Depois do sucesso do Cartão Anadia Jovem, a Câmara Municipal de Anadia prepara-se para lançar o Cartão Anadia Sénior.
O projeto de regulamento deste novo cartão esteve em discussão na última reunião de executivo, realizada a 27 de janeiro, e embora tenha sido aprovado por unanimidade, os vereadores do PSD, Lígia Seabra e José Manuel Ribeiro entendem que o regulamento inerente ao mesmo poderia ser melhorado, tornando este cartão “num cartão mais social”.

PSD quer cartão mais social. A este propósito, a vereadora Lígia Seabra lamentou que o regulamento proposto avance sem que tenha sido realizado um diagnóstico social da população sénior no concelho: “quantos são; com que tipo de problemas se debatem; que medidas podem ser propostas no sentido de minorar esses mesmos problemas.” No seu entender, o cartão deveria visar uma “maior justiça social”, e embora reconheça os benefícios e virtudes do modelo apresentado, destaca que o mesmo “não vai ao encontro de minimizar as vulnerabilidades da população sénior e os motivos de exclusão social.”
“Poderia ter ido mais longe nesta área ao criar um cartão mais social”, tendo em atenção o elevando número de pessoas com reformas e pensões muito baixas que continuam a ficar excluídas de muitas atividades promovidas no município. “Este cartão não promove maior igualdade ou justiça social como é referido no preâmbulo da proposta”, sublinhou.
Também José Manuel Ribeiro, vereador do PSD, reconhecendo ser esta uma “medida positiva”, sublinha que “há formas de a melhorar, tendo a vereadora Lígia Seabra enunciado algumas delas”.

“Boa medida”, diz Litério Marques. Já uma leitura diferente da proposta teve o vereador e ex-edil anadiense Litério Marques: “este cartão sénior é uma boa medida”. Ainda que concorde que o ideal seria este cartão possibilitar a gratuitidade no acesso, por exemplo às piscinas, museus, velódromo, cineteatro do concelho, admite que isso não é possível ou viável sem afetar a sustentabilidade das instituições. Por isso vê a proposta com bons olhos por ser “equilibrada”.
Para já, este cartão terá os mesmos moldes de funcionamento e de benefícios concedidos pelo Cartão Anadia Jovem. Quando estiver aprovado, poderá ser adquirido na Câmara Municipal de Anadia por todos aqueles com idade igual ou superior a 66 anos, com residência permanente no concelho de Anadia e aqui recenseados. Um cartão válido apenas no concelho e que pode ser usado em serviços, comércios e empresas que também adiram e proporcionem descontos/ vantagens aos utilizadores deste cartão.
Para já, podemos avançar que os beneficiários deste cartão poderão ter 50% de desconto nos ingressos da Feira da Vinha e do Vinho e no acesso às Termas Vale da Mó; 20% de desconto nas piscinas municipais e cineteatro e 10% de desconto na entrada no Museu do Vinho, na biblioteca municipal e no velódromo, em Sangalhos.
A proposta de Regulamento, aprovada por unanimidade, em sede de executivo, segue, agora, para inquérito público e para votação em Assembleia Municipal.
Catarina Cerca