A completar duas décadas de existência, a Pizzaria O Sonho das Fontes, situada na Avenida das Laranjeiras, em Anadia, dispensa grandes apresentações. É sobejamente conhecida pela especialidade da casa (pizzas), mas também pelas suas calzones, saladas, hambúrgueres, pepitos, francesinhas, massa e pastas italianas, para já não falar do cada vez mais solicitado bacalhau com natas.
Manuel Melo, sócio gerente deste espaço juntamente com o irmão Fernando Moreira, está determinado em manter esta casa por outros tantos anos. Esta sua determinação evidencia a paixão que dedica ao negócio. “Gosto muito, sem dúvida, deste negócio porque me dá pica, puxa por mim e gosto muito do contacto com os clientes.”
Inovar e reinventar. Assim, faz um balanço muito positivo destes últimos oito anos (período em adquiriu o negócio)  e aponta como receita para o sucesso o facto de “ter mantido as receitas e qualidade das pizzas, mas introduzindo produtos de grande qualidade.” Para além da qualidade, a casa prima pelo rigor na entrega de encomendas, no bom relacionamento e atendimento cuidado e atencioso para com o cliente.
Manuel Melo abraçou o desafio de conferir a O Sonho das Fontes uma nova dinâmica, que vai desde a oferta de novos produtos, até ao relacionamento quase familiar com os clientes. “Há 12 anos, esta casa era uma pizzaria vocacionada apenas para pizzas, pão de alho e lasanha. Quando cheguei, achei, por bem, introduzir novos sabores porque o nosso leque de clientes é bastante heterogéneo e assim o solicitava.”  E, se as pizzas foram e são a grande especialidade da casa (com 26 tipos diferentes), confecionadas com produtos de grande qualidade, nesta casa, de cariz familiar, destacam-se ainda os hambúrgueres e o bacalhau com natas – um dos pratos com clientes fixos e regulares -, para além das massas e pastas que “têm um pouco de mim”, diz Manuel Melo, explicando utilizar apenas uma marca italiana de massas, mas sempre com a preocupação de “inovar, recriar ou reinventar receitas”, dando-lhe um cunho pessoal.
A última novidade foi a francesinha que tem granjeado os mais rasgados elogios, fruto de uma cuidada pesquisa que Manuel Melo fez. “Tive de recuar até 100 anos atrás para pesquisar e perceber o molho que queria fazer, único e agradável. Por isso, tenho muito orgulho no resultado final”, avança, destacando que em todos os pratos evita o uso de produtos que mascarem o sabor natural dos alimentos.
 
Ler mais na edição impressa ou digital