“Todos somos importantes nas diversas tarefas que realizamos no dia a dia”. Foi desta forma que a presidente da Câmara Municipal de Anadia, Teresa Cardoso, se dirigiu aos 13 funcionários da autarquia que, no passado dia 30 (Feriado Municipal) foram reconhecidos pelo serviço público que prestaram ao município por 25 e 35 anos.
O salão nobre dos Paços do Concelho voltou a receber, pelo terceiro ano consecutivo, em dia de Feriado Municipal, a cerimónia de reconhecimento do serviço público prestado ao município de Anadia por trabalhadores da autarquia.
Foi na passada Quinta-feira, Dia da Espiga e da Ascensão, que a câmara municipal de Anadia decidiu, uma vez mais, reconhecer publicamente aqueles que com o seu trabalho, dedicação e profissionalismo há mais de 25 e 35 anos trabalham na autarquia.
Trabalhadores que diariamente, no desempenho das suas funções, dão forma e conteúdo ao serviço municipal, prestando um crucial serviço às populações residentes no concelho de Anadia.
Um evento que este ano contou com a presença do presidente do município de Água Grande (S.Tomé e Príncipe), José Maria da Fonseca, de visita ao município de Anadia.
Todos os distinguidos receberam em sinal do reconhecimento um certificado, uma medalha e um alfinete de lapela.
Trabalho em prol
da comunidade
Na ocasião, Manuel Pinho, presidente da Assembleia Municipal, sublinharia o trabalho desenvolvido por estes funcionários ao longo de décadas na autarquia e em prol do município, desejando as maiores venturas a todos pelo serviço prestado à comunidade.
Manuel Pinho aproveitaria ainda a cerimónia para sublinhar a importância do passado, “nossa base de sustentação”, reconhecendo ainda a importância das tradições sem as quais “perdemos identidade”.
“Nós sem tradições perdemos o que nos une porque as tradições não são pessoais mas sim coletivas”, referiu, apelando a todos para que sejam mais tradicionalistas no sentir e no pulsar daquilo que une as populações.
 
Ler mais na edição impressa ou digital