Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "bombeiros"

Área ardida no distrito de Aveiro até abril é cinco vezes maior do que em 2014


O ano de 2015 vai ser terrível no que diz respeito aos incêndios. Esta é a convicção do Comandante Operacional Distrital (CODIS) de Aveiro, José Bismarck, que prevê um verão complicado para os bombeiros. É que, desde o início do ano, já arderam no distrito de Aveiro 2.282 hectares de mato e floresta, cinco vezes a área ardida em todo o ano passado, segundo dados apresentados, na penúltima quinta-feira, na Câmara Municipal de Águeda, pelo Comando Distrital de Operações de Socorro de Aveiro, no decurso da apresentação do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) de 2015 para o distrito de Aveiro.
Este aumento, segundo o Comandante Operacional Distrital (CODIS) de Aveiro, José Bismarck, tem a ver com os grandes incêndios que ocorreram no início deste mês, nos concelhos de Sever do Vouga, Albergaria-a-Velha e Arouca.
Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Águeda, Por Terras da BairradaComments (0)

Gratidão e incerteza dominam tomada de posse nos Bombeiros de Anadia


Os sentimentos de reconhecimento e gratidão a Carlos Alegre (que sai dos órgãos sociais por motivo de saúde) e a Mário Teixeira, enquanto dirigente da associação há mais de três décadas, mas também a incerteza no futuro e a esperança em melhores dias dominaram, na tarde do passado dia 11, a cerimónia da tomada de posse dos novos órgãos sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia (AHBVA) para o triénio de 2015/17.
Naquele que foi o último ato oficial de Carlos Alegre, enquanto presidente da Assembleia-geral da AHBVA, o até agora presidente da assembleia-geral agradeceu à equipa que com ele trabalhou, desejando as maiores venturas aos novos elementos que integram os órgãos sociais.

Na ocasião, também a edil anadiense Teresa Cardoso, que é também a presidente da Proteção Civil de Anadia, destacou as várias funções desta associação, sublinhando que a Câmara Municipal continuará a manter todo o seu apoio logístico, material e financeiro.

Por seu turno, Mário Teixeira acredita que a nova equipa que lidera vai levar por diante as propostas apresentadas no plano de atividades, ou seja, dotar o corpo de bombeiros das condições indispensáveis e necessárias. Apesar das dificuldades e não antevendo melhores dias, aguarda que seja conhecida, em breve, a tão aguardada proposta de financiamento para os bombeiros, até porque como reconheceu, a gestão da associação é feita com alguma dificuldade (há serviços que se fazem sem ter a certeza que são recebidos, para além de ser difícil receber as quotas em atraso).

Emanuel Maia, novo presidente da Assembleia-geral, encerraria a cerimónia deixando uma palavra de apreço pelo esforço, empenho e dedicação dos que saem e palavras de incentivo a Mário Teixeira, “figura ímpar no concelho”, pelo seu sacrifício a esta causa, tanto mais nos tempos difíceis que o país atravessa, “é preciso muita competência, audácia e amizade para correr o risco e alcançar o desiderato a que nos propusemos”.

Catarina Cerca

Leia a reportagem completa na edição de 16 de abril de 2015 do Jornal da Bairrada

Posted in Anadia, Por Terras da BairradaComments (0)

Bombeiros de Anadia: Mário Teixeira toma posse com contas de 2014 e plano de atividades aprovados


No próximo sábado, dia 11, pelas 17h, Mário Teixeira e todo o elenco diretivo tomam posse na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia (AHBVA), para o triénio 2015/2017. A sua reelição aconteceu em Assembleia-geral, realizada no domingo, dia 29 de março.
Durante a Assembleia foi ainda aprovado o relatório de contas do ano transato, assim como dado a conhecer o Plano de Atividades para o próximo triénio.
Embora pouco participada, a Assembleia-geral da AHBVA aprovou, por unanimidade, as contas relativas ao ano de 2014, assim como o plano de atividades para o próximo triénio.

Balanço positivo. O mandato que agora termina tem um balanço positivo, ainda que se tenha registado uma diminuição na receita da quotização e nos serviços programados.
As despesas da AHBVA prenderam-se, sobretudo, com a manutenção e recuperação de viaturas, nas instalações, pintura exterior e interior do quartel; recuperação da casa escola; substituição dos portões bem como o investimento realizado na área das novas tecnologias – quartel online – central telefónica e equipamento informático.
Com um orçamento de 738.300 euros (ligeiramente inferior ao de 2013), registou-se, no ano de 2014, uma execução orçamental de 670.220 euros (receitas) e 607.339 euros (despesas).
Entre 2012 e 2014, registou-se ainda uma diminuição relativamente à quotização dos sócios (em falta de 2014 estão 29.974 euros), tendo sido cobrados 49.973 euros. Já no serviço de transporte não urgente de doentes (serviços programados) registou-se igualmente uma diminuição.
O maior volume de gastos foi com o pessoal (382.168 euros), seguindo-se as despesas com fornecimento e serviços externos (219.373 euros).
Numa altura em que o país aperta o cinto, devido aos muitos constrangimentos, a direção teve a clareza e a sensatez em prosseguir uma política económica e financeira, atinente às dificuldades atuais mantendo a associação sustentável para o desenvolvimento de novos desafios.
De acordo com o parecer do Conselho Fiscal houve uma “quebra das receitas, sobretudo nos serviços ambulatórios, mas também uma descida nos gastos, basicamente na manutenção e nos combustíveis, facto que permitiu um superavit económico”. Por isso, a situação financeira mantém-se sólida.
A terminar, este órgão recomenda a continuação de uma gestão atenta sobre os gastos face à continuada tendência de quebra das receitas, quer nos serviços de assistência, quer na redução sentida dos apoios das entidades públicas.
Avança ainda ser imperiosa a necessidade de investimentos futuros, quer na reabilitação da sede às novas exigências, quer na renovação da frota automóvel. Uma política de investimento que deverá ser baseada em critérios rigorosos no que respeita à sua eficiência/eficácia.

Ano de grande exigência. No relatório a que tivemos acesso, também a comandante Ana Matias avança que “toda a atividade decorrida no ano de 2014 foi de grande exigência quer para os bombeiros voluntários, quer para os seus familiares”, com o objetivo futuro de “atingir a excelência profissional, melhorando as capacidades individuais e coletivas”.
Ana Matias destaca as profundas alterações e adaptações nas áreas administrativas e operacional que visam melhorar a resposta à população. Ao nível da formação, foi um ano com vários cursos em que os Bombeiros de Anadia se distinguiram pela avaliação positiva nos mesmos e pela aquisição de conhecimentos.
Um destaque para a Escola de Infantes (22 elementos) e Cadetes (7 elementos) que pela primeira vez funcionou em Anadia, tendo atualmente alguns dos cadetes ingressados na Escola de Estagiários com o objetivo de ingressarem na carreira de bombeiros.
A nova Escola de Estagiários com 12 elementos é uma realidade e, da escola de estagiários anterior, nove elementos prestaram provas de ingresso distritais e foram aprovados, encontrando-se já em fase de estágio para ingresso na carreira de bombeiro voluntário.
Prioridades. A direção de Mário Teixeira não tem um ano fácil pela frente. Todavia, está determinada em manter uma gestão estratégica com qualidade, inovação e modernização. Garantir a sustentabilidade da associação, aproveitando as competências de cada um, é a sua prioridade, ainda que elenque um conjunto de áreas onde querem intervir, das quais salientamos: angariação de fundos e de novos sócios, cobrança de quotas, prosseguir e consolidar a formação interna e externamente de bombeiros, criar no quartel melhores condições de trabalho a todos os níveis, melhorar o fardamento e equipamento de proteção individual, atualizar a frota de veículos (transporte de doentes não urgentes), e reorganizar e e adquirir novas viaturas ajustadas à disponibilidade financeira da associação, avaliar a revisão salarial, sempre em consonância com a sustentabilidade económica da associação, rever e adaptar os Estatutos da Associação à legislação vigente, reestruturar internamente os serviços (reorganização administrativa), elaborar o regulamento de Distinções Honoríficas, captar novos voluntários numa perspetiva de renovação contínua, entre outros.
Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Por Terras da BairradaComments (0)

Bombeiros de Vagos: Obras no quartel à espera da reabilitação urbana


Inscrita como “subsídio” a atribuir pela câmara municipal, no orçamento financeiro e plano de ação dos Bombeiros Voluntários para 2015, uma verba de 100 mil euros foi sinalizada para obras de requalificação do edifício sede daquela associação, que a direção pretende iniciar em breve.

“É urgente tentar lançar as obras ainda no decorrer deste ano”, considera o presidente da instituição. César Grave, que tomou posse no final do primeiro trimestre de 2014, confirma agora que pretende obter fundos comunitários para o efeito, através de uma candidatura ao Programa Operacional Temático Valorização do Território (POVT), no âmbito do domínio de intervenção “prevenção e gestão de riscos”.

O projeto, orçado em cerca de 900 mil euros, no total, está para já concluído. Mas a sua execução será faseada, de acordo “com a disponibilidade financeira da associação e/ou ajudas ou financiamento”, pode ler-se no documento, aprovado por unanimidade, no decorrer da assembleia-geral realizado no passado sábado.

Com a nova direção, as obras no quartel são mesmo para avançar. Para o corrente ano, o montante previsto para investimento ascende a 280 mil euros. Mas a candidatura vai ficar “pendurada”, à espera da criação, pela autarquia, da chamada área de “reabilitação urbana” do centro da vila, “devidamente regulamentada e fundamentada”.

Trata-se de um procedimento legal, imprescindível para os municípios “que pretendam fazer candidaturas no âmbito da reabilitação urbana, na vertente pública ou privada”, explicou o presidente da câmara, Silvério Regalado.

Eduardo Jaques/Colaborador

Leia a notícia completa na edição impressa ou digital do JB de 2 de abril de 2015

Posted in Por Terras da Bairrada, VagosComments (0)

O. Bairro: Associação dos Bombeiros aprova Relatório e Contas e ratifica lista de Conselheiros


Teve lugar no dia 30 de Março a Reunião da Assembleia Geral da AHBVOB para aprovação do Relatório e Contas e ratificação de uma lista de Conselheiros.
No ano 2014, registou-se, em relação ao ano 2013, uma redução de 1,8% no número de doentes não urgentes transportados, um aumento de 7,5% no número de viagens efetuadas e um crescimento de 6,9% no transporte pré-hospitalar.
Em termos globais, a frota da Associação percorreu 558.139 quilómetros, representando um acréscimo de 5%, em relação a 2013.
Foram feitos investimentos na aquisição de equipamento operacional, bem como na modernização e compra de veículos no volume de 182.000 euros.
Foi adquirido equipamento para apetrechamento do Centro de Enfermagem, inaugurado há duas semanas, e para equipar individualmente os bombeiros, no montante global de 10.000 euros.
As contas apresentam, em relação a 2013, um crescimento nas receitas de 1,1% e nos custos de 3%.
A Assembleia Geral aprovou por unanimidade, o Relatório e Contas relativo a 2014.
Para o Colégio de Conselheiros, foi apresentado à Assembleia Geral para ratificação uma lista composta por: António Almeida Roque; António Manuel Dias Cardoso; Carlos Alberto Lourenço Nunes; Cesário Raimundo de Jesus Amaral; Rui Manuel Fontes Rocha; Rui Manuel Nunes Barqueiro; Victor Manuel Almeida Pinto; Victor Manuel Pires Almeida Rosa; Victor Manuel Sampaio Carvalho.
Esta lista, constituída por Conselheiros, respeita o número mínimo estabelecido pelos Estatutos e, em princípio, estarão em exercício até ao final do ano de 2016.
A referida ratificação foi aprovada por unanimidade e aclamação.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Bombeiros de Anadia: Mário Teixeira reconduzido na direção


Mário Teixeira, presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia (AHBVA), venceu o ato eleitoral de domingo e vai ser reconduzido para mais um mandato (três anos) à frente dos destinos daquela associação.
A lista por si encabeçada foi a única a apresentar-se a votos e aprovada, por unanimidade, pelos sócios votantes.
Apesar da fraca adesão (apenas votaram 54 sócios), Mário Teixeira mostra-se bastante satisfeito e apontou como principais razões da candidatura o apoio e alento recebidos por um grupo significativo de sócios que o incentivaram a prosseguir com o projeto traçado. Por outro lado, sublinha ser a “candidatura do desassossego contra a resignação, e da esperança, em luta contra o desânimo”. Por isso, aposta numa equipa renovada, e num conjunto de objetivos e ações que visam reestruturar internamente os serviços, avaliar a revisão salarial dos bombeiros em consonância com a sustentabilidade económica da Associação, adquirir fardamento e equipamento de proteção individual, bem como viaturas com especial enfoque no transporte de doentes não urgentes, melhorar as condições físicas do quartel, restaurar o site, rever e adaptar os Estatutos à legislação vigente, continuar a apostar na formação, angariar fundos e novos sócios, entre outros.
Com mais de 30 anos à frente dos bombeiros e 77 anos de vida, diz que os tempos que se avizinham trazem consigo dúvidas, inquietações e incertezas, pelo que vai apostar numa gestão com qualidade, inovação e modernização. Garantir a sustentabilidade da associação é a sua maior prioridade.

Eleitos
Direção: Mário Teixeira, presidente; José António Cruz, Mário Carlos Morais, Ana Matias, vice-presidentes; José Veloso Gonçalves, 1.º secretário; Cândido Alves, 2.º secretário; Afonso José Lopes, tesoureiro; Eugénia Veiga e Delfim Cabeço, vogais.
Assembleia-geral: Emanuel Maia, presidente; João Dias Coimbra, vice-presidente; Hernani Pereira, Joaquim Conde Belo e Alexandrino Amorim, secretários.
Conselho Fiscal: Carlos Matos, presidente; João Pedro Matos, vice-presidente e Joana Isabel Carvalho, secretário.
Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Por Terras da BairradaComments (0)

Vil. Bairro: Simulacro de incêndio na EB 2/3 testa evacuação e eficácia dos meios de socorro


Não se registaram feridos e o incêndio que deflagrou na cozinha da EB 2/3 de Vilarinho do Bairro, no passada dia 18, cerca das 15h, foi rapidamente debelado, ainda que tenha obrigado à evacuação da escola. Tudo não passou de um simulacro, mas de grande utilidade para testar o plano de evacuação daquele estabelecimento de ensino e a eficácia dos meios de socorro.
Realizado no âmbito do projeto “Ser Protegido”, promovido pela UCC Anadia e integrado no Projeto de Educação para a Saúde do Agrupamento de Escolas de Anadia, o simulacro envolveu 250 alunos, 23 professores e 13 funcionários daquela escola, bombeiros da corporação anadiense e GNR de Anadia.
O simulacro encerrou um ciclo de ações de sensibilização realizadas ao longo do ano destinadas aos alunos, encarregados de educação, professores e restante comunidade. Uma iniciativa que no ano passado testou também o plano de evacuação dos Centros Escolares de Arcos e de Paredes do Bairro, pretendendo-se, no próximo ano, abranger outros centros escolares de Anadia.
No final do simulacro, Silvana Marques, coordenadora da Unidade de Cuidados na Comunidade de Anadia, avançou que são iniciativas como esta que ajudam a “desenvolver procedimentos de planeamento, de coordenação e de conduta que melhorem as condições de segurança dos alunos e professores em situação de emergência impostas por evacuação urgente da escola”. Por outro lado, através da mobilização dos meios de socorro, estes simulacros ajudam a avaliar os riscos e a evolução da situação.
Segundo a comandante dos Bombeiros Voluntários, Ana Matias, o tempo de evacuação foi conseguido num tempo razoavelmente bom, havendo necessidade de melhorar os tempos de contagem das pessoas evacuadas. Por isso, em termos gerais, o balanço do simulacro é positivo, até porque as falhas detetadas servem precisamente para aperfeiçoar o trabalho futuro da escola. Estiveram envolvidos o Agrupamentos de Escolas de Anadia, UCC Anadia, Bombeiros Voluntários de Anadia e GNR- Escola Segura.

Catarina Cerca

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada, Vilarinho do BairroComments (0)

Centro de Enfermagem Comendador Almeida Roque inaugurado nos 41 anos dos Bombeiros


Os Bombeiros Voluntários de Oliveira do Bairro, no dia em que assinalaram o 41.º aniversário, inauguraram o Centro de Enfermagem Comendador Almeida Roque. Uma obra destinada a toda a população, que foi pensada em 2011, mas que só agora viu a luz do dia.
O presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Bairro, Nunes Cardoso, durante a sessão solene, começou por destacar a inauguração do Centro de Enfermagem. “Com este ato, culminámos um longo processo com origem em 2001, aquando do lançamento da 1.ª pedra para a construção deste Quartel na comemoração do 27.º aniversário, momento em que o Comendador Almeida Roque, usando da palavra na sessão solene, fez questão de anunciar uma nova e notável oferta de 5000 contos, para equipamento de uma sala ligada aos cuidados de saúde, pois que, no seu entender, os bombeiros devem estar cada vez mais preparados para a prestação de serviços sociais no âmbito da saúde”, afirmou Nunes Cardoso, acrescentando que, “ em 2004, na inauguração destas instalações, integrada na comemoração do 30.º aniversário da Associação Humanitária, o Comendador concretizou aquela oferta com a entrega de 25000 euros”. “A Associação ficou perante um desafio para o qual tinha de se preparar e responder”, pelo que “depois de ultrapassadas dificuldades diversas, sobretudo, na obtenção da necessária licença de utilização de espaço cujo processo se arrastou por vários anos, aqui nos encontramos hoje para procedermos à inauguração do Centro de Enfermagem, ao qual demos o nome de Comendador Almeida Roque”, afirmou o presidente da direção, Nunes Cardoso.

Leia mais na versão digital do seu JB.

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Anadia: Câmara disponibiliza piscinas e oficinas municipais aos Bombeiros


A utilização das Piscinas Municipais de Anadia pelos Bombeiros de Anadia foi objeto de protocolo assinado, no dia 13 de março, nos Paços do Concelho, entre a presidente da Câmara Municipal, Teresa Cardoso, e o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia, Mário Teixeira.
Nos termos deste protocolo, os bombeiros da corporação de Anadia poderão utilizar uma pista do tanque principal das Piscinas Municipais, a título precário e gratuito, durante o período do normal funcionamento desta instalação desportiva. Esta utilização gratuita das Piscinas Municipais pelos elementos da corporação de Anadia assenta no reconhecimento do importante serviço público que diariamente prestam, bem como o seu contributo para a promoção da segurança e da saúde da população.
Por outro lado, a Câmara Municipal de Anadia entende que a prática desportiva e a consequente melhoria da condição física dos bombeiros poderão contribuir para incrementar o bem-estar físico dos soldados da paz, em termos individuais, potenciando, também, a possibilidade de uma melhor prestação dos serviços de que estão incumbidos.

Viaturas dos bombeiros com manutenção gratuita nas oficinas municipais. Foi igualmente assinado entre a edil Teresa Cardoso e Mário Teixeira, um protocolo que prevê manutenção gratuita, nas Oficinas Municipais, de viaturas daquela corporação.
Este acordo estipula que as viaturas pesadas dos Bombeiros Voluntários de Anadia possam, mediante agendamento, utilizar a estação de serviço do Município, ali efetuando serviços de manutenção dos veículos, cabendo à autarquia disponibilizar o material e a mão-de-obra necessários.
O estabelecimento deste protocolo decorre do reconhecimento do importante serviço público diariamente prestado pela corporação, bem como da excelente e longa cooperação institucional existente entre os dois organismos.

Posted in Anadia, Por Terras da BairradaComments (0)

Pampilhosa: Bombeiros promovem 1.º Passeio de Motas e Motorizadas


No próximo dia 8 de março, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Pampilhosa vai realizar o 1.º passeio de motas e motorizadas.
O dia começa com a concentração no quartel, pelas 9h, seguindo-se o passeio pela região, passando por povoações do concelho da Mealhada, Mortágua, Penacova e Coimbra.
Durante o percurso irão visitar o Convento de Santa Cruz, na Serra do Bussaco, almoçando nos moinhos da Portela de Oliveira, concelho de Penacova.

Posted in Mealhada, Por Terras da BairradaComments (0)

SFImobiliaria

Pergunta da semana

Portugueses praticam cada vez mais exercício ao ar livre. É o seu caso?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com