Mais uma jornada e resultado a não condizer, ainda por cima ao não conseguir aproveitar os deslizes de quem luta pelos mesmos objetivos, a manutenção. Assim foi a prestação do Famalicão, que acabou goleado no terreno do União de Lamas (4-0). É verdade que Canedo e Ovarense perderam, mas quem estava acima, Paivense e Carregosense ganharam e, com nove pontos em disputa, a tarefa dos bairradinos é quase impossível.
Com uma segunda volta de bom nível, o Pampilhosa voltou a ganhar (2-3), desta vez na casa da Ovarense, com o golo da vitória a surgir nos últimos minutos.
2-O Famalicão recebe o Esmoriz e só tem um caminho, ganhar, que até pode nem ser suficiente, pois caso o Carregosense vença em casa a Ovarense, outro aflito, a descida será um dado adquirido.
O Pampilhosa desloca-se a Estarreja e para o trajeto dos ferroviários nas últimas jornadas, os pontos são possíveis, e com o quinto lugar na mira.
 
I DIVISÃO
1-Foi em clima de festa, apesar dos festejos contidos (a direção merecia mais dos adeptos pela excelente época), que o Oliveira do Bairro alcançou mais uma vitória, uma goleada frente à EF Rui Dolores, dando mais uma vez expressão à subida e ao título de campeão.
As restantes equipas (3) que lutam igualmente pela subida de divisão venceram todas. O Mourisquense, em casa, derrotou o Calvão, adversário que está cada vez mais perto da descida de divisão.
O Mansores ganhou em Oiã e segue na terceira posição, uma derrota que compromete as contas dos oianenses na luta pela manutenção. A equipa bairradina tem apenas mais dois pontos do Mosteirô FC, a primeira formação a descer de divisão.
O Macieirense, que está no quarto lugar, não teve problemas para levar de vencida o Mealhada, impondo-lhe uma goleada (4-1).
Uma vez mais, com o selo de Mendonça (lá leva 29 golos), o Fermentelos derrotou em casa a Juve Force, vitória que lhe valeu ascender ao sétimo lugar.
Num ciclo apenas para cumprir calendário e continuar a honrar a camisola, o Carqueijo colecionou mais uma goleada, na casa do Cucujães (5-1).
2-Em virtude da final da Taça de Portugal, os jogos disputam-se este sábado. O Oliveira do Bairro volta a jogar em casa frente ao S. Vicente Pereira, cujo adversário ainda luta pela subida de divisão. É verdade que os Falcões já não têm do seu lado a pressão dos pontos, mas o seu antagonista tudo irá fazer para conquistar pontos.
O Mourisquense desloca-se a Ponte de Vagos para medir forças com a Juve Force e, em caso de vitória, poderá fazer a festa da subida, frente a um adversário tranquilo na tabela e que tem claudicado nos últimos jogos.
O Fermentelos, no reduto do Carqueijo, tem todas as condições para chamar a si mais uma vitória.
O mesmo se aplica ao Mealhada na receção ao Paços de Brandão.
O Oiã joga na casa da EF Rui Dolores e não se pode descuidar, sob pena de entrar num beco sem saída, pois a seguir recebe o Oliveira do Bairro.
Em casa, o Calvão, diante de um adversário direto, o Mosteirô FC, está obrigado a ganhar. E a vitória até pode nem chegar e a descida ser um facto consumado.
 
II DIVISÃO
SÉRIE B. 1-Caiu o pano da fase regular do terceiro escalão do futebol distrital aveirense. O Beira-Vouga subiu e o Gafanha B irá disputar o playoff, numa jornada que encerrou com o dérbi aguedense, onde o Valonguense levou a melhor na casa do vizinho Macinhatense (3-1).
SÉRIE C. 1-Já com o Antes há muito campeão e com a subida garantida (venceu em casa em dia de aniversário o Mamarrosa, num jogo que foi um hino ao futebol, 6-4 foi o marcador), a luta estava toda centralizada no segundo lugar que dá acesso ao playoff. O Bustos partiu para a última jornada nessa posição, com mais dois pontos de vantagem sobre a LAAC. Quis o sorteio que as duas equipas jogassem entre si e estava quase tudo do lado dos bustoenses, porque jogavam em casa. Assim não aconteceu. A equipa de Aguada de Cima, que até esteve duas vezes em desvantagem no marcador, conseguiu a vitória, único resultado que lhe interessava, e vai discutir a subida com Arrifanense e Gafanha B. A LAAC acabou por ser melhor e não acusou a pressão.
O Águas Boas, em casa, derrotou o Santo André e acabou por fechar a época em quarto lugar, numa prestação que se pode considerar bastante positiva.
Numa partida cheia de golos, o Paredes do Bairro despediu-se dos seus adeptos com uma vitória (4-3) sobre o Luso. O Aguinense também se despediu em alta, ao vencer em casa o VN Monsarros por 1-0, o mesmo resultado verificado no triunfo caseiro do CRAC sobre a Juve Force.
Em casa, o Ribeira/Azenha não foi além de um empate a um golo diante do Sosense, numa época que ficou de novo aquém das expetativas.
 
CAMPEÃO. 1- No próximo sábado começa a discussão do título de campeão da 2.ª Divisão. O Argoncilhe, da Série A, mede forças em casa com o Antes, da Série C. A equipa do concelho de Santa Maria da Feira terminou a fase regular sem derrotas e pretende manter esse estatuto. A formação bairradina apostou em todos os sentidos. Um objetivo já foi alcançado, a subida, agora quer o título. Prevê-se um jogo extremamente equilibrado e onde os detalhes poderão fazer a diferença.
 
MELHOR SEGUNDO. Este sábado também começa a fase do apuramento do melhor segundo classificado e em campo neutro. A LAAC joga com o Arrifanense em Pinheiro da Bemposta e, como não há primeira nem segunda volta, o objetivo é vencer.
 
TAÇA DO DISTRITO
1-Já são conhecidos os jogos das meias-finais da Taça Distrito de Aveiro PECOL, Prof. José Valente Pinho Leão. O sorteio juntou as quatro equipas que militam no Campeonato Safina. O Pampilhosa volta a jogar em casa. O adversário será o São João de Ver, que na última ronda afastou o novo campeão distrital, o Lusitânia de Lourosa. Um jogo que se adivinha difícil para ambas as equipas que pretendem estar na final, agendada para o dia 10 de junho.
A outra meia-final será disputada entre Fiães e Beira-Mar. Os aurinegros, que não conseguiram o principal objetivo da época, a subida ao Campeonato de Portugal, apostam as fichas todas na taça distrital.
Os jogos estão agendados para o próximo dia 31 de maio.
O quarteto procura suceder ao Esmoriz na lista de vencedores da Taça, e assim marcar presença na Supertaça (com o Lourosa), competição que irá encerrar, oficialmente, a temporada 2017/2018 da Associação de Futebol de Aveiro.