Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "angariaçao"

V.N.Monsarros: Sucesso no jantar de angariação de fundos do CAS


O jantar de angariação de fundos, realizado no sábado, dia 5, em Vila Nova de Monsarros, a favor do Centro de Apoio Social foi um sucesso, não só pela adesão (165 pessoas) mas também pela quantia angariada que ultrapassou os 2 mil euros.
Por isso, a “direção do Centro de Apoio Social de Vila Nova de Monsarros agradece a todos a participação e colaboração no jantar”, avançando que as expetativas iniciais foram atingidas, tendo o jantar decorrido “muito bem”.
O evento que contou com a presença de responsáveis da autarquia e das várias entidades do concelho, comunidade, colaboradores da instituição, representantes de IPSS’s e de associações pertencentes à freguesia, evidencia que os amigos, sempre que solicitados, estão presentes, de uma forma solidária.
A direção da instituição não deixa também de agradecer a todos os voluntários que ajudaram na preparação/confeção e realização da atividade.
“Com gestos como este o mundo pula e avança (nem que seja uns milímetros)”, dizem.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada, V. Nova de Monsarros Comentários

Anadia: Bombeiros promovem eventos para angariar fundos


A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia tem em curso várias ações em prol da Associação. Os eventos têm como objetivo a angariação de fundos e destacam-se:
Dia 4 de abril, no Cineteatro de Anadia, um concerto pelos alunos do Conservatório de Música de Aveiro;
Dia 10 de maio, realiza-se um jantar convívio com Fados de Coimbra.
A curto prazo haverá informações mais específicas relativas a estes eventos.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Sangalhos: Jantar foi “balão de oxigénio” para o Coral Oásis


O balanço não poderia ser mais positivo. O jantar comemorativo do 20.º aniversário do Grupo Coral Oásis, realizado na noite do passado sábado, dia 12, constituiu uma verdadeira manifestação de amizade e solidariedade em torno do Grupo Coral. Cerca de 200 pessoas responderam afirmativamente à chamada (e outras houve que pagando bilhete não foram ao jantar) e deram corpo a uma agradável noite de confraternização, como há muito não se via na freguesia.
Maria José Gomes, vice-presidente do Coral, realça mesmo a “elevada procura de bilhetes”, não deixando de apresentar desculpas “a muitos pedidos que tiveram de ser recusados, por incapacidade logística”. É que o Coral tinha, inicialmente, feito um máximo de 200 bilhetes: “achavamos não conseguir encher o salão e, afinal, sem contar com os elementos do grupo, tivemos muito próximo das 230 pessoas, o que nos obrigou a recusar cerca de 20 pessoas”.
A festa, que se manteve bastante animada pela noite dentro, contou com a presença de amigos provenientes do concelho de Oliveira do Bairro, Águeda e muitos sangalhenses. Houve ainda representação de todos os órgãos autárquicos: Assembleia Municipal, Câmara Municipal e Junta de Freguesia de Sangalhos, entidade esta que, na ocasião, anunciou uma prenda de aniversário no valor de 500 euros. O jantar começou por volta das 20h e ultrapassou um pouco a meia noite.
Momento alto. No decorrer do jantar e após venda de 100 rifas, foi sorteado um quadro pintado pela coralista Hélia Mieiro, que muito tem dado ao Coral, ao longo de todos estes anos. Uma boa ajuda, já que, no final, o Grupo pôde contabilizar um saldo positivo de aproximadamente mil euros.
“Trata-se de um valor muito importante para nós. Agradeço o esforço e empenho dos coralistas para levar a cabo tão arrojada aventura, com poucas condições, principalmente de cozinha e um reconhecimento também a muitos que quiseram pagar um pouco mais do que o valor do bilhete”, acrescenta Maria José Gomes que não deixa de sublinhar o facto de terem surgido, ao longo da noite, vários pedidos para que o evento fosse repetido. Fica a certeza de que tal acontecerá, já no inicio do próximo ano. A grande adesão mostra que a população está com o Coral, que continua a granjear amigos por toda a Bairrada, mas também que a população local aprecia este tipo de iniciativas, onde pode conviver e passar um serão bastante animado. “Talvez, ainda este ano, possa surgir uma surpresa muito agradável para todos. Estamos a diligenciar e daremos notícias oportunamente”, revela Maria José Gomes, que dá conta de que se avizinham concertos e novas peças para breve.
Catarina Cerca

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada, Sangalhos Comentários

Sangalhos:Jantar de angariação de fundos do Coral Oásis no sábado


É já no próximo sábado, dia 12 de outubro, que se realiza, no salão de festas da Junta de Freguesia de Sangalhos, o jantar comemorativo do 20.º aniversário do Grupo Coral Oásis.
Com 20 anos de existência, o Grupo Coral Oásis atravessa uma das maiores crises financeiras de sempre, associada a uma ausência de sangue novo, que renove e dê outra esperança ao Coral.
Empenhados em dar a volta à situação e ultrapassar esta que é “mais uma crise”, o Coral Oásis promove este jantar, que terá início às 20h.
Um jantar dançante, comemorativo do 20.º aniversário, com música ao vivo e que promete uma noite diferente, a preços bastante convidativos e solidários (7,50 euros adultos e 5 euros crianças).
Aqui fica o apelo à generosidade e participação da população da freguesia, mas também das gentes do concelho.
Refira-se ainda que em breve haverá uma assembleia-geral para eleger novos corpos sociais, uma vez que Maria José Gomes, vice-presidente assumiu a direção do Coral há dois anos, após saída, por motivos de saúde, de Maria Silvestre.
Ainda este ano, a 9 de novembro, o Coral atuará em Souselas e, a 5 de dezembro, leva a cabo o tradicional concerto de Natal, na Igreja de Sangalhos.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada, Sangalhos Comentários

Vagos: Instituição organiza jantar de angariação de fundos


A Comissão de Apoio Social e Desenvolvimento de Santa Catarina (CASDSC) encontra-se a organizar o IX JANTAR DE ANGARIAÇÃO DE FUNDOS que se realiza no dia 6 de julho, pelas 20h, na sede da Instituição.
Os bilhetes custam 20 euros para adultos e 10 euros para crianças dos 2 anos até aos 12 anos.
O jantar tem como objetivo angariar fundos para apoiar a instituição na procura de respostas e dinâmicas sociais que permitam a prestação de um serviço de qualidade, da comunidade para a comunidade com vista à promoção da solidariedade social em todos os seus aspetos económicos, sociais e culturais.

Posted in Por Terras da Bairrada, Vagos Comentários

Anadia: Jovens angariam fundos a favor do projeto CADI


Arrancou na última quinta-feira, na sede do Projeto CADI, no centro de Anadia, uma venda de produtos vários, que a partir de agora passará a ser mensal, cujos proveitos revertem a favor das atividades desenvolvidas pelo Projeto CADI, da Santa Casa de Anadia.
A venda, dinamizada no âmbito do “Empreendedorismo Jovem”, vai passar a realizar-se na primeira sexta-feira de cada mês. Este mês, a venda foi atípica, visto sexta-feira (dia 6) ter sido feriado. Entre as 14 e as 19h, os anadienses puderam adquirir nesta pequena banca produtos diversos, novos ou usados, passando por produtos tradicionais, objetos elaborados pelas crianças e jovens, produtos hortícolas.
Por se estar a viver a quadra pascal, tiveram imensa procura os Bolos da Páscoa, amassados e cozidos com a ajuda de parceiros da comunidade, todos amigos do Projeto CADI.
De resto, é graças aos parceiros e ao apoio de amigos e empresas do Projeto CADI, que muitas das ações desenvolvidas chegam a bom porto.
Patrícia Martins, coordenadora do Projeto CADI avança que “a procura pelos Bolos tem sido grande. Na última sexta-feira, vendemos 60 bolos. Tivemos várias encomendas e agora esperamos conseguir vender mais 60 bolos”, dando conta de que a comunidade tem sido bastante recetiva a este tipo de ações que o Projeto CADI desenvolve.
Exemplo dessa aceitação por parte da população, acrescenta Patrícia Martins, o facto de também no Natal e na altura dos Reis, as ações realizadas terem sido bastante acarinhadas pelas gentes de Anadia. “No Natal decidimos fazer Doce de Abóbora e Broas de Natal. Vendemos tudo. Depois, os jovens foram cantar as Janeiras, porta a porta, e as pessoas receberam-nos muito bem.”
Ainda que vendidos a preço simbólico (cada bolo custava 2,50 euros), estas e outras verbas angariadas ao longo do ano destinam-se a custear atividades desenvolvidas, mas também saídas para o exterior, relacionadas com formação e momentos lúdicos de recreio e lazer.
Olhando para trás, Patrícia Martins confirma que os sete anos de vida que o Projeto CADI leva têm um balanço extremamente positivo. “O Projeto tem ajudado imenso crianças e jovens provenientes de meios sociais mais desfavorecidos, retirando muitos deles da rua, proporcionando-lhes momentos a que não teriam acesso se não pertencessem ao Projeto”, acrescenta aquela responsável, dando conta de que, neste momento, este grupo de empreendedorismo integra 14 jovens, entre os 14 e os 22 anos. “Todos estudam e após as aulas podem gratuitamente frequentar este espaço, até às 20h, fazer cursos de informática, ter explicações de português, inglês e matemática, praticar desporto e artes (dança, percussão, teatro) e contar com o apoio de quatro técnicos”. Uma ajuda preciosa para crianças e jovens a quem quase tudo falta, mas que graças a este Projeto alguns destes jovens já descobriram vocações. “Esse é o nosso grande objetivo: ajudá-los a serem autónomos, a descobrirem uma vocação, mas também através das atividades desenvolvidas atribuir-lhes competências e responsabilidades”.
Oriundos de famílias muito carenciadas, o Projeto procura ainda proporcionar-lhes momentos de prazer, como idas à praia, acampamentos, passeios. Este ano, parte da verba angariada destina-se a proporcionar a estes jovens um intraRail, de seis dias, por Portugal“. “O destino ainda não está escolhido, mas para a maioria deles será a semana de férias que nunca tiveram”, destaca aquela responsável, dando conta de que as próximas vendas serão entre as 14h e as 19h, nos dias: 4 de maio, 1 de junho, 6 de julho e 3 de agosto.

CC

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Angariação de Fundos marca aniversário do Centro Social de Aguim


No próximo dia 15 de Outubro, o Centro Social de Nossa Senhora do Ó de Aguim celebra três décadas de vida, à volta de uma tradicional matança de porco. A iniciativa, que irá contar com a presença de António, vencedor da primeira edição da Casa dos Segredos, visa angariar fundos para a construção do Pavilhão Multiusos que arranca dentro de pouco tempo.
Daí, o apelo à generosidade da população da freguesia: “Se correr como o ano passado já é muito bom. Tivemos 230 pessoas na matança. Este ano queríamos mais gente, mas se for em igual número, também é muito bom,” adianta Agostinho Ferreira, presidente da direcção do Centro Social.
Após três décadas alicerçadas num crescimento sustentado, o Centro Social tornou-se num dos maiores empregadores da freguesia. Aqui trabalham 70 pessoas, sendo a instituição frequentada por 259 utentes, nas diversas valências ligadas à infância e à terceira idade.
No entanto, o grande sonho – a construção da Unidade de Cuidados Continuados, de longa duração – continua por concretizar. Apesar disso, Agostinho Ferreira faz um balanço extremamente positivo da vida da instituição. “Conseguimos criar 70 postos de trabalho, ultrapassamos as expectativas previstas mas sentimos que ficámos aquém do projectado, isto porque ainda não conseguimos arrancar com a Unidade de Cuidados Continuados.”
A Unidade está aprovada na Rede Nacional de Cuidados Continuados, com uma comparticipação de 750 mil euros, no entanto o Ministério da Saúde ainda não deu luz verde para que a obra pudesse avançar.
“Há dois anos que lutamos para que a verba seja desbloqueada, porque se trata de uma valência muito necessária”, diz-nos, acrescentando que “esta valência, com capacidade para 30 camas, terá edifício próprio, a construir em espaço contíguo ao Lar e é uma grande lacuna pois trata-se de uma valência com muita procura”.
Para breve está o lançamento da primeira pedra do Pavilhão Multiusos, também previsto há já vários meses. “Estão ultrapassados os problemas burocráticos com a legalização dos terrenos e a obra vai avançar em breve”, afiança Agostinho Ferreira, que destaca o facto de um utente da instituição ter oferecido 200 mil euros para a construção da obra que vai servir, não só para actividades lúdicas, mas também culturais e desportivas.

Longa história. Apesar dos seus trinta anos de vida (data em que foi fundado), o Centro Social começou a ser “desenhado” em 1991, com a construção das valências de Centro de Dia, Creche, Jardim-de-Infância e ATL. O Apoio Domiciliário começou em 1996 e em 2001 foi inaugurado o Lar.
Na instituição, tanto as valências da infância como da terceira idade estão com grande dinamismo: “a valência relacionada com a infância não pára de crescer. A procura é muito grande e temos 12 crianças em lista de espera para a Creche, embora já tenhamos 56, o número máximo permitido. No Lar, a valência está esgotada e temos mais de 100 pedidos em lista de espera”, diz-nos Agostinho Ferreira, dando conta que o Jardim-de-Infância é frequentado por 44 crianças; o ATL por 40, o Centro de Dia por outros 40 utentes e o SAD por 45.
Números que tornaram a instituição grande mas também “pesada”. É que, em tempos de crise e de agravamento das condições de vida, o atraso no pagamento das mensalidades é uma das dificuldades com que se debatem no dia-a-dia. Por outro lado, com o crescente aumento das despesas, sem que haja igual aumento das receitas, torna-se difícil gerir uma instituição com esta envergadura: “Temos de fazer uma grande ginástica e ser muito rigorosos, sem pôr em causa a qualidade do serviço prestado que continua a ser a principal bandeira da instituição, que tem em curso o processo de certificação de qualidade”, destaca aquele responsável.

Programa:
Dia 15 de Outubro
Durante a tarde haverá festa comemorativa repleta de animação, com a realização de um Torneio de Futebol 5, entre pais e funcionárias da instituição.
A noite será animada por António, vencedor da 1.ª edição da Casa dos Segredos) e Rancho Infantil e Juvenil de Ventosa do Bairro.
O jantar, a partir das 18h30, integrará: caldo verde, serrabulho, fêveras, rojões, bebidas à descrição e sobremesas.
Aceitam-se inscrições através do número 231 511 797.
Preço: 10 euros/pessoa; 15 euros/casal; dos 0 aos 6 anos: gratuito; dos 6 aos 12 anos: 5 euros.

Catarina Cerca

catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Jantar de angariação de fundos a favor de jovem cego


Depois de ser tornado público que Nelson Pereira poderá recuperar a visão perdida há três anos, na sequência de um acidente de moto, com um transplante a realizar em Miami, nos EUA, surgem as primeiras iniciativas para o ajudar a angariar os 300 mil euros (entre viagens, estadia, exames, operação e outras despesas) necessários para a deslocação.
Assim, no próximo dia 7 de Dezembro (véspera de feriado) terá lugar, pelas 20h, na Estância, em Oliveira do Bairro, um jantar dançante com a participação do grupo Music’Arte.
O jantar de angariação de fundos partiu da iniciativa de Nelson Simões e de Paulo Pato, de Sangalhos e conta com o apoio do Grupo de Jovens Missionários de Avelãs de Caminho.
A JB, Paulo Pato revela que a iniciativa surgiu numa conversa de amigos: “o tema foi abordado entre nós, e porque acreditamos que as grandes ideias só tem valor quando postas em prática, nem foi preciso dizer mais nada, apenas definir a data”.
O objectivo é angariar fundos para que o sonho do Nelson seja uma realidade, o mais breve possível. Muito embora não haja ligação familiar, a vontade de ajudar deve-se ao facto de se tratar de um gesto solidário.
Paulo Pato acrescenta que o jovem é “um excelente ser humano, um lutador e merecedor de tudo o que se possa fazer para que o seu sonho seja uma realidade”. Por isso, uma outra iniciativa já está em curso pois, como refere, “felizmente a nossa sociedade não sofre de crise de solidariedade”.
“Estamos certos de que as pessoas estão sensibilizadas e disponíveis para ajudar e muitas outras iniciativas espontâneas irão ser colocadas em evidência. Dentro das nossas possibilidades, estaremos sempre disponíveis para colaborar”, adianta. O preço é de 25 euros/pessoa, sendo que crianças até aos 5 anos não pagam e dos 5 aos 10 pagam apenas 12,50 euros.
Nelson Pereira, de Avelãs de Caminho, tem apenas 29 anos de idade. Apesar de o acidente o ter deixado cego dos dois olhos, não baixou os braços e tentou adaptar, o melhor possível, a sua vida à nova condição. Licenciado em Engenharia Mecânica continua a exercer a sua actividade profissional na Pecol (Águeda), onde já trabalhava, indo agora de boleia com um colega. Para o dia-a-dia, Nelson Pereira conta com a preciosa ajuda de uma cadela-guia, que veio dos EUA. Paralelamente existe uma conta onde podem ser depositados donativos: Fundação Nelson Pereira (NIB: 0018 0003 23519903020 45).

Catarina Cerca

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Bombeiros de Vagos: “auto-stop” rende 9300 euros


Os Bombeiros Voluntários de Vagos (BVV) realizaram, no passado domingo, o seu primeiro ”auto stop”. Apesar da propalada crise, e da realização de outros eventos na sede do concelho (concentração de minis e feira dedicada ao todo-o-terreno), o peditório correu de feição. Rendeu 9.300 euros, valor que fica a aguardar pelo resultado do próximo peditório, a 8 de Agosto, já com a presença dos nossos emigrantes.
De referir que o montante arrecadado destina-se à aquisição, entre outros, de um sistema de som portátil para as acções da corporação, peças faciais para completar os equipamentos de protecção respiratória (aricas), e um cesto superior para o Veículo Ligeiro de Combate a Incêndio (VLCI). Se o dinheiro chegar será, ainda, adquirido um plasma para a sala do bombeiro.


Eduardo Jaques/Colaborador

Posted in Por Terras da Bairrada, Vagos Comentários


Pergunta da semana

Um estudo indica que mais de duas doses diárias de álcool por dia aceleram perda de memória. Qual o seu consumo habitual no dia a dia?

View Results

Loading ... Loading ...