O município de Anadia vai entrar, pela primeira vez, nos já conhecidos Municípios Sem Fronteiras que envolvem, este ano, seis municípios da região.
Nos dias 18, 19 e 20 de julho, 16 equipas do concelho de Anadia (15 a representarem cada uma das freguesias e uma equipa da Câmara Municipal de Anadia) vão competir entre si para, no último dia de jogos, eleger aquela que em finais de agosto, inícios de setembro irá participar na final intermunicipal.
“Convidamos as 15 freguesias do concelho a participar, cada uma com a sua equipa. As freguesias devem, até ao dia 30 de junho, fazer as inscrições das suas equipas”, revela o vereador Jorge Sampaio, convicto de que as autarquias locais vão estar bastante empenhadas na realização deste evento, até porque não acarreta custos. “Os elementos que vão participar nas competições têm apenas de vir de calções e t-shirt”, ou seja, com roupa e calçado desportivo, adiantou.
A iniciativa custa à Câmara Municipal de Anadia cerca de 10 mil euros e visa atrair, durante três dias, à Praça da Juventude, no centro da cidade, alguns milhares de pessoas.
Jorge Sampaio admite serem altas as expetativas em relação ao evento, porque é um tipo de iniciativa que arrasta verdadeiras multidões. Contudo, como os jogos vão ocupar uma vasta área sendo ainda necessário disponibilizar bancadas para mais de dois mil espetadores, os jogos poderão, em alternativa ao primeiro espaço, a vir a realizar-se na zona do Vale Santo.
A entrada do município, pela primeira vez nestes jogos, prende-se com dois objetivos: “é uma iniciativa que vai proporcionar três noites de muita animação na Praça da Juventude”, ao mesmo tempo que essa dinamização vai ao encontro da vontade da Câmara Municipal de ter aquele espaço com bastante vida, dando-lhe uma centralidade maior.
Nos dias 18 e 19 vão competir entre si oito equipas em cada dia, saindo destes dois dias as 12 melhores equipas que no dia seguinte, a 20 de julho, sábado, vão jogar para eleger aquela que irá representar o município na final intermunicipal.
Os jogos, com início às 21h30 devem prolongar-se até às 0h30 e são inteiramente gratuitos para a assistência, que poderá divertir-se em três noites de provas que associam o desporto, cultura geral, lazer, recreio, havendo ainda provas para demonstrar força, habilidade, velocidade e equilíbrio.
De referir que cada equipa terá de integrar seis elementos de cada sexo.
A competição será tentamente observada por um júri que integrará seis elementos.
Acrescente-se também que as freguesias são convidadas a participar no momento cultural entre os intervalos das provas, devendo trazer um artista ou grupo da freguesia que possa cantar, tocar, declamar poemas durante esse período de tempo. Esta prova não é pontuada mas, a título de prémio concede-se ao artista convidado a hipótese de participar na festa do último dia de jogos.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt