“TEAMSS – Together Europe Achieves More in School Success”, é o título de um projeto Erasmus+ que o Agrupamento de Escolas de Anadia (AEA) viu aprovado, numa parceria que integra a Alemanha, Itália, Polónia e a Roménia. O primeiro encontro da parceria foi em Portugal. De 27 de novembro a 1 de dezembro, Anadia – que acolherá também o último encontro para avaliar os trabalhos realizados ao longo de dois anos – foi a “casa” destes quatro docentes que ficaram deslumbrados com a região, a qualidade da EBSA (Escola Básica e Secundária de Anadia), mas também com os alunos que participaram neste encontro, quer pela qualidade da língua quer pela atitude, revelaria a JB o docente coordenador do Programa Erasmus+, Alberto Cardoso.
O coordenador sublinha ainda que o título do projeto representa claramente “as nossas metas Europeias para que este projeto alcance e melhore os resultados escolares das escolas representadas e evite abandono escolar”, contribuindo para o aumento de emprego dos jovens. “Pensamos que métodos de partilha, ensino e aprendizagem comuns, colaboração entre alunos e o corpo docente, trará grandes benefícios para os alunos e levará a um melhor e mais próspero futuro dos nossos jovens”, avança o docente. O objetivo é preparar os alunos para uma variedade de skills relevantes que lhes permitam trabalhar com sucesso, pensar criativamente e ter confiança suficiente para os desafios do século XXI, sendo valorizadas disciplinas como língua estrangeira, a língua materna, as ciências naturais e a matemática, bem como as competências sociais. Refira-se ainda que o projeto prevê a mobilidades de alunos (26), para Itália, Alemanha, Roménia e Polónia: “uma vez que a escola Polaca fica na região da Silésia, Rybnik, e uma vez que o campo de concentração de Auschwitz fica próximo, este será um dos locais a visitar por alunos e professores, bem como as Minas de Sal em Cracóvia, património da Unesco”, salienta, deixando a nota de que “ao grupo que vai à Roménia será possível visitar a Transilvânia, terra do Drácula e o seu castelo.”