Indo ao encontro da vontade das suas gentes, com o apoio da Câmara Municipal de Anadia, da UF de Tamengos, Aguim e Óis do Bairro e organização de Manuel A. Rodrigues, José Cruz, Vitor Matias, em colaboração com o Núcleo de Oliveira do Bairro da Liga dos Combatentes, perante bastante público, teve lugar, no dia 25 de março, a inauguração, no lugar de Horta, de um Monumento aos Combatentes por Portugal, que bem demonstra o elevado respeito e o sentimento de profundo pesar pelos filhos da terra que caíram e os que, ainda vivos, foram e são chamados a servir a Pátria.
O Monumento enaltece e destaca o espírito de sacrifício dos que, abnegadamente, disseram presente, dispondo-se a doar o que de mais valioso o ser Humano possui: a própria vida.
Com esta homenagem, este lugar e esta União de Freguesias honram e dignificam os combatentes de todas as guerras, bem como as suas famílias e os que participaram ou participam em Missões de Cooperação e de Paz, tornando-se um exemplo a seguir por outras freguesias, pois assim se reconhece que oferecer a vida pela Pátria, mais do que qualquer atitude pessoal, é uma consequência de decisões sobre aqueles que foram, ou são, abrangidos pela condição militar.
A cerimónia teve início com a Força Militar destacada pelo RI10, cujo comandante se fez representar pelo Capitão Paraquedista Paulo Gomes, composta por um Sargento e sete Praças trajados de camuflado, prestando, na posição de “apresentar arma”, honras militares à Alta Entidade Ten Gen Joaquim Chito Rodrigues, Presidente da Liga dos Combatentes.

 

Ler mais na edição impressa ou digital