O protocolo de cooperação entre as cinco Comissões Vitivinícolas – Bairrada, Beira Interior, Dão, Lisboa e Tejo -, foi assinado na última sexta-feira, dia 10 de maio, no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia.
Inédita, esta candidatura juntou “a uma só voz”, cinco Comissões Vitivinícolas da região Centro (Bairrada, Beira Interior, Dão, Lisboa e Tejo) que, naquele espaço, assinaram um protocolo de cooperação e o contrato de financiamento para o Enoturismo na Região Centro, celebrado com o Turismo de Portugal, num total de 630 mil euros de investimento, no âmbito da Linha de Apoio à Valorização Turística.
O evento, que contou com a presença de Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, que deu a conhecer aos presentes o “Programa de Ação para o Enoturismo em Portugal”.
A escolha de Anadia para a assinatura deste protocolo deve-se ao facto da Comissão Vitivinícola da Bairrada (CVB) ser a entidade líder do “Programa de Ação para o Enoturismo na Região Centro”.
Mais atenção
ao termalismo
Na ocasião, a presidente da autarquia anadiense e anfitriã, Teresa Cardoso, fez uma alusão ao Museu do Vinho por se tratar de “um edifício que foi um marco para a região, no panorama do vinho e do enoturismo”, deixando ainda a certeza de que o município que lidera muito tem feito pelo Enoturismo, “num trabalho muito próximo com os produtores ligados ao setor, hotelaria e restauração,  para “promover o concelho e a própria região: “daí as muitas parcerias que vão sendo feitas no sentido de ajudar a construir e promover  o turismo na região”, diria, salientando ainda que Anadia tem desenhado  “belíssimas ideias e projetos” nesta área, num claro apelo para que o Turismo de Portugal “os acompanhe de forma muito atenta”, sobretudo para uma área que distingue Anadia – as termas.
 
Ler mais na edição impressa ou digital