A Casa do Povo de Amoreira da Gândara foi a grande vencedora da 3.ª edição do ArtcomVida 2019, ao arrecadar o galardão na categoria de Melhor Filme, com a curta-metragem “A Escola (In)perfeita” protagonizada e realizada pelos utentes desta instituição. Promovido pela Rede Social de Anadia, com o apoio do Município de Anadia, a cerimónia de entrega dos tão desejados “óscares” decorreu, no passado dia 14 de novembro, no Cineteatro Anadia e revelou muito mais vencedores nas restantes sete categorias.
Uma tarde em que o Cineteatro da cidade se vestiu a rigor para receber atores, cineastas e muitos convidados.
O júri desta 3.ª edição atribuiu ainda a distinção de “Melhor Ator Principal” a Fernando Almeida, da Associação Social de Avelãs de Caminho, no filme “Jornal Correio da Noite”, enquanto que o troféu de “Melhor Atriz Principal” foi para Maria Floripes Conceição, do Centro Social, Cultural e Recreativo de Avelãs de Cima, pelo seu papel em “Viver mais e pensar menos”.
Foi também atribuído o galardão de “Melhor Ator Secundário” a Óscar Cruz, pela sua interpretação no filme “O Pátio da Misericórdia”, da Santa Casa da Misericórdia de Anadia, enquanto que Esperança Almeida, do Hotel Sénior da Curia, levou a distinção de “Melhor Atriz Secundária” em “As Aparências iludem”. O filme “Um sonho tornado real”, do Centro Social e Paroquial da Moita, arrecadou o galardão de “Melhor Argumento”. A “Melhor Banda Sonora” do ArtcomVida 2019 foi para a curta-metragem “Vermelho” realizada pelo Centro Social Nª Sra do Ó de Aguim. “Doidos por Férias”, do Centro Social, Cultural e Recreativo da Poutena, venceu o prémio de “Melhor Figurino”.
 
Ler mais na edição impressa ou digital