A Associação de Ciclismo de Aveiro (ACA) foi fundada em 4 de janeiro de 1960, sendo filiada na Federação Portuguesa de Ciclismo – UVP/FPC.
Foi na sede do Sporting Clube de Aveiro, que Fernando Corte Real, delegado do Sporting Clube de Aveiro, Manuel Regueira Leite, delegado da Associação Desportiva Ovarense, Ivo Augusto Neves, delegado do Sangalhos Desporto Clube, Diamantino Antunes das Neves, delegado do Recreio Desportivo de Águeda, Américo Orlando de Matos, delegado do Clube de Futebol de Anadia e Fernando Simões, delegado dos Águias do Cértima, reuniram em 5 de fevereiro de 1960, para eleger os primeiros corpos diretivos da ACA, biénio de 1960/61.
Ao longo dos anos, tem sido notável o trabalho de apoio e de desenvolvimento ao ciclismo nacional perpetrado pela ACA, chegando a ser a segunda maior do país. Ultimamente, fatores diversos e por vezes alheios à vontade dos responsáveis pela ACA, têm-na posto numa situação menos combativa, menos pujante.
E foi este um dos pontos, que fez com que esta nova Direção aceitasse, com toda a determinação e veemência, a responsabilidade da sua gestão para este mandato para 2013/2014. Outros dos pontos que salta à vista é que os novos dirigentes são todos amantes do ciclismo. “E é com toda a certeza, este o principal motivo, para querermos em unanimidade e com todo o dinamismo, que a ACA volte novamente aos lugares de topo, das Associações Nacionais de Ciclismo”, referiu Joaquim Cerca, presidente da Direção.
Dado que a área abrangida pela ACA inclui os distritos de Aveiro, Viseu e Coimbra, a Direção pretende sensibilizar todos os clubes/associações e organizadores de provas, que as realizem devidamente legalizadas, pois podem contar com todo o apoio dos dirigentes aveirenses.
Joaquim Cerca adiantou que “temos uma equipa técnica de Comissários, de reconhecimento Nacional e Internacional, assim como uma área administrativa, que responde com rapidez e eficácia. É, para nós, diretores, uma mais-valia desta ACA e para os Clubes, Associações e Cicloturistas/Betetistas, a razão sustentada para se filiarem”.
Por iniciativa própria e colaborando com a Câmara Municipal de Anadia e com a UVP/FPC, a nova Direção quer intensificar a realização em maior número e diversidade de provas de ciclismo no Velódromo Nacional – Centro de Alto Rendimento de Sangalhos, assim como apostar fortemente na Formação – Escolas de Ciclistas.
Sobre o Plano de Atividades, a Direção tem calendarizadas as seguintes competições: Organização do Campeonato Regional Maratonas, onde constam dez provas. Campeonato Regional Down, com quatro provas a realizar. Em colaboração com a ABIMOTA vão organizar um Troféu DACC – Desenvolvimento ABIMOTA Ciclista Completo (Prova de Estrada, Maratona, Prova XCO e XCE). Trigésima quarta prova ABIMOTA em estrada, com início em Vigo (Espanha). Primeiro Troféu Luso-Galaico, o qual se realiza pela primeira vez na Península Ibérica. Dois Festivais de Pista (sendo uma deles, denominado Prémio Prof. Litério Marques). Volta às Terras de Santa Maria da Feira. Troféu Alves Barbosa e Circuito das Vindimas, na Curia.
A Direção continuará a apoiar os Deficientes Adaptados, como tem vindo a ser feito há vários anos.
As provas mencionadas, na sua maioria, incluem todas as categorias (Benjamins, Iniciados, Juvenis, Infantis, Cadetes, Juniores, Sub-23, Elites, Masters A-B-C, Cicloturistas e Bettetistas) Masculinas e Femininas (desde os 7 anos aos 70 anos).

ÓRGÃOS SOCIAIS

Assembleia-Geral. Presidente: Américo Santiago dos Santos. Vice-Presidente: Carlos Jorge Maia Basílio. 1.º Secretário: Hipólito Neves dos Santos. 2.º Secretário: Alexandre Almeida Cruz.
Direção. Presidente: Joaquim Alberto Cunha Cerca. Vice-presidente: Fernando Pinto Gradeço. Diretor Financeiro: Sérgio Soares Aidos. Secretário: Celestino Jesus Simões Oliveira. Vogal: Lino Almeida Santiago. Vogal Suplente: Joaquim Barreto Simões. Luís Miguel Simões Aidos.
Conselho Fiscal. Presidente: José Eduardo Castro Martins. Secretário: Jorge Manuel Neves Rosa. Relator: Manuel Augusto Silva Ribeiro. Vogal: João Manuel Medeiros Bartolomeu.
Conselho Jurisdicional. Presidente: Emanuel Joaquim Abrantes Maia. Vice- presidente: Lígia Filipe Seabra. Secretário: Maria Manuel Madeira Silva Calvo. Relator: Augusto Seiça Malhão.