É ainda uma vontade mas, se a candidatura for aprovada, o Centro Social de Nossa Senhora do Ó de Aguim vai ser a primeira instituição de solidariedade social a ter, no concelho de Anadia, uma Unidade Ambulatória de Estimulação Multissensocial.
O executivo da Câmara Municipal de Anadia aprovou, por unanimidade, na última reunião, assinar a carta de compromisso de cofinanciamento do projeto de inovação social para efeito de candidatura ao programa de “Parcerias para o Impacto”.
Trata-se de um projeto ambicioso e que terá o município anadiense como um dos parceiros investidores, a par de um privado.
Na apresentação do ponto aos restantes membros da vereação, a edil Teresa Cardoso explicou que a candidatura já fora apresentada pelo Centro Social de Nossa Sr.ª do Ó de Aguim, no âmbito do programa Portugal 2020 – “Portugal Inovação Social”.
A instituição particular de solidariedade social quer colocar em funcionamento nas suas instalações uma “Unidade Ambulatória de Estimulação Multissensorial”, formada por uma equipa multidisciplinar (animadora SocioCultural, Psicóloga, Fisioterapeuta) que vai trabalhar a estimulação sensorial e cognitiva de 25 idosos, por semestre, provenientes não só desta IPSS como de outras instituições do concelho.
Com duração prevista de três anos, este projeto pretende retardar a evolução da demência, aumentar a interação social e diminuir o sentimento de solidão e depressão dos idosos.
As atividades desenvolvidas pela unidade passam por exercícios e jogos cognitivos em sessões individuais e em grupo, exercícios de estimulação das capacidades motoras, atividades de estimulação multissensorial, passeios de cariz terapêutico ao exterior e ginástica aquática.

Ler mais na edição impressa ou digital