Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "crimes"

Zona Industrial de Oiã é massacrada por vaga de assaltos


Os empresários instalados na Zona Industrial (ZI) de Oiã estão a ser fustigados por uma vaga de assaltos. Só nos últimos dias, duas empresas foram lesadas em cerca de 200 mil euros. A GNR diz que as estatísticas comprovam que os assaltos têm diminuído, mas, na verdade, os empresários queixam-se que estão a aumentar e dizem que os dados da GNR são explicados pelo simples facto das empresas terem deixado de apresentar queixa, para não perderem tempo e dinheiro.

Só um furto de cobre, na tarde do último domingo, na empresa Vimartins, causou um prejuízo que pode ascender a mais de 170 mil euros. É que um posto de transformação de 1600 Kva foi completamente destruído, deixando a empresa paralisada e 50 funcionários parados.

João Pires, administrador da empresa, explicou ao Jornal da Bairrada que os indivíduos entraram por uma zona de pinhais e começaram por desligar um poste de média tensão da EDP, utilizando de seguida uma carrinha da empresa para rebentar o posto de transformação. “Só o custo deste equipamento poderá oscilar na casa dos 80 mil euros, com a agravante da empresa ficar completamente parada”, sublinhou João Pires, acrescentando que “a empresa fica impossibilitada de entregar as encomendas e terá que mandar os funcionários para casa”.

João Pires, visivelmente revoltado com o sistema judicial e policial, conta que a sua empresa já foi várias vezes assaltada sem que os responsáveis sejam punidos. “Este é mais um assalto para constar das estatísticas e nada mais. A GNR nada tem feito e enquanto existir uma acampamento de indivíduos de etnia cigana aqui nas proximidades, dificilmente os assaltos terminarão”, acrescentou.

Este empresário diz ainda que “ninguém consegue aguentar por muito tempo, assaltos, atrás de assaltos. Isto é uma vergonha”.

Recorda ainda que “os problemas que estão na origem dos assaltos na zona industrial de Oiã já estão mais do que identificados e foram dados a conhecer numa reunião, mantida com responsáveis da polícia, da junta e da Câmara, mas nada foi feito até agora”.

A GNR de Oliveira do Bairro compareceu no local uma hora depois de ter sido chamada. “Acha normal que sejamos vítimas de um assalto desta magnitude e a GNR demore uma hora a chegar”, questiona o empresário.
A ZI de Oiã está a ser, pois, varrida por uma vaga de assaltos. Os seus promotores “trabalham” à vontade, por vezes, durante o dia.

Queixas. A empresa Trougal, mais uma vez (pelas contas dos donos, a 50.ª), recebeu, também, nos últimos dias, a visita indesejada dos larápios.
Os indivíduos aproveitaram as traseiras dos pavilhões e a existência de um talhão de choupos, para rebentarem com uma das portas do armazém de lamas, há pouco reforçada, e recolheram um garibalde.

Segundo um dos proprietários da empresa, “os indivíduos não se ficaram por aqui e até um engenho de ferro de poço carregaram”. “Tudo o que lhe cheire a ferro ou cobre, nada escapa aos vândalos”, refere, sublinhando que “sem a existência dos sucateiros recetadores, os roubos de certo diminuiriam”.

Neste caso e de outras empresas, vítimas de assaltos, “o caso não foi comunicado à GNR, “porque os resultados das muitas participações foram zero”.

Provas. A empresa de manutenção “MAN” também já foi alvo de vários assaltos, nomeadamente às instalações e ao gasóleo dos camiões que se encontram no parque. O último assalto ocorreu na semana passada, quando indivíduos de etnia cigana, durante o dia, carregaram ferro.
É prática da empresa apresentar queixa, no entanto, todos os processos têm sido arquivados por falta de provas.

Furtos aumentam. As estatísticas dizem o contrário, mas na realidade o furto de ferro e cobre das instalações elétricas tem aumentado na Bairrada. Uma só noite pode render aos assaltantes mais de 700 euros, já que o cobre está a ser comercializado, segundo fonte policial, entre os 7 e os 8 euros o quilo.

Os assaltantes têm incidido a sua atividade criminosa nos postes elétricos e postos de transformação da EDP, de onde retiram os cabos de ligação à terra, deixando desprotegidas as instalações.

Sistema judicial. Fonte policial referiu que o sistema judicial não leva em conta que o furto do cobre em instalações elétricas origina problemas de segurança nas instalações, sendo tipificado apenas como mais um furto.
Há um ano, o campo desportivo do Águas Boas, em Oiã, foi visitado e mais de 250 metros de cobre, equivalente a 200 quilos de cobre, foram furtados. O prejuízo foi superior a dez mil euros e os culpados nunca foram detidos.
Fonte policial explicou ainda que “o cobre é derretido e introduzido no mercado, o mesmo acontecendo com as tampas de saneamento que são fundidas”.

O nosso interlocutor diz que “na Bairrada estão referenciados alguns sucateiros, contudo, muitos destes são intermediários de empresas de maior dimensão, algumas das quais localizadas no norte do país”, justificando que “o crime de recetação é muito difícil de ser provado”.

“Temos proprietários de sucateiras que já foram constituídos arguidos, mas acabam sempre por ser condenados ao pagamento de multas”. “A justiça olha para estes furtos como crimes menores”, acrescenta a fonte.

Pedro Fontes da Costa
pedro@jb.pt

Posted in Destaque, Oiã, Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Três suspeitos de vários delitos detidos pela Polícia Judiciária


A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou, ontem, a detenção de três homens suspeitos de envolvimento em crimes que vão do roubo com arma de fogo ao tráfico e transformação de armas e tentativas de homicídio.

De acordo com a PJ, as detenções resultaram de ações efetuadas nos últimos dias pelo Departamento de Investigação Criminal de Aveiro.

No âmbito de uma destas ações, foi detido um homem de 30 anos suspeito autoria de um crime de roubo com arma de fogo, em maio de 2010, numa pastelaria de Oliveirinha, arredores Aveiro.

Na ocasião, o padeiro de serviço, sob a ameaça de armas de fogo, foi manietado e amarrado, tendo sido subtraídos diversos valores e objetos existentes no estabelecimento.

Presente a primeiro interrogatório judicial, o suspeito viu ser-lhe decretada a medida de coação de prisão preventiva.

Noutra investigação, relativa ao tráfico e transformação de armas de fogo, que implicou a realização de buscas domiciliárias e a uma oficina, foi detido um serralheiro, “em flagrante delito”, tendo sido apreendidas três armas de fogo e cerca de mil munições de diversos calibres.

Ao detido, de 53 anos, após ser presente a primeiro interrogatório judicial, foi-lhe decretada a medida de coação de obrigação de apresentações periódicas às autoridades.

O terceiro caso tratou-se do cumprimento de um mandado de detenção, de um homem de 32 anos, desempregado, residente na zona da Murtosa, que havia sido condenado, entre outros, por vários crimes de homicídio na forma tentada, e que recolheu ao Estabelecimento Prisional de Aveiro.

Posted in Aveiro, Região Comentários

Assaltante de carros confessa furtos


Um homem, de 37 anos, que assaltava carros nos parques de estacionamento, acusado pelo Ministério Público de Anadia da prática de crimes de furto qualificado e ainda de burla informática, confessou, na penúltima terça-feira, a prática dos crimes.

O homem, residente na vila da Palhaça, assaltava os carros e depois efectuava levantamentos, com os cartões de multibanco que subtraía das carteiras. O indivíduo está em prisão preventiva à ordem de outro processo.

Confissão. J. Tavares confessou que, no dia 2 de Novembro de 2010, cerca das 12h30, dirigiu-se ao parque de estacionamento do cemitério de Tamengos com o objectivo de se apoderar de valores que pudessem estar no interior dos veículos estacionados. Assim, começou por partir o vidro lateral de um carro, de onde retirou e levou uma carteira de senhora que continha diversos documentos pessoais e cartões de multibanco.

O arguido pegou nos cartões e dirigiu-se a um banco em Vilarinho do Bairro e procedeu ao levantamento de 400 euros. Em acto contínuo, utilizou um outro cartão multibanco e levantou mais 400 euros. Os levantamentos totalizaram 800 euros, que terá gasto em proveito próprio.

Ainda nesse dia, J. Tavares entregou o cartão multibanco, que tinha furtado, a uma pessoa do sexo feminino de identidade desconhecida, para que esta o utilizasse para efectuar pagamento de bens que adquirisse. Esta pessoa do sexo feminino atestaria o carro nas Bombas de Gasolina de Vilarinho do Bairro, tendo pago 48 euros. Os cartões e a carteira acabariam por ser encontrados num pinhal em Ribafornos.

Já no dia 28 de Dezembro, cerca das 17h30, o arguido dirigiu-se ao Parque de estacionamento anexo ao Lar de Idosos Nossa Senhora do Ó, em Aguim, Anadia, para se apoderar de valores. Partiu o vidro lateral de um carro, pertença de uma empresa, e subtraiu diversas carteiras e dois cartões multibanco e um de crédito. Bens avaliados no valor de 496 euros.
Na posse dos cartões de multibanco, o arguido regressou ao mesmo multibanco e levantou 400 euros, seguindo para uma loja onde comprou dois blusões de cabedal e um capacete.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

PJ detém homem suspeito de raptar e violar mulher


A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou ontem que constituiu arguido um homem, de 52 anos, suspeito de ter raptado e violado uma mulher, de 44 anos.

Os crimes terão ocorrido na madrugada da última segunda feira, no recinto onde se realiza a feira semanal da Palhaça, em Oliveira do Bairro.

Segundo a PJ, o arguido e a vítima, que se conheciam há alguns anos, mas “não tinham qualquer relação de convívio regular”, encontraram-se ao princípio da noite na via pública, em circunstâncias meramente casuais.

De acordo com a mesma fonte, a vítima estava “sozinha e aparentemente embriagada” e terá sido convencida pelo agressor a entrar no seu carro para a levar até casa.

“Ao invés disso, aproveitando a sua vantagem cognitiva sobre ela, o arguido levou-a para um local isolado de habitações, onde acabaria por agredi-la a murro, obrigando-a sob constrangimento físico a manter relações sexuais com ele”, adianta a PJ.

O arguido foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de apresentações bissemanais no posto policial da área de residência e proibição de contactar a vítima.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Condutor agrediu e injuriou GNR


Um homem, de 42 anos, residente em Fermentelos, Águeda, foi detido pela GNR de Oliveira do Bairro, no domingo de madrugada, por desobediência, após se ter recusado a efectuar o teste de alcoolemia, na sequência de um acidente em que se encontrava envolvido, revelou ao Jornal da Bairrada fonte policial.

Perante o acto de desobediência, a patrulha deteve o indivíduo e levou-o para o posto, onde recusou, novamente, efectuar o teste de alcoolemia. No entanto, este condutor passou do acto de desobediência às injúrias aos militares presentes no posto.

Advertido que o seu acto configurava crime, o indivíduo mostrou-se indiferente e terá agredido um militar. Segundo fonte policial, o homem rasgou um pedaço da farda de um militar.

O indivíduo foi notificado para comparecer na Comarca do Baixo Vouga – Juízo de Oliveira do Bairro, onde o processo baixou a inquérito.

Posted in Oliveira do Bairro Comentários


Pergunta da semana

Um estudo indica que mais de duas doses diárias de álcool por dia aceleram perda de memória. Qual o seu consumo habitual no dia a dia?

View Results

Loading ... Loading ...