Tudo praticamente dentro da normalidade. O Oliveira do Bairro regressou às vitórias em casa, ao derrotar o Fiães, ficando mais confortável ao nível dos pontos conquistados, apesar de manter a oitava posição.
O Pampilhosa também regressou aos triunfos (3-2). Foi na casa do aflito Macieirense que  subiu ao quinto lugar.
O Mourisquense vai de mal a pior, ao ser goleado (4-0) em casa pelo Mansores. Por este andamento, muito dificilmente os Pilatos conseguirão sair do último lugar e evitar a descida.
2-O Oliveira do Bairro volta a jogar em casa, desta vez frente ao Alba. O seu adversário está a fazer um campeonato bastante interessante, tem feito mossa aqui e ali, por isso todos os cuidados são poucos. É importante não perder.
De regresso a casa, o Pampilhosa, se for fiel a si próprio, tem todas as condições para levar de vencida o Estarreja.
O Mourisquense terá pela frente mais um adversário difícil, o São João de Ver, que é quarto classificado.
 
I DIVISÃO
1-Após a saída de Davide Dias, o Mealhada regressou às vitórias, em casa, diante do Valecambrense, mas, face aos outros resultados, não conseguiu regressar aos quatro primeiros lugares que dão acesso à subida.
Sem perder há sete jogos, o Oiã obteve mais um resultado positivo ao vencer na casa do último, o Beira-Vouga. Também em grande momento (não perde há nove jogos) está o Fermentelos, que não desperdiçou o fator casa e derrotou a ACRD Mosteirô.
O Famalicão, no reduto do segundo classificado, a Ovarense, colecionou mais uma goleada (4-0) e continua na última posição.
Na pior fase da época estão Antes e Juve Force. O primeiro, que leva quatro derrotas consecutivas, perdeu no terreno do Paços de Brandão. Já a equipa de Ponte de Vagos sofreu a sexta derrota seguida em casa frente ao Canedo.
2-Canedo – Mealhada, quarto contra quinto, é crucial para as duas equipas, principalmente para os bairradinos, entrar de novo nos lugares de subida.
O Fermentelos joga no reduto do Valecambrense com o claro objetivo de manter a boa sequência de resultados, e é bem capaz de o conseguir.
O Oiã visita a ACRD Mosteirô e apostamos na divisão dos pontos.
Em casa, o Famalicão recebe o Paços de Brandão, a quem ganhou na primeira volta. Será que repete a dose?
Também em casa, o Antes tem boa oportunidade para regressar às vitórias frente ao aflito Gafanha B.
Mais problemática será a tarefa da Juve Force no terreno do Argoncilhe, adversário que luta pela subida.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-O início da segunda volta não trouxe nada de novo nos lugares do pódio. A LAAC, num jogo recheado de golos, bateu o vizinho Valonguense por 4-3 e manteve a liderança. Logo atrás aparece o CRAC que, também em casa, goleou, outro vizinho, o Sosense, por 4-1.
Em mais um dérbi concelhio, o Calvão superiorizou-se (1-0) à Juve Force B. Apesar de ter folgado, o Mamarrosa manteve o quarto lugar, mas tem agora à perna o Bom Sucesso, o que venceu no terreno do Vaguense e  do Bustos, que levou a melhor na deslocação a Santo André.
O Paredes do Bairro somou a terceira vitória consecutiva em Águas Boas; o Luso, que está a recuperar, venceu em casa o Carqueijo e, no dérbi anadiense, o VN Monsarros ganhou no reduto do Aguinense.
A lógica dos maus resultados imperou e o Ribeira/Azenha perdeu no terreno do Pessegueirense.
2-Jogos complicados para os três primeiros. A LAAC joga fora com o Bom Sucesso e não pode vacilar, não sendo também fácil a deslocação do CRAC a Paredes do Bairro.
A subir de forma, o Bustos recebe o Calvão, num jogo que se prevê equilibrado e de resultado imprevisível.
O Mamarrosa tem deslocação curta a Soza e pode sonhar com os pontos, tal como o VN Monsarros na receção ao Pessegueirense.
Em casa, o Azenha terá de jogar melhor para somar pontos com o Luso, sucedendo o mesmo com o Águas Boas no terreno do Valonguense.
Em jogo de aflitos, Juve Force B e Aguinense poderá acabar como começou, empatado.
No Carqueijo – Vaguense, quem cometer menos erros, pontuará.
O Santo André folga.