Até ao final do ano, a Câmara Municipal de Anadia vai investir cerca de um milhão de euros em obras, segundo revelou a edil Teresa Cardoso.
Foi durante um encontro com jornalistas que a presidente de Câmara falou de algumas obras colocadas agora a concurso e dos investimentos a realizar até ao final do ano e que atingem cerca de um milhão de euros.
O destaque vai para quatro grandes investimentos, contudo admitiu existirem outros projetos que quer implementar mas que estão dependentes de financiamento.

Vila Nova de Monsarros. O executivo aprovou na última reunião de câmara o projeto e caderno de encargos relativo à requalificação do Largo Júlio José de Almeida, em Vila Nova de Monsarros.
Após a demolição de um velho imóvel, a autarquia pretende ali implantar o projeto designado de requalificação paisagística do Largo Júlio José de Almeida.
O valor base para esta obra é de 118 mil euros e o prazo de execução de quatro meses.
A obra implica a reorganização do espaço, nomeadamente à correção da inserção da estrada junto ao chafariz e que vai do Largo para Além do Rio.
A reorganização do espaço permite proteger o chafariz existente, colocar lancis para definição da plataforma de estrada, a execução de passeios e acessos, estacionamentos, ajardinar espaços, colocação de mobiliário urbano e duas pequenas construções – uma para instalação de um posto de multibanco e outra que seria um pequena capela (Santuário de Schoenstatt).
De acordo com a edil anadiense, a obra permitirá melhorar as condições de circulação e de segurança para o tráfego e pessoas, assim como dota o espaço de uma zona de estar e lazer e zona de estacionamento.

Amoreira da Gândara. Também, na última reunião de câmara, foi lançado a concurso público a requalificação ambiental do Rio Levira e do Parque de Merendas, em Amoreira da Gândara, junto à AMIGA.
Um parque que ficou bastante danificado após as obras de saneamento e que agora vai ser alvo de uma profunda remodelação, com tratamento das margens do rio Levira, trabalhos na vala existente junto ao moinho e também com instalação de um novo e moderno parque infantil, zona de jogos, mesas e bancos, requalificação das churrasqueiras e dos sanitários, circuito pedonal, novos bebedouros, requalificação de fontanário e zona de estacionamento mais ampla e iluminação pública.
Obra que atinge os 217 mil euros tem com prazo de execução de quatro meses.

Rede viária. A empreitada referente à requalificação integrada dos acessos ao Centro Escolar e Desportivo de Anadia também vai avançar. Na última reunião do executivo foi aprovado o concurso relativo a esta obra que já fez correr tanta tinta, depois da rescisão de contrato que obrigou o executivo a realizar agora este novo concurso e empreitada .
A obra será mais abrangente nesta nova empreitada e prevê a drenagem de águas pluviais e pavimentação dos arruamentos junto ao campo de futebol de 11.
Segundo revelou a edil “a solução agora é outra em termos de pavimentação em relação à inicialmente prevista. A solução a concurso passa pela regularização e colocação de nova camada de tapete de desgaste, desde o Alto da Alma da Domingas até ao cineteatro”, incluindo arruamentos junto ao estádio, acesso ao pavilhão, piscinas, campo sintético, ecoparque, nova Escola Básica e Secundária.
A empreitada vai a concurso por 250 mil euros e com um prazo de execução de quatro meses.

Edifício de Serviços de Proximidade. Foi aberto, na última reunião de executivo, o concurso público relativo à realização de obras de adaptação do Edifício Serviços de Proximidade, localizado no centro de Anadia, junto à Praça da Juventude, por forma a que possa receber uma Loja do Cidadão, até final deste ano.
O valor base é de 370 mil euros e engloba todas as obras necessárias para a implantação naquele espaço dos vários serviços. A obra tem um prazo de execução de 90 dias.
Assim, até ao final do ano, deverá estar em pleno funcionamento, na cidade de Anadia, uma Loja do Cidadão. Um espaço que resulta de um protocolo, no âmbito do Programa Aproximar, celebrado entre a Câmara Municipal de Anadia e diversos serviços do Estado (AMA – Agência para a Modernização Administrativa; Autoridade Tributária e Aduaneira, Instituto dos Registos e Notariado e o Instituto da Segurança Social).
Até ao momento, este espaço acolhe apenas a delegação da ACIB (Associação Comercial e Industrial da Bairrada).
Segundo a edil Teresa Cardoso, a Câmara Municipal de Anadia está a preparar uma candidatura ano âmbito do Portugal 2020, porque caberá ao município desenvolver as obras necessárias e adquirir mobiliário para estes espaços.
O atraso de um ano em relação às metas inicialmente anunciadas para a abertura desta Loja do Cidadão é justificada pela “dificuldade em encontrar um consenso entre as entidades envolvidas no processo, na medida em que a organização funcional dos espaços foi dada por cada um dos serviços, sendo sempre difícil gerir estas situações à distância bem como cumprir todas as exigências requeridas”, explicou a edil Teresa Cardoso.
Catarina Cerca