Autor: Catarina Cerca

Lar e Centro de Dia de Mogofores precisam do apoio dos sócios

O Centro Social Maria Auxiliadora de Mogofores pretende arrancar, ainda este ano, com a construção do Lar de Idosos e do Centro de Dia. A obra, orçada em 1 milhão e 900 mil euros, só avança com o aval dos sócios que não compareceram à reunião magna extraordinária marcada para a última sexta-feira, dia 9. Para além da direcção, apenas 20 dos 261 sócios do Centro Social marcaram presença, pelo que a direcção deliberou reunir em próxima Assembleia-geral extraordinária marcada para o dia 7 de Maio. Até lá, vai ser feita uma grande campanha de sensibilização junto da população/associados por forma a que todos participem. “É uma decisão muito importante e que necessita de ser ponderada com seriedade, pelo que serão implementadas medidas de sensibilização junto dos sócios para que a adesão à próxima Assembleia seja o mais elevada possível, para que todos tenham uma palavra a dizer. Queremos que os sócios se pronunciem sobre o assunto e colaborem na decisão de avançar ou não com a obra, ainda que apenas com fundos próprios, uma vez que ainda não temos apoios estatais”, diz Olímpia Ribeiro, presidente da direcção. Sonho antigo. A construção de um Lar e de um Centro de Dia é um sonho antigo da instituição e da freguesia. Uma obra que visa dar resposta às constantes solicitações da comunidade. O Lar, com capacidade para 30 utentes e...

Ler Mais

Moita:Falta de PDM obriga jovens a abandonar a freguesia

Falta de saneamento básico e de PDM e caminhos florestais e agrícolas em mau estado de conservação são, neste momento, as maiores dores de cabeça de António Guilherme Andrade, presidente da Junta de Freguesia da Moita. Embora este seja já o seu terceiro mandato à frente dos destinos da freguesia, Guilherme Andrade sente que este não será um mandato fácil (orçamento não ultrapassa 90 mil euros), já que a autarquia se vê a braços com menos receitas (FEF diminuiu e da Câmara Municipal ainda não recebeu qualquer ajuda financeira) para fazer face às muitas necessidades. Guilherme Andrade considera o saneamento básico uma das prioridades: “o saneamento foi feito em Vale de Boi. Tem oito anos e ainda não foi ligado, pois está incompleto, tal como em Vale de Avim e Ferreiros. Depois falta construir os emissários”, diz, explicando ainda que ligado a esta questão de falta de saneamento existe uma outra de saúde pública, na medida em que “é de todos conhecido que existem fossas que correm a céu aberto e que constituem um incómodo muito grande”. Mas, tal como o saneamento, também o PDM é uma outra área que lhe rouba o sono. A freguesia rural, situada nas faldas da serra, está cada vez mais envelhecida e desertificada. A culpa, diz, é do PDM: “é uma pobreza total. Tanto terreno e as pessoas, sobretudo os casais jovens, acabam...

Ler Mais

Quartel dos Bombeiros de Vagos vai para obras

“Caldos de arroz e canja de galinha nunca fizeram mal a ninguém”. A expressão foi utilizada pelo presidente do Conselho Fiscal dos Bombeiros de Vagos, e consta do Relatório e Conta de Gerência relativamente ao ano de 2009. O documento, que foi aprovado há dias, por unanimidade, aconselha “bom senso” e recomenda ao órgão executivo daquela Associação a “prudência necessária”, quanto ao investimento previsto para obras nas instalações do quartel-sede. São obras de grande vulto, numa estrutura que foi inaugurada em Dezembro de 1986, e que custou na altura mais de 249 mil euros. Comparticipada em 85% pelo Governo de então, e 15% pela Câmara de Vagos, o projecto foi dimensionado para cerca de 70 bombeiros, todos do sexo masculino. Do parque de viaturas faziam parte 4 ambulâncias e 7 viaturas de incêndio. Hoje existem 112 operacionais (85 homens e 27 mulheres), e o parque de viaturas quase que triplicou – existem 16 ambulâncias e 15 carros de incêndio, um barco e 4 atrelados. Daí que se torne imperioso ampliar o quartel e criar novos espaços, como uma central de operações, camaratas e balneários masculinas e femininas, gabinetes para comando e chefias e salas de formação. O projecto de arquitectura, viabilizado pelo Comando, está concluído, e foi objecto de discussão pública, tendo sido apresentado ao presidente da Câmara, na sua qualidade de responsável pela Protecção Civil municipal. Segundo Ricardo...

Ler Mais

CURIA:Rota da Bairrada inaugura sede a 17 de Abril

A Associação Rota da Bairrada vai inaugurar no próximo dia 17 de Abril, sábado, às 16h, o Espaço Bairrada, na antiga estação de caminhos-de-ferro da Curia (Anadia), que passará a funcionar como sede da instituição e espaço de promoção deste território. A Rota da Bairrada esteve sediada, até agora, no Posto de Turismo da Curia. A Rota ocupará cerca de 280 metros quadrados do edifício. Este espaço será composto por uma sala de informação e promoção da Bairrada que simultaneamente comercializará os produtos dos associados e serviços da região, uma sala de leitura/conhecimento dedicado à promoção da cultura vínica e uma sala de provas destinada a promover a realização de eventos vínicos e outros bem como a prova de vinhos/espumantes dos associados. Pretende-se que este seja um espaço onde residentes e turistas possam passar momentos agradáveis de convívio em torno da cultura e história do território, dos produtos regionais e que ao mesmo tempo os possam...

Ler Mais

Avelãs de Cima: Centro Social amplia Lar

O Centro Social Cultural e Recreativo da Freguesia de Avelãs de Cima vai disponibilizar mais 13 camas na valência de Lar. As obras de ampliação estão orçadas em 400 mil euros. Esta é, sem dúvida, uma das mais prestigiadas IPSS’s do concelho de Anadia. Neste momento, a direcção, liderada por Carlos Martins, aposta num trabalho de continuidade, pelo que se prepara para avançar com um projecto de ampliação das instalações. Com projecto aprovado, Carlos Martins admite que a ampliação se prende com o facto da capacidade do Centro Social estar completamente esgotada. Com cerca de 90 crianças e 140 idosos, o Centro Social debate-se com longas listas de espera, sobretudo nas valências relacionadas com a terceira idade. Por isso, a necessidade de avançar com uma ampliação de mais 13 camas na valência de Lar. Uma nova ala que virá dar resposta a algumas situações mais urgentes. “Neste momento, o processo de candidatura está aprovado, esperando agora luz verde para colocar a obra a concurso”, diz, confirmando que a obra, orçada em 400 mil euros, é financiada a 60% pela Segurança Social. Um sonho já com três anos mas prestes a tornar-se realidade. “A obra, acredito, começará em breve, pois trata-se de uma ala de apoio a uma faixa etária onde é longa a lista de espera (existem mais de 100 pedidos). Estas 13 camas só virão minorar a situação...

Ler Mais

Primeira página

O JB no Facebook

Unable to display Facebook posts.
Show error

Error: (#10) This endpoint requires the 'manage_pages' permission or the 'Page Public Content Access' feature. Refer to https://developers.facebook.com/docs/apps/review/login-permissions#manage-pages and https://developers.facebook.com/docs/apps/review/feature#reference-PAGES_ACCESS for details.
Type: OAuthException
Code: 10
Please refer to our Error Message Reference.

Siga-nos