A Câmara Municipal de Cantanhede está a assegurar a entrega ao domicílio de medicamentos, alimentos e outros produtos de primeira necessidade a idosos sem suporte familiar. A Equipa de Intervenção em Situações de Exceção (EISE), criada no âmbito do Serviço Municipal de Ação Social, vai no sentido de manter os idosos em recolhimento e evitar a sua exposição a situações potenciadoras de contágio por coronavírus.
Os técnicos mobilizados para a referida equipa estão a fazer o levantamento das pessoas nessas circunstâncias, em articulação com os presidentes de junta de freguesia, enfermeiros dos postos de enfermagem, técnicos das IPSS e outras entidades que de algum modo possam ter conhecimento de pessoas a necessitar deste tipo de apoio, devendo as situações identificadas ser comunicadas telefonicamente à Câmara Municipal para a linha da Ação Social e Saúde (231 249 043).
Coordenada pela vereadora da Ação Social e Saúde, Célia Simões, a operação comporta a avaliação da necessidade de ajuda dos idosos sinalizados, após o que estes são contactados por técnicos dos serviços de ação social, que asseguraram o transporte dos produtos de que precisam para satisfação de necessidades básicas ao nível da alimentação, higiene e saúde. Relativamente a situações de enfermidade, se já existir prescrição médica, a resposta passa pelo contacto com a farmácia onde habitualmente adquirem os medicamentos, mas se não existir essa prescrição médica o elemento da equipa que estiver a tratar do caso deverá contactar o médico de família.
No que diz respeito à alimentação e produtos de higiene, a equipa cuida do transporte sempre que necessário e se houver algum idoso em situação de carência económica e sem meios para suportar a sua aquisição, será feito o pedido de antecipação do fornecimento de bens ao Banco de Recursos Colmeia para lhe poder ser dada resposta imediata a esse nível. Nesse sentido, foi acionado o reforço dessa resposta social criada pelo Município de Cantanhede, nomeadamente através da antecipação da compra de bens prevista para abril, de acordo com a verba mensal estipulada para esse efeito.

Encerramento de serviços

Entretanto, a Câmara Municipal de Cantanhede avançou com o encerramento dos balcões de atendimento presencial, tendo em vista o reforço dos mecanismos de prevenção do surto de Coronavírus (COVID-19). O objetivo é limitar ao mínimo possível as situações que possam favorecer a ocorrência de contaminação e impedir propagação do surto epidemiológico. Em todo o caso, os serviços continuam a funcionar e a dar resposta às solicitações que lhes cheguem através de telefone ou de email – lista de cocntatos disponível no portal do Município em https://www.cm-cantanhede.pt –, estando a funcionar também um balcão virtual (https://servicosonline.cm-cantanhede.pt), onde podem ser resolvidas situações relacionadas com Urbanismo, Reabilitação Urbana, Inspeções e Certificações, Ocupação de Espaço Público e Publicidade e Proteção Civil e Gestão Florestal, entre outras.
O encerramento dos balcões de atendimento presencial será objeto de reavaliação no final do mês de março, à semelhança do fecho das feiras e mercados, da suspensão dos eventos e interdição de equipamentos e instalações municipais, conforme foi decidido há já algum tempo.