Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "saúde"

Luso: “Um café com….o pediatra José Carlos Peixoto”


A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens da Mealhada vai realizar na noite de sábado, dia 22 de novembro, pelas 21h, na Casa de Chá do Luso, mais uma sessão da iniciativa “Venha tomar café com…”. Desta vez, o convidado é o médico pediatra José Carlos Peixoto, que irá falar sobre comportamentos de risco das crianças e jovens.
Esta conversa pretende ser mais do que uma exposição sobre o tema, pretende ser uma troca de opiniões, uma partilha de saberes. Uma iniciativa organizada pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em conjunto com a Câmara Municipal da Mealhada.

Posted in Anadia, Cantanhede, Mealhada, Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Anadia: “Leia mais pela sua Saúde” na Biblioteca Municipal


A Câmara Municipal de Anadia assinala o Dia Mundial da Alimentação (16 de outubro), com a iniciativa “Leia mais pela sua Saúde!” Esta ação tem lugar na Biblioteca Municipal, de 13 a 18 de outubro, e pretende associar o ato de ler à promoção da saúde. Assim, a Biblioteca Municipal irá oferecer, durante toda a semana, uma peça de fruta a cada utilizador requisitante de documentos livro. Durante este período, serão também distribuídos aos utilizadores da Biblioteca folhetos do Projeto Nacional Ler + dá Saúde, com o intuito de informar a comunidade sobre os benefícios da leitura nas diferentes etapas da vida.

Posted in Anadia, Por Terras da BairradaComments (0)

Anadia: Serviços veterinários municipais renovados


A Autoridade Sanitária Veterinária Concelhia de Anadia (ASVCA) tem agora um local de atendimento ao público, situado no edifício do Mercado Municipal, tendo sido também fixado um novo horário.
É num gabinete junto às lojas exteriores do mercado que se encontra agora instalado o serviço de atendimento veterinário da Câmara Municipal de Anadia, podendo os munícipes dirigir-se ali todas as terças-feiras, das 10h30 às 12h e das 15h às 18h, para atendimento pelo médico veterinário municipal. Naquele espaço, para além da obtenção de informações do âmbito da ASVCA, será também possível efetuar a vacinação antirrábica em regime oficial e a identificação eletrónica de canídeos.
Para além deste horário de atendimento, o contacto com a ASVCA pode ser feito através do número 917511963 ou na Câmara Municipal de Anadia (231510730 e geral@cm-anadia.pt).

Posted in Anadia, Por Terras da BairradaComments (0)

Amoreira da Gândara e Ancas: Populações sem médico de família há meses


O Posto Médico de Amoreira da Gândara está há cerca de três meses sem médico.
O anterior clínico reformou-se e, até à data, o Ministério da Saúde (MS) e a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) não colocaram nenhum substituto nesta unidade de saúde.
Assim, todos os utentes da localidade de Amoreira da Gândara e do vizinho lugar de Ancas (que aqui também recorriam, depois de ter sido encerrado o seu Posto Médico) estão sem médico de família, sendo obrigados a uma maior deslocação para a Extensão de Saúde de Sangalhos, onde muitas vezes não conseguem obter consultas nem receituários.
Uma situação que dizem ser “vergonhosa e lamentável”, responsabilizando a tutela “pela enorme insensibilidade e falta de respeito”, pelos utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS).
Duas localidades com a população extremamente envelhecida, muitos deles sem meios de transporte próprios ou apoio familiar de retaguarda que lhes possa valer. Aliás, algumas das pessoas com quem conversamos sobre esta questão sublinham a humildade e os muitos casos de pobreza que fazem com que os idosos deixem de tomar a medicação ou de ir ao médico porque as magras pensões não chegam para tudo.
No entanto, todos dizem que, de um dia para o outro, foram confrontados com a saída do médico e criticam as entidades superiores que, “sabendo que o médico se iria aposentar, não acautelaram a sua saída com a entrada de um outro médico para o seu lugar”.

Leia mais na versão digital do seu JB.

Catarina Cerca

Posted in A. da Gândara, Anadia, Ancas, Por Terras da BairradaComments (0)

Câmara de Anadia promove ação sobre saúde vocal


A Câmara Municipal de Anadia vai dedicar a tarde do próximo dia 1 de outubro à realização de uma ação sobre saúde vocal, que decorrerá na Biblioteca Municipal, a partir das 14h.
Direcionada para a população em geral e, sobretudo, para os profissionais que têm na voz um instrumento de trabalho, esta iniciativa contará com dois momentos distintos: entre as 14h e as 17h haverá rastreios vocais gratuitos abertos a toda a população, e, das 18h às 19h, uma ação de informação sobre a prevenção das perturbações vocais, especialmente em profissionais da voz.
Este será também um momento de sensibilização para as consequências de um mau uso e abuso vocal, bem como uma oportunidade para obter informação sobre sinais de alerta, de forma a incutir o hábito de agir e intervir precocemente nas perturbações vocais.
Os terapeutas da fala darão ainda a conhecer técnicas vocais que poderão ser usadas no quotidiano e que integram o plano de saúde vocal, podendo ser apresentadas, sempre que se manifestem dificuldades nas competências rastreadas, possíveis respostas para cada problemática.
A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição a efetuar até ao próximo dia 29 de setembro (no balcão de atendimento da Biblioteca Municipal, através do número 213519090 ou via geral@bm-anadia.pt).

Posted in Anadia, Por Terras da BairradaComments (0)

1516 assinaturas em prol de melhores serviços de saúde


A Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Oliveira do Bairro, acompanhada por cerca de 50 pessoas, entregou ao presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira e ao presidente da Assembleia Municipal, Manuel Nunes, um abaixo-assinado com 1516 assinaturas, onde reclamam melhores condições de saúde. Neste mesmo dia foi também entregue por Fernando Picanço e Carlos Carvalho, membros da comissão de utentes, o original do abaixo-assinado no ACeS – Agrupamento dos Centros de Saúde do Baixo Vouga, aguardando a Comissão de Utentes uma audiência com o presidente do executivo, Manuel Sebe. Uma outra cópia do abaixo-assinado foi também enviada para a ARSC – Administração Regional de Saúde do Centro.
O abaixo-assinado visa a defesa do Serviço Nacional de Saúde e, entre outras reivindicações, exigindo que sejam mantidas valências hospitalares “ameaçadas pela legislação mais recente”.
O abaixo-assinado reclama ainda “a construção urgente” do novo Centro de Saúde de Oliveira do Bairro, já iniciada e “a substituição atempada e reforço dos profissionais de saúde, sobretudo os médicos das unidades deste concelho, que se reformaram nos últimos meses, bem como daqueles que se irão reformar em breve”.
Os subscritores querem também “lutar contra a carência de equipamentos, material clínico e de enfermagem, medicamentos e outros consumíveis”, assim como “opor-se ao encerramento” (ou mau funcionamento) de unidades de saúde locais e regionais.

Novos médicos. No encontro com os autarcas concelhios, Manuel Nunes, Presidente da Assembleia Municipal e médico numa das unidades de saúde do concelho, mostrou-se convicto de que brevemente haverá no concelho novos médicos para procurar suprir a passagem à reforma, quase simultânea, de cinco médicos. No entanto, segundo Manuel Nunes, a colocação de novos médicos, devido a aspetos processuais, é demorada.
Este responsável salientou que “a saúde é um bem essencial e o mais importante da vida das pessoas”.
Já o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira, considerou o movimento louvável. “Nós não estamos contra este movimento, antes pelo contrário, sentimo-nos integrados”, referiu o edil, sublinhando que “a competência em matéria de saúde não é nossa, mas nós como responsáveis eleitos, fazem sempre diligências em todos os momentos, junto de quem de direito”.
Mário João Oliveira afirmou ainda que “a luta dos autarcas da Região de Aveiro é pela defesa da população”, pelo que “podem contar sempre connosco pela defesa dos serviços públicos de saúde no concelho”. Contudo, Fernando Picanço garante que “a Comissão de Utentes não irá cruzar os braços até que a normalidade dos serviços de saúde seja reposta”, sublinhando que “a elevada presença de utentes que compareceram de forma espontânea na entrega do abaixo-assinado na Câmara, numa manhã de um dia de trabalho e em tempo de colheitas, revela bem como é sentida a gravidade dos problemas da saúde pública deste concelho e o anseio de que sejam resolvidos”. “Para quem acha que de pouco vale reivindicar aquilo a que temos direito, podemos afirmar que já há sinais claros de que as autoridades se estão a mexer no sentido de melhorar as anomalias detetadas”, acrescenta Fernando Picanço, da Comissão de Utentes.
Pedro Fontes da Costa
pedro@jb.pt

Posted in Destaque, Oliveira do Bairro, Por Terras da BairradaComments (0)

Seminário “Nutrição e Cozinha Saudável” na Junta de Freguesia de Arcos


Na sequência do “Projeto Esperança Anadia 2014” vai realizar-se na cidade da Anadia, entre os dias 12 e 14 de setembro, um Seminário de Nutrição e Cozinha Saudável.
Esta é uma iniciativa AIT-Associação Internacional de Temperança com a colaboração da APMP – Associação Portuguesa de Medicina Preventiva, da Câmara Municipal da Anadia e da UPASD.
O Seminário de Nutrição e Cozinha Saudável terá lugar no auditório da Junta de Freguesia de Arcos e decorrerá entre as 19h30 e as 21h30, incorporando dois momentos: A apresentação dos mais recentes conceitos teóricos da nutrição humana a cargo de Helena Dias, bióloga, e um segundo momento de índole prática, com a confeção e explicação de como elaborar refeições nutritivas e saudáveis, a cargo de Delfina Rosinha, cozinheira profissional.
Esta atividade conta já com um grande número de inscritos e é de entrada livre a todos aqueles que desejarem participar.
O Seminário é o primeiro de quatro que englobam os quatro pilares da saúde integral e têm o objetivo de promover um estilo de vida saudável através da educação para a saúde, reduzindo assim os riscos das doenças crónico-comportamentais.
Segundo as estatísticas do INE, as doenças crónico-comportamentais são a principal causa de morte em Portugal. Mais de 40% dos óbitos são devidos a doenças cardiovasculares, sendo o cancro responsável por cerca de 20% das mortes no nosso país. Existem em Portugal mais de 500.000 diabéticos, um problema com proporções de epidemia e cerca de 50% dos adultos têm excesso de peso e níveis elevados de colesterol.
Qual é o ponto comum destas enfermidades? Todas elas são doenças potencialmente evitáveis! Pelo menos metade das mortes por enfarte do miocárdio (ataque do coração) e por AVC (Acidente Vascular Cerebral) podem ser evitadas se existirem melhores programas de prevenção. Por outras palavras, através da adoção de um estilo de vida saudável.

Posted in Anadia, Arcos, Por Terras da BairradaComments (0)

Praia da Vagueira recebe III Feira Saudável


Nos próximos dias 15 e 16 de agosto, o Largo Parracho Branco, na Praia da Vagueira, recebe a III Feira Saudável, que se realiza no âmbito da programa de verão – Animar o Verão 2014.
Ao longo dos dois dias, estão programadas diversas atividades desde rastreios de saúde, massagens de relaxamento e reiki, aulas livres e diversas outras atividades.
Amanhã, dia 15 (feriado), há rastreios e recolha de sangue na praia da Vagueira. A iniciativa é da responsabilidade do Lions Clube de Vagos, que cumpre assim uma das suas principais atividades no âmbito da saúde.
Uma iniciativa realizada pelo Instituto Português do Sangue e pela ADASMA.
As aulas de pilates, yoga, jump, step e Lohan Chi começam de manhã e prolongam-se pelo dia. A Running Session: Aveiro Night Runners está prevista para as 19h.
No dia 16 de agosto, logo pela manhã, realizam-se as atividades de Fotocaching Summer Edition, o workshop sobre Suporte Básico de Vida e, um pouco antes do almoço, pelas 11h, o Show Cook onde MariaSardinha convida Chef Rui Reigota. De tarde, as aulas desportivas continuam com spinning, body combat e rope skipping.

Posted in Por Terras da Bairrada, VagosComments (0)

Anadia: Trabalhadores do Hospital José Luciano de Castro optam se ficam ou entram em mobilidade


Os 121 funcionários do Hospital José Luciano de Castro, em Anadia, estão a ser contactados, um a um, pelo Conselho de Administração do Hospital, para aferir quem quer ficar ou sair desta unidade hospitalar, que vai passar para as mãos do Grupo Misericórdias Saúde (GMS) da União das Misericórdias Portuguesas (UMP).
Na última semana, foi entregue a cada um dos trabalhadores, um ofício a informar que, até ao próximo dia 18 de agosto, todos aqueles que pretendam sair por mobilidade interna e voluntária para outro organismo do Sistema Nacional de Saúde (SNS) deverão informar o Conselho de Administração, indicando três lugares (por ordem de preferência) para onde querem ir.

Mobilidade voluntária. Maria João Passão, administradora do Hospital, confirma que o processo está a ser pacífico, num contacto franco e personalizado com todos os trabalhadores: “Sublinho que isto não é uma mobilidade obrigatória mas sim voluntária e que a vontade do funcionário prevalece sempre, seja ela qual for” e acrescenta que a Administração Regional de Saúde do Centro (ARS Centro) tem em mãos, há mais de um ano, um conjunto de cerca de 30 pedidos de mobilidade desta unidade hospitalar. “Dada a elevada necessidade de recursos humanos na ARS Centro, face aos vários pedidos de mobilidade (funcionários que se querem aproximar das suas áreas de residência), foi decidido avançar agora com esta primeira fase para analisar e aceitar esses pedidos”, acrescentou, admitindo também que o facto do Hospital estar para passar para a UMP também pesou nesta decisão.
Ciente de que existe, neste momento, excesso de pessoal no Hospital, Maria João Passão aplaude a disponibilização pela ARS Centro de uma lista com 359 vagas, às quais as pessoas se podem candidatar. “São cerca de 360 vagas para os três hospitais – Anadia, Cantanhede e Ovar – que vão ser entregues à UMP, mas o pessoal de Anadia é o primeiro a escolher. Isso é um facto muito positivo.”

Excesso de funcionários.Admitindo que, no futuro, não serão necessários mais do que 80 funcionários dos 121 atuais, é praticamente certo que 41 podem optar pela mobilidade dentro da ARS Centro, que integra a área compreendida entre o Baixo Vouga e o Baixo Mondego. Todavia, JB sabe que numa segunda fase, os funcionários que não quiserem ir embora poderão ficar segundo três critérios de desempate: maior antiguidade na carreira, maior proximidade de residência ao novo posto de trabalho e melhor avaliação no último ano.
José Dias, do Sindicato da Função Pública do Centro, avançou que o Sindicato pretende que sejam salvaguardados todos os postos de trabalho. Contudo, não deixa de lamentar que o Ministério da Saúde tenha deliberadamente esperado pelos meses de férias para fazer estas mudanças: “Aproveitam que metade do pessoal está de férias e assim não há grande alarido, já que os funcionários não falam tanto uns com os outros”.
Refira-se também que esta unidade hospitalar integra um pacote de hospitais que o Ministério da Saúde pretende devolver às Misericórdias. Hospitais que foram “nacionalizados” no pós 25 de Abril de 1974, mas que agora regressa às mãos do Grupo Misericórdias Saúde (GMS), da União das Misericórdias Portuguesas.
Sendo mais que certa a saída da esfera do setor público para o setor das misericórdias, o Hospital José Luciano de Castro, em 2012, operou 863 pessoas, enquanto que, em 2011, tinham sido objeto de cirurgia 773 pessoas, traduzindo-se num aumento significativo de cirurgias em relação ao ano anterior. Esta unidade hospitalar integra ainda uma unidade de cuidados continuados, com 20 camas e apresentou, no final de 2012, um resultado líquido positivo.
Apesar das tentativas de contacto, não foi possível obter uma reação, nem da UMP nem da ARS-Centro.

Vagas por categorias profissionais
170 assistente operacional
57 assistente técnico
71 enfermagem
35 técnico de diagnóstico e terapêutica
16 técnicos superiores
10 médicos

Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Por Terras da BairradaComments (0)

Sangalhos: Novas ofertas atraem 1500 à Feira da Saúde


A 3.ª edição da Feira da Saúde, realizada nos passados dias 17 e 18 de maio, no Velódromo Nacional, em Sangalhos, não poderia ter decorrido da melhor forma.
Cerca de 1500 pessoas (mais do dobro das presenças na edição do ano transato) passaram no último final de semana pelo Velódromo, não só para beneficiarem dos múltiplos rastreios (controlo da tensão arterial, da glicémia, do colesterol e do ácido úrico) e serviços (cálculo do índice de massa corporal, cardio-stress, testes de visão, espirometria, entre outros) oferecidos pelos 30 parceiros presentes, mas também para assistir a aulas inéditas, mas muito participadas no certame: ioga, jump, easy fit.
Também pela primeira vez decorerram, em paralelo com a feira, em gabinetes próprios, atividades e terapias como reiki, taças tibetanas, osteopatia, terapia sacro-craniana, audiometria, hipnoterapia, shiatsu, pilates, ecografia musculo-esquelética de tecidos moles, entre outros.
Numa iniciativa da Câmara Municipal de Anadia, esta 3.ª edição voltou a merecer os aplausos da população, vindo a revelar-se um sucesso e de grande importância para a comunidade, a avaliar pela forte adesão.
Os munícipes, oriundos de todas as freguesias do município de Anadia, mas também de concelhos limítrofes, marcaram presença no certame, que pretendeu reforçar a promoção da saúde dos munícipes.
Durante o evento, que durou dois dias, destaque para uma recolha de sangue promovida pela ADASFES e a realização da ação “Ler + dá Saúde”.
Na abertura do certame, o médico Manuel Jacinto, do ACes Baixo Vouga admitiu que o concelho tem uma boa oferta em termos de iniciativas para a saúde e que todos os stands visitados eram de grande interesse e esclarecedores do que podem oferecer às pessoas. O médico sublinhou ainda a importância dos rastreios, por exemplo, que podem ajudar a detetar várias situações, possibilitanto depois o encaminhamento para outras valências mais específicas.
Também Teresa Cardoso, presidente da Câmara Municipal de Anadia, sublinhou a mais valia da descentralização do certame para o velódromo (as duas primeiras edições realizaram-se no Pavilhão dos Desportos de Anadia), “um espaço com melhores condições e com dimensão capazes de abarcar vários tipos de serviços e atividades em simultâneo”.
Uma das presenças habituais em iniciativas do género é o Hospital José Luciano de Castro que, uma vez mais, divulgou os as suas Consultas Externas (Cirurgia Geral, Diabetes, Medicina Interna, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Dor, Anestesiologia, Fisiatria, Pediatria, Ortopedia, Urologia, Nutrição, Psicologia, Terapia da Fala e enfermagem), Cirurgia de Ambulatório (Cirurgia geral, Ortopedia e Urologia), Imagiologia (Rx Convencional, Contrastados, Ecografias e Mamografias); Unidade de Convalescença, Eletrocardiografia e Fisioterapia.
Catarina Cerca

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada, SangalhosComments (0)

Ad Code

Pergunta da semana

Acredita na Astrologia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com