Vagos é um dos cinco municípios da região que viu aprovado, na semana passada, apoio financeiro do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), destinado à expansão da parcela B do parque empresarial de Soza. O financiamento, de cerca de 1,5 milhões de euros, resulta da candidatura de um projeto, apresentada oportunamente pelo município de Vagos, às áreas de acolhimento empresarial, no âmbito do Programa Operacional Regional do Centro – Centro 2020.
O investimento total ronda os 2,9 milhões de euros, abrangendo uma área territorial de cerca de 36 hectares. Segundo a autarquia, a intervenção “tem como objetivo fundamental o reforço da capacitação empresarial, com a disponibilização de 23 novos lotes.”
A cerimónia de assinatura dos contratos de financiamento, onde compareceu o presidente da câmara municipal de Vagos, Silvério Regalado, decorreu em Penela, na presença do Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques. O governante confirmou que o objetivo do programa visa “reforçar a competitividade das empresas, potenciar a criação de emprego e aumentar as exportações”.
Para além de Vagos, os apoios financeiros do FEDER estendem-se ainda a espaços comerciais de Ílhavo (555 mil euros), Águeda (1,8 milhões), Albergaria (371 mil) e Estarreja (2 milhões).

 

Eduardo Jaques