Pretende contribuir para as metas de sustentabilidade ambiental, propostas na “Estratégia Turismo” até 2027, e envolver comunidades locais, revitalizar paisagens e fixar a população, fomentando, deste modo, a criação de emprego e contribuir para “melhorar a qualidade de vida dos cidadãos”. Denominada “Rota de Moinhos de Portugal”, a sua constituição foi oficializada há dias, em reunião de câmara, com a assinatura de um protocolo de colaboração.
Para além de Vagos, integram o projeto os municípios de Albergaria, Águeda, Nelas e Sever do Vouga. Está prevista, entre outros, a inventariação de todo o património molinológico, público e privado já existente, e a identificação das potencialidades e parceiros turísticos de cada território. O protocolo prevê, ainda, a criação de imagem e sinalética para a Rota, e de site e APP “Miles 2 Mills. Paralelamente será feita a presentação e promoção do projeto, a nível nacional e internacional, em diversos certames e eventos (Fam trips, Roadshow), que promovem o turismo nos cinco municípios.

 

Ler mais na edição impressa ou digital