Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "Junta de Freguesia"

Manuel Silvestre é o próximo entrevistado do “Tem a Palavra”


Manuel de Campos Silvestre é o próximo entrevistado no âmbito do projeto “Tem a Palavra”, que resulta de uma parceria entre a Junta de Freguesia de Oliveira do Bairro e a ANOB – Associação dos Naturais de Oliveira do Bairro.
A entrevista, conduzida pela diretora do Jornal da Bairrada, Oriana Pataco, tem lugar esta quinta-feira, dia 20 de março, pelas 21h, na sede dos Atómicos, no Repolão. A iniciativa é aberta a todos os que queiram assistir.
Manuel de Campos Silvestre é um conhecido professor e empresário de Oliveira do Bairro. Foi o fundador da Pavimenta, a primeira empresa de pavimentos em monocozedura da Península Ibérica.
Foi também o primeiro português a fazer um doutoramento na área do Empreendedorismo. Um doutoramento em Gestão Industrial, pela Universidade de Aveiro, com tese sobre “Formação para a apromoção do espírito empresarial”, concluído em 2003.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Junta de Oliveira do Bairro quer promover património humano da freguesia


A Junta de Freguesia de Oliveira do Bairro, em parceria com a ANOB e com o apoio da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, vai levar a efeito o o projeto “Tem a Palavra”, com o principal objetivo de promover o património humano da freguesia. Trata-se de um conjunto de entrevistas públicas, a realizar durante o ano de 2014, a pessoas naturais ou que tenham exercido a sua atividade profissional na freguesia de Oliveira do Bairro, onde se pretende recolher opiniões, experiências, sentimentos, valores e princípios de pessoas que acompanharam a história desta terra nas últimas décadas e que, com a sua ação e participação na comunidade, contribuíram fazendo parte dessa mesma história.
Para que fique registado para a posteridade, e para que passe a constar como património da freguesia, os testemunhos recolhidos pelos quatro entrevistadores convidados (Armor Pires Mota, Oriana Pataco, Toni Abrantes e Manuela Monteiro) serão gravados em vídeo e áudio, sendo a intenção deste projeto a edição de um livro onde se reúna o essencial dos pensamentos e afirmações dos entrevistados, a ser apresentado numa cerimónia formal já no ano de 2015.
Os espaços físicos onde as mesmas entrevistas se irão realizar, assim como os horários e as datas das entrevistas, serão sempre condizentes com a experiência de vida dos entrevistados e com a sua disponibilidade. Assim sendo, a primeira entrevista realizar-se-á no próximo sábado, dia 11 de janeiro, às 16h, nas instalações da Universidade Sénior de Oliveira do Bairro (antiga Escola Primária), no lugar do Cercal, sendo que o entrevistador Toni Abrantes irá entrevistar a Ti Rosa Galega e a Ti Norbinda.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Luso: PS quer candidatar ex-PSD e militantes não gostam


As intenções da concelhia do PS Mealhada em candidatar um ex-social-democrata à Junta de Freguesia do Luso está a causar insatisfação no seio dos militantes locais. A denúncia é do socialista Jorge Carvalho, atual tesoureiro do executivo, que não esconde a pretensão àquele cargo, afirmando que a escolha de Claudemiro Semedo está a gerar descontentamento entre militantes. O assunto promete dar que falar no seio da concelhia nos próximos dias, já que é intenção de Jorge Carvalho avançar com uma candidatura alternativa.

Claudemiro Semedo, ex-militante e cabeça de lista do PSD nas últimas autárquicas, parece ter sido a solução encontrada pelo PS para as próximas eleições na Freguesia de Luso. O presidente da concelhia, Rui Marqueiro, não confirma nem desmente a informação, justificando que não é altura nem o momento próprio para falar do dossier autárquicas, mas no Luso há militantes a movimentarem-se no sentido de contestar este “namoro” da concelhia para com um ex-líder local do PSD.

Jorge Carvalho é uma das vozes dissonantes e mostrou-se “radicalmente” contra esta decisão da concelhia e classifica-a de “vergonhosa” e “parece vingativa”, esclarecendo que “realmente parece um ato de vingança mas não sei que mal fiz ao Dr. Rui Marqueiro para não me reconhecer como candidato”.

Este militante lusense fez chegar este descontentamento à direcção nacional do PS e diz ter já reunido 80 assinaturas para conseguir chegar ao próximo congresso do partido para apresentar este assunto, adiantando que vai apresentar na concelhia uma lista candidata à Junta de Luso.

Esta reação surge depois de conhecidas as intenções da concelhia de candidatar o ex-líder do PSD, que segundo Jorge Carvalho estará entretanto já filiado no PS e será a escolha para as próximas autárquicas. “Não posso acreditar que o meu partido vai apresentar a votos alguém que perdeu contra nós por duas vezes e que tanto mal de nós falou nessas duas campanhas”. “No PS do Luso não queremos o refugo do PSD”, frisou Jorge Carvalho, acrescentando que “na concelhia há muita gente contra esta decisão e no Luso há militantes que se negam a votar no PS se aquele senhor for candidato”.

Jorge Carvalho, que reclama a importância da sua ação como militante na reeleição de Rui Marqueiro para a concelhia do partido e para a candidatura à Câmara nas diretas do PS, diz ter sido “surpreendido” por esta atitude de Rui Marqueiro, para quem sempre foi “fidelíssimo” . “O Dr. Rui Marqueiro deve-me muito e eu merecia mais que isto”, desabafou.

Descontente com a situação está igualmente o atual presidente da Junta, Homero Serra (impedido de concorrer a novo mandato). “Andámos 24 anos a separar o trigo do joio e a ter o devido cuidado e agora entrega-se tudo a um individuo que tão mal falou de nós”. “É vergonhoso o que está a fazer-se”, disse.

Rui Marqueiro reitera que o assunto autárquicas será abordado a seu tempo mas lá vai avançando que “Jorge Carvalho tem que compreender que depois de 24 anos numa autarquia não é nada agradável que continue”.

Entretanto, o JB falou Claudemiro Semedo que confirmou a abordagem feita pelo PS, mas mais não disse, remetendo esclarecimentos para “uma altura mais própria”.

Posted in Mealhada, Por Terras da BairradaComments (0)

Obras do Largo da Solcer embelezam Vila Verde


As obras de requalificação no denominado Largo da “Solcer”, na Alagôa, Vila Verde, efetuadas pela Junta de Freguesia de Oliveira do Bairro, estão concluídas.
De acordo com o presidente da Junta de Freguesia de Oliveira do Bairro, Márcio Oliveira, “a obra estava contemplada no Plano de Atividades para 2012 e mereceu um significativo esforço financeiro da parte da Junta de Freguesia, para que residentes e utilizadores possam desfrutar de um espaço mais digno, em melhores condições de segurança, esteticamente mais atrativo e para que o lugar de Vila Verde passe a ter aqui mais um bonito cartão de visita”.
Segundo o autarca, “as intervenções visaram dotar aquele espaço de melhores acessibilidades e condições para a permanência dos seus utilizadores, eliminando barreiras arquitetónicas, privilegiando a visibilidade e o espaço aberto”.

Motor da economia. Nesta obra, foi eliminado o tanque onde deveria funcionar um lago com repuxo de água (idêntico ao que se encontra em frente à biblioteca municipal). “Este tanque estava rodeado de sebes de jardim e no seu fundo estava a tubagem antiga, tornando-se esta estrutura um potencial perigo para quedas de pessoas”, explicou o presidente da Junta de Oliveira do Bairro.
Diz ainda ainda que no lugar do tanque, agora, “nasceu um espaço embelezado por cacos, desperdícios das indústrias cerâmicas, por forma a lembrar e homenagear todas aquelas empresas que na freguesia e no concelho têm sido um dos principais motores da economia e do emprego”.
Márcio Oliveira dá conta ainda “da eliminação do redondo maciço central, que oferecia a possibilidade das pessoas se poderem sentar, mas que não era utilizado para esse efeito e que se encontrava a obstruir a visibilidade geral do largo e constituía-se como a principal barreira arquitetónica deste largo. Assim, no seu lugar, nascerá um espaço ajardinado com um holofote que incidirá o seu foco de luz sobre o sobreiro, considerado uma árvore de grande mais-valia para este largo”.
Paralelamente foram ainda substituídas as árvores que ladeavam o largo, até porque algumas já se encontravam mortas, tendo sido plantadas nove oliveiras.

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Óis do Bairro: Junta de Freguesia rejeita fusão de freguesias


A Junta de Freguesia de Óis do Bairro rejeita completamente o projeto de agregação/fusão de freguesias prevista na Reforma da Administração Local em curso.
O autarca Henrique Lameirinhas diz mesmo que não irá haver na sua freguesia a Assembleia de Freguesia prevista para setembro, relativamente a esta matéria, na medida em que depois de ter discutido este assunto em Assembleia de Freguesia e após a reunião de executivo, na qual esteve o presidente da Assembleia de Freguesia, ficou decidido não fazer mais qualquer AF para discutir este assunto.
“Os doutores lá em baixo é que fizeram esta Lei. Agora, eles que decidam e descalcem a bota”, diz, lamentando que em todo este processo entre o Governo e a Troika “as freguesias não tenham sido ouvidas nem achadas”, quando o que se pretende é eliminar muitas delas.
Ciente de que esta posição poderá penalizar a freguesia acrescenta: “Só sei que podem acontecer duas situações – que sejamos obrigados a fazer uma fusão com freguesias vizinhas, contrariando a vontade do povo, ou então que seja respeitada essa nossa pretensão de continuarmos como freguesia independente que somos”.
Henrique Lameirinhas avança ainda que Óis do Bairro é uma das freguesias mais antigas do concelho de Anadia e que, por isso, assim deve permanecer. “Na próxima Assembleia Municipal é isso que vou dizer: que queremos manter a nossa independência e que não estamos disponíveis para fusões”.
“Este executivo não vai ficar com esse ónus. O Governo criou esta treta. Ele que decida, mas terá de arcar com as consequências dessa decisão”.
CC

Posted in Anadia, Óis do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Obras de beneficiação nas ruas da freguesia de Ancas


A Junta de Freguesia realizou obras na rua e largo do Cruzeiro, colocando manilhas para as águas pluviais, retirou degraus, que apertavam a via, cimentou valetas e colocou grelhas.
Estas obras alargaram a estrada, vieram facilitar a passagem dos peões que, assim, caminham por ali com mais segurança, e também os automobilistas, que circulam numa via com mais largura, numa rua que, nas horas de ponta, tem um aumento significativo de viaturas a circular. Também na rua da Azinhaga foram cimentadas valetas e colocadas manilhas para canalização de águas, para melhoria do ambiente, ficando assim facilitado o trabalho futuro da limpeza das valetas, trabalho que anualmente consome uma parte significativa do orçamento da Junta, beneficiando também os habitantes das ruas.
Nelson Oliveira

Posted in Anadia, Ancas, Por Terras da BairradaComments (0)

Sangalhos:JF apresenta contra-proposta aos CTT


A Junta de Freguesia de Sangalhos apresentou, na penúltima terça-feira, dia 3 de Maio, uma contra-proposta aos representantes dos CTT – Correios de Portugal, no âmbito das negociações em curso para a transferência da Estação dos CTT para Posto de Correios, a funcionar nas instalações da Junta de Freguesia.
Depois do autarca António Floro ter dado a conhecer, na última Assembleia Municipal, a intenção de não aceitar a oferta dos CTT (500 euros) relativos ao montante a ser pago pelos Correios de Portugal ao serviço que passará a ser feito na Junta de Freguesia, JB sabe que a autarquia de Sangalhos apresentou uma contra-proposta, baseada em valores bem mais elevados, por recusar receber tão pouco pelos serviços de Correios que venha a prestar à população.
“Davam-nos 500 euros/mês, mas isso não podemos aceitar. Eles têm uma despesa mensal muito superior, não podem querer que façamos o serviço por tão pouco”, avançou o autarca durante a Assembleia Municipal.
Agora, a Junta de Freguesia apresentou uma nova proposta, aguardando resposta aos números que apresentou.
Certo é que António Floro pretende ainda convocar uma Assembleia de Freguesia extraordinária para que “não seja só a Junta a decidir, mas sim todos os deputados”.
Recorde-se que, durante uma sessão de esclarecimento, realizada recentemente na Junta de Freguesia, com responsáveis dos CTT, foi dada a garantia de que no Posto dos CTT, a funcionar na Junta, todos os serviços são assegurados, incluindo o pagamento de vales de pensões de reforma, correio registado, cobrança de facturas de serviços públicos e a disponibilização de todos os tipos de correspondência e encomendas. De fora ficam apenas as aplicações financeiras, tais como certificados de aforro, que só poderão ser feitas nas Estações dos CTT, em Anadia ou Oliveira do Bairro, por exemplo.
A decisão de encerrar a Estação dos CTT prende-se com a reduzida taxa de procura dos serviços na localidade.

Catarina Cerca

Posted in Anadia, Por Terras da BairradaComments (0)


Ad Code

Blogues recomendados


Cagido

ACIB – ENCONTROS COM COMERCIANTES
ACIB e Juntas de Freguesias promovem encontros com comerciantes dos concelh …


Notícias de Bustos

BRASIL E SUAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS – Opinião eleições/2014, Aristides Arrais
*Acredito que a maioria de meus amigos de além- mar esteja acompanhando o m …


Portal de Nariz

Nota da Administração
Depois de algum tempo de ponderação e reflexão, o Portal de Nariz informa q …

Pergunta da semana

Um estudo indica que mais de duas doses diárias de álcool por dia aceleram perda de memória. Qual o seu consumo habitual no dia a dia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com