A inauguração da “Casa de Maria”, única no país, é já no próximo domingo, pelas 16h. A inauguração será presidida por D. António Moiteiro, Bispo de Aveiro.

O pequeno templo, erguido na aldeia da Junqueira, na freguesia da Moita e foi inspirado naquela que terá sido a Casa da Virgem Maria, em Éfeso, na Turquia.

A JB, o pároco Vítor Espadilha explicou não se tratar “de uma réplica ou cópia” da Casa da mãe de Jesus.

Única na Diocese, no país e na Europa, esta será uma casa de oração: “A Casa de Maria, de Éfeso, serviu de inspiração a esta”, explica o sacerdote, apontando à Casa de Maria da Junqueira “várias diferenças da original”, nomeadamente o tamanho. “Esta Casa é duas vezes maior do que a original e tem pormenores que a tornam diferente, como a localização dos nichos”, revelou o padre, que explica, não ser permitido fazer réplicas ou cópias da Casa de Maria de Éfeso, sendo esta inspirada naquela que terá sido a última residência de Maria. Uma casa simples, em pedra, onde a mãe de Cristo terá vivido os últimos anos de sua vida.

Uma obra que segundo o padre Vítor Espadilha se fica a dever à “da fé” dos paroquianos, destacando que a frase que melhor se aplica à obra é: “Deus quer, o homem sonha e a obra nasce”.

O Padre Vítor Espadilha, pároco da Moita e de V.N. de Monsarros, as duas paróquias que mais contribuíram para a concretização “deste sonho” destaca ainda que a obra começou em setembro de 2017 e ultrapassou os 200 mil euros.

Com inauguração programada para a primavera de 2020, esta teve de ser adiada devido à pandemia.

Agora, a poucos dias do dia da inauguração, o pároco dá a conhecer o vasto programa comemorativo, que se vai prolongar entre as 14h30 e as 22h, percorrendo os vários lugares desta freguesia. “Queremos dar a conhecer a riqueza da freguesia, o seu património cultural e histórico”, frisa o padre que solicita ainda a todas as pessoas que se queiram associar à inauguração para que levem um banco para se sentarem, máscara, gel e que mantenham o distanciamento social, uma vez que o espaço é grande e o permite.

Na próxima edição do JB, de 3 de setembro, revelaremos o programa completo da inauguração que irá contar ainda com a presença da edil anadiense, Teresa Cardoso, dos autarcas da Moita e de V.N. Monsarros e de vários outros convidados.