O Consulado da República Democrática de S. Tomé e Príncipe para a Região Centro está, desde 2 de dezembro, sedeado em Cantanhede, num espaço do Quartel dos Bombeiros Voluntários.
A abertura oficial das novas instalações consulares foi assinalada com uma cerimónia em que participaram o embaixador daquele país em Portugal, António Quintas do Espírito Santo, e a líder do executivo camarário cantanhedense, Helena Teodósio, entre outros.
O embaixador de S. Tomé e Príncipe congratulou-se com “mais uma etapa nas relações entre dois países que possuem uma enorme cumplicidade, não só através da língua comum, mas igualmente pelas relações profundas que foram cultivadas ao longo de cinco séculos”.
António Quintas do Espírito Santo fez ainda um apelo para que “as empresas portuguesas contribuam o mais possível para o processo de reabilitação turística de São Tomé e Príncipe, entre outras áreas”.
A presidente da Câmara aludiu “à importância da participação de investidores externos nesse processo”, dizendo que, “em Cantanhede, há agentes económicos vocacionados para isso. Do comércio e serviços ao turismo, da indústria à construção civil e obras públicas, temos empresas que podem contribuir para o desenvolvimento de S. Tomé e Príncipe”, sublinhou.