A Paróquia de Mogofores, através do conjunto de madrinhas e padrinhos da Casa Amarela, está a preparar uma noite de variedades destinada a angariar fundos para a recuperação daquele imóvel, onde funcionará o futuro Centro de Cultura e Paroquial de Mogofores, anunciou o pároco José Fernandes.
Depois dos trabalhos já realizados nos últimos cinco anos, em termos da recuperação da estrutura e telhado (reboco, pintura e alumínios) deste antigo e emblemático edifício que albergou o Barão de Mogofores, que entretanto se degradou, a paróquia quer agilizar as obras para disponibilizar, previsivelmente em janeiro próximo, o primeiro piso da obra onde funcionará o Oratório, “um centro juvenil à D. Bosco, para apoio a atividades dos jovens da paróquia”, explicou José Fernandes.
Será também naquele edifício que funcionará a catequese e todos os restantes serviços paroquiais, lembra o pároco, destacando a possibilidade de o imóvel poder acolher, no futuro, outras realizações de âmbito religioso/cultural.
É para dar seguimento ao projeto que vai realizar-se no próximo dia 19, no Pavilhão dos Salesianos de Mogofores, uma noite de variedades para angariar fundos para esta obra. Esta tem sido uma das soluções de financiamento encontradas para custear este investimento, com a realização de ações culturais a que vários artistas deram as mãos, entre eles o vizinho José Cid, que, entre outros, tem sido um dos grandes beneméritos da paróquia.
Assim, no dia 19 haverá teatro pela mão da secção cultural da Associação de Dadores de Sangue de Mogofores (ADABEM) e fado com o grupo Tertúlia Bairradina, numa noite com petiscos e outras surpresas em torno da Casa Amarela.
Mais informações e inscrições junto da Paróquia de Mogofores ou pelos telefones 916169708 (José Fernandes), 967211010 (Fátima) e 914095270 (João).