Vila Mou, uma pequena freguesia, mas de gentes acolhedoras e simpáticas, dona de uma paisagem maravilhosa banhada pelo Rio Lima, de águas límpidas e tranquilas; reza a lenda que o Rio Lethes possuía o poder de enfeitiçar através da sua beleza todos os que ousassem olhá-lo.

A Junta de Freguesia de Vila Mou presta desta forma a devida homenagem a este rio de singular beleza, que já foi uma das principais vias de comunicação e transporte para a freguesia e para a região, e isto em tempos não muito longínquos. Quem não se recorda de ouvir os seus avós e pais contarem histórias dos Água-arriba.

Os barcos Água-arriba ou Riba-acima do Rio Lima, já não existem. Estas grandes embarcações destinadas ao tráfego fluvial no rio Lima desde Viana do Castelo até à vila de Ponte da Barca desapareceram, fruto do progresso, das estradas, das pontes, dos transportes que aproximaram as pessoas e encurtaram distâncias. O rio deixou de ser lugar de fronteira ou desunião, o barco deixou de ser preciso, ficou condenado ao progressivo abandono e conseguinte desaparecimento. Estes barcos de Água-arriba destinavam-se ao transporte de mercadorias diversas sendo a madeira a principal. Transportavam também vinho, mercearias, carvão, cal, sal, etc, tudo o que fosse preciso. Também se destinavam a fazer as romarias nos dias de festas e feiras transportando pessoas e mercadorias para feirar.

É aqui, que este ano a Banda Marcial de Fermentelos dará início à sua época filarmónica, marcando presença nas festividades em honra de N.ª Sr.ª da Encarnação, onde atuará ao lado da sua congénere de Ponte de Lima a partir das 10h do próximo domingo, dia 19 de maio.

Os interessados em acompanhar a Marcial nesta que é a primeira festa no norte do país na corrente época, podem reservar o respetivo lugar no autocarro através dos telefones 234191590 (Ester Pepino) e 234721004 (Barbearia Costa).