A Biblioteca Municipal de Anadia foi palco para o III Encontro de Poesia de Anadia, que se realizou no passado dia 22 de março no âmbito da celebração, pela Câmara Municipal, do Dia Mundial da Poesia, data assinalada, nacional e internacionalmente, a 21 de março.

A abrir a sessão, Jorge Sampaio, Vereador da Cultura destacou a importância da realização do evento – uma singela homenagem a todos os poetas e amantes de poesia – e lembrou que “ser poeta é ser português e tudo o que celebramos aqui hoje é Portugal no seu esplendor.” Agradeceu, ainda, a presença do escritor António Vilhena, manifestando a honra de o receber, finalmente, em Anadia, na casa dos livros. Felicitou também as crianças e jovens presentes, realçando a importância da sua envolvência neste tipo de iniciativas, pois “a esperança do nosso futuro assenta nas crianças e jovens do presente”.
Seguiu-se a intervenção do escritor António Vilhena, que percorreu a sua obra escrita (poética e prosa) estabelecendo o paralelismo com a sua experiência de vida e evidenciando a forma natural como a existência se entrelaça no processo criativo. Na ocasião, António Vilhena felicitou o Município de Anadia pela sua Biblioteca Municipal, que qualificou como “um extraordinário equipamento cultural”.
Este evento inteiramente dedicado à poesia proporciou o encontro com vários autores e amantes de poesia anadienses, nomeadamente Albino Silva, Armando Pereira, Octaviano Ferreira de Seabra e Albano Jorge, entre outros, que, para além de declamarem alguns dos seus poemas, partilharam com a plateia o seu gosto pela escrita e pela poesia.
Os participantes neste III Encontro de Poesia de Anadia tiveram ainda a oportunidade de escutar as declamações feitas por outros admiradores de poesia, com especial destaque para alunos da Escola Secundária de Anadia e da Escola Básica n.º 2 de Anadia, e ainda crianças e jovens integrados no Grupo de Teatro do Projeto SER + em Anadia, que recitaram trabalhos de poetas locais.