“Faz falta promover a Pateira de Fermentelos enquanto destino turístico, valorizar a nossa cozinha tradicional, divulgar os nossos produtos diferenciadores e assim contribuir para o desenvolvimento cultural das populações, dos seus agentes económicos e parceiros da região.” Palavras de Francisco Nolasco Henriques, Chanceler-Mor da Confraria da Pateira, que assinalou no passado sábado, dia 24, o seu V Capítulo. Francisco Henriques garantiu que a Confraria que representa se coloca na linha da frente “dentro das suas possibilidades, para que a Pateira de Fermentelos volte a ser, como bem merece, um ex-líbris natural da região, motivo de referência a nível nacional”.
Perante perto de duas centenas de convidados, o responsável da Confraria anunciou que a mesma tem estado a trabalhar em vários projetos, que visam precisamente a promoção e valorização da Pateira de Fermentelos e a sua região ribeirinha. Falou, nomeadamente, na participação numa candidatura às 7 Maravilhas à Mesa, em colaboração com a Câmara Municipal de Águeda, onde o Peixe Frito da Pateira concorre na categoria de Petisco e a Pateira de Fermentelos na categoria de destino turístico natural.