois com lastro de pedras vulcânicas, ainda hoje visíveis em construções da cidade de Aveiro.

Esse movimento mercantil envolveu troca de mercadorias, mas também necessariamente de conhecimentos, culturas e gentes. Poderá estar aí a explicação para o apelido madeirense “Aveiro”, a indicar a origem de algumas famílias insulares, nomeadamente da ascendência paterna do ídolo do futebol português Cristiano Ronaldo.

É nesse enquadramento que, juntamente com a Confraria dos Ovos Moles, o Coral Polifónico de Aveiro organiza também uma conferência, que deverá decorrer na Universidade de Aveiro, sobre essas relações, com a projeção comentada pelos autores do documentário “cidades do açúcar e da cerâmica” e visitas turísticas à região de Aveiro dos coralistas e acompanhantes da Madeira.

Posted in Aveiro, Região Comentários

Ministério Público investiga corrupção na GNR de Aveiro

O Ministério Público está a investigar um esquema de corrupção envolvendo quatro militares da GNR de Aveiro que, alegadamente, recebiam vantagens patrimoniais para não fiscalizar empresas ligadas à extração de areias.
Além dos militares, um primeiro-sargento e três cabos do Núcleo de Proteção Ambiental do Destacamento da GNR de Aveiro, a investigação abrange também dois empresários de Vagos do setor da extração de inertes, que são suspeitos da prática de crimes de corrupção ativa para ato ilícito.
O inquérito está a ser dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Aveiro.
Na penúltima quinta-feira, a Polícia Judiciária levou a cabo buscas nas residências e nas viaturas automóveis dos suspeitos, tendo sido apreendidos documentos e discos rígidos.
De acordo com os investigadores, os empresários contactavam os militares para se assegurarem que podiam exercer a sua atividade ilícita sem qualquer ação ou fiscalização por parte da GNR.
Além disso, há ainda suspeita de os militares beneficiarem aqueles empresários, desviando autos de notícia, que deveriam ter sido remetidos à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Centro, a entidade competente para processar a contraordenação, e não foram.
Até ao momento, foram detetados oito autos de notícia relacionados com infrações ambientais que não foram rececionados na CCDR do Centro, incluindo um caso de escavações e aterros ilegais numa zona de proteção e recarga de aquíferos inserida na Reserva Ecológica Nacional, em Lombomeão, Vagos.
Estas ações constituem uma contraordenação ambiental muito grave, punível com coima de 20.000 a 30.000 euros ou de 38.500 a 70.000 euros, consoante se trate de pessoa singular ou coletiva, em caso de negligência.
Como contrapartida da omissão dos seus deveres funcionais, os quatro militares da GNR terão recebido vantagens patrimoniais, designadamente dinheiro e bens móveis.
Os investigadores sustentam que, em junho do ano passado, um dos empresários almoçou num restaurante em Aveiro com os militares que estão a ser investigados e terá entregado mil euros a distribuir por todos.

Posted in Aveiro, Região Comentários

“Onde para a Europa” para em Aveiro

A Associação CAIS, em parceria com o CECOA, numa iniciativa da Comissão Europeia, através do Centro de Informação Europeia Jacques Delors, leva a cabo o projeto “Onde Para a Europa”, que pretende sensibilizar e informar grupos com menor acesso à informação europeia, sobre a condição “ser europeu”, dando enfoque às questões de uma cidadania informada e participada.

O projeto assenta num modelo de intervenção baseado em duas vertentes autónomas e estará presente na cidade de Aveiro na quarta-feira, dia 28 de maio.

Uma das vertentes é a acão de sensibilização “Educação, Cultura e Cidadania – em cada cidade, será dinamizada uma ação de sensibilização com a duração de 3 horas (no Museu Arte Nova, a partir das 9h30). Na sequência de acção de sensibilização será promovido, em cada cidade, num espaço que faça parte da rotina dos cidadãos, o evento Fotocabine “Eu sou o rosto da Europa” que pretende reforçar a consciência da dupla identidade/cidadania e que se dirige ao público em geral. Em Aveiro, decorrerá na Praça Joaquim Melo Freitas, das 15h às 15h30.

O público-alvo deste projecto são indivíduos adultos, homens e mulheres, tendencialmente com menor acesso à informação sobre a União Europeia (domésticas, reformados, idosos, pessoas em situação de exclusão social, etc.). A participação no projeto é livre e gratuita.

Posted in Aveiro, Região Comentários

Livro ajuda a resolver a gestão do sobre-endividamento das famílias

Foi editado em e-book o livro “Gestão do Sobre-endividamento: Como Resolver o Problema”, da autoria de Valério M. Fonseca, economista, docente do ensino superior e ex-consultor financeiro.

Este e-book resulta dos conhecimentos técnicos do autor, da sua experiência como consultor financeiro e do acompanhamento de processos de reestruturação de dívidas pela via judicial.

Descrevendo passo-a-passo todo o processo de elaboração e apresentação de planos de pagamentos pela via judicial, este trabalho pioneiro será útil, quer às famílias necessitadas de encontrar uma solução definitiva para os seus problemas de sobre-endividamento, quer aos profissionais de Direito que pretendem gerir processos desta natureza de forma completamente autónoma.

O livro está dividido em três volumes e traz como extra o acesso a um simulador online. Custa 79,90 euros e está disponível no site www.gestaodoendividamento.com.

Posted in Região Comentários

EFTA organiza Festival “Degustar a Ria”

EFTA organiza Festival “Degustar a Ria”

A EFTA está a promover o Festival “Degustar a Ria”, evento que proporcionará o acesso a restaurantes de qualidade por um custo acessível, divulgando a ria, a região de Aveiro e a sua gastronomia.

Assim, entre os dias 15 e 19 de abril, poderão ser degustadas diversas iguarias de peixe em vários restaurantes da cidade de Aveiro. Os restaurantes envolvidos, todos localizados no centro de Aveiro, apresentarão um menu específico, constituído por duas entradas, três pratos principais, onde num deles o bacalhau é ingrediente principal, e duas sobremesas. Estes menus estarão disponíveis ao almoço e ao jantar, a um preço convidativo de 20 euros e uma carta de vinhos a 5 euros.

São restaurantes participantes deste festival: Salpoente, Hotel Meliá Ria, O Bairro, Centenário e Olá Ria.

Este festival conta ainda com a parceria dos vinhos CampoLargo e do Turismo Centro Portugal.

Posted in Aveiro, Destaque, Região Comentários

Coros e orquestra unem-se para promover música coral infanto-juvenil

A interpretação de obras corais-sinfónicas que incluam a participação de coro infantil e a promoção de novos compositores com particular enfoque sobre a música coral infanto-juvenil, são apenas dois dos objetivos que estão na base de um acordo que vai juntar no mesmo palco quatro instituições de reconhecido mérito: a Orquestra Per-Gaya, de Perosinho (Gaia), o Choral Polyphónico João Rodrigues de Deus, de Penela (Coimbra), o Coro dos Pequenos Cantores de Coimbra, o Grupo Vocal Ad Libitum e os Cherubinni Ad Libitum, de Coimbra.

Neste sentido, nos próximos dias 12 e 16 de abril, em Coimbra e Espinho respetivamente, apresentarão a obra “Stabat Mater” de Luís Cardoso, jovem compositor nascido em Fermentelos, Águeda, com pós-doutoramento em Ciências Musicais pela Universidade de Coimbra.

Os concertos, todos com entrada gratuita, realizam-se às 21h30, na Igreja Sé Nova de Coimbra e na Igreja Matriz de Espinho. Em Coimbra, a primeira parte do concerto será constituída por obras de D. Pedro de Cristo (c. 1550-1618) e Manuel Faria (1916-1983). Em Espinho, a segunda parte do concerto será constituída pela “Cantata de Santo Agostinho” de António Cartageno.

O protocolo assinado entre os grupos referidos visa, então, dar a conhecer obras de relevo do património de música vocal e instrumental proveniente, na sua maioria, da própria cidade de Coimbra, com enfoque sobre a música coral infantil.

Outros objetivos prendem-se com a interpretação, estudo e divulgação das obras musicais do nosso património histórico, com especial enfoque nos compositores da Sé Catedral de Coimbra, do Mosteiro de Santa Cruz e da Universidade de Coimbra, em interação e articulação com a investigação musicológica feita nas mais diversas Universidades, tanto nacionais como internacionais, bem como a interpretação das grandes obras do repertório coral universal. Os grupos em causa pretendem, ainda, a realização de trabalho regular com especialistas em técnica e interpretação de repertórios específicos, a divulgação através de gravações de qualidade que possam entrar nos circuitos internacionais e a criação, a médio prazo, de uma estrutura de promoção de cursos (workshopsmasterclasses) de técnica vocal, direção, interpretação e composição.

Posted in Região Comentários

Pergunta da semana

Vai a algum festival de verão este ano?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com