Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "Águeda"

Prisão para condutor que transportava elementos do coro do Orfeão de Águeda


 

O condutor do autocarro que transportava elementos do coro do Orfeão de Águeda, que se despistou, há quase seis anos, em Santa Maria da Feira, foi, na segunda-feira, condenado pelo tribunal daquela cidade a dois anos e meio de prisão, com pena suspensa. Do acidente resultou um morto, uma mulher de 44 anos, sete feridos graves, entre os quais uma grávida, e 20 ligeiros.
O coletivo de juízes deu como provado que o acidente ficou a dever-se ao “excesso de velocidade, potenciado pelas deficiências mecânicas do veículo” que, na altura, transportava elementos do coro do Orfeão de Águeda.
Durante a leitura do acórdão, o juiz presidente referiu ainda que o local onde ocorreu o acidente “estava mal sinalizado”, adiantando não ter sido dado como provado que o motorista conhecesse aquela zona.
“Este acidente também teve consequências para si. Já sofreu sanção pela prática destes crimes, mas o tribunal não poderia deixar de o sancionar”, referiu o magistrado dirigindo-se ao arguido, após a leitura do acórdão.
O arguido, de 60 anos, foi condenado a um ano e meio de prisão, por um crime de homicídio por negligência, oito meses, por um crime de ofensa à integridade física grave por negligência, e três meses, por cada um dos dez crimes de ofensa à integridade física por negligência.

Pena. Em cúmulo jurídico, foi-lhe aplicada uma pena única de dois anos e meio de prisão, suspensos por igual período.
Na noite da tragédia, o coro do Orfeão de Águeda dirigia-se para São Paio de Oleiros, em Santa Maria da Feira, onde era esperado para as celebrações do 25.º aniversário da Associação Musical Oleirense.

Acusação. Segundo a acusação do Ministério Público, o arguido “conduzia desatento, não tomando as precauções devidas e de que era capaz, iniciando a aproximação à curva sem diminuir a velocidade da forma devida e sem se precaver que a podia descrever em segurança, manifestando desprezo para com as pessoas que consigo seguiam no veículo”.
A defesa do arguido requereu a abertura da instrução, alegando que as causas do acidente ficaram a dever-se a falhas de manutenção no veículo acidentado. Contudo, o Juiz de Instrução confirmou que o veículo apresentava, desde o início da marcha, problemas que determinavam “a existência de folga no volante”, mas, ainda assim, decidiu pronunciar o arguido por todos os crimes de que estava acusado.

Posted in Águeda, Anadia, Cantanhede, Destaque, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada, VagosComments (0)

Abertas inscrições para a Festa do Leitão


Entre os dias 9 e 13 de setembro, a Associação Comercial de Águeda, com o apoio da Câmara Municipal, vai realizar a 22.ª Festa do Leitão à Bairrada e 18.ª Mostra de Artesanato e Gastronomia trazendo, mais uma vez, à nossa cidade os apreciadores do pitéu.
As empresas ou pessoas singulares, associados e não-associados, que queiram participar como expositores na edição 2015, devem manifestar essa intenção até meados de junho. Para isso, os interessados terão que efetuar a sua pré-inscrição nos serviços administrativos da ACOAG, durante o horário de expediente ou solicitar o envio da informação via e-mail (marketing@acoag.pt) ou por telefone (234 610 720).
Neste âmbito, a ACOAG já endereçou um convite às Juntas de Freguesia do concelho para estarem presentes no evento. O objetivo é atribuir um stand a cada Junta de Freguesia, para que, de 9 a 13 de setembro, exponham artigos de artesanato, gastronomia, cultura e património local.

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

Região: Detido suspeito de atear fogo que chegou a Águeda


Foi detido, na segunda-feira, um homem de 60 anos suspeito de atear um incêndio de grandes proporções que atingiu durante vários dias os concelhos de Sever do Vouga, Albergaria-a-Velha e Águeda.
A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve um homem, desempregado, suspeito da prática de um crime de incêndio florestal, que colocou em risco várias habitações.
Segundo a PJ, “o homem terá ateado um fogo com o intuito de limpar um terreno de onde tinha vendido a madeira, apesar de o mesmo terreno ser confinante com uma mancha florestal contínua, com largos hectares de extensão, não o podendo fazer, dadas as condições climatéricas que se faziam sentir”.
O fogo, que rapidamente se propagou aos concelhos de Sever do Vouga, Albergaria-a-Velha e Águeda, consumiu, na quinta-feira, mais de mil hectares de floresta, colocou em perigo inúmeras casas que os bombeiros só a muito custo conseguiram proteger, chegando a estar uma aldeia completamente cercada pelas chamas, o mesmo acontecendo com um grupo de bombeiros aquando do combate.
O incêndio chegou a ser combatido por mais de 400 bombeiros, de várias corporações.
Durante o dia de sábado, devido às condições climatéricas, ocorreu um reacendimento que veio a consumir mais umas centenas de hectares de floresta, tendo voltado a colocar em perigo as populações de diversas aldeias.
O detido, de 60 anos de idade, foi presente às Autoridades Judiciárias, na comarca de Aveiro, tendo sido libertado e sujeito a termo de identidade e residência.

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

Águeda assinala Dia Nacional dos Moinhos


No fim de semana de 11 e 12 de abril, no âmbito do Dia Nacional dos Moinhos que se assinala a 7 de abril, terá lugar pelo nono ano consecutivo o Dia dos Moinhos Abertos de Portugal, iniciativa organizada pela Rede Portuguesa de Moinhos, com o apoio da TIMS, Sociedade Internacional de Molinologia.

Pretende-se chamar a atenção dos portugueses para o inestimável valor patrimonial dos nossos moinhos tradicionais, de forma a motivar e coordenar vontades e esforços de proprietários, moleiros, organizações associativas, autarquias locais, museus, investigadores, molinólogos, entusiastas, amigos dos moinhos e população em geral.

Nos dias 11 e 12 de abril estarão a funcionar e abertos ao público para visita gratuita largas dezenas de moinhos em funcionamento, de todos os tipos, um pouco por todo o país. Cada moinho terá um programa de atividades próprio com visitas guiadas, animações, demonstrações, palestras e outras ações de sensibilização.

O município de Águeda promoveu a recuperação e valorização de um importante património molinológico em Macieira de Alcôba: dois moinhos (Moinhos do Chão do Ribeiro) e uma Moinhola, bem como um Lagar de Varas. A par salienta-se ainda a construção de um Centro Interpretativo do Milho Antigo e um conjunto de ações com vista à valorização cultural de saberes e sabores, bem como a promoção do ecoturismo no concelho.

No concelho de Águeda regista-se a adesão a esta iniciativa de três moinhos localizados na aldeia de Macieira de Alcôba, os quais foram alvo de um processo de recuperação no âmbito da criação da Aldeia Pedagógica do Milho Antigo. Nesse sentido, com a indispensável colaboração dos seus proprietários, o apoio da Câmara Municipal de Águeda e da Junta de Freguesia de Préstimo e Macieira de Alcôba, estarão abertos ao público os moinhos do Chão do Ribeiro e Moinhola de Macieira.

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

Coletivo Nora: fazer da rua um espaço de arte


César Pereira, João Balreira. Dois amigos com um projeto comum. Seu nome, Coletivo Nora.
César e João conheceram-se durante o secundário, em Águeda. Foi aí que nasceu este coletivo com nome de engenho hidráulico, que afinal é tão característico daquela cidade.
Os dois amigos sonhavam encontrar na rua um espaço ideal para criações artísticas. E foi no Jardim da Venda Nova, no bairro com o mesmo nome (na Rua Eng. Júlio Portela), que tudo começou. “Fica mesmo no centro da cidade e é dos bairros mais antigos e com mais história em Águeda”, explicam os dois jovens. Há cerca de dois anos, um espaço abandonado e cheio de lixo, entre duas casas, numa das ruas mais carismáticas de Águeda, foi então transformado num jardim. “Esse espaço já teve direito a concertos, paredes pintadas, jogos, namorados e velhos a ler o jornal”, adiantam. Depois deste primeiro projeto, as intervenções do Coletivo Nora tomaram diversas formas, desde pinturas em paredes, colagens em candeeiros e outras instalações espalhadas um pouco por toda a cidade.

Oriana Pataco

oriana@jb.pt

Leia a reportagem completa na edição impressa ou digital do JB de 12/02/2015

Posted in Águeda, Destaque, Por Terras da BairradaComments (0)

Detidos traficantes e produtores de droga


A GNR de Águeda e Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento Territorial da GNR de Águeda, na penúltima quarta-feira, cerca das 3h15, procedeu à detenção de dois indivíduos de 21 e 28 anos, pela suspeita do crime de tráfico de estupefacientes.
Segundo nota policial, a detenção ocorreu no seguimento de uma queixa de ruído onde, após a patrulha ter abordado o local, um dos indivíduos tentou abandonar de imediato a residência, transportando consigo produto estupefaciente e equipamento utilizado para a sua preparação e distribuição /venda.
Desta forma, a GNR refere que, atentas as fortes suspeitas da existência do crime de tráfico de produtos estupefacientes, foram efetuadas duas buscas domiciliárias, nas localidades de Aguada de Cima e Borralha, logrando-se desmantelar uma estufa de produção de cannabis, com três plantas no seu interior, bem como apreender cerca de 6,2 gramas de MDMA, 38 comprimidos de ecstasy e ainda cerca de 1,200 kg de cannabis.
Nesta operação, foram ainda apreendidos cerca de 750 euros em numerário, um computador portátil, quatro telemóveis e diverso material suspeito de ser utilizado na prática do crime.
Os detidos foram presentes , no dia seguinte, a Tribunal para aplicação das medidas de coação.

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

Detido estrangeiro por permanência ilegal


O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, em Águeda, um cidadão estrangeiro por permanência ilegal em Portugal. O indivíduo que exercia atividade como empresário de restauração e dava emprego a outro cidadão ilegal, foi presente no Tribunal de Águeda que aplicou a medida de coação de recolha em Centro de Instalação Temporária de Imigrantes até à conclusão do seu processo de afastamento coercivo de Portugal.
A detenção surgiu no seguimento de um conjunto de ações de operacionais na área dos serviços, indústria e restauração, com o intuito de controlar a permanência de cidadãos estrangeiros e dissuadir a exploração de trabalhadores imigrantes em situação ilegal, no distrito de Aveiro.
Foram fiscalizadas cinco instalações fabris, dois estabelecimentos comerciais e uma empresa prestadora de serviços, sendo identificados 111 cidadãos estrangeiros.

Casos. No decurso destas ações, foi também detetado um cidadão estrangeiro, em situação ilegal em território nacional, procurado pelas autoridades alemãs, no âmbito de processo judicial que corre termos naquele país. O SEF acionou os mecanismos de cooperação Schengen, via Gabinete Nacional SIRENE, cumprindo o solicitado pelas autoridades alemãs.

Empresas. Numa das empresas fiscalizadas foi também identificado um cidadão estrangeiro, de 25 anos de idade, que se encontrava desaparecido e sobre o qual pendia medida cautelar Schengen para efeitos da sua localização. O SEF deu cumprimento a esse pedido, informando as autoridades solicitantes.
O SEF detetou e identificou ainda um terceiro cidadão estrangeiro, de 36 anos, suspeito de práticas criminais e procurado pelas autoridades policiais no âmbito de investigação em curso. A informação solicitada no pedido de paradeiro foi fornecida ao Órgão de Polícia Criminal requerente.

Ação. De acordo com o SEF, no decurso destas ações operacionais, foram ainda identificados três cidadãos estrangeiros sem visto ou autorização de residência que lhes permita trabalhar em Portugal, pelo que foram levantados três processos de contraordenação às entidades patronais, por trabalho ilegal de cidadão estrangeiro, cujo montante das coimas oscila entre os 6 mil euros e os 30 mil euros. Os três cidadãos estrangeiros foram notificados para comparência no SEF, tendo em vista esclarecer os contornos da sua permanência irregular em território nacional.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

“Não é necessária ligação Águeda-Aveiro”, diz EP/Refer


O presidente da EP/Refer, António Ramalho, disse esta terça-feira que não se justifica uma nova ligação rodoviária entre Águeda e Aveiro, reclamada por autarcas e empresários, porque as duas cidades já estão ligadas por autoestrada, a A1 e a A25.
“Águeda e Aveiro estão ligadas por duas autoestradas: basta apanhar a A1 e depois a A25”, disse António Ramalho aos jornalistas, no início de uma visita às obras de eletrificação do ramal ferroviário do Porto de Aveiro.
O presidente da EP/Refer salientou que “Portugal neste momento é o segundo melhor país, avaliado pelos investidores, do ponto de vista rodoviário”, e não está disposto a “competir com Omã”.
O presidente da Câmara Municipal de Águeda, Gil Nadais, reagiu de imediato e disse a JB que não sabe como classificar as afirmações do presidente da EP/REFER, António Ramalho, sublinhando que “este responsável não conhece a realidade local e demonstra uma falta de conhecimento brutal”. “António Carvalho referiu que temos duas autoestradas! Onde? Não sei se propõe que nos desloquemos a Aveiro Sul, entremos na A1 – nó do Mamodeiro e depois saíamos em Albergaria-a-Velha e apanhemos a A25 para ir para Aveiro”.
Gil Nadais referiu ainda que “aquilo que queremos é uma via rápida e não uma autoestrada”, justificando que “temos 9 mil veículos que diariamente vão de Águeda a Aveiro” e, para fazerem 8 quilómetros, demoram mais de 35 minutos.
O autarca reforçou que “os nossos empresários necessitam de ter ligações rápidas aos eixos principais do país”, desconhecendo “onde é que estão as estradas capazes de competir com Omã”.
PFC

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

Detido suspeito de roubo em Águeda


A PJ de Aveiro deteve, na penúltima quarta-feira, no concelho de Águeda, o presumível coautor de um crime de roubo, perpetrado com recurso a uma arma de fogo. O crime sob investigação teve lugar na madrugada do dia 27 de julho, no centro de Águeda, quando decorria um festival de música, numa “roulotte” de venda de comida e bebida, tendo ocorrido ainda, além da subtração do apuro da noite, a destruição parcial da mesma, com o uso de várias armas de fogo. Nos passados dias 13 de agosto e 16 de outubro tinham já sido detidos outros quatro intervenientes no mesmo crime, a dois dos quais foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

Município de Águeda aposta no Enoturismo


A Câmara Municipal de Águeda, aproveitando o fato de ter estado envolvida numa candidatura conjunta ao concurso Cidade Europeia do Vinho/2015, realizou, entre os dias 31 de outubro e 25 de novembro, exposições de enoturismo de produtores do município de Águeda no Posto de Turismo.

Os Vinhos da Bairrada são conhecidos pela sua qualidade, e alguns do município de Águeda acabam de ser considerados, pela Revista Vinhos, como dos melhores do país. A ideia da autarquia foi mostrar, com as atividades que tem previsto realizar, que existe mercado para a promoção dos produtos, ajudando todos a ter mais receitas, numa clara aposta no enoturismo.

Ao longo das últimas semanas, enquanto decorreram as exposições da Aveleda/Quinta da Aguieira, da Quinta Vale do Cruz, da Viteno/Quinta do Ferrão e das Caves Primavera, o Posto de Turismo foi visitado por cerca de 350 pessoas que apreciaram os produtos apresentados, mostrando grande interesse nos vinhos e espumantes. Os visitantes de uma maneira geral consideraram estas iniciativas de grande interesse e relevância para a promoção do concelho e dos produtos que ali estiveram expostos.

“Quisemos mostrar, com estas exposições, que é possível, todos juntos, afirmarmos cada vez mais os produtores e os produtos de Águeda, como aliás ficou bem vincado nas afirmações de todos os representantes das caves que marcaram presença nestas quatro semanas de exposições”, afirmou Edson Santos, vereador do Turismo da Câmara Municipal de Águeda, aproveitando para agradecer a colaboração de ”todos os produtores presentes, bem como de todos os visitantes que mostraram interesse em aprofundar os seus conhecimentos vínicos”.

O vereador deixou ainda nota de que, em breve, serão lançados novos desafios, uma vez que a área dos vinhos pode ser uma boa forma de captar mais turistas e mais investimentos para o município.

Posted in Águeda, Destaque, Por Terras da BairradaComments (0)

SFImobiliaria

Pergunta da semana

Portugueses praticam cada vez mais exercício ao ar livre. É o seu caso?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com