Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "tribuna honra"

LAAC perde em Famalição e fica mais longe da subida


1-Não foi muito produtiva a jornada do principal escalão para as equipas bairradinas. No terreno do Carregosense, o Fermentelos averbou a terceira derrota consecutiva e continua a descer na classificação, a oito pontos dos lugares da manutenção.
No dérbi aveirense, Gafanha e Águeda dividiram os pontos. Pelas incidências da partida, a repartição dos pontos é justa. Com este empate, os Galos baixaram dois lugares, terceiro para quinto, na classificação.
Em casa, o Mealhada perdeu excelente oportunidade para cimentar ainda mais uma posição nos nove primeiros classificados, ao perder com o Milheiroense.
Sem ganhar há dez jogos para o campeonato, o Mourisquense, em casa, diante do Calvão, voltou a fazer o pleno, naquela que foi a quinta vitória na competição. Os Pilatos ainda estão numa posição preocupante. Bem pior está o Calvão, que reparte a última posição com o S. Roque, e tem poucas esperanças de se manter na elite do futebol distrital aveirense.
2-A próxima jornada tem como jogo de cartaz o Lourosa – Sanjoanense, duas equipas que têm lutado ombro a ombro pela subida de divisão. O Lourosa tem uma vantagem de dois pontos e, caso vença, dará um passo importante rumo aos nacionais.
Por cá, na nossa zona, o jogo de destaque é o dérbi bairradino entre Águeda e Mealhada. Neste tipo de jogos não há vencedores antecipados, embora, por jogar em casa, os Galos do Botaréu levem ligeira vantagem. Os mealhadenses já mostraram, em outras ocasiões, que são capazes de surpreender.
O Fermentelos regressa a casa para defrontar o Paços de Brandão. A equipa de Fernando Silva não quer ficar com os passos trocados, daí que só a vitória lhe interessa.
Pela proximidade das duas equipas, o Alba B – Mourisquense promete. Ambas as equipas estão necessitadas de pontos, nomeadamente a formação de Albergaria-a-Velha. Empate em perspetiva?
Em S. Roque jogam os últimos da classificação, com a equipa local a receber o Calvão. A curiosidade é saber quem fica com a lanterna vermelha num jogo entre duas equipas praticamente condenadas à descida de divisão.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-Com muitas dificuldades pelo meio, pois o golo da vitória só surgiu a quatro minutos do final da contenda, o Oiã, em casa, conseguiu levar a melhor sobre o Carqueijo e manteve-se firme na liderança.
Num jogo do tudo ou nada para as duas equipas, o Famalicão, depois de dois empates consecutivos, que lhe valeram a perda da liderança, venceu em casa um dos candidatos à subida, a LAAC, e continua na peugada do Oiã. Está a três pontos. Por seu turno, a LAAC, apesar de ter um jogo a menos, com esta derrota, ficou a 14 pontos da liderança.
Em casa, o Luso manteve o 4.º lugar, depois do triunfo sobre o Couvelha. Logo atrás vem o Requeixo, que surpreendeu o Águas Boas na casa deste.
No dérbi anadiense, o Aguinense somou a terceira vitória consecutiva, afundando o Ribeira/Azenha, que encaixou a quinta derrota consecutiva. Num jogo cheio de golos, Sosense e Mamarrosa empataram a quatro golos. O CRAC mostrou outros argumentos e foi a Paredes do Bairro golear a equipa da casa.
2-Em Parada de Cima, frente ao CRAC, o Oiã não terá tarefa fácil, pois há duas jornadas, o Famalicão deixou lá dois pontos. Jogo de extrema importância para o líder.
À espreita de uma escorregadela está o Famalicão, que fará a receção ao Águas Boas. O favoritismo está do lado da equipa de Mário Júlio.
Aparentemente, a LAAC, em casa, não terá problemas de maior para se desenvencilhar do Paredes do Bairro.
O Luso joga na Mamarrosa. Os locais ainda não venceram em casa, um estado de coisas que se poderá prolongar por mais uma jornada. Interessante serão os duelos entre Couvelha – Requeixo e Carqueijo – Aguinense. O equilíbrio poderá ser a nota dominante.
O Ribeira/Azenha, em casa, tem boas hipóteses de regressar às vitórias diante do Sosense.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra Comentários

Fermentelos dá novo passo atrás e Oiã consolida ainda mais a liderança


Ciente de que não podia vacilar de novo em casa, o Fermentelos voltou a perder pontos em casa, desta vez com o Mealhada e continua a adiar a desejada recuperação na tabela classificativa, que parecia correr de feição, depois de quatro resultados positivos.
Com mais três pontos no seu bornal, o Mealhada consolidou de novo a 8.ª posição, mantendo-se firme na caminhada para a tão desejada manutenção.
O Águeda voltou aos triunfos em casa ao bater o aflito Cucujães. Com o calendário acertado depois da vitória (3-0) sobre o Mourisquense, os Galos repartem o 3.º lugar com o Fiães. Este Clube, em casa, derrotou o Mourisquense, que até esteve em vantagem. Os Pilatos continuam em zona de risco, tal como o Fermentelos.
Quase condenado à descida, o Calvão perdeu em casa por uma mão cheia de golos frente à Sanjoanense. A fronteira para a zona da permanência já ultrapassa os 15 pontos, daí que a tarefa da equipa do concelho de Vagos seja quase impossível de alcançar.
2-Na deslocação ao terreno do Carregosense, o Fermentelos não terá tarefa fácil. O seu opositor vem de duas derrotas, por certo pretenderá recuperar o 3.º lugar, e em casa não costuma vacilar.
O Mealhada fará a receção ao Milheiroense. As duas equipas estão separadas apenas por um ponto, com vantagem para a formação de Milheirós de Poiares. Uma vitória colocará os bairradinos numa posição mais privilegiada. Mas atenção: o jogo não será fácil.
O Águeda tem uma viagem curta à Gafanha. Para os gafanhotos, o principal objetivo é alargar a diferença pontual para o 10.º classificado, os Galos pelo 3.º lugar. Um jogo que poderá dar divisão dos pontos.
O Mourisquense recebe o Calvão. Uma boa oportunidade para os Pilatos conseguirem algo de positivo, ou talvez não.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-O líder Oiã, no terreno do Ribeira/Azenha, não teve a mínima dificuldade para golear o seu adversário, construindo o resultado na primeira parte.
O atual 2.º classificado, o Famalicão, tinha uma deslocação algo complicada a Parada de Cima, pois o CRAC costuma complicar a vida aos chamados grandes. E foi o que aconteceu. Nulo no final e perda de mais dois pontos para o Famalicão. Dois jogos consecutivos, dois empates, e três pontos de diferença para o Oiã.
Com o segundo jogo consecutivo em casa, a LAAC venceu pelo mesmo resultado (3-0), desta vez o Águas Boas. A equipa de Aguada de Cima voltou a ganhar pontos ao Famalicão. A diferença é de oito pontos, mas a equipa de Jó Figueiras tem menos um jogo.
Em Requeixo, o Luso vencia por 2-0, mas aos 39 minutos, um jogador visitante agrediu um adversário, foi expulso e, em ato contínuo, acabou por agredir o árbitro da partida. Jogo interrompido.
O Carquejo continua também na luta pela 4.ª posição ao vencer em casa, de forma tranquila, o Paredes do Bairro.
O Couvelha, em casa, não teve dificuldades em despachar o Sosense, enquanto o Aguinense ganhou na Mamarrosa. A equipa de Alfredo Neves é a única equipa que ainda não conseguiu ganhar no seu reduto.
2-O destaque da 21.ª jornada é, sem dúvida, o Famalicão – LAAC. As duas equipas encontraram-se há 15 dias para a Taça de Aveiro, com um empate no tempo regulamentar e vitória os penaltis para a LAAC. Jogo de extrema importância para as duas equipas, principalmente para os aguadas, que jogam cartada decisiva na luta pela subida de divisão.
O Oiã joga em casa com o Carqueijo e terá de ser igual a si próprio para não ter nenhum dissabor.
Pela proximidade de ambas as equipas, o jogo Águas Boas – Requeixo promete ser um jogo equilibrado. Em casa, o Luso leva ligeira vantagem sobre o Couvelha, tal como o CRAC na deslocação a Paredes do Bairro.
O dérbi Aguinense – Ribeira/Azenha tem tudo para ser um bom jogo e com resultado imprevisível. No Sosense – Mamarrosa, quem errar menos, poderá ter sucesso.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra Comentários

Fermentelos começa a ver a luz ao fundo do túnel


A subida na classificação faz-se de pontos. O Fermentelos, em claro ascendente de forma, foi a Albergaria-a-Velha vencer o Alba B, naquela que foi a primeira vitória fora de casa. A equipa de Fernando Silva conquistou a terceira vitória consecutiva e começa a avistar o 9.º lugar, posição acima da linha de água, caso desçam 10 equipas. E a segunda volta ainda agora começou.
Com mais dificuldades do que o previsto, o Mealhada, em casa, ganhou ao lanterna vermelha, o São Roque, e subiu ao 6.º lugar. Excelente campanha da equipa treinada por Tó Miranda.
O Águeda empatou a dois golos no terreno do Paivense e, mais uma vez, não conseguiu chegar ao 3.º lugar, agora pertença do Carregosense, que venceu em casa o Calvão. Os Galos estão na 4.ª posição com os mesmos pontos do Fiães, que também empatou, numa jornada em que o Lourosa apanhou de novo a Sanjoanense na frente da classificação.
Incapaz de fazer melhor, o Mourisquense registou o sétimo empate em casa (nono no total) frente ao Mansores. E como em casa não faz o pleno, o 12.º lugar diz bem da fraca prestação da equipa da Mourisca do Vouga.
2-De regresso a casa, o Fermentelos tem tudo para continuar na senda das vitórias, pois joga com o Cucujães, último classificado. Para que tal aconteça, não pode desprezar o seu adversário.
O Mealhada tem uma deslocação super complicada a Lourosa, onde mora um dos líderes do campeonato, que apenas cedeu dois empates. Os bairradinos não vão entrar em campo já derrotados, por isso a equipa tem condições para discutir o jogo com o seu adversário.
Jogo interessante será o Águeda – Fiães. As duas equipas lutam pelo 3.º lugar, estão empatadas com 30 pontos, menos dois do agora terceiro, o Carregosense. A maior responsabilidade do jogo é dos aguedenses, porque jogam em casa.
No reino dos empates, Paivense e Mourisquense vão jogar entre si. Com sete e nove empates respetivamente, o jogo pode acabar como começou, e aí as equipas registam mais um empate à sua contabilidade.
Em casa, o Calvão joga com o Paços de Brandão e precisa de pensar a sério em somar pontos o mais rápido possível, pois o penúltimo lugar assim o obriga.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-Numa demonstração de força, o Famalicão goleou em casa com meia dúzia de golos o Mamarrosa e manteve a liderança. Também em casa, o Oiã não ficou atrás e também marcou seis golos ao Requeixo. A LAAC, no reduto do Ribeira/Azenha, regressou às vitórias, tal como o Águas Boas, que venceu em casa pela margem mínima o Sosense.
O Aguinense venceu por números robustos (3-0) o Luso, que manteve o 4.º lugar, mas com o CRAC por perto. A equipa de Parada de Cima goleou em casa o Carqueijo.
No dérbi concelhio, o Couvelha foi à casa do Paredes do Bairro aplicar-lhe chapa cinco, num jogo que explica a diferença de valores entre as duas equipas.
2-O líder Famalicão joga na Azenha. O Ribeira vendeu cara a derrota diante da LAAC e tudo irá fazer para contrariar o favoritismo da equipa de Mário Júlio.
Um pouco ao lado, em Couvelha, o Oiã não tem uma missão fácil, embora nos últimos jogos em casa, a equipa de Lampadinha tenha colecionado algumas derrotas.
A LAAC joga no Carqueijo. Um jogo que se prevê equilibrado, onde os pratos da balança podem pender para quem errar menos.
Em casa, o Luso leva alguma vantagem sobre o Sosense, muito por força de estar habituado a jogar no relvado e possuir outros valores. O Águas Boas desloca-se a Parada de Cima. O CRAC parece a estar a subir de forma e pode complicar os intentos aos canarinhos em pontuar.
O Requeixo, depois de um bom início de época, parece estar perder terreno. Recebe o Aguinense que muito bem pode surpreender. Curioso será o duelo entre os dois últimos, com o Mamarrosa a receber o Paredes do Bairro. A diferença pontual de seis pontos para os locais. Será que a irá aumentar?

Posted in Desporto, Tribuna de Honra Comentários

Oiã escorrega no Luso e Famalicão assume a liderança


Num fim de semana marcado pelo mau tempo, muito vento e chuva, o que deixou algumas zonas da Bairrada sem eletricidade e sem água, dois motivos que levaram a que algumas partidas fossem adiadas. No principal escalão do futebol distrital aveirense, o dérbi concelhio Águeda – Mourisquense foi um dos jogos fustigados. Os dirigentes dos dois clubes não chegaram a acordo para a repetição do jogo nas 24h seguintes, nem tão pouco uma data. Os jogos Calvão – Mealhada e São Roque – Gafanha também não se realizaram.
Numa partida que se antevia complicada, o Fermentelos, em casa, derrotou o Fiães, 3.º classificado. Um bom começo de segunda volta para os Leões da Pateira, que dividem a 12.ª posição com Paços de Brandão e Alba B.
2-O Alba B é precisamente o próximo adversário do Fermentelos. A equipa de Albergaria, que joga em casa, vem de uma goleada em Canedo, outro adversário mal classificado. Este é um jogo deveras importante para as duas formações. Prevê-se um jogo equilibrado. Quem errar menos poderá ter sucesso no final da contenda.
O Mealhada fará a receção ao São Roque, último classificado. Claro favoritismo para a equipa de Tó Miranda.
Em Castelo de Paiva, o Águeda, diante do Paivense, não tem um jogo fácil. Os nortenhos estão no 6.º lugar, a dois pontos dos Galos do Botaréu, e tudo farão para ultrapassar o seu adversário na classificação.
O Mourisquense recebe o Mansores, equipa que subiu de divisão e está a realizar um campeonato muito interessante. Mais um empate em perspetiva para os Pilatos?
O Calvão joga no terreno do Carregosense. O clube do concelho de Oliveira de Azeméis reparte o 3.º lugar com Fiães e Águeda, por isso não se perspetiva um jogo nada fácil para a formação de José Alexandre.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1- Numa tarde de muita chuva em que as condições dos terrenos de jogo não eram as ideias para a prática do futebol, o Oiã, nas Termas do Luso, meteu “água” e perdeu a liderança, depois do empate registado frente ao Luso. Os donos da casa falharam duas grandes penalidades, num jogo que podia pender para os dois lados.
Numa partida bastante disputada e com cinco golos, o Famalicão passou com distinção em Couvelha e, mercê do empate do Oiã no Luso, assumiu a liderança isolado. A equipa de Mário Júlio somou a quinta vitória consecutiva e já não perde há oito jogos.
Mesmo sem jogar, a LAAC manteve a 3.ª posição. O seu jogo, na Mamarrosa, foi adiado por causa da falta de iluminação e água.
Pelos mesmos motivos, o jogo Ribeira/Azenha – CRAC também não se realizou.
Depois de quatro jogos sem pontuar, o Águas Boas trouxe um ponto do Carqueijo. O Requeixo regressou às vitórias ao vencer em casa pela diferença mínima o Paredes do Bairro.
Na casa emprestada, em Famalicão, o Aguinense não foi além de um empate a dois golos frente ao Sosense.
2-Agora que está na liderança, o Famalicão, em casa, tem boas possibilidades de continuar nessa posição, se não desprezar o Mamarrosa. Também em casa, o Oiã joga com o Requeixo e também terá que ser igual a si próprio para não ser surpreendido. O mesmo se aplica à LAAC, que joga no reduto do Ribeira/Azenha, pelo bom momento que os anadienses atravessam.
Destaque para o dérbi Paredes do Bairro – Couvelha. Os locais, a realizarem um campeonato aquém das expetativas, muito por força da grande transformação verificada no seu plantel no início da temporada, vão tentar fazer das tripas coração para surpreender as mais-valias do seu adversário, num jogo em que não há vencedores antecipados.
O Luso parte com algum favoritismo para o embate com o Aguinense, tal como o Águas Boas na receção ao Sosense. A pressão do jogo está do lado dos canarinhos que já não vencem há cinco partidas.
No CRAC – Carqueijo prevê-se um jogo equilibrado.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra Comentários

Oiã e Famalicão distanciam-se da LAAC


Numa jornada em que o duo da frente foi desfeito, após o empate do Lourosa em Fiães e de mais uma vitória da Sanjoanense na Gafanha, as atenções estavam viradas para o dérbi aguedense. O Águeda, jogando em casa, acabou por levar a melhor sobre o Fermentelos, que vendeu cara a derrota. Com este triunfo e fruto do empate do Fiães, os Galos do Botaréu ficaram a um ponto do 3.º classificado.
Quem continua a dar muito boa conta do recado é o Mealhada. A equipa bairradina recebeu e venceu o Mansores e subiu uma posição na tabela (7.º) classificativa.
Talhado para os empates, o Mourisquense empatou de novo em casa, desta vez frente ao Milheiroense e já contabiliza sete no total.
Depois de seis derrotas consecutivas, o Calvão regressou às vitórias, conquistando os primeiros pontos fora de casa, em Cucujães. Bela estreia de José Alexandre à frente do comando técnico da formação vaguense.
2-Domingo joga-se a última jornada da primeira volta. O Fermentelos fará a receção ao Paivense. Trata-se de um adversário complicado, que está a realizar uma boa campanha e que apenas perdeu quatro vezes. A equipa de Fernando Silva terá que ter a mesma atitude, tal como abordou o último jogo em casa com o Milheiroense.
O Águeda joga no terreno do Milheiroense, naquele que é o terceiro jogo consecutivo da equipa do concelho de Santa Maria da Feira contra equipas do concelho de Águeda. O saldo é de um empate e uma derrota. Os Galos partem com algum favoritismo.
Prevê-se vida super difícil para o Mealhada na deslocação ao terreno do líder do campeonato, a Sanjoanense, que em casa apenas perdeu dois pontos, fruto do empate com o Lourosa. Todavia, os bairradinos têm condições para dar réplica condigna.
Jogo entre vizinhos em Calvão, com a equipa da casa a receber o Gafanha. O novo treinador vaguense conhece muito bem o seu adversário, pois orientou a equipa esta época. Isso poderá ser uma vantagem, num jogo entre duas equipas longe do seu melhor.
O Mourisquense joga em Paços de Brandão. Se o empate tem feito parte do vocabulário dos Pilatos, será que conseguem o oitavo?

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-O Oiã continua imperial na frente da classificação. Na casa emprestada do Aguinense (Famalicão), os oianenses golearam o seu adversário e conservaram a liderança. Logo atrás vem o Famalicão, com um ponto a menos. A equipa de Mário Júlio passou no duro teste no Luso. Quem se atrasou foi a LAAC que em dois jogos perdeu cinco pontos. Depois da derrota no Luso, a equipa de Aguada de Cima empatou no terreno do Requeixo e ficou a cinco pontos da liderança.
O Carqueijo empatou (3-3) na Mamarrosa e não aproveitou o deslize do vizinho Luso para chegar ao 4.º lugar. O Mamarrosa conseguiu o primeiro ponto em casa. Quem conseguiu a primeira vitória em casa foi o Sosense, perante o Paredes do Bairro. Depois da goleada caseira, o Couvelha voltou a jogar em casa e derrotou o CRAC, num jogo recheado de golos.
O Ribeira/Azenha não desperdiçou o fator casa e venceu o Águas Boas, que sofreu a terceira derrota consecutiva.
2-Não se prevê uma jornada muito complicada para os dois primeiros. O Oiã recebe o Sosense e não deverá ter problemas de maior. O Famalicão também joga em casa, com o Requeixo, adversário teoricamente mais difícil, mas o bom momento dos anadienses joga a seu favor. A LAAC fará a receção ao Couvelha e está obrigada a vencer para não se atrasar ainda mais na classificação.
Pelo desempenho das duas equipas, o Luso é bem capaz de sacar pontos em Paredes do Bairro.
À partida, o Carqueijo não terá vida fácil na Azenha, onde irá encontrar um adversário que já não perde há quatro jogos. Os pratos da balança podem pender para os dois lados.
Preveem-se jogos equilibrados no Aguinense – Águas Boas e CRAC – Mamarrosa, principalmente no primeiro.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra Comentários

Fermentelos deixa lanterna vermelha


Os dérbis são sempre imprevisíveis. Nem sempre quem está melhor classificado, leva vantagem. Assim aconteceu com o Fermentelos, que conquistou uma preciosa vitória em casa frente ao vizinho Mourisquense. Com os três pontos, a equipa de Fernando Silva deixou o último lugar, subindo duas posições na tabela classificativa, mas ainda longe dos lugares de salvação.
Com a possibilidade de subir uns degraus na tabela, o Mealhada, em casa, não foi além de um empate com o Carregosense. Os bairradinos, a par com o Canedo, são os campeões dos empates (6).
Num jogo em que um dos líderes, o Lourosa, tinha um jogo aparentemente complicado, em Águeda, tudo se transformou na segunda parte. Os Galos ainda estiveram em vantagem, mas não evitaram a goleada (1-4).
Como era mais ou menos expectável, pois em seis jogos fora de casa ainda não tinha somado qualquer ponto, o Calvão perdeu no terreno do Fiães, adversário que recuperou o terceiro lugar, a 15 pontos dos líderes, Sanjoanense e Lusitânia de Lourosa.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-Nada de novo em relação aos três primeiros. A LAAC, em casa, sentiu algumas dificuldades para levar de vencida o Sosense. As condições climatéricas dificultaram a ação dos jogadores, situação que aconteceu por toda a Bairrada. Oiã e Famalicão alcançaram o mesmo resultado (5-1). Os oianenses foram a Paredes do Bairro e, pelos números finais, venceram com relativa facilidade, depois de dois jogos menos conseguidos.
O Famalicão, em casa, não teve contemplações para com o vizinho Aguinense, mantendo-se a um ponto dos líderes, Oiã e LAAC. A mão cheia de golos permitiu à equipa de Mário Júlio somar 38 golos, o melhor ataque do campeonato.
Numa jornada de dérbis, o Mamarrosa foi a Águas Boas surpreender o conjunto local, que assim perdeu a oportunidade de subir ao 5.º lugar. O Luso voltou a perder, desta vez no terreno do CRAC, e viu os três primeiros distanciarem-se ainda mais na classificação. A diferença é agora de 7 pontos.
No outro dérbi, mas do concelho de Anadia, o Ribeira/Azenha levou a melhor sobre o Couvelha. A equipa de Lampadinha ainda esteve em vantagem, mas na segunda parte os ribeirenses deram a volta ao resultado.
Em clara subida de rendimento, depois de um início de campeonato titubeante, o Carqueijo ganhou em casa ao Requeixo, naquela que foi a terceira vitória consecutiva da equipa comandada por José Alberto.
Ambos os campeonatos distritais regressam dia 30. Nesta quadra, aproveito para desejar a todos os intervenientes do espetáculo futebolístico, um santo e feliz Natal.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra Comentários

Fermentelos conquista primeiro ponto fora


Foi a jornada 13, de sorte ou de azar e, ao cabo do sétimo jogo fora de casa, o Fermentelos trouxe na bagagem pontos. Foi um no terreno do Canedo. É verdade que foi um ponto, mas frente a um adversário da sua igualha, é um pecúlio pouco avantajado, mantendo a equipa no último lugar e longe dos lugares da salvação.
Tal como prevíamos, o jogo entre Mourisquense e Mealhada foi equilibrado, com as duas equipas a dividirem os pontos, resultado que serviu melhor as pretensões dos visitantes, que continuam no 7.º lugar.
Frente ao S. Roque, penúltimo da classificação geral, o Águeda não conseguiu o máximo de pontos, ao empatar a um golo. Os Galos do Botaréu perderam assim a possibilidade de ascenderem à 3.ª posição, visto que o Carregosense perdeu em casa com o Gafanha.
E quem perdeu em casa, o que aconteceu pela terceira vez, foi o Calvão perante o Paivense. A equipa do concelho de Vagos continua mergulhada nos últimos lugares.
2-Três grandes jogos em perspetiva na próxima jornada, desde logo com o dérbi aguedense entre Fermentelos e Mourisquense a merecer atenção especial. Rei dos empates, a equipa forasteira vai tentar tirar partido da fase menos boa dos fermentelenses, mas neste tipo de jogos isso nada significa, por vezes nem o fator casa, pois à parte da rivalidade, os dérbis são sempre de resultados imprevisíveis. A verdade é que o Fermentelos está proibido de perder mais pontos no seu terreno e isso pesa no subconsciente dos jogadores.
Um dos líderes, o Lourosa, joga no terreno do Águeda. Jogo que certamente irá relembrar velhos tempos. Os visitantes apenas cederam dois pontos, ainda não perderam, e este jogo será mais teste para a equipa de Martelinho.
Em casa, o Mealhada joga a hipótese de apanhar o Carregosense, seu adversário, no 3.º lugar, embora tenha que contar com aquilo que Milheiroense e Fiães fizerem nos seus jogos. O jogo tem esse atrativo, mas até pode deixar tudo como está, uma possível divisão dos pontos.
O Calvão joga precisamente em Fiães. Não se vislumbra uma tarefa fácil para os pupilos de Gato.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-Na partida onde estava em causa a liderança, ou o reforço da mesma, o Oiã empatou em casa diante do Famalicão e viu a LAAC subir ao 1.º lugar, mas com os mesmos pontos dos oianenses.
O Famalicão tinha essa possibilidade, esteve em vantagem, anulada cinco minutos depois. Um resultado que serviu melhor à equipa de Mário Júlio. A LAAC acabou por não ter grandes problemas para vencer o Aguinense, jogo realizado em Famalicão.
O Luso tinha oportunidade de ouro para se aproximar ainda mais dos da frente, mas os vizinhos de Carqueijo foram a sua casa e venceram.
Com algumas dificuldades pelo meio, o Águas Boas levou a melhor sobre o Paredes do Bairro, ao contrário do Couvelha, que goleou o Mamarrosa.
Sem ganhar em casa, o Sosense foi surpreendido pelo CRAC. Em casa, o Requeixo viu o Ribeira/Azenha tirar-lhe dois pontos.
2-Prevê-se uma jornada relativamente fácil para os da frente. O Oiã visita o último classificado, o Paredes do Bairro. A diferença de valores poderá ser determinante.
A LAAC recebe o Sosense, que não lhe deve oferecer grande resistência, embora nunca fiando. Num dos dérbis anadienses, o Famalicão terá que ser igual a si próprio na receção ao Aguinense.
Dérbi também no concelho de Oliveira do Bairro, com o Águas Boas a receber o Mamarrosa. Os canarinhos estão melhores, mas nestes jogos não há vencedores antecipados.
O Luso é a equipa que à partida tem obstáculo mais forte, na visita ao terreno do CRAC.
A jornada conta com outro dérbi do concelho de Anadia, o Ribeira/Azenha – Couvelha. Jogo que promete, onde os pratos da balança podem pender para qualquer lado.
No Carqueijo – Requeixo prevê-se um jogo equilibrado. Os mealhadenses estão moralizados e isso poderá jogar a seu favor.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra Comentários

Oiã perde pela primeira vez


Apesar da excelente réplica oferecida, o Fermentelos não conseguiu evitar mais uma derrota em casa, a quarta, frente a um dos líderes do campeonato, o Lusitânia de Lourosa, num jogo que ficou marcado pelos erros da arbitragem.
Num jogo polémico e com muitos cartões e expulsões, o Mealhada perdeu na Gafanha pela margem mínima. Os bairradinos não souberam aproveitar a superioridade numérica e sofreram o segundo desaire fora de casa.
Como se previa, o Águeda não desperdiçou o fator casa e venceu o Calvão, adversário que sofreu a terceira derrota consecutiva.
O Mourisquense trouxe os três pontos na bagagem na deslocação a Canedo, vitória que coloca os Pilatos a meio da tabela.
2-O Mealhada volta a jogar fora, desta vez no terreno do Mourisquense. Prevê-se um jogo equilibrado entre duas equipas que estão a realizar um bom campeonato.
O Fermentelos viaja até Canedo. A diferença pontual para as duas equipas é de quatro pontos. Este é mais um jogo crucial para a equipa de Fernando Silva. Caso perca vê mais um adversário direto fugir na classificação.
Em S. Roque, perante o penúltimo classificado, o Águeda não deverá ter problemas de maior para levar de vencida o seu opositor.
Em casa, o Calvão terá que marcar de novo a sua posição. O Paivense não será um adversário fácil, apenas perdeu uma vez fora de casa. Tem sido em casa que os vaguenses conquistaram os atuais 10 pontos e por isso partem com algum favoritismo.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-Numa tarde fria previa-se uma jornada quente. E na realidade assim aconteceu. No jogo grande da jornada, a LAAC venceu o líder Oiã e aplicou-lhe a primeira derrota no campeonato. Era um jogo em que a formação de Aguada de Cima sabia que não podia vacilar, pois em caso de derrota ficaria a oito pontos da liderança.
Com um resultado pouco usual nos dias de hoje, o Famalicão, em casa, goleou o Paredes do Bairro, com doze golos sem resposta. Diferença abismal entre as duas equipas. Com a derrota do Oiã, a equipa de Mário Júlio ganhou terreno e ficou apenas a um ponto da liderança.
O Luso estragou a festa da inauguração do relvado sintético do Ribeira/Azenha. A equipa das Termas do Luso somou a quinta vitória consecutiva e está na luta pela subida. A diferença é de apenas três pontos da liderança.
E a subida parece confinada a quatro equipas: Oiã, Famalicão, LAAC e Luso.
Depois de seis jogos sem ganhar, o Águas Boas foi a Couvelha vencer e ultrapassou o seu adversário na classificação. Esta foi a segunda derrota consecutiva do Couvelha em casa e pelo mesmo resultado (1-3).
Depois de três desaires seguidos em casa, o Carqueijo derrotou o Sosense.
Após uma série de três empates, o Aguinense somou a segunda vitória na prova, ao vencer no terreno do CARC.
Em casa, o Mamarrosa não conseguiu acertar o passo e averbou a quinta derrota diante do Requeixo. Os bairradinos ainda não pontuaram no seu terreno.
2-Domingo discute-se a liderança, com o Oiã a receber o Famalicão. Mais um jogo grande, de resultado imprevisível.
A LAAC joga no terreno do Aguinense. Os aguadas terão que ser iguais a si próprios para não serem surpreendidos.
No Luso – Carqueijo, trata-se de um dérbi e, como tal, nem sempre o favorito leva vantagem.
Nas restantes partidas, prevê-se ligeira predominância de quem joga em casa. O Couvelha tem tudo para redimir-se do desaire anterior e vencer o Mamarrosa.
Frente a um opositor, o Paredes do Bairro, longe do seu melhor, o Águas Boas, em casa, não deverá sentir grandes dificuldades.
No Requeixo – Ribeira/Azenha, a equipa de Rui Patrício deverá possuir mais argumentos, enquanto no Sosense – CRAC, o equilíbrio poderá ser a nota dominante, embora a equipa de Parada de Cima possa aproveitar o facto da formação de Soza ainda não ter vencido no seu reduto.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra Comentários

Fermentelos continua sem pontuar fora


Num jogo épico, com sete golos, o Fermentelos jogou na casa do então último classificado, o S. Roque, e perdeu por 4-3, e voltou a ostentar a lanterna vermelha. Vida difícil para os comandados de Fernando Silva que começam a ficar longe dos lugares da manutenção.
Bem longe desses lugares está o Melhada que, na receção ao Cucujães, venceu por números confortáveis (4-1) e subiu ao 4.º lugar, juntamente com Milheiroense e Fiães. Grande campanha, sem margem para dúvidas, que a equipa de Tó Miranda está a realizar.
No terreno de um dos líderes, a Sanjoanense, o Águeda somou a segunda derrota consecutiva. Os Galos ainda estiveram em vantagem até ao intervalo, mas no segundo tempo os sanjoaninos deram a volta ao marcador.
Perante um adversário mais categorizado, o Calvão sucumbiu em casa frente ao Milheiroense.
Previa-se um jogo equilibrado entre Mourisquense e Gafanha. Assim aconteceu, com a divisão de pontos no final da contenda.
2-O Fermentelos, em casa, terá mais um teste super complicado, com a visita de um dos líderes do campeonato, o Lourosa. Os lusitanistas apenas perderam dois pontos fora (empate na casa do outro líder, a Sanjoanense) e apenas sofreram dois golos. Só um grande Fermentelos é que poderá ter argumentos para travar uma das melhores equipas do campeonato.
O Mealhada desloca-se à Gafanha, cujo adversário está longe daquilo que tem feito nas últimas épocas. Carlos Miguel, o novo treinador, apenas regista dois empates, que até poderá ser o cenário final, pois os bairradinos atravessam excelente momento de forma. Se for igual a si próprio, o Águeda, na receção ao Calvão, tem boas probabilidades de regressar aos triunfos. Em Canedo, o Mourisquense, num jogo entre duas equipas que contam com quatro empates, quem sabe não termina empatado.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-Nada de novo na linha da frente. O Oiã continua a sua caminhada triunfal e derrotou em casa pela margem mínima o CRAC. No jogo grande da jornada, o Famalicão foi a Águas Boas vencer o conjunto local e manteve o 2.º lugar da classificação. Os canarinhos sofreram a segunda derrota consecutiva e estão há seis jogos sem ganhar, descendo para a 8.ª posição.
Como era mais ou menos previsível, a LAAC foi à casa do último, o Paredes do Bairro, e trouxe quatro golos na bagagem.
Em casa, o Luso somou a quarta vitória consecutiva, mas teve que suar para levar de vencida um Mamarrosa atrevido (3-2).
O Requeixo foi surpreendido em casa pelo Couvelha, registando a primeira derrota no seu terreno.
O Aguinense voltou a empatar em casa, agora frente ao Carqueijo. Sosense e Ribeira/Azenha também dividiram os pontos.
2-O jogo de cartaz é sem dúvida o LAAC – Oiã. Os oianenses ainda não perderam, os aguadenses somam por vitórias os jogos (4) realizados em casa. Trata-se de um jogo entre duas equipas candidatas à subida de divisão. Cinco pontos separam as duas equipas. A maior responsabilidade do jogo pertence à LAAC. Jogo para tripla.
Atento ficará o Famalicão que em casa joga com o Paredes do Bairro, e que poderá encurtar distâncias, caso o Oiã não pontue em Aguada de Cima.
No Couvelha – Águas Boas prevê-se um jogo equilibrado. A tarde de domingo ficará na história do Ribeira/Azenha com a inauguração do relvado sintético. A equipa joga com o Luso, não se perspetiva um jogo fácil, mas os donos da casa tudo farão para que o jogo fique gravado a letras de ouro. A festa, independente do reultado, está assegurada.
Em casa, o Mamarrosa tentará contrariar algum favoritismo do Requeixo, isto olhando para a classificação de ambas as equipas.
Também em casa, o Carqueijo tem boas hipóteses de arrecadar os três pontos diante do Sosense.
Em Parada de Cima, o CRAC recebe o Aguinense. As duas equipas não estão a produzir o que se esperava no início de época. O fator casa poderá ser determinante para o desfecho final da partida.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra Comentários

Mealhada continua a dar cartas


O Mealhada continua a fazer um excelente início de campeonato, o que já não acontecia há muito tempo. A equipa de Tó Miranda alcançou a primeira vitória fora de casa, no terreno do Alba B, e divide o 6.º lugar com o Milheiroense.
Oito jogos depois, o Fermentelos voltou a conhecer o sabor da vitória. Em casa, os Leões da Pateira golearam o Calvão e entregaram a lanterna vermelha ao S. Roque.
Foi uma das surpresas da jornada, com o Águeda a ser derrotado em casa, pela primeira vez, diante do Mansores, perdendo assim excelente oportunidade para subir à 3.ª posição.
O Lourosa, um dos líderes do campeonato, travou em casa uma série de três vitórias consecutivas do Mourisquense.
2-Os dois últimos da classificação encontram-se no campo do Calvário. O jogo em questão é o S. Roque – Fermentelos. Os bairradinos ainda não pontuaram fora de casa. A vitória, na última jornada, poderá ter dado outro capital de confiança à equipa, daí pensarmos que será desta que, volvidos cinco jogos fora, a hora é de pontuar.
O Águeda terá missão complicada no reduto da Sanjoanense. A equipa de S. João da Madeira lidera, conta com o melhor ataque da prova (38 golos), sofreu apenas cinco golos e ainda não perdeu. Tudo isto explica a liderança, cabendo aos Galos contrariar todos estes dados.
O Mealhada fará a receção ao Cucujães. Pelo mau desempenho dos forasteiros (16.º lugar), o favoritismo recai praticamente todo para os bairradinos.
O Calvão recebe o Milheiroense, adversário que vem de duas derrotas consecutivas. Mesmo assim, trata-se de um opositor forte, que está nos primeiros seis lugares da classificação. Os 10 pontos conquistados pelos vaguenses foram em casa, são capazes de voltarem a ser felizes.
O Mourisquense também joga em casa. O adversário é o Gafanha, que com o novo treinador Carlos Miguel procura novo rumo na tabela classificativa. Prevê-se um jogo equilibrado.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-Previa-se que alguém disparasse na classificação, ou que tudo ficasse mais próximo. O Oiã, que não desarma (apenas perdeu dois pontos), venceu de forma clara no terreno do Carqueijo e beneficiou do desaire do Famalicão em Aguada de Cima para ampliar a vantagem para quatro pontos.
Com a vitória frente aos famalicenses, a LAAC mantém-se na corrida e não deixou fugir os seus adversários. O Luso manteve o 4.º lugar, depois da vitória em Couvelha, num jogo em que a eficácia prevaleceu.
Sem ganhar há cinco jogos, o Águas Boas baqueou no Requeixo, e desceu para o 7.º lugar.
Na Mamarrosa, o Sosense levou para casa a primeira vitória, enquanto Aguinense e Ribeira/Azenha dividiram os pontos, que estiveram na sua totalidade mais próximos da equipa de Fernando Alves.
Sem grande surpresa, o CRAC derrotou, em casa, o Paredes do Bairro, o novo lanterna vermelha.
2-Prevê-se uma jornada bastante disputada. O líder Oiã recebe o CRAC, adversário capaz do melhor e do pior, mas que tem argumentos para discutir o resultado.
O Famalicão volta a jogar fora, desta vez em Águas Boas. Será mais um jogo para tripla, mas com maiores responsabilidades para a formação comandada por Mário Júlio, que tem outros objetivos.
Aparentemente, a LAAC não deverá sentir grandes problemas em Paredes do Bairro, embora não deva substimar o adversário.
O Luso, em casa, frente ao Mamarrosa, tem boas probabilidades de continaur na senda dos êxitos.
No Requeixo – Couvelha prevê-se um jogo musculado e equilibrado. Já no Sosense – Ribeira/Azenha, o equilíbrio poderá ser a nota dominante, entre duas equipas moralizadas pelos últimos resultados alcançados.
O Aguinense recebe este sábado, às 19h, no Complexo Deportivo de Anadia, o Carqueijo. As duas equipas tardam em acertar o passo e estão longe daquilo que prometeram durante a pré-época. Quem cometer menos erros poderá levar a melhor.

Posted in Desporto, Tribuna de Honra Comentários

Pergunta da semana

Um estudo indica que mais de duas doses diárias de álcool por dia aceleram perda de memória. Qual o seu consumo habitual no dia a dia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com