Com um plantel totalmente renovado (da época passada apenas ficaram seis jogadores e, de momento, 13 reforços), o Anadia Futebol Clube deu o pontapé de saída para a época 2018/2019, onde vai mais uma vez participar no Campeonato de Portugal. A manutenção é o principal objetivo, mas, o que vier por acréscimo, será bem-vindo.
A direção liderada por Vasco Oliveira vai entrar na sétima época à frente dos destinos do Anadia. O presidente, no início da apresentação do plantel à comunicação social, disse que “estamos todos cansados, mas não queremos deixar o Anadia FC de qualquer maneira. Estamos empenhados para fazer mais uma grande época, há patrocinadores que estão a entrar, a parceria com a Câmara Municipal é muito importante para nós, pois sem a sua ajuda não estaríamos aqui no campeonato nacional”, tal como os escalões de iniciados, juvenis e juniores.
Vasco Oliveira diz que o clube terá pela frente um campeonato muito competitivo, agradeceu ao Nuno Pedro por ter aceite continuar mais uma época e que irá concretizar os sonhos do Anadia, que passam pela manutenção. “Contamos com uma equipa jovem, o Nuno Pedro vai apostar na formação, há jogadores que já aqui jogaram e voltaram, e achamos que esta equipa vai competir bem e, assegurada a manutenção, se pudermos ir mais longe, vamos tentar.”
Com um orçamento global de 150 mil euros, Vasco Oliveira, questionado se a parceria com os coreanos iria continuar, afirmou: “Não correu bem no final da época e não chegámos a acordo. Estamos a negociar com novos parceiros.”
Autarquia apoia. Jorge Sampaio tem sido presença habitual na apresentação do plantel do Anadia FC. O vice-presidente da Câmara Municipal de Anadia começou por dar os parabéns ao Anadia FC “pelo trabalho que tem feito”, sobretudo ao nível da formação. “É um orgulho muito grande, para qualquer lado que vá, ouvir a palavra Anadia e Anadia FC. O clube tem de continuar neste caminho, na formação de qualidade, formar adultos. E o caminho não pode ser só futebol, tem que apostar no hóquei e no basquetebol, duas modalidades de referência.”
Jorge Sampaio, sobre o apoio ao clube, “não damos por obrigação, mas sim pelo trabalho que estão a fazer. Não exigimos que sejam campeões, continuem o que têm feito até hoje, honrar o nome de Anadia por esse país fora”.
Ideias próprias. Nuno Pedro, que pegou na equipa a meio da época passada, irá continuar como treinador. A transformação que a equipa sénior sofreu de uma época para a outra, em nada assusta o técnico, pois acredita muito no seu trabalho. Sobre os objetivos para a nova época, o técnico espera realizar um campeonato longe dos lugares de descida. “Vamos trabalhar para que consigamos ficar na melhor classificação possível, praticando um futebol agradável, que traga adeptos ao estádio e encarando cada jogo com a ambição de vencer, seja ele em nossa casa ou fora. Estamos a construir um plantel com ideias próprias, alicerçado na sua maioria em jogadores locais, com uma filosofia de trabalho de humildade e de mentalidade forte.”
Do plantel da época passada apenas ficaram seis jogadores, o que obriga o técnico a começar quase tudo do zero. Não o preocupa? “Sim, é uma realidade, terá de ser um trabalho praticamente do zero no aspeto do plantel, principalmente no plano técnico/tático, das ideias, da adaptação, o que leva mais tempo e comporta mais riscos. Mas não é algo que nos assuste, pois estamos aqui para trabalhar e rapidamente encurtar essas possíveis desvantagens em comparação com plantéis que reiniciam os seus trabalhos com uma base maior da época anterior.”
Os plantéis nunca estão fechados, Nuno Pedro concorda, e questionado sobre o que falta ao do Anadia, diria que “neste momento falta-nos duas ou três posições para fechar o plantel de 23 a 24 jogadores. Temos um plantel constituído até ao momento com quatro jogadores provenientes da nossa formação, dos quais três ainda são juniores esta época, agora o que nos falta é completar com mais dois ou três jogadores que venham acrescer e trazer alguma experiência a um plantel muito jovem como é o nosso”, acrescentando que “as posições estão identificadas e estamos a trabalhar com vista a encontrar as soluções necessárias e que entendo ser as melhores para as ideias de jogo a implementar e que tendem a ser diferentes à última metade da época quando cheguei ao Anadia FC, em circunstâncias bem diferentes”.
Mesma ambição. O próximo campeonato vai ser mais exigente, não só a nível competitivo, como também as longas deslocações. E todas as equipas se estão a reforçar bem. Conhecedor do Campeonato de Portugal, Nuno Pedro adianta que “este campeonato é sempre muito competitivo e equilibrado, as equipas destacam-se por pormenores. O campeonato vai aumentar no número de equipas, existem muitos plantéis com fortes ambições na subida, que se estão a reforçar muito bem e sabemos também que descem muitas equipas esta temporada, por isso é um campeonato que se avizinha muito difícil e competitivo”.
Apesar de perspetivar muitos obstáculos ao longo do campeonato pelo caminho, o jovem treinador bairradino referiu que “a nossa ambição é a mesma, não entramos em loucuras, sabemos das nossas limitações comparativamente ao poderio de outras equipas, algumas delas profissionais, mas eu acredito muito no trabalho, sendo bem realizado e com o esforço de todos, pode encurtar distâncias que o plano financeiro e até institucional nalguns casos pode trazer”.
Plantel
Guarda-redes: Manuel Gama, Verdade e Pedro Alves (ex-júnior).
Defesas: João Nogueira, Dos Santos, Diogo Ribeiro (ex-Mortágua), Pedro Santos (ex-Águeda), Alex (ex-Alba) e Tomás Rasteiro (ex-júnior).
Médios: Leandro Vieira, Carlos Castro (ex-Mortágua), Maurício (ex-Cesarense), André Aranha e Marc Mucha (ambos ex-Beira-Mar) e Gonçalo Nunes (ex-júnior).
Avançados: Mino, Marcelo Santiago (ex-Águeda), Samuel Garrido (ex-Nogueirense) e Ruben Silvestre (ex-Otelu Galati – Roménia).
 
Equipa técnica
Treinador: Nuno Pedro
Treinadores adjuntos: André Figueiró e Tiago Patrício.
Treinador de guarda-redes: Ivan Ribeiro.
Observador: Rui Gomes.
 
Jogos de preparação. Dia 7/7: Académica – Anadia (10h30). Dia 11/7/: Tondela – Anadia, no Luso (18h30). Dia 14/7/: Anadia – Fafe (10h30). Dia 14/7/: Nogueirense – Anadia (17h). Dia 21/7/: Anadia – Nogueirense (11h). Dia 21/7/: Anadia – Lusitano FCV (17h). Dia 25/7/: Anadia – Sanjoanense (18h30). Dia 28/7/: Anadia – Feirense Sub-23 (11h). Dia 28/7/: Lusitano FCV – Anadia (17h). Dia 1/8/: Anadia – Águeda (18h30). Dia 4/8/: FC Porto Sub-23 – Anadia (10h30). Dia 5/8/: Jogo de apresentação – Anadia – Académica Sub-23 (17h30).