Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "WRC"

Curia: Derrapagem nas contas da WRC preocupa deputados


Pelo primeiro ano, desde a sua criação em 2002, a WRC – Web para a Região Centro, Agência de Desenvolvimento Regional, localizada no Curia Tecnoparque apresentou resultados negativos.
Uma situação levantada na última assembleia municipal de Anadia, tanto pelo deputado Sidónio Simões, do CDS/PP como pelos deputados Ricardo Manão e José Manuel Carvalho, do PSD. Todos se mostraram preocupados com o facto da empresa apresentar estes resultados, em 2014.
A edil Teresa Cardoso explicou que a Câmara Municipal (principal acionista, detentora da maioria do capital) “fez refletir nas contas a sua participação social, o que não tinha acontecido até agora”. Por isso, diz não ter existido “qualquer injeção de dinheiro”, apenas “se fez refletir nas contas do Município, conforme recomendação dos Revisores de Contas da própria WRC e do Município.” Ou seja, o município reconhece nas suas Contas uma provisão no valor de cerca de 464 mil euros, correspondente ao valor proporcional à sua participação na WRC, para fazer face à diminuição do seu capital social, que se tem vindo a depreciar ao longo destes anos pelos sucessivos resultados líquidos negativos. E são precisamente estes resultados negativos que alarmaram os deputados.

Deputado do CDS/PP foi o mais crítico. O deputado centrista, Sidónio Simões, foi o mais contundente e na ocasião disse que a “WRC está em perigo de continuidade por não cumprir rácios obrigatórios segundo o Código das Sociedades Comerciais”, acrescentando que só não encerrou porque a Câmara Municipal assumiu o défice. Por isso, falou em “falência técnica”. “Se não fosse a Câmara Municipal a entrar com o dinheiro, a WRC desaparecia”, disse, questionando ainda se a WRC “vai continuar a dar prejuízos”.

PSD preocupado com o prejuízo apresentado. Também o deputado Ricardo Manão, do PSD, se referiu a uma “situação preocupante da WRC, que no final do ano 2014 apresenta uma situação eminente de perda de mais de metade do capital, o que coloca em causa o Pressuposto da Continuidade, conforme preconizado no art. 35.º do Código das Sociedades Comerciais”. Por seu turno, José Manuel Carvalho disse que “das entidades participadas: o valor de participação em capital na WRC pela Câmara de Anadia é de 952.000 euros, quase um milhão de euros, para a relação comercial não ultrapassar os mil euros”.

Sustentabilidade. Teresa Cardoso rejeita que se diga que a autarquia esteja a suportar qualquer défice. “É certo que as Câmaras ou outros acionistas deveriam ser os primeiros a manifestar o interesse, o que também nem sempre é tão simples porque os Municípios atravessam, na sua maioria, algumas dificuldades financeiras, mas também porque estão sujeitas ao cumprimento da lei dos compromissos e também às regras da contratação pública”. Por outro lado, diz que “a WRC tem a seu cargo a Incubadora de Empresas e a Universidade Sénior, serviços uns mais rentáveis do que outros”, acrescentando ainda que a WRC teve também o seu grande apoio no QREN, através de diversas candidaturas que realizou, estando agora atenta ao novo quadro comunitário de apoio, espreitando as oportunidades que o mesmo possa oferecer aos seus projetos e aos seus associados.”
Quanto à sustentabilidade da WRC, admite que “depende da contratação de serviços que a mesma consiga realizar com os seus associados ou mesmo com os não associados”, mas também da angariação financeira designadamente do novo quadro comunitário de apoio para os seus projetos e ações” e destaca que a WRC não tem dívidas a terceiros e apresentou resultados líquidos positivos antes dos impostos.
Acrescente-se que a WRC surgiu em 2002, com o principal objetivo de intervir e desenvolver ações ligadas à sociedade da informação e à nova economia na Região Centro. Resultou de uma iniciativa da CCDR-C, à qual aderiram como sócios um conjunto de Câmaras Municipais da Região Centro (42), a Universidade de Aveiro, o Instituto Politécnico de Coimbra, a Associação de Informática da Região Centro (AIRC) e ainda um conjunto de empresas de base tecnológica.
Apesar dos esforços, não nos foi possível obter uma reação de Pedro Maranha, da administração da WRC.
Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada, TamengosComments (0)

Curia: WRC elege corpos sociais


A WRC | Agência de Desenvolvimento Regional viu recentemente eleitos os novos corpos sociais para o triénio 2014/ 2016.
O Conselho de Administração da agência viu-se reeleito para um novo mandato, permanecendo assim João Vasco Ribeiro como presidente e o Município de Anadia na presidência da Assembleia Geral, na qualidade de acionista maioritário.
Ao longo dos próximos três anos, o Conselho de Administração prosseguirá a valorização das atividades da Agência, continuando os esforços de implementação da sua estratégia de desenvolvimento, com destaque para a Incubadora de Empresas, para o trabalho em parceria com os municípios acionistas e para a Universidade Sénior da Curia, enquanto pilar de responsabilidade social da agência.
Na ordem de trabalhos da Assembleia Geral esteve ainda a Aprovação do Plano de Atividades e do Orçamento para 2014, ambos aprovados por unanimidade dos acionistas.
O Conselho de Administração demonstrou aos acionistas que “há já três anos vem conseguindo apresentar resultados positivos da atividade desta empresa intermunicipal, o mesmo esperando em 2014”, como explicou Pedro Maranha, Administrador. Este acrescentou ainda que a WRC possui um passivo bancário nulo, não existindo quaisquer dívidas à banca por parte da agência.
Recorde-se que no início deste ano, a WRC viu alterados os seus estatutos dando cumprimento às exigências da Lei 50/2012, de 31 de agosto, que aprova o regime jurídico da atividade empresarial local, passando a adotar a designação de Empresa Intermunicipal, neste caso formada por 40 municípios, além das instituições de ensino e empresas privadas que a constituem.

Órgãos Sociais:
Conselho de Administração
Presidente: João Vasco Ribeiro
Vice-Presidente: José Simões Marques
Vogal: Pedro Maranha Tiago
Suplente: Jorge Eduardo Ferreira Sampaio

Mesa da Assembleia Geral
Presidente: Litério Augusto Marques (Município de Anadia)
Vogal: Rosa Reis Marques (Município de Coimbra)
Vogal: Rui Jorge da Silva Antunes (Instituto Politécnico de Coimbra)

Fiscal Único
Efectivo: Vitor Bizarro do Vale, R.O.C.
Suplente: António Luís Noras Silvério, R.O.C.

Posted in Anadia, Por Terras da BairradaComments (0)

Curia: Universidade Sénior alerta para a necessidade de um “bom sono”


“Uma noite bem dormida permite recordar melhor o que aprendemos e vivenciamos, reforça o sistema imunitário e reequilibra as nossas hormonas”. Estes são alguns dos benefícios do sono destacados pelo psicólogo Jorge Pinhal durante a conferência “O Sono na Saúde e Antivelheciemento”.
A iniciativa teve lugar na última semana, no auditório do Curia Tecnoparque e contou com a presença de mais de 80 participantes, alunos da Universidade Sénior mas também pessoas da comunidade.
Estima-se que 42% da população mundial tem algum problema para dormir e que num terço das consultas médicas os pacientes reclamam da qualidade do sono.
Segundo o psicólogo Jorge Pinhal, “a falta de sono está muitas vezes relacionada com a falta de saúde”. É durante o sono que se realiza a “função restauradora do organismo, com efeitos positivos para a diabetes, doenças virais e artrite reumatoide”.
A quantidade ideal de horas de sono pode variar de pessoa para pessoa e ao longo do ciclo de vida. O mínimo recomendado é de seis horas e, no caso dos adultos, não deverão dormir mais de 9 horas. Jorge Pinhal adianta que dormir menos de 6 horas, por noite, conduz a uma expetativa de vida menor, comparando com as pessoas que dormem mais, e alertou que “dormir menos de 5 horas aumenta o risco de morte por qualquer causa nos anos subsequentes”.
Depois da meia-idade, a quantidade de sono profundo é reduzida gradualmente. A maioria das pessoas com mais de 70 anos dorme menos de 7 horas por noite. Nesta idade são gastos somente 23 minutos de sono profundo, a maioria do sono é leve e frequentemente interrompido.
Quanto às causas da falta de sono, o psicólogo destacou o stress, a poluição auditiva, a alimentação deficiente, o fumo, o consumo excessivo de álcool e a falta de exercício físico.
Por fim, Jorge Pinhal deixou algumas sugestões para fazer antes de dormir. Ler, ouvir música relaxante, tomar um banho quente meia hora antes de se deitar ou tomar um chá de camomila poderão ser alguns dos truques para conseguir uma boa noite de sono.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada, TamengosComments (0)

Câmara Municipal de Anadia leva internet às Juntas e IPSS’s


 

Com o objetivo de fazer chegar a rede de internet ao maior número possível de espaços públicos e de munícipes, a Câmara Municipal de Anadia elaborou, em parceria com a WRC – Curia, uma candidatura orçada em 590 mil euros, que recebeu financiamento do QREN de 80%.
No passado dia 23 de março, foram celebrados os protocolos com as Juntas de Freguesia e Instituições de Solidariedade Social do município, relativos ao Projeto de Rede de Espaços Internet e Internet no Espaço.
Esta cerimónia contou com a presença dos representantes das 15 Juntas de Freguesia e de 14 instituições com resposta social na terceira idade, do município, convidadas para participar neste projeto, numa ação conjunta no âmbito do Ano Europeu do Envelhecimento Ativo.
O projeto começou já a ser implementado e dentro de dois meses estará a funcionar em pleno. O objetivo é instalar uma estrutura de rede sem fios, nos principais centros urbanos do concelho, com o intuito de disponibilizar acesso livre à internet aos munícipes e visitantes.
O projeto assenta em quatro eixos diferentes mas que se complementam e que visam dotar as 15 sedes de Juntas de Freguesia com um Espaço Internet de acesso livre; prolongar estes espaços em alguns locais de caráter público, social e de grande frequência de munícipes; implementar em diversos espaços públicos do concelho rede wireless, garantindo o acesso gratuito à internet e promoção da sociedade de informação e da internet aos utentes das IPSS’s do concelho, através da deslocação de técnicos e computadores às IPSS’s em visitas periódicas.

Internet nas Juntas de Freguesia. Na oportunidade, a vice-presidente da Câmara Municipal de Anadia, Teresa de Belém Cardoso, avançou que as 15 sedes de Juntas de Freguesia serão dotadas com um espaço internet de acesso livre com dois postos/computadores, assim como os mais variados espaços públicos do município (Biblioteca, Cineteatro, Câmara Municipal, Piscinas, Mercado, Museu do Vinho, etc) serão dotados de rede de internet, num total com 12 espaços e de 59 postos.
A candidatura, revelou Teresa de Belém Cardoso, contempla ainda a montagem de hotspots em diversos espaços públicos do concelho, por forma a garantir o acesso gratuito à internet.

IPSS’s contempladas. Aos presentes na cerimónia, a vereadora anadiense destacou ainda o facto de se pretender dinamizar o acesso à sociedade de informação e à internet a utentes de IPSS’s do concelho, através de um serviço móvel permanente de equipamentos e acesso à internet, os quais serão disponibilizados em períodos de tempo de duas horas por sessão (2 a 3 sessões por mês).
Esta ação começa já a 2 de abril e arranca na Associação Social de Avelãs de Caminho, das 10 às 11h, e da parte da tarde, na Casa do Povo de Amoreira da Gândara, seguindo-se, em calendário elaborado para o efeito, as restantes IPSS’s com resposta social à terceira idade.

“Um exemplo para os outros municípios”. Na ocasião, João Vasco Ribeiro, da WRC, disse ser gratificante saber que “vai haver muito mais gente a poder usufruir de acesso às tecnologias da comunicação e informação de forma gratuita e facilitada”, sobretudo os seniores que “passaram a vida sem ter esta ferramenta, mas que agora podem aprender e usufruir destes serviços”. A terminar diria ser este “um bom exemplo para os concelhos vizinhos”, não só porque “é uma forma de acabar com um tipo específico de exclusão”, mas porque é também um “importante indicador de desenvolvimento de uma sociedade e da qualidade de vida da sua população”.
Por seu turno, o autarca Litério Marques referiu-se ao projeto como “uma oportunidade aproveitada pela Câmara”. “Aproveitámos fundos europeus e pelo dinheiro necessário (cabendo à Câmara 20% das despesas elegíveis). Queremos este projeto a funcionar, pois, hoje, somos responsáveis pelo sucesso da instalação deste projeto”.
Acrescente-se que o desenvolvimento deste projeto estará a cargo de Jaime Maia, chefe de divisão Informática da Câmara Municipal de Anadia.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Destaque, Por Terras da BairradaComments (0)

Curia: Universidade Sénior associa-se à campanha Green Cork


A Universidade Sénior da Curia, através da disciplina de Cidadania Ativa, associou-se em 2011 à Campanha Green Cork. Esta campanha visa a troca de rolhas de cortiça por árvores autóctones – por cada 1000 rolhas recolhidas receber-se-á da Quercus, uma árvore.
A Universidade Sénior da Curia, com o empenho dos seus alunos, conseguiu juntar 28 mil rolhas, o que se traduziu na oferta de 28 carvalhos, que serão plantados no Curia Tecnoparque no próximo dia 21 de março 2012, a partir das 14h.
Esta iniciativa será enquadrada no Ano Europeu do Envelhecimento Activo e Solidariedade entre Gerações, e contará com a participação da escola EB1 de Tamengos.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada, TamengosComments (0)

Curia: Aprender a Europa com Papagaios de Papel


Porque é importante “Aprender a Europa”, a Universidade Sénior da Curia antecipou a efeméride e vai comemorar, no próximo dia 5 de Maio, o Dia da Europa. Para tal propõe uma actividade inter-geracional em torno da construção de papagaios de papel. Avós, pais e netos estão convidados a participar.
A iniciativa decorre a partir das 14h, no Curia Tecnoparque. Esta iniciativa terá início com um workshop onde os participantes irão aprender a construir papagaios de papel, e culminará com a sua exibição e largada. Os papagaios serão construídos a partir das bandeiras dos vários países que integram a União Europeia, pelo que o resultado será uma fusão das cores da Europa sob os céus da Curia.
Esta actividade, orientada pela Associação Ar Evento, destina-se a todos os alunos da USC, mas também população escolar e público em geral. O valor de inscrição é 10 euros (quem trouxer um acompanhante este não paga) e para as crianças e jovens estudante a participação é livre.
A inscrição poderá fazer-se pelo 231519712 ou por e-mail (uscuria@wrc.pt)

Posted in AnadiaComments (0)


Pergunta da semana

Portugueses praticam cada vez mais exercício ao ar livre. É o seu caso?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com