Depois de uma entrada em falso na Divisão de Elite, o Oliveira do Bairro está no bom caminho, tendo alcançado, em casa, diante do Paivense, a terceira vitória consecutiva, o que levou a equipa de Amorim Nunes para o quinto lugar. A primeira parte dos Falcões foi decisiva para a vitória.
Contra todas as expectativas, pois o Avanca ocupava o último lugar, o Pampilhosa não foi além de um empate a um golo, deixando assim fugir a concorrência.
O Mourisquense perdeu em Fiães e caiu para os lugares de descida.
2-A equipa de Mourisca é o próximo adversário do Oliveira do Bairro. A jogar em casa, os Pilatos costumam ser fortes, mas o bom momento dos Falcões poderá ser determinante para o sucesso.
O Pampilhosa joga no reduto do União de Lamas. Os locais ainda não ganharam em casa, mas também não perderam, registando três empates. Os ferroviários, depois de dois maus resultados, não podem vacilar de novo.
 
I DIVISÃO
1-O Argoncilhe era um dos líderes e continua a ser, porque bateu em casa o Mealhada. Os bairradinos perderam assim a hipótese de entrar nos lugares de subida.
O Oiã alcançou a primeira vitória fora de casa, no reduto do Valecambrense, que na jornada anterior havia perdido em Fermentelos e também a liderança.
O Fermentelos trouxe um ponto de Canedo, e a Juve Force nenhum da casa do Arrifanense que, com mais esta derrota, a quarta, desceu para a zona de descida.
Depois de duas vitórias seguidas, o Antes foi surpreendido em casa pelo Mosteirô FC. Um duro revês na recuperação da equipa de José Rocha, tal como o Famalicão, que perdeu com o Gafanha B.
2-Em casa, o Fermentelos tem um osso duro de roer frente a um dos líderes, o Argoncilhe. É necessária grande superação de todos para alcançar um resultado positivo.
O Oiã recebe o Canedo e, em caso de vitória, poderá dar um pulo na classificação. E tem um jogo a menos. Também em casa, o Mealhada, diante do Arrifanense, tem boas hipóteses de regressar às vitórias.
Com adversário à medida, ou até não, o Famalicão mede forças com o Mosteirô FC, adversário que luta apenas pela manutenção. Pontuar é possível, talvez um pontinho!
Na Juve Force – Antes, o equilíbrio poderá ser a nota dominante.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-E à 4.ª jornada, o trio da frente foi desfeito, com o CRAC a perder os primeiros pontos, após empate caseiro com o Bom Sucesso. Bustos e LAAC continuam em grande. O primeiro venceu fora o Pessegueirense e segundo goleou em casa o Ribeira/Azenha.
Ao vencer em casa o Carqueijo, o Águas Boas vai-se aproximando dos primeiros lugares, tal como o Luso, que venceu em casa a Juve Force B. Os homens das águas têm menos um jogo com o VN Monsarros.
O Vaguense continua a fazer boa figura ao vencer em casa o VN Monsarros, que vendeu cara a derrota.
O Paredes do Bairro ganhou pela segunda vez consecutiva, desta vez na casa do Sosense, e o Aguinense continua a desiludir, ao perder em casa com o Santo André.
Em casa, o Mamarrosa desperdiçou uma vantagem de dois golos e empatou com o Valonguense.
2-Promete o Bustos – Luso, apesar da tendência das últimas épocas ser favorável aos bustoenses.
A LAAC terá de ser igual a si própria no reduto do VN Monsarros, enquanto o CRAC, no Carqueijo, opositor que ainda não pontuou, é favorito, assim como o Valonguense frente ao Sosense, a outra equipa sem qualquer ponto.
O Águas Boas viaja até à Azenha. O Ribeira voltou a entrar mal no campeonato e, os canarinhos, em crescendo de forma, podem complicar ainda mais as aspirações dos locais. O Calvão é favorito na receção ao Aguinense, e o Vaguense, frente ao vizinho Juve Force B, tem tudo para pontuar. O mesmo se aplica ao Mamarrosa na deslocação ao terreno do Bom Sucesso.
No Santo André – Pessegueirense, apostamos num empate.
O Paredes do Bairro folga.