Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "Águeda"

Coletivo Nora: fazer da rua um espaço de arte


César Pereira, João Balreira. Dois amigos com um projeto comum. Seu nome, Coletivo Nora.
César e João conheceram-se durante o secundário, em Águeda. Foi aí que nasceu este coletivo com nome de engenho hidráulico, que afinal é tão característico daquela cidade.
Os dois amigos sonhavam encontrar na rua um espaço ideal para criações artísticas. E foi no Jardim da Venda Nova, no bairro com o mesmo nome (na Rua Eng. Júlio Portela), que tudo começou. “Fica mesmo no centro da cidade e é dos bairros mais antigos e com mais história em Águeda”, explicam os dois jovens. Há cerca de dois anos, um espaço abandonado e cheio de lixo, entre duas casas, numa das ruas mais carismáticas de Águeda, foi então transformado num jardim. “Esse espaço já teve direito a concertos, paredes pintadas, jogos, namorados e velhos a ler o jornal”, adiantam. Depois deste primeiro projeto, as intervenções do Coletivo Nora tomaram diversas formas, desde pinturas em paredes, colagens em candeeiros e outras instalações espalhadas um pouco por toda a cidade.

Oriana Pataco

oriana@jb.pt

Leia a reportagem completa na edição impressa ou digital do JB de 12/02/2015

Posted in Águeda, Destaque, Por Terras da BairradaComments (0)

Detidos traficantes e produtores de droga


A GNR de Águeda e Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento Territorial da GNR de Águeda, na penúltima quarta-feira, cerca das 3h15, procedeu à detenção de dois indivíduos de 21 e 28 anos, pela suspeita do crime de tráfico de estupefacientes.
Segundo nota policial, a detenção ocorreu no seguimento de uma queixa de ruído onde, após a patrulha ter abordado o local, um dos indivíduos tentou abandonar de imediato a residência, transportando consigo produto estupefaciente e equipamento utilizado para a sua preparação e distribuição /venda.
Desta forma, a GNR refere que, atentas as fortes suspeitas da existência do crime de tráfico de produtos estupefacientes, foram efetuadas duas buscas domiciliárias, nas localidades de Aguada de Cima e Borralha, logrando-se desmantelar uma estufa de produção de cannabis, com três plantas no seu interior, bem como apreender cerca de 6,2 gramas de MDMA, 38 comprimidos de ecstasy e ainda cerca de 1,200 kg de cannabis.
Nesta operação, foram ainda apreendidos cerca de 750 euros em numerário, um computador portátil, quatro telemóveis e diverso material suspeito de ser utilizado na prática do crime.
Os detidos foram presentes , no dia seguinte, a Tribunal para aplicação das medidas de coação.

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

Detido estrangeiro por permanência ilegal


O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, em Águeda, um cidadão estrangeiro por permanência ilegal em Portugal. O indivíduo que exercia atividade como empresário de restauração e dava emprego a outro cidadão ilegal, foi presente no Tribunal de Águeda que aplicou a medida de coação de recolha em Centro de Instalação Temporária de Imigrantes até à conclusão do seu processo de afastamento coercivo de Portugal.
A detenção surgiu no seguimento de um conjunto de ações de operacionais na área dos serviços, indústria e restauração, com o intuito de controlar a permanência de cidadãos estrangeiros e dissuadir a exploração de trabalhadores imigrantes em situação ilegal, no distrito de Aveiro.
Foram fiscalizadas cinco instalações fabris, dois estabelecimentos comerciais e uma empresa prestadora de serviços, sendo identificados 111 cidadãos estrangeiros.

Casos. No decurso destas ações, foi também detetado um cidadão estrangeiro, em situação ilegal em território nacional, procurado pelas autoridades alemãs, no âmbito de processo judicial que corre termos naquele país. O SEF acionou os mecanismos de cooperação Schengen, via Gabinete Nacional SIRENE, cumprindo o solicitado pelas autoridades alemãs.

Empresas. Numa das empresas fiscalizadas foi também identificado um cidadão estrangeiro, de 25 anos de idade, que se encontrava desaparecido e sobre o qual pendia medida cautelar Schengen para efeitos da sua localização. O SEF deu cumprimento a esse pedido, informando as autoridades solicitantes.
O SEF detetou e identificou ainda um terceiro cidadão estrangeiro, de 36 anos, suspeito de práticas criminais e procurado pelas autoridades policiais no âmbito de investigação em curso. A informação solicitada no pedido de paradeiro foi fornecida ao Órgão de Polícia Criminal requerente.

Ação. De acordo com o SEF, no decurso destas ações operacionais, foram ainda identificados três cidadãos estrangeiros sem visto ou autorização de residência que lhes permita trabalhar em Portugal, pelo que foram levantados três processos de contraordenação às entidades patronais, por trabalho ilegal de cidadão estrangeiro, cujo montante das coimas oscila entre os 6 mil euros e os 30 mil euros. Os três cidadãos estrangeiros foram notificados para comparência no SEF, tendo em vista esclarecer os contornos da sua permanência irregular em território nacional.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

“Não é necessária ligação Águeda-Aveiro”, diz EP/Refer


O presidente da EP/Refer, António Ramalho, disse esta terça-feira que não se justifica uma nova ligação rodoviária entre Águeda e Aveiro, reclamada por autarcas e empresários, porque as duas cidades já estão ligadas por autoestrada, a A1 e a A25.
“Águeda e Aveiro estão ligadas por duas autoestradas: basta apanhar a A1 e depois a A25”, disse António Ramalho aos jornalistas, no início de uma visita às obras de eletrificação do ramal ferroviário do Porto de Aveiro.
O presidente da EP/Refer salientou que “Portugal neste momento é o segundo melhor país, avaliado pelos investidores, do ponto de vista rodoviário”, e não está disposto a “competir com Omã”.
O presidente da Câmara Municipal de Águeda, Gil Nadais, reagiu de imediato e disse a JB que não sabe como classificar as afirmações do presidente da EP/REFER, António Ramalho, sublinhando que “este responsável não conhece a realidade local e demonstra uma falta de conhecimento brutal”. “António Carvalho referiu que temos duas autoestradas! Onde? Não sei se propõe que nos desloquemos a Aveiro Sul, entremos na A1 – nó do Mamodeiro e depois saíamos em Albergaria-a-Velha e apanhemos a A25 para ir para Aveiro”.
Gil Nadais referiu ainda que “aquilo que queremos é uma via rápida e não uma autoestrada”, justificando que “temos 9 mil veículos que diariamente vão de Águeda a Aveiro” e, para fazerem 8 quilómetros, demoram mais de 35 minutos.
O autarca reforçou que “os nossos empresários necessitam de ter ligações rápidas aos eixos principais do país”, desconhecendo “onde é que estão as estradas capazes de competir com Omã”.
PFC

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

Detido suspeito de roubo em Águeda


A PJ de Aveiro deteve, na penúltima quarta-feira, no concelho de Águeda, o presumível coautor de um crime de roubo, perpetrado com recurso a uma arma de fogo. O crime sob investigação teve lugar na madrugada do dia 27 de julho, no centro de Águeda, quando decorria um festival de música, numa “roulotte” de venda de comida e bebida, tendo ocorrido ainda, além da subtração do apuro da noite, a destruição parcial da mesma, com o uso de várias armas de fogo. Nos passados dias 13 de agosto e 16 de outubro tinham já sido detidos outros quatro intervenientes no mesmo crime, a dois dos quais foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

Município de Águeda aposta no Enoturismo


A Câmara Municipal de Águeda, aproveitando o fato de ter estado envolvida numa candidatura conjunta ao concurso Cidade Europeia do Vinho/2015, realizou, entre os dias 31 de outubro e 25 de novembro, exposições de enoturismo de produtores do município de Águeda no Posto de Turismo.

Os Vinhos da Bairrada são conhecidos pela sua qualidade, e alguns do município de Águeda acabam de ser considerados, pela Revista Vinhos, como dos melhores do país. A ideia da autarquia foi mostrar, com as atividades que tem previsto realizar, que existe mercado para a promoção dos produtos, ajudando todos a ter mais receitas, numa clara aposta no enoturismo.

Ao longo das últimas semanas, enquanto decorreram as exposições da Aveleda/Quinta da Aguieira, da Quinta Vale do Cruz, da Viteno/Quinta do Ferrão e das Caves Primavera, o Posto de Turismo foi visitado por cerca de 350 pessoas que apreciaram os produtos apresentados, mostrando grande interesse nos vinhos e espumantes. Os visitantes de uma maneira geral consideraram estas iniciativas de grande interesse e relevância para a promoção do concelho e dos produtos que ali estiveram expostos.

“Quisemos mostrar, com estas exposições, que é possível, todos juntos, afirmarmos cada vez mais os produtores e os produtos de Águeda, como aliás ficou bem vincado nas afirmações de todos os representantes das caves que marcaram presença nestas quatro semanas de exposições”, afirmou Edson Santos, vereador do Turismo da Câmara Municipal de Águeda, aproveitando para agradecer a colaboração de ”todos os produtores presentes, bem como de todos os visitantes que mostraram interesse em aprofundar os seus conhecimentos vínicos”.

O vereador deixou ainda nota de que, em breve, serão lançados novos desafios, uma vez que a área dos vinhos pode ser uma boa forma de captar mais turistas e mais investimentos para o município.

Posted in Águeda, Destaque, Por Terras da BairradaComments (0)

Águeda: Workshop “Internacionalizar” no dia 27


A IERA – Incubadora de Empresas da Região de Aveiro, no âmbito do projeto PAVEI – Plataforma para Apoio e Valorização do Empreendedorismo e da Inovação, co-financiado pelo Programa MaisCentro – Programa Operacional da Região Centro, em colaboração com o Município de Águeda, irá dinamizar, no dia 27 de novembro, o workshop “Internacionalizar: Onde? Como? e Quando?” com o objetivo de dar a conhecer aos empreendedores e empresários locais os aspetos fundamentais do processo de internacionalização. O workshop irá ter lugar no Salão Nobre da Câmara Municipal de Águeda, das 17h30 às 20h.

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

Águeda: Orçamento de 45,2 milhões aprovado por maioria com um voto contra do PSD


Cerca de 45,2 milhões de euros é o valor do orçamento da Câmara Municipal de Águeda para 2015 que foi aprovado por maioria, na penúltima quarta-feira, com uma abstenção do vereador Miguel Oliveira (CDS/PP) e o voto contra do vereador do PSD, José Oliveira.
Neste Orçamento, está reservada uma verba de meio milhão de euros para o orçamento participativo, destacando-se do documento a transferência de cerca de 1 milhão e meio de euros para as Juntas de Freguesia.

Aposta forte é na área da educação (inovação e tecnologia ao serviço das escolas, bem como a conclusão dos quatro centros educativos), bem como verbas para apoio no desenvolvimento de Águeda como “Smart City”. Haverá também mais dinheiro canalizado para a área social.

O orçamento contempla ainda a construção do Centro de Artes e Espetáculos, a criação do Museu da Indústria e o acesso do Parque Empresarial do Casarão ao nó que vai efetuar a ligação de Águeda à autoestrada e ao acesso a Aveiro. Áreas que mais discussão motivaram ao longo da discussão do orçamento.
O Executivo aposta ainda no desporto para a saúde e para pessoas com deficiência, numa clara alusão ao “Desporto para Todos”. Nesta área, destaque para a construção de um “driving range” junto ao estádio municipal e de um centro de competição de BTT no Campo das Rompidas, em Recardães. Para a pavimentação de estradas nas freguesias, serão canalizados cerca de 2 milhões de euros.

Leia a notícia completa na edição impressa ou digital do Jornal da Bairrada

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

Município dá a conhecer Parque Empresarial do Casarão e tecido económico do concelho


Nos dias 21 e 22 de outubro, no âmbito do Plano de Promoção do Parque Empresarial do Casarão, promovido com o apoio técnico da SPI Ventures, a Câmara Municipal de Águeda recebeu uma comitiva de representantes da África do Sul, Indonésia, Angola e França.
A comitiva, constituída pela Embaixadora da África do Sul e Embaixador da Indonésia e por representantes da Embaixada de Angola e das Câmaras do Comércio e Indústria Luso-Francesa e Luso-Sul Africana, teve a oportunidade de conhecer as oportunidades de investimento em Águeda e visitar instituições e empresas locais com atividade nos setores estratégicos de Águeda, nas áreas do habitat, mobilidade, iluminação, entre outras.
No sentido de potenciar os laços comerciais e fomentar a criação/reforço de parcerias com os mercados presentes, foi ainda promovido um momento de networking com empresários do concelho, precedido da apresentação dos mercados por parte de cada um dos representantes da comitiva.
Com esta iniciativa, foi possível criar e consolidar parcerias para o desenvolvimento económico do concelho, dando a conhecer o mais recente espaço de acolhimento empresarial dotado de condições ótimas para a fixação de investimento nacional e estrangeiro (www.cm-agueda.pt/pages/364#.VEmJoxZw79o).
Esta iniciativa está integrada no Projeto do Parque Empresarial do Casarão, apoiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional no âmbito do Programa Operacional Regional do Centro.

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

Património artístico do município valorizado pela Fundação Dionísio Pinheiro


No dia 20 de outubro, o município de Águeda, representado pelo presidente Gil Nadais e pela vereadora da Cultura, Elsa Corga, assinou um protocolo de colaboração com a Fundação Dionísio Pinheiro e Alice Cardoso Pinheiro através do seu presidente Mateus Augusto Araújo.
Com este protocolo é formalizado o compromisso entre o Município e a Fundação, para cedência e exposição das seguintes obras de arte: retrato do Dr. Adolfo Portela datado de 1954 do autor António Alves, retrato do Conde Sucena do autor C.V. Leal datado de 1904, retrato do Dr. António Breda sem data (C. 1960) do autor Ricardo Navarro, retrato do Visconde de Aguieira, do autor C. V. Leal, retrato do Dr. Albano de Melo Ribeiro Pinto do autor C. V. Leal datado de 1899.
A Fundação Dionísio Pinheiro e Alice Cardoso Pinheiro fica obrigada a proceder à manutenção, conservação e exposição ao público no museu da Fundação, em Águeda, destas obras de arte, bem como a garantir a sua segurança e integridade.

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

SFImobiliaria

Pergunta da semana

Portugueses praticam cada vez mais exercício ao ar livre. É o seu caso?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com